Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Química / Cálcio

Cálcio

PUBLICIDADE

O cálcio é um mineral que é uma parte essencial dos ossos e dentes. Os sistemas de coração, nervos, e a coagulação do sangue também precisam de cálcio para trabalhar.

O cálcio é utilizado para o tratamento e prevenção de níveis baixos de cálcio e resultando condições ósseas, incluindo a osteoporose (ossos fracos devidos à baixa densidade óssea), raquitismo (uma condição em crianças envolvendo amolecimento dos ossos), e osteomalacia (um amolecimento dos ossos que envolvam dor).

O cálcio é também utilizado para síndrome pré-menstrual (PMS), cãibras nas pernas durante a gravidez, a pressão sanguínea elevada na gravidez (pré-eclampsia), e reduzindo o risco de cancro do cólon e cancros do reto.

Cálcio – O que é

Nos seres humanos, o cálcio é o mineral mais abundante e constitui cerca de 2% do peso corporal total. Quase tudo isso de cálcio encontra-se no esqueleto e o restante encontra-se nos dentes, o plasma do sangue, tecidos moles do organismo e o fluido extracelular.

O principal papel do cálcio no organismo é proporcionar estrutura e resistência ao esqueleto. Esta estrutura é fornecida, principalmente, por uma forma de fosfato de cálcio hidroxiapatite chamados cristais, os quais são encontrados no colagénio. Os iões de cálcio sobre as superfícies ósseas interagir com as presentes nos fluidos corporais, por conseguinte permitindo a troca de iões. Isto é essencial para a manutenção do equilíbrio do cálcio no sangue e osso. Cálcio no sangue é um importante regulador de processos corporais fundamentais, tais como a contração do músculo, nervo sinalização impulso, sinalização hormonal e coagulação do sangue.

Fontes de cálcio

O cálcio deve ser obtido da dieta, uma vez que não é produzido pelo organismo. As principais fontes de cálcio na dieta são o leite, produtos lácteos e outros alimentos ricos em cálcio, como peixes com ossos comestíveis (por exemplo, sardinhas e anchovas), feijão, tofu, espinafre, agrião e brócolis.

Alguns alimentos também são enriquecidos com cálcio, como leite, iogurte, cereais de pequeno almoço, arroz e até mesmo biscoitos. O cálcio também pode ser tomado como um suplemento e pode ser prescrito para mulheres lactantes ou crianças em crescimento, por exemplo, para evitar deficiências.

Deficiências de cálcio

A deficiência de cálcio conduz a uma má saúde dos ossos e pode ser causada pela ingestão insuficiente de cálcio, má absorção de cálcio ou a perda de cálcio em excesso, os quais podem reduzir a mineralização óssea. Condições ósseas tais como a osteoporose e raquitismo são causados por uma deficiência de vitamina D, o que prejudica a absorção intestinal do cálcio e, por sua vez, conduz a uma baixa taxa de mineralização óssea. Os ossos, portanto, tornar-se macio, maleável e propenso a deformidade.

Cálcio – Mineral

Cálcio
Cálcio Símbolo

O cálcio, como o magnésio, é um macroelemento.

É o mineral mais abundante do organismo: 1100 a 1200 g de cálcio, dos quais 90% está no esqueleto. O resto é repartido entre os tecidos (músculos sobretudo) e o plasma sangüíneo. Neste nível, o cálcio se apresenta ligado às proteínas, como também na forma ionizada indispensável às numerosas funções das células.

É um elemento primordial da membrana celular na medida em que ele controla sua permeabilidade e suas propriedades eletrônicas. Está ligado às contrações das fibras musculares lisas, à transmissão do fluxo nervoso, à liberação de numerosos hormônios e mediadores do sistema nervoso, assim como à atividade plaquetária (coagulação do sangue).

As trocas entre o tecido ósseo e o plasma sangüíneo se fazem nos dois sentidos, de maneira equilibrada nos indivíduos normais.

A quantidade de cálcio presente no sangue(calcemia) resulta de vários movimentos: duas entradas (a absorção do cálcio no intestino delgado e a reabsorção óssea) e duas saídas (depósito nos ossos e perdas através da urina). A calcemia não é um espelho fiel destes movimentos e não pode ser o único parâmetro para identificação de uma patologia cálcica. Pode-se observar uma redução do mineral ósseo (osteoporose) ou uma anomalia do metabolismo cálcico (doença de Paget) sem que seja modificada a taxa de cálcio no sangue.

Os principais fatores de regulação do metabolismo cálcico são o paratormônio secretado pelas glândulas paratireoides (que tendem a liberar o cálcio a nível ósseo e favorece a reabsorção a nível renal ) e a vitamina D, que é indispensável a uma mineralização correta.

Enquanto que dificilmente se podem administrar os fatores interiores(equilíbrio hormonal) que intervém na fisiologia do cálcio, é possível atuar sobre os fatores externos, o aporte de cálcio e da vitamina D, a relação do cálcio com o magnésio e o fósforo ou ainda a composição da ração alimentar. Assim, por exemplo, o excesso de proteínas na refeição aumenta a eliminação urinária do cálcio (atenção aos regimes hiperprotêicos). Da mesma forma a ingestão de alimentos ricos em ácido oxálico (por exemplo, espinafre) ou em ácido fítico (pão integral) faz diminuir a disponibilidade do cálcio em razão da formação de sais insolúveis. A cafeína, o álcool e diversos medicamentos são fatores desfavoráveis para a disponibilidade do cálcio.

As carências profundas em cálcio (hipocalcemias) são bastante raras. Ao contrário, as carências moderadas são freqüentes.

Elas provocam os sintomas de hiperex-citabilidade neuromuscular: formigamentos, agulhadas, entorpecimento dos membros e contrações musculares.

Ao nível dos ossos, a redução da taxa de cálcio no organismo pode traduzir-se por sinais de descalcificação: raquitismo, retardamento do crescimento e osteoporose.

As hipocalcemias são devidas mais freqüentemente ao déficit de vitamina D e também à falta de aporte de cálcio. Mais raramente uma insuficiência renal, uma pancreatite aguda ou um excesso de fósforo podem estar em jogo.

Quanto às hipercalcemias (aumento do cálcio no sangue), elas se manifestam sob formas diversas: poliuria (necessidade freqüente de urinar), formação de cálculos renais, perda de apetite, sonolência, fraqueza muscular e palpitações. Os hipercalcêmicos revelam, ou uma patologia subjacente como o câncer com metástase óssea, hiperparatireoidia, insuficiência renal, ou um incidente iatrogênico como nos casos de utilização prolongada de grandes doses de vitamina D ou de certos diuréticos.

O ion cálcio nos distúrbios vasculares

Tendo tomado medicamentos “inibidores de cálcio”, certos pacientes acreditam que é melhor evitar consumir cálcio, o que é um erro.

Se o cálcio interfere nos fenômenos de espasmos vasculares, na insuficiência circulatória cerebral e nos distúrbios vasomotores, assim como, na hipertensão arterial, estas são circunstâncias particulares.

Normalmente, a concentração do cálcio na célula é pequena, mas em circunstâncias patológicas (falta de oxigênio) há uma sobrecarga de cálcio intracelular, pois a membrana celular não preenche mais seu papel de barreira face ao cálcio extracelular. Esta entrada maciça de cálcio no interior da célula implanta canais membranários rápidos, que se abrem quando o equilíbrio da célula é perturbado.

A elevação do cálcio livre na célula tem conseqüências desastrosas: a vasoconstrição dos vasos sangüíneos, uma diminuição da deformabilidade dos glóbulos vermelhos (aumento da viscosidade do sangue) e a tendência à tendência a hiperagregação das plaquetas sangüíneas.

Uma nova classe de medicamentos (os antagonistas do cálcio, que impedem o fluxo transmembranário do cálcio), é, pois, mais e mais utilizado nas doenças vasculares e nas hipertensões arteriais.

Acusar o cálcio de provocar contração exagerada dos músculos lisos é uma solução fácil; de fato, é antes o sistema nervoso simpático que exerceria um papel chave (por meio das secreções aumentadas dos mediadores) na indução das situações patológicas ao nível das membranas celulares.

As necessidades de cálcio estão sendo revistas. Uma ração alimentar normal fornece cerca de 500 a 600 mg de cálcio/dia. É a quantidade aconselhada até hoje.

Todavia, o novo trabalho do grupo Getramol (grupo da comissão in- terministerial) preconiza um aumento do aporte nutricional de cálcio. Uma ingestão diária da ordem de 800 a 1000 mg/dia parece aceitável. Se se admite este aumento, é necessário se preocupar também com a modificação nos aportes de magnésio e fósforo, pois é importante conservar a relação Ca/Mg (cálcio/magnésio) vizinha de 2 e a relação Ca/P (cálcio-fósforo) entre 1 e 1.5.

As necessidades em cálcio aumentam no período de crescimento, durante a gravidez e o aleitamento (1500mg/dia).

De certo, durante a gravidez se produz uma adaptação do metabolismo fosfocálcico a fim de responder à demanda das necessidades do feto. Assim, a absorção do cálcio no intestino e ao nível dos condutos renais é aumentada, graças ao aumento da formação de vitamina D. Porém, a mulher grávida pode ser carente de vitamina D no período invernal nas nossas condições de fraca insolação. Ao lado de um bom aporte de cálcio, sabe-se, a partir de estudos recentes, que a adição de vitamina D às mulheres grávidas assegura uma assimilação exata do cálcio. Esta precaução se faz necessária, não só para a mãe como também para a criança, pois é da mãe que a criança receberá a vitamina D.

É interessante lembrar que as taxas baixas de vitamina D e as hipocalcemias dos bebês não são raros na França.

Devem-se também ressaltar os trabalhos americanos, apresentados no encontro internacional sobre alimentação das mulheres grávidas, que preconizam um suplemento cálcico durante a gravidez com a finalidade de protegê-las contra uma elevação da pressão arterial.

O cálcio e a osteoporose

Melhor prevenir que remediar. O cálcio é também o centro de debate da osteoporose, que se tornou uma espécie de “epidemia silenciosa”, notadamente entre as mulheres. Lembremos que, com a idade ,o capital ósseo diminui lentamente e que a osteoporose corresponde à ampliação deste fenômeno fisiológico.

É difícil analisar a eficácia do aporte de cálcio nesta doença, devido às divergências encontradas nos resultados dos estudos.

Estas divergências são provenientes, de um lado, pelo diferente comportamento dos ossos nas várias regiões do esqueleto: os ossos do rádio não reagem ao suprimento do cálcio, enquanto que as taxas das fraturas dos outros ossos (fêmur, bacia) diminuem de maneira significativa. De outro lado, parece que todas as mulheres menopáusicas não reagem ao aporte adicional de cálcio.

Nas mulheres com uma taxa normal de estrógenos, o equilíbrio cálcico se estabelece mais rapidamente que nas carentes de estrógenos. Finalmente, muitos autores concordam no essencial, isto é, sobre a prevenção a longo termo. É primordial assegurar à massa óssea a maior densidade possível entre os vinte e quarenta anos.

Os primeiros anos da idade adulta seriam decisivos para uma predisposição futura à osteoporose. De fato, a densidade do esqueleto continua a aumentar entre doze e dezesseis anos após o fim do crescimento da estatura.

Por que não fazer um esforço para ter um bom aporte cálcico se ele fornece uma proteção sem nenhum risco?

Nas doses indicadas o risco de hipercalcemia ou hipercalciuria (aumento do cálcio na urina) é pequeno. Toda a prudência é pouca nos indivíduos portadores de litíase cálcica.

Como fonte de cálcio, os derivados do leite são os mais ricos.

Em caso de intolerância à lactose (enzima hidrolisante), o açúcar do leite é pouco ativo ou ausente em certas pessoas), os yogourts podem substituir o leite: senão é necessário recorrer a um complemento alimentar de 500 a 600 mg de cálcio/dia

Cálcio – Elemento Químico

Cálcio

No início do século XIX, o químico inglês Humphry Davy detectou a presença de um elemento metálico no gesso e que também a cal era composta por oxigênio e um metal. Essa substância, que não existe em estado livre na natureza, embora faça parte da composição de diversos minerais, recebeu a designação de cálcio.

Cálcio é um elemento químico, de símbolo Ca, do grupo II da tabela periódica (metais alcalino-terrosos). Trata-se de um metal leve, de brilho prateado e considerável dureza. Seu ponto de fusão é de 842-848 ºC e o de ebulição eleva-se a 1.494 ºC.

Embora só se encontre em combinações minerais, o cálcio ocupa o quinto lugar entre os elementos mais abundantes na crosta terrestre (com cerca de 3,64%). O mais difundido dos minerais que o contêm é a calcita (variedade cristalina do carbonato de cálcio, CaCO3), que entra na composição do mármore, das rochas calcárias, das gredas e dolomitas, das estalactites e estalagmites, bem como de produtos orgânicos como o coral e as pérolas. Outros minerais em que entra o cálcio são a apatita — fosfato de cálcio, Ca3(PO4)2 — e o gesso — sulfato de cálcio, CaSO4.

No corpo humano o cálcio representa cerca de dois por cento do peso total e é o principal componente inorgânico de dentes e ossos. Sua deficiência na dieta provoca nas crianças uma malformação óssea, conhecida como raquitismo. Essa doença pode também ter por causa uma carência de vitamina D, necessária para que o cálcio seja absorvido no organismo. Esse elemento é também imprescindível para o mecanismo da transmissão nervosa e para a contração muscular.

Obtém-se o cálcio mediante a redução de cal com alumínio em um meio quente e a baixa pressão. Em estado puro entra em ligas constituídas por diversos metais (chumbo, cobre, alumínio etc.). É empregado também como eliminador do enxofre nos derivados de petróleo e purificador de metais como o urânio ou o cromo.

De seus principais compostos, a cal, óxido de cálcio, de fórmula CaO, é empregada como fertilizante e em numerosas reações químicas; o carbonato de cálcio, na construção e na cerâmica; a cal extinta — hidróxido de cálcio, Ca(OH)2 — e o gesso, na construção; e o carboneto, Ca2C, como matéria-prima do acetileno.

Fonte: www.webmd.com/www.news-medical.net/biomania.com/www.oligopharma.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Dopamina

PUBLICIDADE A dopamina é um neurotransmissor, uma das substâncias químicas responsáveis ​​pela transmissão de sinais …

Antagonista

PUBLICIDADE Um antagonista do receptor é um tipo de ligante receptor ou droga que bloqueia …

Agonista

Definição PUBLICIDADE Um agonista é uma molécula que pode se ligar e ativar um receptor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+