Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Castela e Leão  Voltar

Castela e Leão

Os territórios de Castela e Leão, dois reinos medievais rivais da Espanha central, ficaram definitivamente unidos no início do século XIII e formam, actualmente, a maior Comunidade Autónoma do país.

A extensão da região abrange uma variedade de paisagens mas predominam as vastas planícies, do lado da velha Castela, em contraste com as terras altas e montanhas no Norte de Leão.

A importância do enorme território também deu origem a um património imensamente rico, caracterizado por cidades históricas como Salamanca (com a mais antiga universidade de Espanha) ou Burgos (a primeira capital dos reinos unificados), magníficos monumentos, dos quais a catedral de Leão ou o Alcázar de Segóvia constituem apenas um exemplo, assim como inúmeros castelos, grandes mosteiros, igrejas e outros tesouros arquitectónicos.

Foi também aqui que nasceu, perto de Burgos, o lendário herói El Cid, a figura mais carismática da Reconquista no século XI.

Em paralelo, a região oferece ao visitante belas paisagens campestres com pequenas aldeias pitorescas que ainda preservam muita da sua arquitectura tradicional.

O planalto central de Espanha, caracterizado por invernos rigorosos e um calor abrasador no Estio e também atingido por séculos de isoamento e privações, favoreceu o aparecimento de uma gastronomia baseada sobretudo em sabores rurais, com destaque para o leitão e o borrego, tradicionalmente assados nos grandes fornos do pão.

A produção vinícola de Castela e Leão é também conhecida, nomeadamente os vinhos de excelente qualidade de Ribera del Duero, ou os populares tintos de Toro, ambos provenientes de planaltos elevados sobre o rio Douro.

Fonte: biztravels.net

Castela e Leão

Castela e Leão

Em Castela - Leão há três cidades que são Património da Humanidade Ávila, Segóvia e Salamanca.

Ávila é uma bonita cidade conhecida pela sua muralha românica.

Esta muralha era uma cerca militar e rodeia toda a  cidade de Ávila, tendo 9 portas.

As muralhas são o monumento mais relevante da cidade e pode-se aceder a quase toda ela, através de três pontos de acesso, Casa das Carnicerías, Porta do Alcazar e Porta do Carmen.

Na cidade de Segóvia há um monumento por excelência: o aqueduto.

O aqueduto de Segóvia é um dos monumentos mais significativos e melhor conservado que os romanos deixaram na Península Ibérica. É tão importante para a cidade de Segóvia que se encontra no seu escudo.

Por último, na cidade de Salamanca há muitos monumentos para visitar, mas um dos pontos mais emblemáticos é a Universidade de Salamanca.

A fachada desta universidade é a mais antiga de Espanha. Toda a fachada está  repleta de objetos, personagens e animais imaginários. Um desses animais é uma rã, a lenda diz que todo o estudante que queira passar de ano tem de encontrar a rã.

Hoje em dia tornou-se comum cada turista querer encontrar a rã na fachada da universidade em questão.

Fonte: viagens.kazulo.pt

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal