Breaking News
Home / Turismo / Austrália do Sul e do Oeste

Austrália do Sul e do Oeste

PUBLICIDADE

População Total: 1,5 milhão de habitantes
Área Total: 983.482 km²
Clima: Quente e temperado
Verão: Longo e seco, mínima de 17ºC e máxima de 28ºC
Inverno: Ameno, porém chuvoso, mínima de 8ºC e máxima de 16ºC

Adeleleaide

É a capital do estado, uma cidade limpa, confortável e bem planejada. O centro da cidade, em forma de damero está rodeado por áreas verdes, o que permite uma rápida orientação.

Adelaide apresenta uma caprichada construção refletida nos sólidos edifícios. Respira-se uma calma peculiar nesta civilizada cidade como em nenhuma outra. Está rodeada de umas formosas colinas, os Mt. Lofty Ranges, somadas ao mar.

A visita tem de iniciar-se em North Terrace, o centro cultural onde concentram-se os museus e as galerias.

Comece na Estação do Trem, desde onde pode admirar o Cassino, do ano 1929 do estilo clássico. Continuando por North Terrace encontrará o Museu Constitucional e a um lado, Parliament House, com 10 colunas de mármore.

Para o norte, o Adelaide Festival Center, um sobérbo complexo de artes com cinco teatros. Cruzando a rua King William, aparece Government House do ano 1840 e muito próximo, a State Library, onde exibe-se instrumentos e pertences do fundador da cidade.

Do lado, o South Austrálian Museum aloja uma excelente coleção de arte e instrumentos aborígens. Segue a Art Gallery of South Austrália com o melhor das propostas contemporâneas e além, a Universidade de Adelaide a extender-se por quase 10 hectares.

Ayers House é uma bela mansão de fina arquitetura construida com pedra cor azul.

Entre as áreas verdes destacam os Jardins Botânicos, o Parque Rymill e os Jardins Veale. Não deixe de visitar as igrejas de Holy Trinity, São Francisco Xavier e a Catedral de São Pedro e os museus Marítimo, Postal, Histórico, o Instituto Nacional de Cultura Aborígem Tandanya e a Jam Factory Craft and Design, um centro artístico, onde exibem-se os trabalhos de artistas Austrálianos.

Recomendamos um passeio por Vitória Square, por Rundle Mall, uma rua pedestre onde abundam as lojas e lanchonetes e pelo Mercado Central, onde pode-se comprar verdura e fruta fresca. A melhor panorâmica da cidade obtém-se desde a pequena colina de Montefiore, onde encontra-se Ligth´s Vision, a estátua do fundador.

Para o sul de Adelaide encontra-se a Península de Fleurie com excelentes praias e lugares de descanso, sobretudo as que olham para o Golfo de São Vicente. O Southerm Wine District começa aproximadamente 19 quilômetros ao sul de Adelaide, uma região ensolarada, onde prevalecem os vinhedos. Victor Harbour, é um antigo porto baleeiro e o centro de férias mais importante com belas casas coloniais.

A Ilha Kangaroo, é a tercera ilha em tamanho da Austrália depois da Tasmânia e Melville Island. Trata-se de um tranquilo centro de férias a 113 quilômetros de Adelaide.

A população principal é Kingscote, junto a Americam Rivers e Penenshaw. A maior parte do território está ocupada pelo Flinders Chase National Park.

Para o norte de Adelaide está a Península Yorke, destacando pelos praias e zonas para a pesca. A Península de Eyre, situada mais para o norte, forma junto à de Yorke, o Golfo de Spencer, a entrada a Port Augosta. Em toda a zona encontram-se numerosos Parques Naturais e Reservas.

Entre os parques destacamos o Lincolm National Park, 20 quilômetros ao sul de Port Lincoln, e ao leste o Coffim Bay National Park na parte sul da península.

Vale de Barossa

Esta é a região mais famosa do Estado, graças à produção de seus bons vinhos. Formam o Barossa Valey e o Edem Valey. É considerada a região vinícola mais famosa da Austrália.

Desta zona pode-se desfrutar de um cruzeiro em algum dos barcos a vapor (de rodas), que navegam pelo Rio Murray. Trata-se de embarcações modernas e confortáveis que partem desde diversos portos como Mannum, Murray Bridge ou Goolwa.

Flinders Ranges

As cordilheiras Flinders Ranges a internar-se para o norte, oferecem uma das paisagens mais espetaculares da Austrália. Como em outras regiões secas, a vegetação muda de forma e cor constantemente. A zona conta com numerosos senderos e lugares para acampar. Aqui pode-se visitar algum dos lugares dos aborígens.

O Outback

O Outback, além das montanhas, é o reino do deserto, a possibilidade de mergulhar o espírito em uma experiência única. Grande parte dos ópalos do mundo provém desta zona.

Coober Pedy é o centro dos ópalos. O Witjira National Park, é uma enorme estação natural no deserto, com oásis onde habitam pastores e aborígens, com animais do deserto e diferentes espécies de aves.

Não esqueça de tomar um banho no Dalhousie Mound Springs, um dos maiores e mais conhecidos da Austrália, suas tíbias águas são ideiais para nadar.

Outros destinos de interesse são a Reseva Regional Innamincka, o Lake Eyre National Park e o Simpsom Desert Conservatiom Park and National Reseve.

Austrália do Oeste

Perth

Situada nas redondezas do Rio Swam e perto das costas do Mar Índico está a capital, uma cidade moderna e prazerosa. Nela e nos arredores concentra-se 80% da população do estado. Parte da cidade soma-se ao rio.

O centro da cidade é muito compacto, onde os lugares de interesse podem ser visitados caminhando. Recomendamos-lhe iniciar o percurso em King Parks uma área verde com belos passeios, além de alojar o Jardim Botânico.

Daqui pode avançar e cruzar o rio para chegar ao centro, onde encontrará a Casa de Governo do estilo gótico, o Parlamento, o Westerm Austráliam Museum, com uma sala de arte aborígem e uma prisão original do século XIX entre outras coisas, o His Majesty´s Theater, inaugurado em 1904, o Barracks Arch e a Galeria de Arte, situada em um moderno edifício, onde exibem-se obras de pintores europeus, asiáticos e Austrálianos.

O Zoológico de Perth conta com uma rica variedade de animais noturnos, enquanto em Underwater World (Mundo Submarino) é possível admirar tubarões e centenas de peixes, através um túnel transparente. Entre os parques da cidade distinguem-se Alam Greem Plant Conservatory, os Jardins da Rainha e Hyde Park, sede de um importante festival. Não esqueça de ir em Wannewroo Markets onde pode comprar boa comida.

Do outro lado do rio pela Ponte Narrow localiza-se Old Mill, um velho moinho restaurado com relíquias dos pioneiros. Kings Park, um popular parque com áreas para pic-nique, domina toda a cidade. Ao norte Whitemam Park oferece todas as diversões imagináveis. Por último, querendo deixar uns dólares e provar sorte, vá ao Cassino Burswood.

De Perth à Esperance

De Perth a Esperance descorrem magníficas praias, terras férteis e diversos Parques Nacionais. O percurso pode ser feito pelo litoral ou bem até Albany, pelo interior, e dai continuar até Esperance, um dos centros turísticos mais sobressalientes da zona. Albany constitue o centro comercial da região e o assentamento europeu mais velho do estado.

Pela John Eyre

De Esperance à fronteira com o Estado da Austrália do Sul, localiza-se a Great Austrálian Bigth (A grande Enseada Austráliana). A estrada pelo litoral recebe o nome de John Eyre Highway, em homenagem a seu primeiro explorador. Ao longo deste belo percurso encontrará pequenos e pitorescos povoados.

De Esperance ao Norte

Desde Esperance para o norte chega-se à Terra do Ouro (Goldem Hearthlands), um dos jazigos auríferos mais importantes do país. A zona oferece admiráveis contrastes, desde terras vermelhas a campos de flores multicoloridas, de surpreendentes formações rochosas a pradarias imensas, sem esquecer as cidades históricas e as culturas aborígens.

De Perth a Port Headland

De Perth a Port Headland uma rota descorre ao longo da estrada West Coastal Highway até Karratha (cerca de 1.770 quilômetros). Entre os atrativos do percurso encontram-se as Ilhas Houtmam Abrolhos, um conjunto de mais 100 ilhotas á 60 quilômetros da costa. Shark Bay (Baia do Tubarão), conta com espetaculares praias, onde pode-se ver golfinhos.

O caminho para North West Cape (Cabo do Noroeste) é uma zona despovoada onde abunda a tranquilidade e as praias desertas, excelentes para acampar. A pequena península oferece numerosas oportunidades para as atividades eco-turísticas graças à presença da barreira de arrecifes Ningaloo, a qual extende-se por toda a costa no Mar Índico. Outro interessante lugar para admirar as belezas naturais é o Ningaloo Marine Park, por cima do Trópico de Capricórnio. Pode-se chegar de barco e contemplar o arrecife de coral frente às costas.

O Parque Nacional Cape Range é o coração da região, lugar para desfrutar da natureza. Na ponta da península encontra-se o Farol Vlaming Heade junto a numerosas antenas de transmissão, algumas delas consideradas as estruturas mais altas do Hemisfério Sul. Não esqueça de viajar a Mt. Augustus, a maior dobra monoclinal do mundo. Desde Port Headland a Brome há perto de 600 quilômetros entre paisagens pacíficas.

Bromme

Talvez a característica desta zona seja sua escassa população, as escarpadas montanhas com impactantes canhões, as pradarias para o gado e o fato de ainda ser “Território de Pioneiros”.

Broome é uma cidade cosmopolita, com um porto onde deixa-se sentir a influência dos chineses e japoneses emigrados, na época da procura de pérolas.

Os Arredores

Entre os arredores de Broome distinguem-se Cável Beach, o lugar mais popular graças à brancura da areia e o azul turquesa das águas, Gantheaume Point, pelos estranhos montes e Willie Creek Pearl Farm, onde pode-se admirar o processo da busca das pérolas.

A Península de Dampier, ao norte de Broome (aproximadamente 200 quilômetros até Cape Leveque Ligthouse), é um paraíso da natureza, sem esquecer as comunidades aborígens como Beagle Bay Aboriginal, com uma preciosa igreja no meio da campina, ou Lombadina Aboriginal.

The Kimberley

The Kimberley, na parte mais oriental de Westerm Austrália, é uma região acidentada, conhecida como a “Última Fronteira da Austrália”. É a estrada Northem Highway (de Broome a Kununrra, fronteira com o Território do Norte) a comunicar a região, apesar de que faz um desvio para sortear as zonas mais difíceis. Porém, existem caminhos secundários incursionando na região, como a Gibb River Road, um caminho de terra.

Os principais lugares de interesse que encontrará são entre outros o majestoso Canhão de Manning, a Reserva Aborígem Kalumburu, o Parque Nacional Drysdale River, Fitzroy Croosing, Halls Creek que destaca pela presença aborígem e o Parque Nacional Wolfe Creek Crater, imenso buraco feito por um meteorito.

Sul da Austrália

O estado de South Austrália ou Austrália do Sul tem grande variedade de paisagens.

A região costeira com praias de areia possui vales verdes, montanhas e planícies com plantações de trigo e cevada. No interior do estado o terreno muda radicalmente e o clima fica mais quente e seco.

O extremo norte é uma área enorme e inclui serras, como as Flinders Ranges, e Coober Pedy, cidade mineração de opalas e casas subterrâneas.

A maior parte da população do estado mora na capital, Adelaide e em algumas cidades vinícolas. Adelaide em particular foi projetada em 1836 e fica entre o mar e as colinas.

Sua arquitetura mistura prédios coloniais com pedras originais, mansões e chalés.

A região de Adelaide é bastante procurada pelos apreciadores de vinho produzidos principalmente em Vale Barossa e nas vilas de Adelaide Hills, Clare Valley, Riverland, McLaren Vale e Coonawarra.

Fonte: www.rumbo.com.br/www.helloAustrália.com.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.