Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Castela e Leão

Castela e Leão

PUBLICIDADE

Os territórios de Castela e Leão, dois reinos medievais rivais da Espanha central, ficaram definitivamente unidos no início do século XIII e formam, atualmente, a maior Comunidade Autónoma do país.

A extensão da região abrange uma variedade de paisagens mas predominam as vastas planícies, do lado da velha Castela, em contraste com as terras altas e montanhas no Norte de Leão.

A importância do enorme território também deu origem a um património imensamente rico, caracterizado por cidades históricas como Salamanca (com a mais antiga universidade de Espanha) ou Burgos (a primeira capital dos reinos unificados), magníficos monumentos, dos quais a catedral de Leão ou o Alcázar de Segóvia constituem apenas um exemplo, assim como inúmeros castelos, grandes mosteiros, igrejas e outros tesouros arquitetônicos.

Foi também aqui que nasceu, perto de Burgos, o lendário herói El Cid, a figura mais carismática da Reconquista no século XI.

Em paralelo, a região oferece ao visitante belas paisagens campestres com pequenas aldeias pitorescas que ainda preservam muita da sua arquitetura tradicional.

O planalto central de Espanha, caracterizado por invernos rigorosos e um calor abrasador no Estio e também atingido por séculos de isoamento e privações, favoreceu o aparecimento de uma gastronomia baseada sobretudo em sabores rurais, com destaque para o leitão e o borrego, tradicionalmente assados nos grandes fornos do pão.

A produção vinícola de Castela e Leão é também conhecida, nomeadamente os vinhos de excelente qualidade de Ribera del Duero, ou os populares tintos de Toro, ambos provenientes de planaltos elevados sobre o rio Douro.

Fonte: biztravels.net

Castela e Leão

Em Castela – Leão há três cidades que são Património da Humanidade ÁvilaSegóvia e Salamanca.

Ávila é uma bonita cidade conhecida pela sua muralha românica.

Esta muralha era uma cerca militar e rodeia toda a  cidade de Ávila, tendo 9 portas.

As muralhas são o monumento mais relevante da cidade e pode-se aceder a quase toda ela, através de três pontos de acesso, Casa das CarniceríasPorta do Alcazar e Porta do Carmen.

Na cidade de Segóvia há um monumento por excelência: o aqueduto.

aqueduto de Segóvia é um dos monumentos mais significativos e melhor conservado que os romanos deixaram na Península Ibérica. É tão importante para a cidade de Segóvia que se encontra no seu escudo.

Por último, na cidade de Salamanca há muitos monumentos para visitar, mas um dos pontos mais emblemáticos é a Universidade de Salamanca.

fachada desta universidade é a mais antiga de Espanha. Toda a fachada está  repleta de objetos, personagens e animais imaginários. Um desses animais é uma rã, a lenda diz que todo o estudante que queira passar de ano tem de encontrar a rã.

Hoje em dia tornou-se comum cada turista querer encontrar a rã na fachada da universidade em questão.

Fonte: viagens.kazulo.pt

Castela e Leão

Castela e Leão é o berço da língua clássica castelhana ou espanhola.

Tem uma rica história e é cercada de patrimônios arquitetônicos romanos e medievais: muralhas, castelos, igrejas, catedrais. Situada no centro-norte da Espanha, a região é cortada pelo rio Douro, que atravessa, também, Portugal.

Algumas das cidades mais importantes dessa comunidade autônoma são Burgos e Salamanca.

Esta última guarda uma tradição secular: foi lá que surgiu uma das primeiras universidades da Europa, no século XIII.

Salamanca é um antigo centro urbano e conta também com um bom número de restaurantes, em que se podem apreciar as comidas tradicionais, a maioria de carnes.

Consequentemente, a culinária local caracteriza-se principalmente pelos assados, destacando-se o de cordeiro (borrego) e o de leitão (cochinillo). Outro prato importante é a sopa de alho castelhana, à base de pão.

Castela e Leão

Como em toda Espanha, os embutidos e os queijos têm grande importância. Embora se localize longe do mar, essa cozinha faz pratos de peixes de rio, como as saborosas trutas.

Especialidades da região, as leguminosas, de gosto apurado, como as lentilhas, o grão de bico e o feijão branco (ou alubias blancas), são legalmente protegidas, e mantém a tradição da saudável cozinha caseira.

Para os apreciadores de vinho, Castela e Leão possui exemplares de grande prestígio mundial, como a Denominação de Origem (DO) Ribeira del Duero.

Castela e Leão
Entre as cidades mais importantes da região está a festiva Salamanca, com seu antigo centro urbano

Ingredientes típicos de Castela e Leão

Queijo de Valdeón: queijo azul (com mofo), com Indicação Geográfica Protegida, feito no Vale de Valdeón, na província de Leão. Elaborado com leite de vaca ou da mescla de leite de vaca com ovelha, é gorduroso e forte. 

Queijo pata de mulo: produzido em Leão, é um queijo feito de leite cru de ovelha, podendo ser semi curado ou curado. Seu formato é tubular, sendo circular ou ovalado. Tem sabor leitoso, úmido, suavemente ácido e salgado. 

Morcela de Burgos: embutido recheado basicamente de sangue de porco coagulado, gordura de porco, arroz, pimentão, sal, cebola e especiarias.

Botillo del Bierzo: é um embutido semifresco, feito de diversos tipos de carne de porco: costela, rabo, língua, temperado com sal, pimentão, alho e especiarias. Seu processo de produção dura uma semana. 

Alubia: tipo de feijão que, em Castela e Leão, tem Indicacão Geográfica Protegida. São catalogadas as seguintes variedades: canela, em forma de rim, de cor canela; plancheta, de formato ovalado e cor branca; pinta, arredondada, de cor canela, com pintas; e riñon menudo, ovalado e de cor branca.

Presundo cru de Guijuelo: perto da cidade de Salamanca, faz parte da Denominação de Origem Protegida do jamón (presunto cru) ibérico de Bellota, que inclui também o presunto de jabugo de Huelva (Andaluzia) e principalmente o presunto cru de Extremadura. Os presuntos são produzidos com a raça ibérica, que se alimenta do fruto da bellota (bolota). Também se produzem em Guijuelo lingüiças e choriços.

Farinatos: embutido em formato de ferradura, que se come frio, acompanhado de ovos e também na grelha. É elaborado com miolo de pão, gordura de porco, especiarias, cebola, sal, pimentão, cominho, alho e anis.

Vinhos

Bierzo: região que está em crescimento, com os bons vinhos feitos da uva tinta mencía, que faz vinhos aromáticos e aveludados. Também produz exemplares brancos, bem frescos, a partir da godello e da doña blanca.

Ribera del Duero: é a Denominação de Origem (D.O.) mais importante de Castela e Leão. Um dos vinhos mais renomados do mundo é feito aqui: o Vega Sicília, cuja vinícola produz também o Alion, seu segundo vinho, também excelente. A uva tinta mais importante é a tempranillo, chamada nesse local de tinto fino.

Rueda: essa D.O. é reputada pelos seus ótimos vinhos brancos, a maioria feitos com estilo moderno, ressaltando a fruta e o frescor. Cultiva-se as castas brancas verdejo, a mais importante, a viura, e a sauvignon blanc.

Toro: a D.O. Toro caracteriza-se por fazer tintos de qualidade, principalmente os da uva tempranillo, chamada na região de tinta de Toro.

Pratos típicos de Castela e Leão

Assado de borrego castelhano (o “lechazo”): o lechazo é um tipo de assado de cordeiro feito em travessa de barro, em que se unta a carne com banha e se rega a pele com água e sal para ficar crocante.

Assado de cochinillo (ou tostón): cochinillo é um leitão de cerca de 20 dias e peso de 4 quilos, que foi alimentado somente por leite materno. É assado inteiro em recipiente de barro, de forma que fique crocante. Juntam-se à carne gordura de porco, água e sal.

La olla podrida: guisado muito típico da cidade de Burgos, desde a Idade Média, bastante difundido pela Espanha. Substancioso, é feito com aluvias (feijão branco), carne de porco, chouriço, morcela, ovos, salsa, alho, pão ralado, azeite de oliva e sal, cozidos num caldeirão.

Mantecadas de Astorga: doce amanteigado típico da cidade de Astorga, em Leão. É feito de farinha, ovos, gordura de vaca e porco, açúcar e canela.

Chanfaina de Salamanca: prato tradicional à base de arroz, feito numa panela plana, acrescido de  inúmeros outros ingredientes como cordeiro, tripa de carneiro, cozido de sangue, ovo, cebola, alho, louro e pimentão verde. O nome chanfaina tem origem árabe e significa “harmonia de vários produtos”.

Sopa de alho castelhana: feita com azeite, presunto, pão em fatias, azeite de oliva, muito alho, ovos e um litro de água. Os ovos são colocados por último, na sopa bem quente, isto é, escalfados.

Yemas de Ávila: docinho de gema suave e delicado, cujos mais famosos são os da cidade de Ávila. É um doce artesanal, preparado batendo-se as gemas com açúcar e adicionando-se suco de limão. Depois, é assado durante uma hora.

Castela e Leão
O assado de borrego (cordeiro) castelhano também é chamado de lechazo

Castela e Leão
O nome chanfaina vem do árabe e significa “harmonia de vários produtos”. 
É um prato à base de arroz, legumes e carnes.

Castela e Leão
Feito à base de feijão branco, o prato la olla podrida é tradicional desde a Idade Média

Castela e Leão
Na região, os amanteigados são chamados de mantecadas de Astorga

Castela e Leão
As yemas de Avila são docinhos assados, feitos de gemas

Guta Chaves

Dolores Freixa

Referências bibliográficas

BEATO, Manoel; CHAVES, Guta (Org.). Guia de Vinhos Larousse. São Paulo: Editora Larousse, 2007. 
BERTOLINO, Cíntia. A nobreza suína da Extremadura. São Paulo: Jornal O Estado de São Paulo, Caderno Paladar, 22 de abril de 2010.
CHAVES, Guta (Org.). Larousse do Vinho. São Paulo: Editora Larousse, 2007. 
CANHOTO, Susana. FAUSTINO, Ana. TRUTTER, Marion. Culinária Espanha: especialidades espanholas – San Mauro: Konemann, 2001.
DOMINGO, Xavier. HUSSENOT, Pierre. The taste of Spain – Paris: Flammarion, 1992. Espanha: Guia Visual Folha de S. Paulo. São Paulo: Publifolha, 2007. 
FECAROTTA, Luiza. Pérolas aos porcos. São Paulo: Jornal Folha de São Paulo, Caderno Ilustrada, 22 de abril de 2010. 
Galícia: Rotas de Queijos e Vinhos. Galícia: Consellería de Cultura, Comunicación Social e Turismo. Gastronomia y turismo en Espana – Madrid: 1993. 
GRATACOS I GRAU, Mariona. VILLANUEVA, Ambrosio Berasain. TRUTTER, Marion. Un paseo gastronomico por Espana – Koln: Konemann, 1999. 
Guía de Gastronomía Euskadi – Pais Vasco. Euskadi: Servicio Central de Publicaciones Del Gobierno Vasco, www.paisvascoturismo.net 
Guia Visual – Folha de SãoPaulo. COLABORAÇÃO DE JOHN ARDAGH, David Baird. CALCAGNOTTO, Daniela. Espanha – Londres: Dorling Kindersley, 1996. 
La Gastronomia Española. Turespanã. Secretaria General de Turismo y Ministerio de Industria, Turismo y Comercio. http://www.spain.info/
PRADO, Marianinha. 100 receitas espanholas. 2.ed – São Paulo: Marco Zero, 1994. 
Rutas vino de España. Espanha: Turespaña, Ministério da Indústria, Turismo e Comércio. Saboreando as Asturias, receitas da boa cozinha asturiana. Astúrias: Sociedad Regional de Turismo Del Principado de Asturias, 2004. 
SANTAMARIA, Santi. A cozinha a nu. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2009. 
SPILOTROS, Daniela. A peso de ouro. São Paulo: Editora 4 Capas, Revista Prazeres da Mesa, 2004, p. 26-29 
WALDMAN, Marta. A cozinha espanhola – São Paulo: Melhoramentos, 2002.

Fonte: comida.ig.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+