Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Bloqueio do Voleibol  Voltar

Bloqueio do Voleibol

TÁTICA DE BLOQUEIO

A distância em que os atacantes devem se colocar para o bloqueio, varia de acordo com o sistema de ataque adotado pela equipe adversária. Se ela ataca na maioria das vezes nas extremidades da rede, os bloqueadores podem se colocar mais separados. Mas, se o ataque ocorre com maior freqüência no meio, é aconselhável os bloqueadores se manterem grupados (2 e 4 mais próximos do 3).

A equipe adversária utilizando um dos atacantes como levantador, tanto na posição 2 como na 4, o seu ataque é efetuado somente por dois cortadores. Se o seu sistema de ataque for com levantamentos normais, isto é, altos no meio e nas extremidades da rede, a área em que vai ocorrer maior número de cortadas será de 5 metros aproximadamente, ou seja, um pouco mais da metade do comprimento da rede, facilitando o desempenho dos três bloqueadores.

TÁTICA INDIVIDUAL DE BLOQUEIO

Apresentamos abaixo todos os casos de táticas de bloqueio que podem ser constantemente empregadas pelos jogadores do ataque:

1- fechar a direção em que o cortador adversário é mais eficiente;

2- trocar para o meio da rede o atacante mais alto, a fim de participar do bloqueio em toda a sua extensão;

3- executar um movimento brusco de flexão das mãos, a fim de "abafar" a bola, enviando-a ao solo da quadra ocupada pela equipe adversária;

4- colocar bloqueadores altos à frente dos cortadores adversários mais eficientes;

5- saltar para o bloqueio - com um pouco de atraso, se o levantamento adversário for alto, e ao mesmo tempo que o cortador, se o levantamento for baixo;

6- se perceber que o atacante adversário vai cortar a bola de raspão no bloqueio, retirar as mãos;

7- manter-se alerta e em posição de guarda para não ser surpreendido pelo ataque adversário, deixando passar bolas fáceis de serem interceptadas;

8- estar permanentemente em posição de guarda para poder se deslocar para a direita ou para a esquerda com mais rapidez;

9- observar a intenção do levantador adversário para distinguir a direção e o tipo de levantamento que vai ser empregado;

10- se o atacante for concluir uma jogada, mas a bola ultapassa a rede, o cortador, ao invés de tentar uma cortada legal, passa a executar o bloqueio.

NOTAS

I) O atacante de maior estatura que tiver preferência de trocar para o meio da rede, a fim de atuar no bloqueio em toda a extensão da rede, deve especializar-se em todos os tipos de cortadas dessa posição;

II) O movimento brusco de flexão das mãos (de cima para baixo), muda a trajetória da bola em direção ao solo da quadra contrária, mesmo que ela seja desviada para a direita ou para a esquerda;

III) Quando se coloca no meio da rede jogador de elevada estatura, é para melhorar o bloqueio e evitar que ele participe da defesa e do levantamento onde em geral é mais fraco;

IV) É necessário que todos os jogadores de Voleibol se habituem a executar o bloqueio com os olhos abertos;

V) Os bloqueadores devem acompanhar todos os deslocamentos da bola na quadra oposta;

VI) Se o bloqueador for inferior ao cortador adversário em estatura e não possuir capacidade física para invadir o suficiente para impedir a passagem da bola, é preferível saltar colocando os braços na vertical com as mãos próximas à rede, a fim de alcançar o máximo em altura e tentar apenas amortecer sua violência e dar condições aos jogadores de defesa, de levantá-la do fundo da quadra.

OBSERVAÇÃO

Atualmente o bloqueio é a principal arma tanto de ataque como de defesa. De ataque - quando faz a bola voltar e cair na quadra adversária. De defesa - quando amortece a violência da cortada e orienta a colocação dos demais atletas na defesa.

Fonte: www.geocities.com

Bloqueio do Voleibol

Definição

É a tentativa de interceptar a bola vinda da quadra contrária, atacada sobre a rede por um ou mais jogadores de ataque.

Informações Gerais

É um princípio básico de defesa

Apareceu no início da década de 20 com cortadas e foi usado somente com um jogador (simples) até o final dos anos 30, quando evoluiu para duplo

Sua introdução provocou diversas mudanças no voleibol, principalmente as de ordem tática

É a base de toda defesa e o ponto de partida para o sistema defensivo

São finalidades do bloqueio:

Deter ou amortecer a bola vinda do adversário
Reduzir as áreas de ataque
Dificultar a ação do atacante

Dados estatísticos

Participa em 20% das ações do jogo

Por sua interferência direta, ocorrem 6% dos erros no ataque do adversário

Por falhas na sua execução, são desperdiçados 16% de pontos que poderiam ser obtidos

Apresenta índice de eficácia de 18%

Informações técnicas

Classificação

Quanto ao tipo

Ofensivo
Defensivo

Tática individual

Oêxito é determinado basicamente por condições táticas e atléticas

Altura e alcance do bloqueio podem ser melhorados pela corrida

O bloqueio ofensivo só tem razão de ser utilizado se as mãos do bloqueador dominam totalmente a bola

A forma básica é o bloqueio duplo

Os erros táticos de bloqueio resultam basicamente da falta de observação

Os jogadores de defesa devem orientar os bloqueadores para a correção dos erros

As mãos devem dirigir a bola para dentro da quadra

Tipos de deslocamentos

Lateral (distâncias curtas)
Frontal (distâncias longas)
Cruzado (distâncias intermediárias)
Misto

Recomendações

Use a passada correta e o tipo de bloqueio adequado

Observe as ações táticas e características individuais do adversário

Procure chegar a tempo no ponto de ataque e use o tempo certo

Não tente advinhar

Desloque-se próximo à rede

Nos bloqueios coletivos cuide basicamente de sua área de responsabilidade

Lembre-se que mesmo não tocando na bola, você estará reduzindo as áreas de defesa

Use as mesmas referências que seus companheiros para a tomada de decisão

Fonte: vijosc.vilabol.uol.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal