Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Ilhas Cíclades

Ilhas Cíclades

PUBLICIDADE

A Cyclades é lançado como uma chuva de rochas no mar grego. Ela se estende até a costa leste do continente até os limites de Creta.

Ele é formado por 56 ilhas de todos os tamanhos, dos quais apenas 24 são habitadas.

Estas ilhas são formadas por fragmentos da montanha na Grécia continental, que foram destacados durante séculos nas águas do mar Egeu, após uma série de terremotos.

Colocado no centro do Mar Egeu, as ilhas Cíclades 56 são nomeados após a palavra grega “kyklos”, que significa círculo, formam um círculo com um diâmetro de cerca de 300 km de Delos, a ilha sagrada onde a mitologia deu à luz Apolo.

Habitada tão cedo quanto o quinto milênio, como evidenciado pelas escavações de arqueólogos, Cyclades foram o lar de uma brilhante civilização que se desenvolveu no final do quarto milênio e no decorrer do III, que deu à luz o Arte das Cíclades.

Este último é conhecido por seus ídolos de mármore com formas abstratas, Stripped, surpreendentemente modernos.

Cyclades cobrem uma área de aproximadamente 2500 km 2 e uma população de 100.000 habitantes.

Fonte: www.iles-cyclades.com

Ilhas Cíclades

As ilhas Cíclades, Grécia são compostas por 39 ilhas, das quais 24 são habitadas.

As Cíclades são os mais famosos de todas as ilhas gregas com Amorgos, Anafi, Andros, Antiparos, Delos, Ios, Kea, Kimolos, Folegandros, Milos, Mykonos, Naxos, Paros, Santorini, Serifos, Sikinos, Sifnos, Syros e Tinos.

As ilhas Cíclades são os mais bem conhecida das ilhas gregas e incluem Santorini e Mykonos, que são as duas ilhas mais populares na Grécia. Viagens de barco são 04:56 horas para as ilhas mais próximas (Kythnos, Syros, Tinos, Mykonos, Sifnos) e de oito a dez horas para o mais distante (Santorini), dependendo de quantas paradas que faz.

Os highspeeds tomar metade do tempo, mas custam o dobro. Há balsas diárias de Pireaus a todas estas ilhas, com exceção de Kea que você começa a partir de Lavrion e Andros que você começa a partir de Rafina.

A Cyclades (KIH-Klah-dez), são as ilhas gregas para sonhar; discrepantes ensolaradas de rocha e terra dappled mentindo espalhados pelo Egeu brilhante mar.

Suas características casas brancas cubistas, praias douradas, olivais, pinhais, encostas erva-strewn montanha e vales socalcos para fazer uma mistura irresistível.

O lance em uma pitada de hedonismo, e de uma cultura que atrai vividamente em temas antigos e modernos, eo sonho ilha grega pode se tornar realidade.

Outras realidades pode ser um toque mais realista, pelo menos para ilhéus nativos, que muitas vezes se esforçou para ganhar a vida através de séculos de privação.

Sob o brilho de turismo, muitos ainda criar gado e cultivar alimentos em solo relutante, ou perseguir uma oferta decrescente de peixes de mar que são regularmente áspero e perigoso. Os invernos são geralmente cinza, frio e implacável.

A Cyclades variar de grande fértil Naxos , com suas montanhas escarpadas e vales encravados, para os outliers minúsculas de Donousa, Iraklia e Anafi , onde o mar domina, com atitude, em cada lado.

As praias de Mykonos , Santorini e Ios são inundado com espreguiçadeiras sociedade e diversões ruidosas, suas principais cidades ferver de mercantilismo.

Tudo isso tem seu apelo, mas outras ilhas, como Andros , Amorgos e Sifnos , mantiveram o turismo a uma escala mais calmo.

A Cyclades são assim chamados porque eles formam um kyklos (círculo) em torno da ilha de Delos , um dos do mundo mais inesquecíveis locais antigos.

Fechando o círculo ainda é uma das experiências mais gratificantes para o viajante dedicado.

Fonte: www.greeka.com

Ilhas Cíclades

O grupo de ilhas mais famosas do Mar Egeu compreende algumas das ilhas mais bonitas do mundo! Belíssimas praias, arquitetura de branco e azul, estilo de vida tradicional, música popular, quente, povo hospitaleiro e paisagens áridas com capelas isoladas transformar uma viagem para as Cíclades em uma experiência de vida.

O nome “Cíclades” refere-se às ilhas que formam um círculo (o nome em Inglês significa: “circular ilhas”) à volta da ilha sagrada de Delos. De acordo com a mitologia grega, Poseidon, deus do mar, furioso com as ninfas Cyclades transformou-os em ilhas.

Milhões de visitantes gregos e estrangeiros vêm para as Cíclades cada ano para apreciar a deslumbrante luz e as águas azuis cristalinas, em busca do paraíso na terra.

Ilhas Cíclades
Kasteli praia

Deixe o seu sonho em uma das seguintes ilhas:

Andros é a ilha mais setentrional do grupo com uma grande tradição naval e não paisagem como os cartões postais das Cíclades: além das praias, há costões rochosos, serras, alternando com planícies férteis, vegetação exuberante e córregos que fluem em abundância.

Uma das ilhas mais encantadoras ainda menos conhecida das Cíclades, Tinos é o centro religioso do país, graças à igreja de Panayia Meyalóhari (a Virgem Maria). Peregrinos de todo o país vêm aqui para cumprir seus votos e procurar conforto espiritual.

Um dos destinos mais famosos em todo o mundo e um local de férias preferido do jet set, Mykonos , é extremamente bonito e bem conhecida por suas colinas nuas, as praias de areia surpreendentes, as capelas País ea arquitetura das Cíclades.

Devido à sua proximidade com Attica, Kea é uma beleza facilmente acessível com uma variedade cenário: montanhas íngremes, campos pequenos, olivais, vinhas, vales, enseadas pitorescas e off-the-beaten-track praias. Na ilha com a maior floresta de carvalho nas Cíclades, observação de pássaros é um verdadeiro deleite.

Ilhas Cíclades
Santorini

Cousteau olhou para a cidade perdida de Atlantis em Santorini . Em forma de crescente Santorini (ou Thira), a jóia preciosa do Egeu, é na verdade um grupo de ilhas que consistem em Thira, Thirassia, Asproníssi, Palea e Nea Kameni na parte sul da Cyclades.

Também chamado de “hipotermia” por conta de suas águas termais, Kythnos está muito perto de Attica, ainda, que é uma das ilhas menos visitadas das Cíclades.

Mitologia Grega tem que Anafi , um paraíso de beleza intocada e “exóticos” praias lavado por águas cristalinas, surgiu a partir do fundo do mar Egeu para dar abrigo aos Argonautas.

Ios . Os locais chamam sua ilha “Nios”, mas seu nome formal vem de “ion”, o nome grego para o violeta flor. Diz-se de ter sido o local de nascimento da mãe de Homer e do local de seu túmulo.

Permanecendo intocado pelo crescimento da indústria do turismo, Folegandros (ou Polykandros) oferece um relaxamento completo uma paisagem típica das Cíclades. A mitologia grega refere-se a Folégandros como filho de Minos e de cabeça dos primeiros colonos da ilha.

Ideal para umas férias descontraídas, Serifos é uma típica ilha das Cíclades, com aldeias brancas, portos tranquilos, praias douradas, colinas nuas e belas paisagens. O crescimento do turismo leve, não afetou a natureza da ilha e das características tradicionais.

Kimolos . Esta ilha pequena e muito bonita fica na parte ocidental das Cíclades, perto de ilha de Milos. Possuindo um solo vulcânico e uma única variedade de minerais, é famosa por suas praias fantásticas, variando de areia fina para seixos.

Sifnos vai virar definitivamente um feriado em uma experiência inesquecível, com uma rica tradição em cerâmica e gastronomia. Devido às suas minas de ouro, que costumava ser uma das mais ricas ilhas dos tempos antigos.

Fuja do stress diário e ansiedade nesta pequena ilha, localizada entre iOS e Folegandros. Sikinos é uma ilha típica das Cíclades, com terraços, muros de pedra baixas e capelas país numerosos que pontilham a paisagem banhada nas águas maravilhosas verde e azul do Mar Egeu.

Delos , o local de nascimento de Apolo e Artemis, costumava ser um centro religioso de toda a Grécia, nos tempos antigos, bem como o porto comercial principal no Mediterrâneo Oriental durante os tempos romanos.

Delos é desabitada e hoje é listado como um patrimônio mundial da UNESCO, recebendo um grande número de visitantes que se reunem para admirar monumentos notáveis e mosaicos impressionantes.

Beleza natural incomparável, praias de águas cristalinas, “únicas” caminhos bizantinos ligam aldeias tradicionais e paisagens deslumbrantes fazer Paros , localizado no coração da Cyclades, um dos destinos turísticos mais queridos da Grécia …

Naxos: o maior e mais verde ilha em Cyclades, com montanhas altas impressionante, vales férteis, exuberantes gargantas verdes deslumbrantes, marinhas e aldeias tradicionais situado no alto de topos de montanha, onde os habitantes ainda usam seus trajes tradicionais e viver dos frutos da terra! Naxos é também uma ilha de belas igrejas antigas, mosteiros e castelos venezianos coexistem harmoniosamente com Cíclades casas cúbicos …

Iraklia é uma pequena ilha, com apenas 115 habitantes, localizada na borda ocidental da Cyclades Oriental pequeno grupo de ilhas. Densa vegetação, fontes naturais, suaves colinas, águas cristalinas (com naufrágios no fundo do mar!), Baías cênica e cavernas são as características deste paraíso intocado em Cyclades.

Schinoussa está localizado no centro da Cyclades Oriental pequeno grupo de ilhas, ao sul de Naxos e nordeste do Iraklia.

É uma pequena ilha com três aldeias: Hora, Mesariá e Mersini.

Koufonisia é um pequeno grupo de duas ilhas, Pano Koufonisi (Alto Koufonisi) e Kato Koufonisi (Baixa Koufonisi), que são separados por um estreito. Eles estão localizados ao sudeste de Naxos e oeste de Amorgos; Pano Koufonisi é habitado, com uma área de 5,5 km ² e uma população de 366 habitantes.

Donousa é a ilha mais setentrional das Cíclades Pequenas Oriente está localizado a leste de Naxos e norte de Amorgos. A ilha tem uma área de 13,5 quilômetros quadrados e enseadas inúmeras alguns dos que escondem magníficas praias.

O ilhéu de Antiparos , deitado ao sudoeste de Paros, é ideal para umas férias tranquilas e serenas e pode ser facilmente alcançado a partir de Punda ou Parikia de barco. O antigo nome de Antiparos foi Oliaros.

Amorgos: a ilha de “Imensidão Azul” – uma grande parte do filme foi filmado Luc Besson lá – está no ponto southeasternmost das Cíclades e apresenta um cenário muito especial: montanhas, penhascos ideais para a escalada, terraços, precipícios e enseadas pitorescas com águas encantadores.

Milos: A atividade vulcânica no ano antigos dotou esta ilha com uma excitante variedade de paisagens deslumbrantes, consequentemente, oferecendo ao visitante uma ampla gama de atividades. As formas engraçadas das rochas e suas cores maravilhosas na bela praia de areia branca são uma expressão das características vulcânicas de Milos.

Syros: Esta é a ilha onde a tradição grega e influência ocidental vir a um casamento harmonioso. Ermoupoli (que significa “a cidade de Hermes”) é a cidade capital da ilha, e foi o primeiro centro comercial e industrial importante do país no século 19.

Fonte: www.visitgreece.gr

Ilhas Cíclades

Chamaram-lhes Cíclades (Kykládhes) por formarem uma espécie de círculo (kyklos) à volta da ilha sagrada de Delos. Mesmo não sendo verdade, vale a pena ir confirmar o posicionamento privilegiado destas ilhas gregas, ancoradas em pleno Mediterrâneo. Aqui fica um olhar sobre as ilhas Mýkonos, Delos, Naxos, Iráklia, Amorgós, Thíra (Santoríni) e Anáfi, na Grécia.

SOBRE AS CÍCLADES

Grandes e pequenas, turísticas e remotas, percorremos sete destas ilhas gregas irmãs, e verificámos que é difícil gostar mais de uma do que de outra. Só as nossas idiossincrasias pessoais podem levar-nos a preferir o cosmopolitismo de Mýkonos ao isolamento de Iráklia, a beleza de Amorgós ao charme de Thíra, mas todas elas sabem proporcionar momentos perfeitos.

Ilhas Cíclades
Entardecer em Mýkonos, Grécia

MÝKONOS, A CUBISTA

É a mais popular e cara das Cíclades. Possui a mais bonita e bem preservada khora, com ruelas labirínticas que se destinavam a desorientar os piratas, uma vez que se situa junto ao porto. Hoje são as multidões de turistas que por aqui se perdem durante a estação estival.

Junto ao porto passeiam-se pelicanos e, mais adiante, fica o bairro de Alefkándra, conhecido por “pequena Veneza” graças às suas casas quase lacustres. A vida noturna é intensa e variada, refletindo o cosmopolitismo desta ilha, que também concentra uma grande comunidade gay.

Quanto às praias, a maior e mais sossegada tem sido a de Elía, na costa sul, também por o acesso não ser muito fácil – o melhor é alugar uma motorizada.

Árida e seca, Mýkonos é mais interessante pelas povoações do que pela sua natureza tão inóspita. Cá em baixo, à beira da água, encontramos a alva igreja de Paraportianí, ex-líbris de uma ilha cor de terra. Aos fins de tarde, um padre vestido a rigor vem tocar o sino, lembrando que a religião ortodoxa também faz parte da vida insular.

A primeira visão, à chegada, fica como última memória: o aglomerado de casinhas brancas coroadas por uma fila de moinhos de vento, coladas umas às outras, como um pequeno monte de cubos de açúcar com esquinas arredondas e chaminés “algarvias” – o ponto máximo de uma arquitetura cubista muito típica das Cíclades.

DELOS, A ILHA-MUSEU

Facilmente acessível a partir de Mýkonos, é servida por barcos que começam a sair do porto às 8h20. A viagem é curta e o último barco regressa às 3 da tarde.

Como em todos os museus, é proibida a permanência depois da hora de fecho, e encerra ao público às segundas-feiras.

Não falamos apenas do edifício do museu, onde se exibem algumas das descobertas mais preciosas, mas de toda a área da ilha, que está, inclusive, proibida a barcos de recreio.

Ilhas Cíclades
Delos, a ilha-museu

É uma experiência única chegar no primeiro barco e deambular quase em solitário pelo que resta da cidade: ruas, casas, belíssimos mosaicos, templos, estátuas – os famosos leões de Delos, por exemplo -, um teatro, o lago sagrado e muitas colunas trabalhadas vão surgindo, enquanto nos dirigimos ao cume do monte Khíntos.

A vista abrange uma vasta área de mar azul turquesa, de onde se levantam as manchas pardas das Cíclades. Provavelmente, foi neste ponto que surgiu a ideia enganadora de Delos ser o centro do arquipélago.

Foi um importante centro, sim, mas religioso, com apogeu entre os séculos III e II AC. E ainda lhe sobram abundantes vestígios dessa antiga grandeza, como os templos de Apolo e Dionísio, perto do museu.

NAXOS – EM TERRA FIRME

Nunca precisou do negócio do turismo, mas ele chegou e impôs-se. Naxos é a maior e a mais fértil das Cíclades, a única com nascentes de água no seu interior e uma agricultura pujante que a leva, por exemplo, a “exportar” batata de semente para o resto do país.

São famosos os seus citrinos, produz-se mel, queijo, azeitona e legumes, para além de vinho. Graças ao seu tamanho, é o único lugar do arquipélago onde podemos esquecer o mar.

Viajando pelo seu interior montanhoso, encontramos não só o ponto mais alto das Cíclades – os 1000 metros do monte Zás – como povoações de pedra, que em nada lembram as aldeias piscatórias do costume. Bem no interior fica Khalkí, que já foi a cidade mais importante, até o mar recuar, e o porto ficar longe demais.

Ilhas Cíclades
Vista de Naxos, a maior das ilhas gregas das Cíclades

É difícil encontrar nas ilhas lugares tão facilmente identificáveis com a Grécia continental: campos de oliveiras e limoeiros, capelas e alminhas espalhadas pelos montes em volta, e uma curiosidade: a original Panagía Dhrossianí, um dos mais antigos mosteiros do arquipélago, datado do século VI.

Como fez parte do ducado veneziano entre os séculos XII e XVI, a sua arquitetura é realmente diferente, com casas e torres fortificadas – os pirgi – espalhadas pelas aldeias e pela costa. A própria khora, que nos espera junto ao porto, tem um cheirinho italiano.

Os mais famosos vestígios helénicos são as estátuas inacabada em mármore local, os kouri, e o grande portal do templo de Apolo, que anuncia aos barcos a chegada à “ilha menos ilha” do arquipélago.

IKRÁLIA – TAMANHO É FORMOSURA

Faz parte do grupo de ilhas a que se costuma chamar “as pequenas Cíclades”. Mas Skhinoússa, as duas Koufoníssi (Grande e Pequena), Dhonoússa e Kéros, ainda são mais pequenas. Pelo seu tamanho diminuto e população reduzida, possui apenas uns cerca de três quilómetros e meio de estrada, entre o porto e a khora.

O resto são carreiros, que atravessam a terra pedregosa e coberta de arbustos sem quase nunca conseguir chegar muito perto do mar, que fica no fundo de falésias. A melhor excepção é a praia de Livádhi, uma extensão plana de areia onde o mar se espraia sem sobressaltos.

Atravessando a velha khora, um caminho rodeado de muros de pedra passa o monte em direção à gruta de Ágios Ioánnis. O interior da gruta é amplo, com abundantes formações que só são visíveis com o auxílio de uma lanterna bem forte.

Mas o passeio até lá descobre também uma visão fantástica sobre as outras ilhas mais pequenas, para além de Naxos e Amórgos.

O maior prazer de Iráklia acaba por ser a sua atmosfera arcaica, própria dos lugares pequenos, onde se revisitam as Cíclades de antigamente. À hora da sesta, os gatos passeiam por entre as casinhas brancas de portadas azuis, procurando a sombra mais próxima do polvo deixado a secar.

O momento mais excitante do dia é a chegada do barco: descarrega-se mercadorias, aparecem turistas novos que depressa enchem o punhado de pensões, fazem-se despedidas. Depois, desaparecem todos e a calma regressa.

AMORGÓS, O BULÍCIO ADIADO

Tem o tamanho ideal: nem é demasiado grande para explorar por conta própria, nem é tão pequena que se conheça toda a gente em dois dias. Eyiáli é considerada a melhor praia, mas nadar em Ágia Anna, mesmo ao largo do mosteiro de Khozoviótissas, é uma experiência única – só do mar se pode avistar por completo a mancha branca do edifício, encravado nas falésias vermelhas.

Ilhas Cíclades
A tranquilidade de Amorgós

A parte sul de Amórgos é a mais bonita, e a que reserva mais surpresas. A povoação de Arkessini, por exemplo, proporciona um excelente passeio aos que descem até à sua antiga localização, num promontório que sai diretamente do mar, encimado por uma capelinha de cúpula azul.

Os antigos campos em socalcos e os muros altos, que escondem o caminho de pedra, contrastam com a atividade que encontramos no porto de Katápola, ajardinado com árvores e buganvílias.

A estrada sobe aos ziguezagues, oferecendo vistas excelentes sobre a baía, até atingir a khora, um conjunto de casas brancas quase perfeito, empoleirado nuns montes rochosos muito acima do porto.

Diferente da de Mýkonos, – esquinas mais aguçadas, casas subidas por um declive maior – não deixa de ser uma das mais bem estimadas das ilhas.

Com excelentes praias e belas povoações, o turismo tem vindo a crescer muito, mas Amórgos ainda pode ser considerada uma ilha a descobrir.

THIRA (SANTORÍNI) – EM CIMA DO VULCÃO

Ilhas Cíclades
Ilha Santoríni, uma das mais turísticas ilhas gregas das Cíclades

Também é conhecida por Santoríni, e só pelo espetáculo da chegada vale a pena passar por aqui: o barco atravessa literalmente a caldeira de um vulcão, mostrando de forma evidente que a ilha é a vertente que sobrou da explosão. As povoações de Firá e Ía parecem escorrer pela encosta escura até à água.

Antigamente havia uma rampa que se subia de burro, mas agora há uma estrada, e os burricos passaram a curiosidade turística. Aliás, deve dizer-se que toda a ilha se transformou num imenso parque de diversões, onde não se descortina grande coisa da sua vida original.

A não ser, talvez, a produção de magníficos pistácios e o vinho, que nasce das vinhas baixinhas encravadas nas pedras calcinadas do chão.

De resto, tudo é quartos e casas de férias, lojas variadas para turistas, agências de viagem, guarda-sóis e camas de aluguer, que enchem as praias quase sem deixar espaço para quem só vem dar um mergulho.

A explosão do vulcão deu-se por volta de 1550 AC. E arrasou a ilha, onde florescia a civilização Minóica, originária de Creta. Vale a pena visitar as ruínas de Akrotíri, embora os magníficos frescos estejam agora no Museu Nacional, em Atenas. A ilha foi “descoberta” por artistas desde os anos 60, e muitos têm aqui casa com vistas para a caldeira do vulcão, e para a ilha fumegante que nasceu no meio.

Diga-se em abono da verdade que, depois do terramoto de 1956, a reconstrução foi um trabalho brilhante, e o casario de Ía tem de ser considerado uma obra única no mundo.

NÁFI, A DESCONHECIDA

Apenas a noventa minutos, fica o fim da linha para os barcos que passam em Thíra – Anáfi, uma pequena ilha pouco conhecida e menos procurada, que preserva ainda um ambiente genuíno. A sua pequena frota de barcos estacionada no porto, no fundo de uma ladeira que custa a subir nas horas de calor, continua bem ativa, e fornece diariamente de peixe fresco as duas únicas povoações.

Lá no alto, na khora, os cafés esvaziam à hora do calor para tornar a encher-se ao fim da tarde. No casario branco sobressaem estranhamente as casas anti-sismo, em forma de barril, e uma igrejinha em forma de suspiro.

Para conhecer o resto, só a pé: a ilha oferece um passeio soberbo, que une praias desertas e capelas, até chegar ao mosteiro de Kalamiótissa, construído sobre um templo de Apolo. É um prazer ir percorrendo o rosário de pequenas baías, experimentando a temperatura da água em todas elas, até chegar ao mosteiro com vista para a costa norte, de mar suave e transparente.

Tal como Iráklia, Anáfi não é para quem procura agitação e ambientes sofisticados, mas os prazeres simples do isolamento num lugar de sonho.

QUANDO VIAJAR PARA A GRÉCIA

O Verão é muito quente, cheio de multidões em busca de sol, os preços disparam e o vento meltémi chega a soprar dias a fio. O resto do ano é mais agradável, sobretudo a Primavera e o Outono.

GASTRONOMIA GREGA

Em Thíra: Restaurante Bella Thíra, na rua 25 Martiou.

Em Náxos: Restaurante Papagalos, entre o porto e a praia de Áyios Yeóryios.

Em Mýkonos: na rua Mitropóleos, o Yavroutas Estiatorio.

Para além de comida internacional para todos os gostos, da mexicana à italiana, os restaurantes oferecem comida típica mediterrânica – grega -, onde abundam os legumes e o peixe.

A não perder: o frappé, café frio batido; as saladas – de tomate, pepino, queijo feta e azeitonas – e as dolmades, folhas de vinha recheadas com carne ou arroz.

Fonte: www.almadeviajante.com

Ilhas Cíclades

A Grécia sempre provoca suspiros: o romantismo das ilhas, a sofisticação dos cruzeiros, as praias paradisíacas, o sonho de estar debaixo do sol entre casinhas brancas e o azul do mar, o encontro do Oriente e o Ocidente, a presença dos deuses, a grandiosidade dos templos, o mistério das ruínas…

Pisar numa praia grega pela primeira vez é uma grande experiência – a começar pelo fato que, para chegar nela, você participou de um Cruzeiro pelo mar Egeu.

Claro que existem os cruzeiros luxuosos, iates, veleiros,mas existe também uma forma muito comum e barata que são os ferry boats que, adespeito da sofisticação da primeira classe,abriga mochileiros do mundo inteiro e senhoras ortodoxas vestidas de preto dos pés à cabeça.A Grécia leva consigo o mito e a história que todos fazemos idéia, mas ainda é muito mais que isto, e você só vai descobrir estando aqui.

Há muitas e muitas ilhas, na verdade umas 3 mil,ninguém sabe ao certo; das quais, aproximadamente 100 são habitadas.Dentre elas, uma das mais famosas é Mikonos,uma das ilhas do arquipélago das Cíclades.

O lugar é um paraiso,seja pelo charme de suas casinhas brancas, seja pela beleza da natureza, ou pelo fato de que entre suas praias, quase todos estão como vieram ao mundo, o que corrobora a tese que na Grécia só existem dois tipos de praias, aquelas onde se usa roupa e aquelas onde é obrigatório ficar pelado.

Outra coisa curiosa é que nesta praia,a Super Paradise uma das mais famosas frequentada por hippies nudistas desde 1960, não há areia…apenas pedras e pedregulhos. Estender uma esteira aqui, seria impossível.

Então usemos as espreguiçadeiras e vemos com a maior naturalidade famílias inteiras divertindo-se nuas. Á tarde você poderá conhecer as igrejas de Mikonos, para ser preciso são 365 igrejas, uma para cada dia do ano, cada uma dedicada a um santo específico.

O povo grego é extremamente religioso ( cerca de 95% dos gregos pertencem a religião ortodoxa). Interessante que quase todas as famílias possuem uma igreja em seu quintal usada para casamentos e batizados.

Para os turistas, no entanto, funciona como marca registrada das ilhas – em Santorini o telhado das igrejas pode ser azul-escuro ou branco; em Mikonos é sempre vermelho; em Paros, azul-claro, e por aí vai.

Charmosas e graciosas, o fato é que as igrejas, assim como os moinhos de vento formam mais um daqueles ícones que fazem borbulhar o imaginário sobre a Grécia.

Outro ponto que fez a fama do país á a agitação da vida noturna, as vezes nem tão noturna assim.Em Atenas, por exemplo existem boates abertas o dia todo e é comum ver as pessoas bebendo e dançando em cima das mesas como se fosse alta madrugada.

Normalmente o grego saboreia uma bebida de nome ouzo, feita a base de anis.Em ilhas badaladas como Santorini, mesmo você sendo tímido é impossível acabar a noite sozinho, o clima favorece os encontros.

Já em Mikonos, os conservadores devem estar atentos pois a ilha é conhecida como o paraiso dos homossexuais, sempre dispostos a novas experiências.

Á direita do arquipélago de Cíclades, está o Dodecaneso, as doze ilhas enfileiradas costa da Turquia,das quais a de Rhodes é a mais conhecida. Abaixo de tudo,está a famosa Creta e o Palácio de Cnossos, que há quarenta séculos teve a honra de ser o berço da civilização européia.

De acordo com a mitologia, era aqui, no labirinto do palácio, que morava o Minotauro, monstro metade touro, metade homem.

Se existe um lugar para onde todo mundo já sonhou em ir um dia, este lugar é a Grécia. As Ilhas Gregas são maravilhosas! Entre as paisagens magníficas e ruínas milenares, os mitos vencem a história e os sonhos navegam em mares de um azul incrível!

Ilhas Cíclades
Ilha Cíclades

Ilhas Cíclades
Ilha Cíclades

Ilhas Cíclades
Mapa das Ilhas Cíclades

Fonte: www.samaratour.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+