Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Flamenco - Página 4  Voltar

Flamenco

Magia do Flamenco

Flamenco

A música e a dança fazem parte da tradição mais antiga dos ciganos. seus mágicos acordes influenciaram grandes mestres da música universal como bach, lizst, monti e Bizet.

Festa no acampamento!

Diz uma antiga lenda que os ciganos dançam desde o útero materno. Já nascem realizando uma coreografia própria de quem tem sangue cigano nas veias. Este sim é o verdadeiro sentido do bailado cigano. Alegre ou melancólica, a dança cigana é realizada de corpo e alma, seja para comemorar, louvar ou fazer surgir do fundo da alma a resistência, que justifica a trajetória deste povo pelo mundo. Prova disso são os inúmeros ritmos da dança: bulerías, alegrias, tanguilhos, sevilhanas, rumbas, farrucas, soleares.

Através do Flamenco, ritmo que ganhou maior expressão na Espanha, os ciganos que vieram primeiramente para o Brasil, encantaram nobres e plebeus nas festas do Campo de Sant’Ana e do pátio interno do Paço Imperial, no Centro do Rio de Janeiro, conhecido como Pátio dos Ciganos.

A dança flamenca, identificada como a dança tipicamente espanhola e cigana, tem uma história de perseguição muito semelhante a dos ciganos. O nome flamenco deriva do árabe jelah mengu, que quer dizer camponês foragido. A dança é uma mistura de elementos judaicos, espanhóis e muçulmanos, e surgiu de forma clandestina, nas grutas e cárceres por onde passavam os perseguidos pelas leis de Espanha, principalmente no tempo da Inquisição.

Quem assiste a um baile flamenco, sente que os movimentos do corpos dos bailarinos comunicam um sentimento forte, fruto de uma revolta e de um grande inconformismo, cheio de altos e baixos emocionais. É mesmo impossível não perceber que nos taconeos ou sapateados a dança flamenca marca o compasso do coração humano, que ora salta de alegria e outras horas arde de dor e tristeza. Dança de movimento vibrante, o grande êxtase do Flamenco é mostrar o vigor e a vitalidade dos movimentos de mãos, braços e sapateados que traduzem paixão, alegria, a melancolia transformada em força e o amor pela vida, justificando a resistência a todas as formas de perseguições.

OS RITUAIS DE SEDUÇÃO DA DANÇA

Arde uma fogueira no meio do acampamento. É dia de festa e as violas somam seus acordes às castanholas e pandeiros. As danças de fundo cerimonial são executadas dentro dos clãs, e não se prestam aos espetáculos públicos.

Fruto da assimilação dos elementos de outras culturas, uma das mais famosas é a Dança dos Lenços, inteiramente ritualística. No Flamenco o mantón e o xale substituem os lenços das demais danças ciganas. Ambos são aparatos de proteção e ao mesmo tempo de sedução. A mulher parece desnudar-se para seu amado, como se descobrisse para ele o próprio corpo e o próprio segredo de amor.

Através do leque a mulher comunica sua determinação ao abri-lo, num movimento rápido de som agradável e forte. Assim que consegue atrair a atenção do homem, assume a postura soberba de uma rainha ou de uma recatada donzela, encobrindo o rosto para estimular seu pretendente a demonstrar suas verdadeiras intenções. Ritualisticamente é comum dançar abanando o leque sobre a cabeça e ao redor do corpo, para ativar a energia física e chamar os bons espíritos.

No tango espanhol, bem diferente do tradicional tango argentino, é produzido com movimentos sensuais estimulantes, utilizando como adereço um chapéu que, se retirado da cabeça da bailarina, pode ser levado à altura dos quadris e do peito. Tem um belo ar majestoso, temperado de humor. Porém, mais rápido, é conhecido como tanguilho. As castanholas, de origem moura e indiana, produzem a percussão que fazem dos improvisos entre bailarinos e guitarristas verdadeiros diálogos de grande carga dramática. O som das castanholas ativam a energia do ambiente, produzindo uma limpeza energética que afasta maus fluidos.

OS SEDUTORES RITMOS FLAMENCOS

Soleá - ritmo-mãe do flamenco. A palavra Soleá é uma abreviatura cigana para Soledad-solidão. Seus acordes melancólicos traduzem o lamento, a dor da perda.

Alegria - tem o ritmo idêntico ao do soleá, porém mais vibrante, alegre de acordes animados.

Bulería - ritmo que possui variantes na dança. Transformam espontaneamente o ritmo festivo do Flamenco em paixão, hipnotizando a platéia. A palavra Bulería, vem de burlar, enganar.

Sevillanas - As populares sevillanas andaluzas têm um ritmo contagiante e alegre. São geralmente dançadas em duplas de homens, mulheres e crianças. Desdobram-se em quatro partes, quando acontecem as mudanças dos pares.

Farruca - A sóbria e viril farruca é comumente dançada por homens. Mas hoje em dia, as melhores bailarinas flamencas também exibem a destreza de seus passos na farruca, como a famosa Sara Baras. O próprio nome farruca significa valente.

Mallaguenha - A província de Mallaga desenvolveu seu próprio ritmo flamenco e criaram seu próprio canto apropriado a um estado de espírito cujas letras acompanham as mais profundas emoções humanas.

Seguiriyas - Ritmo de grande descarga emocional, é o mais cigano do flamenco. Seus acordes e sapateados soam como desabafos e reclamações pelo amor perdido, pela falta de liberdade, pelo ódio ou revolta, exigindo do bailarino e do guitarrista muita vibração emocional.

Hay de tener la sagre de los gitanos para bailar el flamenco!

A dança flamenca é a dança da energia vital. Batemos os pés num tablado para receber da terra a resposta sonora que traz força e coragem. O Baile Gitano, como é chamada a dança, tem que ser realizado de corpo e alma. A expressão dos olhos é decisiva para a interpretação correta dos ritmos.

A coreógrafa Liane de Luna, especializou-se em Madrid e baila o flamenco gitano há mais de dez anos. É ela quem ensina:

A mulher que baila o flamenco tem uma postura firme e sedutora. Todo o gestual da dança reúne energia, beleza, sedução e a paixão gitana. As mãos dão e oferecem carinho e a energia dos bailarinos. Como duas pombas, desenham círculos no ar. Os braços cruzam-se para marcar o poder explosivo do encontro com a dança. Quando abertos ou ao alto revelam a entrega do personagem ao público. Para baixo, a espera consciente, e braços ao lado do corpo, caminhado, num paseo romântico. Texto de Liane de Luna, professora e bailarina de danças cigana, flamenca e árabe.

Fonte: sibylarudana.tripod.com

Flamenco

A Dança e suas Modalidades – O que é Flamenco?

A dança flamenca é altamente expressiva, é uma forma de dança espanhola. O flamenco é uma dança caracterizada por palmas, passos de percussão, e fortes movimentos de mão, braço e corporais.

Flamenco

A técnica do Flamenco

Com raízes indiana, árabe, espanhola, a dança flamenca é conhecida por seus movimentos grandes e fortes de braços e pisoteando os pés com sons rítmicos. A Os bailarinos de Flamenco gastam uma grande parte do tempo praticando e aperfeiçoando os movimentos, muitas vezes difícil. Embora não exista uma única dança flamenca, os bailarinos devem seguir um quadro rigoroso de padrões rítmicos. Os passos que um bailarino executa são dependentes da tradição da música sendo tocada. Talvez a maior alegria de dançar flamenco está nas expressões e emoções pessoais da bailarina, que mudam várias vezes durante uma performance única.

A bailarina de Flamenco

Os bailarinos de flamenco, conhecidos como Bailaores e bailaoras, são sérios e apaixonados. Típicos da dança flamenca, uma bailarina, muitas vezes, deve estar imóvel e livre de expressão para os primeiros momentos de uma canção. Quando ele ou ela começa a sentir a música, os movimentos começam a surgir, uma batida constante de palmas ruidosamente é a característica dos primeiros momentos da coreografia. Então, quando constrói a emoção, a bailarina vai começar uma dança apaixonada. A dança muitas vezes é um pisoteado feroz, e os movimentos do braço são graciosos e firmes. Castanholas às vezes estão nas mãos para tocar, e leques são usados ocasionalmente para o impacto visual.

Para aprender o Flamenco

Provavelmente a coisa mais importante que você precisa para começar a dança flamenco é a paciência e dedicação. A arte da dança flamenca é muitas vezes difícil de dominar nos primeiros momentos. Além de aprender os passos e movimentos trincados, você também precisa aprender a se comunicar verbalmente com um músico ou um cantor. Será ensinado como mostrar corretamente suas emoções e sentimentos mais íntimos para ter uma bela interpretação. No entanto, com um bom professor e um pouco de paciência, até mesmo uma bailarina inexperiente pode aprender. É uma ótima modalidade para treino de coordenação motora.

Fonte: www.dicasdedanca.com.br

voltar 12345avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal