Breaking News
Home / Esoterismo / Tui Na

Tui Na

 

TUI NÁ é uma técnica de massagem que significa "amassar e puxar", a fim de ajudar o homem a prevenir e manter a saúde.

Princípios fundamentais de Tui-na

Tui Na -Parte essencial da Medicina Tradicional Chinesa. Esta forma de massagem procura através de massagens desbloquear a circulação de energia assim como estimular os pontos situados ao longo dos trajetos dos canais energéticos (meridianos) que passam pelo corpo humano sem a utilização de agulhas (Acupuntura), sendo a origem de várias técnicas de massagem conhecidas atualmente. Tui-na é praticada principalmente nos problemas de nucas, dores lombares e dos 4 membros.

A técnica apresenta excelentes resultados quando aplicada em crianças. Muitas vezes a pressão dos dedos em pontos específicos pode acalmar e aliviar desconfortos e dores de uma criança. Com a mesma filosofia da acupuntura tradicional chinesa, o do-in tem a vantagem de não utilizar agulhas e sim as pontas dos dedos em pontos estratégicos. A técnica é aplicável em problemas corriqueiros e muito usada por aqueles que sofrem de enxaqueca, cólicas intestinais, diarréia e dores de estômago.

Efeitos de Tui Na

1.Equilibrar funções de órgãos. A medicina chinesa deve-se mudanças funcionais do corpo humano como desequilíbrio de funções de seus órgãos. A técnica de Tui-na visa encontrar o equilíbrio e harmonia entre as funções desses órgãos a fim de ter solução de problemas doentes e manter a saúde.

Tui Na
Massagem Tui Na

2.Tui-na tem por objetivo equilibrar o fluxo de energia do nosso organismo, alargar o seu fluir, caso esteja em quantidade reduzida; eliminá-la, caso esteja com exesso; ou tonificé-la, caso esteja enfraquecida. E, é só a partir do equilíbrio da energia que se consegue atingir a saúde plena, em todas as suas vertentes.

Tui Na
Massagem Tui Na

3.Trafegando pelas linhas “elétricas” da estrutura corporal (chamadas meridianos), o Tui-na dispersa o excesso de energia concentrada e revigora as partes enfraquecidas. Desbloqueia canais obstruídos e libera fluxos de sangue e energia. Reativa a circulação, devolvendo sua capacidade máxima de funcionamento e contribuindo diretamente para o melhor desempenho dos órgãos.

Tui Na
Massagem Tui Na

Fonte: portuguese.cri.cn

Tui Na

Tui Na

A Massagem Tui Na teve a sua origem na China, sendo parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa, juntamente com a Acupunctura, a Fitoterapia, a Dietética e o Chikung.

Tuisignifica empurrar, pôr em movimento, apertar, comprimir, estimular, afastar, separar e dissipar.

Nasignifica pegar, segurar, puxar, amassar e massajar. Este termo é representado por dois caracteres sobrepostos: o de baixo significa "mão" e o de cima significa "união", "harmonia". Tui-Na significa, assim, "a mão que busca a harmonia, comprimindo, estimulando, pondo em movimento."

Foi na Dinastia Ming (Séc. XIV) que se deu a sua revalorização e nunca mais deixou de ser aperfeiçoada e utilizada nos tratamentos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). A Massagem Tui-Na é utilizada na prática clínica há 2.000 anos com elevado grau de sucesso.

A Massagem Tui-Na é composta por várias técnicas, onde cada uma tem uma aplicação específica, Assim, cada técnica é aplicada consoante a natureza da patologia apresentada, a constituição do paciente e a parte do corpo a massajar.

A Massagem Tui-Na está muito longe de se limitar à aplicação de pressão (com os dedos, mãos, cotovelos, etc.). É um leque muito vasto de técnicas que se aplicam a pontos e meridianos de acupunctura, grupos musculares e estruturas anatómicas em geral, utilizando o contato corporal próprio da massagem.

A Quem se destina

A Massagem Tui-Na é indicada para qualquer pessoa, desde que não apresente qualquer contra-indicação para a massagem.

Principais Benefícios

Reequilíbrio energético e sanguíneo

Maior rapidez na resolução de patologias do foro osteo-tendino-muscular

Melhoria de funcionamento dos órgãos internos

Tratamento de rupturas musculares recentes

Relaxamento.

Quando Utilizar

A Massagem Tui-Na pode ser utilizada em qualquer altura, sendo geralmente utilizada nas vertentes desportiva, estética e pediátrica.

Fonte: www.portalmassagem.com

Tui Na

Tui Na

Tui-Ná ou Tuina são os nomes pelo qual é conhecida esta massagem terapêutica chinesa.

Este website é dedicado a Tui-Ná - a massagem terapêutica para harmonizar a energia essencial do corpo entre o Yin e o Yang - e seus adeptos no Brasil.

A massagem Tui-Ná faz parte da medicina tradicional chinesa, que se fundamenta na teoria dos cinco elementos:água, fogo, terra, madeira e metal que simbolizam os órgãos internos.

O diagnóstico avalia esses cinco princípios, que se manifestam nos níveis físicos e psíquicos, enquanto o tratamento busca reconduzi-las ao equilíbrio através de massagens nos meridianos e pontos reflexos nos pés

História

O Nei-ching foi escrito há 4.500 anos e só teve sua tradução para o ocidente nos anos 40 !

O tratado de medicina do Imperador Amarelo é o mais importante. Ë escrito em forma de diálogo entre o lendário soberano, o Imperador Amarelo e o seu ministro sobre assuntos de medicina.

A medicina chinesa se desenvolveu em dinastias que se refinaram e expandiram seus conceitos firmados nos clássicos antigos.

Dos anos de 1840 até 1949, a China esteve sobre uma dominação reacionária semi-feudal e semi-colonial. Tanto a ciência quanto a cultura foram destruídas. A medicina tradicional chinesa e com ela a acupuntura e a moxabustão se viram à beira da extinção.

Depois da fundação da República Popular da China, a acupuntura e a moxa se popularizaram novamente em todo país, tendo aí o desenvolvimento de uma nova técnica anestésica - a anestesia acupuntural.

Teoria

O Nei-Ching descreve as teorias básicas da medicina chinesa, como o yin e o yang, os cinco elementos, os orgãos (zang-fu), os canais de energia, a energia vital (Qi), o sangue (xue) e os líquidos corpóreos, a etiologia, a patologia, os métodos de diagnóstico e as diferentes síndromes, assim como o conhecimento fundamental sobre pontos de acupuntura.

A teoria do yin-yang sustenta que todo fenômeno ou coisa no universo conserva os aspectos opostos:yin e yang, que se encontram em contradição e interdependência .A relação entre yin e yang é a lei universal do mundo material . Ë amplamente usada na medicina tradicional chinesa para explicar a fisiologia e patologia do corpo humano, além de servir como guia de diagnóstico e tratamento no trabalho clínico.

A natureza de uma coisa só existe por comparação do yin e o yang. Sob certas circunstâncias ela pode mudar, pois não é absoluta, é relativa. Desse modo, existem situações em que o yin está dentro do yin, yang dentro do yang, yin dentro de yang e yang dentro de yin.

No desequilíbrio há o predomínio de um deles. Este fator é o que causa as doenças.

Por exemplo:

Aumento do yin consome o yang ou uma debilidade do yang conduz ao domínio do yin, e nesses casos, se origina a síndrome do frio.

Aumento do yang consome o yin, ou a debilidade ou fraqueza do yin propicia o predomínio do yang, e nesses casos, se origina a síndrome do calor.

Os métodos de tratamento deverão ser dirigidos a corrigir esse desequilíbrio yin-yang.

Conceito único:o corpo é um todo , e o propósito do tratamento é reajustar o yin e yang , promover a circulação da energia (Qi) e do sangue.

Na medicina tradicional chinesa estão relacionados firmemente os aspectos mentais, emocionais e doenças físicas. Tanto o diagnóstico como o tratamento levam em conta a pessoa global.

Existe uma interdependência entre o homem e a natureza (ambiente natural, clima, condições geográficas); a relação patologia x fisiologia x correlação homem e o meio ambiente são consideradas e classificadas de acordo com os 5 elementos.

Desde aproximadamente 400 A.C., os chineses tem utilizado outro conjunto de conceitos em sua tentativa de compreender o mundo. 3

Trata-se da teoria dos Cinco Elementos (ou Cinco Movimentos) constituído por:Água, Madeira, Fogo, Terra, Metal. E que são vistos como 5 propriedades inerentes a todas as coisas, e que constituem o mundo material. Determinam o estado de troca e movimento na relação de geração e destruição ou dominância e contra-dominância.

A geração dos 5 elementos estabelece um círculo contínuo em que cada elemento é sempre gerado (filho) e é gerador (mãe). A geração implica controle e inibição mútua, e desse modo há o crescimento porque se opõe mas cooperam entre si. A inter-dominância em excesso é um ataque quando o outro é fraco.

Contra-dominância indica atropelo. Ela vai pelo oposto da dominância.

Fonte: www.tui-na.lumic.com

Tui Na

Tui Na

A massagem de Tui-Ná

A Tui Na é uma massagem verdadeiramente relaxante ! Praticada não só no Oriente como na Grécia Antiga, a Tui Na serviu para curar e aliviar inúmeros problemas, ao mesmo tempo que relaxava por completo o corpo. Atuando como uma vertente importante ao nível da saúde na China, a massagem Tui Na é muito mais do que uma comunicação instintiva entre o paciente e a pessoa que faz as massagens. Se inicialmente esta prática servia para auxiliar campos mais duvidosos da cura de problemas, ligada muitas vezes a falsos curandeiros, tempos depois a Tui Na foi explorada no âmbito da terapêutica atingindo, inclusive, estudos académicos.

Esta prática a ser ensinada em 1956, é hoje uma das áreas de tratamento do Centro de Terapias Chinesas.

Os benefícios desta arte são amplos e comprovados:não apresenta qualquer efeito secundário, é eficaz no combate e prevenção de doenças, e há ainda quem considere que esta massagem é um meio para conseguir viver por mais tempo. Aliás, nesta massagem as mãos são o canal transmissor de energia, e é através delas que se cura o plano emocional e físico. Relaxa o corpo e a mente, e alivia a tensão diária do ser humano. Pessoas com problemas de circulação, hipertensão, insónias, ou dores de cabeça, podem sair da massagem com uma enorme sensação de bem estar e relaxe.

Problemas dos órgãos internos, excesso de peso, doenças nervosas, paralisias, entre tantos outros problemas, são mais alguns dos benefícios da Tui Na , sendo muito destas vantagens apenas alcançadas quando se verifica a combinação desta terapia com outros métodos de medicina. Os pacientes submetem-se a algumas sessões, variando o número destas consoante o problema da pessoa, tendo cada sessão cerca de 20 minutos. As mãos começam a descobrir cada recanto interno do corpo, e a partir daí encontram pequenos problemas que são os causadores pelas sensações negativas que o paciente tem vindo a sofrer.

As massagens Tui Na atuam no sistema nervoso, reprodutor, digestivo, circulatório, trazendo benefícios aos tecidos cutâneos, à circulação sanguínea, bem como a toda a estrutura óssea. Assim, toda a saúde emocional, mental, e física, do indivíduo acaba por sair privilegiada com esta massagem. Pelo fato deste género de massagens não atuar somente ao nível dos músculos, acaba por ser uma das vertentes mais exploradas e estudadas na China, à qual tantas pessoas recorrem. Na realidade, qualquer pessoa pode usufruir deste género de massagem, quer seja desportista, ou tenha que estar o dia inteiro sentada, com um computador à frente. Em qualquer um dos casos as dores nos músculos e relaxamento são facilmente eliminados com a Tui Na .

Mais do que um conjunto de técnicas manuais, a Tui Na tem por objetivo equilibrar o fluxo de energia do nosso organismo:dar largas ao seu fluir, caso esteja em quantidade reduzida, ‘eliminá-la’, se estiver em excesso, ou tonificá-la, caso esteja enfraquecida. E, é só a partir do equilíbrio da energia que se consegue atingir a saúde plena, em todas as suas vertentes. Estudos recentes comprovaram que esta terapia tem também efeitos muito positivos na recuperação das funções de tendões, ossos e ligamentos, na circulação dos líquidos orgânicos e do sangue.

Possíveis sinais e indícios de um futuro problema, que o seu corpo demonstra, mas que o paciente ainda não vê, podem ser facilmente detectados e eliminados com a massagem Tui Na . Desta forma, esta prática funciona não apenas como um método para aliviar problemas, assim como uma fórmula de prevenção de doenças futuras.

A Tui Na acalma e tranquiliza o corpo e a mente, ajudando eficazmente as pessoas que sofrem de depressão ou de alguma forma de ansiedade. Em suma, a grande vantagem da massagem da Tui Na é encontrar o embrião do problema e partir para a respectiva cura! A energia, o bem estar e felicidade invadirão o seu corpo após uma massagem de Tui Na .

Ana Amante

Fonte: www.mulherportuguesa.com

Tui Na

Tui Na é um método terapêutico que se inscreve no sistema de atenção à saúde conhecido hoje por Medicina Tradicional Chinesa. Baseia-se na aplicação de técnicas manuais em áreas, meridianos e pontos do corpo humano com a finalidade de preservar a saúde e tratar doenças. Sua origem é tão antiga quanto o ato espontâneo de friccionar com as mãos uma região dolorosa do corpo.

Desenvolveu-se nas comunidades da China ao longo de milênios ao lado de outros recursos terapêuticos como acupuntura, moxabustão e exercícios físicos. Suas bases teóricas podem ser encontradas nos cânones da Medicina Tradicional Chinesa, o Huang Di Nei Jing e o Nan Jing, compilados na passagem do séc II a. C. para o séc. I a. C. , quando a medicina tornou-se um campo distinto da atividade humana na China.

O primeiro, conhecido como Tratado de Medicina do Imperador Amarelo elucida aspectos da teoria médica e introduz a teoria dos meridianos, um sistema de doze vasos interligados, por onde acredita-se que circule sem interrupção, substâncias específicas. O segundo acrescenta oito vasos ao sistema de meridianos e apresenta uma abordagem para diagnose baseada no estudo dos pulsos.

Neste período a massagem terapêutica chinesa recebeu o nome de Anmo, termo que ser traduz como “pressionar deslizando para a frente”. Na dinastia Ming (1380 d.C. – 1750 d.C) o termo Anmo começou a ser substituído por Tui Na , “segurar firme e empurrar para a frente”. Em 1601 foi escrito o primeiro tratado sobre Tui Na infantil, Xiao Er An Mo Jing.

A influência dos ingleses na corte chinesa, depois de 1750, levou ao desmantelamento progressivo da Medicina Tradicional Chinesa nas instituições governamentais. Contudo, graças ao trabalho diligente de praticantes, Tui Na continuou existindo à margem das instituições.

Com a fundação da República Popular da China em 1949, o governo chinês procurou resgatar a Medicina Tradicional Chinesa. Em 1956 teve início o primeiro treinamento de Tui Na em Shanghai.

Em 1958 foram fundadas a Clínica de Tui Na de Shanghai e a Escola Técnica de Tui Na de Shanghai. Os massagistas populares foram convocados para trabalhar nos departamentos clínicos de Tui Na estabelecidos nos hospitais.

Em 1974 Tui Na passou a fazer parte do departamento de acupuntura da Faculdade de Medicina Tradicional Chinesa de Shanghai, na subdivisão Tui Na e traumatologia. Em seguida o mesmo se deu nas faculdades de Pequim, Nanquim, Fujian e Anhui.

Em 1987 foi fundada a Associação de Tui Na da China, que tem fomentado intercâmbios nacionais e internacionais, contribuindo para o desenvolvimento da pesquisa científica sobre os fundamentos e a clínica de Tui Na em reabilitação, prevenção e tratamento de patologias.

O processo de penetração de recursos terapêuticos baseados na teoria dos meridianos da Medicina Tradicional Chinesa na cultura ocidental ganhou ímpeto, a partir da década de 70 do século passado, quando teve início uma mudança no imaginário do corpo que conduzindo a uma nova definição para a noção de saúde nestas sociedades.

Bases Teóricas

A doutrina do Yin/Yang , a Teoria das Cinco Fases e a idéia de ch’i formam o alicerce da literatura teórica-médica da China na qual Tui Na se inscreve. A teoria dos meridianos e pontos de acupuntura fornece uma descrição das estruturas sobre as quais se deve atuar para fins terapêuticos.

A “doutrina do Yin/Yang” é proveniente de uma escola filosófica do séc IV a. C. que postulou a conexão entre todos os fenômenos naturais e sua constante trnsformação segundo uma dinâmica orientada por padrões cíclicos. Tal dinâmica foi representada por um modelo constituído por dois aspectos polares, comple-mentares, alternantes e intercambiantes, o Yin e o Yang, princípios de transformação e de ordenação de todas as relações que se converteram nas categorias fundamentais do pensamento chinês.

Segundo a cosmologia chinesa é por meio da inter-relação dinâmica de Yin e Yang que o Tao, princípio único, imaterial, permanente e potencial se manifesta, e que sua potência se atualiza no mundo dos fenômenos físicos, engendrando o processo cósmico.

O processo cósmico caracteriza-se pelo eterno fluir e pela constante mutação. O fluxo é providenciado pelo ch’i, influência material sutil que subjaz a tudo o que existe. A mutação obedece a padrões cíclicos cujos limites são estabelecidos pelo Yin e pelo Yang.

Os atributos de cada coisa determinam sua natureza Yin ou Yang. Os fenômenos físicos mais materiais, mais densos, mais profundos, mais frios, mais inertes, mais escuros são arrolados como Yin. Os fenômenos físicos mais energéticos, mais espirituais, mais voláteis, mais quentes, mais claros e com mais movimento, são arrolados como Yang.

A idéia de relatividade, no entanto, está sempre presente. Um dos princípios não pode ser exclusivo. Não há Yin sem Yang, como não há polaridade negativa sem polaridade positiva, força centrípeta sem força centrífuga, feminino sem masculino, intuição sem intelecto, noite sem dia. No cerne do Yin está a essência Yang e no cerne de Yang a essência Yin.

Na Medicina Tradicional Chinesa o conceito de saúde está vinculado ao conceito de equilíbrio entre Yin e Yang no organismo garantido pelo fluxo contínuo de ch’i. O organismo é concebido como uma unidade que compreende os níveis físico, psíquico, emocional e espiritual, em relação dinâmica com o meio ambiente. Todas as estruturas e funções orgânicas e todos os sinais e sintomas que apontam para disfunções orgânicas, podem ser analisados e interpretados segundo a ótica da interação dos dois princípios Yin e Yang.

Quando ocorre uma desorganização ou bloqueio do fluxo de ch’i no organismo as proporções entre Yin e Yang se alteram, o equilíbrio energético é rompido e sobrevém a doença.

Para restabelecer a saúde é necessário regular o fluxo de ch’i e restaurar o equilíbrio entre Yin e Yang. Essa é a função da Medicina Tradicional Chinesa que utiliza vários métodos de tratamento, selecionados de acordo com as características da doença.

Tui Na é um método de tratamento que tem como finalidade preservar ou restituir o equilíbrio entre o Yin e Yang no organismo corrigindo as disfunções orgânicas por meio da aplicação de técnicas manuais.

A teoria das Cinco Fases, atribuída a Tsou Yen (cerca de 350 a.C. – 270 a.C), influenciou em profundidade a Medicina Tradicional Chinesa. Segundo esta doutrina, os fenômenos naturais e os conceitos abstratos não aparecem arrolados em duas, mas em cinco linhas de correspondência.

Os termos usados como emblemas não são abstratos como Yin/Yang, porém fenômenos naturais tangíveis associados a cada uma das fases :madeira, fogo, terra, metal e água. Cada fase relaciona-se com as demais segundo regras específicas.

Nas traduções para o português costuma-se designar cada fase de “elemento” ou “movimento”. O termo “elemento” deve ser evitado, pois não reflete a noção dinâmica do termo chinês wu-hsing que significa “ir” ou “mover”.

A compreensão da doutrina das Cinco Fases não deve ser empreendida sob a ótica da doutrina dos elementos dos filósofos gregos, para quem a matéria se diferenciava em 3 quatro elementos:terra, ar, fogo e água, dotados de quatro qualidades primárias ou quatro naturezas básicas, calor, frio, úmido e seco.

A relevância da teoria das Cinco Fases para a Medicina Tradicional Chinesa deriva do padrão de relacionamento que as fases estabelecem entre si no processo de transformação contínua dos fenômenos. Se as leis que regulam a relação entre as fases forem respeitadas, a saúde do organismo humano será mantida. Se houver ruptura ou descontinuidade nos mecanismos que mantêm o sistema em equilíbrio, ocorrerá a doença. Tui Na oferece recursos técnicos para a regulação das Cinco Fases, uma vez que o diagnóstico segundo a Medicina Tradicional Chinesa tenha sido alcançado.

O processo de elaboração da teoria dos meridianos com suas ramificações e interconexões acompanhou o desenvolvimento da idéia de ch’i.

O sistema tal como se estuda hoje, é constituído por um conjunto de estruturas com funções específicas: doze meridianos principais, oito meridianos extraordinários, doze meridianos distintos, quinze meridianos colaterais, doze meridianos tendino-musculares, doze zonas cutâneas e os pontos de acupuntura. A função genérica do sistema é promover a relação entre as substâncias vitais e os orgãos e vísceras internos, chamados de zang fu.

O interesse científico contemporâneo pela teoria dos meridianos suscitou um debate a respeito da existência física dessas estruturas. Estudos com cortes histológicos utilizando diversas técnicas de coloração não foram capazes de demonstrar quaisquer estruturas que pudessem ser descritas como meridianos. A participação do sistema nervoso periférico em acupuntura, no entanto, tem sido demonstrada em inúmeros estudos, embora os meridianos e colaterais não mantenham equivalência direta com vasos sanguíneos ou com os nervos espinhais e cranianos.

Clientela

Tui Na é um procedimento terapêutico adequado para crianças, adultos e pessoas da terceira idade. O terapeuta deve conhecer as particularidades do método para cada um destes grupos.

Está indicado nas seguintes alterações:

Alterações musculares:contratura, tendinite, bursite, miosite, ombro doloroso, fibromialgia.Tecidos moles:aderência e tecido cicatricial.Problemas ósteo-articulares:artrose e artrite, alterações mecânicas na coluna vertebral e outras articulações.Placa motora:cãimbra e pontos gatilho.Doenças neurológicas:paralisia facial, paresias, paraplegias, cefaléias.Disfunções digestivas:epigastralgia, dor abdominal, úlcera, diarréia, constipação.Alterações psicossomáticas:estresse, tensão, neuroses, doenças psicos-somáticas.Problemas ginecológicos:tensão pré-menstrual, amenorréia, dismenorréia.Alterações cardiovasculares e linfáticas:palpitação, varizes, edema.Alterações respiratórias:asma, bronquite, resfriado, sinusite.Problemas sexuais:impotência sexual, prostatite.Alterações metabólicas:diabetes, doenças da tireóide.Deficiência de energia:síndrome da fadiga crônica.

Tui Na não está indicado nas seguintes alterações:

Doenças contagiosas crônicas e agudas:tuberculose, rubéola.Doenças infecciosas:erisipela, meningite.Hemorragias:trauma, doenças hemorrágicas.Neoplasias malignas:não se deve massagear a área de tumor.Alterações de pele:lesões abertas, queimaduras solares.Sinais de infecção:Febre alta, náusea e vômito.Gravidez:abdome, canal do baço pâncreas, pontos 4IG, 6BP, 36E (aumentam a contração uterina).Contusõesnas primeiras 48 horas.

Metodologia

Para a execução de tratamento por meio de Tui Na , deve-se conhecer os fatores que provocaram o desequilíbrio entre o Yin e o Yang no organismo a fim de que se possa prevenir, eliminar ou minimizar sua influência. Deve-se recorrer à semiologia da medicina chinesa como o exame de pulsos, língua, e palpação dos meridianos e pontos para reunir informações que conduzam ao diagnóstico segundo a Medicina Tradicional Chinesa.

As causas das doenças são tidas como internas e externas. As causas internas consistem nas emoções intensas e persistentes ou na hipersensibilidade a determinados estímulos. Estes prejudicam os zang fu seletivamente. As causas externas consistem em fatores climáticos ou fatores relacionados com a constituição herdada dos pais e com hábitos de vida.

A profilaxia e o tra tamento por Tui Na enfatizam a manutenção do equilíbrio interno do organismo em relação ao meio ambiente.

Tui Na apresenta mais de cem técnicas manuais; trinta delas são usadas com mais frequência. Estas manobras favorecem a circulação de ch’i, sangue e líquidos orgânicos e a eliminação do ch‘i túrbido do organismo. Atuam sobre os zang fu otimizando seu funcionamento, e facilitam o equilíbrio emocional. Tornam o indivíduo mais apto a enfrentar as mudanças climáticas ou sócio-culturais.

Vários procedimentos e técnicas para atuar nos meridianos principais, canais tendino musculares e pontos de energia encontram-se descritas na literatura sobre Tui Na . Pode-se alisar a pele, amassar os músculos, rolar sobre uma área, percutir o trajeto dos meridianos e pressionar os pontos de acupuntura. Para aumentar o fluxo de ch’i num meridiano principal, deve-se executar manobras no sentido do fluxo do meridiano e para freá-lo, no sentido contrário ao seu trajeto .

Tui Na aplicada sobre a pele e as fáscias atua nos meridianos tendino musculares com influência sobre função imunológica do organismo.

Nos pontos de acupuntura pode-se utilizar a técnica do polegar, pressionar, vibrar, beliscar e friccionar. Para tonificar um ponto deve-se fazer pressão intermitente ou pressionar rodando no sentido horário. Para sedá-lo utiliza-se a pressão contínua ou pressão no sentido anti-horário. Estas manobras repercutem nos meridianos principais que propagam sua influência aos órgãos internos, zang fu.

Lilian M. Jacques

Bibliografia

CHENGNAN, Sun (Ed.) Chinese Massage Therapy. Yuhan Lu, China: 1990 ENQIN, Zhang (Ed.). A Practical English-Chinese Library of Traditional Chinese Medicine – Chinese Massage. Shanghai: Pubblishing House Of Shanghai College Traditional Chinese Medicine, 1988. 5 JACQUES, L. M. , “ Tui Na : proposições fundamentais”. Massoterapia, v.1, IARJ, pp4- 28, 1999. _____________ , Tui Na – Massagem Terapêutica Chinesa. In: Guia de Abordagens Corporais. São Paulo, Summus Editorial, 1997. XIANGCAI, Xu (Ed.). The English-Chinese Encyclopedia of Practical Traditional Chinese Medicine – vol 7- Tuina Therapeutics. Higher Eduaction Press, Beijing, 1989. 9. Glossário Tui Na - método de massagem terapêutica baseado no corpo teórico da Medicina Tradicional Chinesa Medicina Tradicional Chinesa – sistema de atenção à saúde baseado no paradigma do ch’i e na teoria dos meridianos. Ch’i – conceito do pensamento chinês que se refere às influências materiais subjacentes a todos os fenômenos. Yin / Yang – conceitos fundamentais do pensamento chinês. Representam aspectos polares, complementares, alternantes e intercambiantes. Zang Fu – órgãos e vísceras ocas. Meridianos – rede invisível porém detentora de existência física, que viabiliza a integração de todas as partes do corpo. Anmo – método de massagem terapêutica precurssor de Tui Na .

Fonte: oscarhome.soc-sci.arizona.edu

Tui Na

Tui Na

A massagem Tui-Na é uma das antigas artes de cura e sistema terapêutico orientado pela Medicina Tradicional Chinesa juntamente com a Acupunctura e a Medicina Complementar.

O nome Tui-Na vem do chinês e traz consigo a natureza vigorosa da prática desse sistema de cura:"Tui" significa empurrar e "Na" significa segurar com força. Os registos escritos que mencionam a massagem, ou fricção, como era conhecida em tempos mais remotos, datam de há cerca de 5000 anos, com textos médicos chineses antigos a aconselharem que se esfreguem os membros para "proteger contra constipações, conservar os órgãos flexíveis e evitar as doenças menos graves". A Tui-Na surgiu nos trabalhos médicos com uma descrição detalhada das suas técnicas e indicações. Foi no livro do Imperador Amarelo que os princípios terapêuticos da Tui-Na foram inicialmente mencionados, levando à formação do sistema de Tui-Na.

As técnicas empregues são utilizadas para estimular ou sedar os pontos dos meridianos do paciente, visando o equilíbrio do fluxo de energia por estes canais. Esta massagem fundamenta-se assim nas teorias do Qi (energia vital), Xue (sangue) e Zang Fu (órgãos internos), e guia-se pela teoria dos Jing Luo (meridianos e colaterais). É uma massagem composta por várias técnicas, onde cada uma tem uma aplicação específica. Assim, cada técnica é aplicada consoante a natureza da patologia apresentada, a constituição do paciente e a parte do corpo a massajar. A Tui-Na está muito longe de se limitar à aplicação de pressão (com os dedos, mãos, cotovelos, etc.). É um leque muito vasto de técnicas que se aplicam a pontos e meridianos de acupunctura, grupos musculares e estruturas anatómicas em geral, utilizando o contato corporal próprio da massagem. Este método terapêutico, que se pratica no exterior do corpo e produz efeito no interior do mesmo, contribui para a desobstrução dos meridianos, promove a circulação da energia e do sangue, regula as funções dos órgãos internos e lubrifica os tendões e ossos, pelo que permite prevenir e tratar algumas patologias e melhorar o bem-estar físico e psicológico da pessoa.

Medicina Tradicional Chinesa

Para compreender melhor a massagem Tui-Na teremos que entender como a medicina chinesa vê as doenças. O início de uma doença pode manifestar-se fisicamente, emocionalmente, mentalmente ou até espiritualmente. Geralmente as doenças não ocorrem repentinamente. Entre a saúde e a doença aparecem sempre alguns sintomas, como o cansaço, dores, insónias, náuseas e tonturas. Para os médicos chineses, tais sintomas indicam um desequilíbrio no fluxo do QI. O estado físico e emocional do paciente, o seu comportamento e o seu meio ambiente indicarão o tipo de desequilíbrio existente e o tratamento necessário. A medicina ocidental procura o agente causador da doença, como os vírus ou as bactérias. Quando o agente da doença não é bem claro, trata-se os sintomas que o paciente apresenta. Assim, a medicina ocidental baseia-se nas ciências da anatomia e da fisiologia, que estudam o corpo como partes desvinculadas da mente. A medicina chinesa, por sua vez, considera o corpo, a mente e o espírito num só, indivisíveis e interdependentes. O tratamento, normalmente, visa estabelecer e manter um bom estado de saúde, em vez de curar apenas um componente de doença. Assim, uma doença física é vista como um reflexo de desarmonia em todo o ser. Para curar a doença é preciso curar a origem da desarmonia.

Tui Na

Yin e Yang:

De acordo com o pensamento chinês, toda a vida começa na interação de duas forças opostas, mas que se complementam: yin e yang. Tudo no universo pode ser descrito nos termos de yin e yang , embora nada seja completamente um e outro. Assim, todos os aspectos do corpo, da mente e do espírito humano podem ser definidos pelo equilíbrio entre estas duas forças opostas. Para a boa saúde, o equilíbrio entre elas deve ser mantido.

Qi e o Xue:

As substâncias essenciais do corpo são Qi, Jing, Shen, Xue e Fluídos Corporais. Qi é a força da vida, a energia vital governada pela interação dinâmica entre yin e yang. Toda a vida é resultado da interação dinâmica entre Qi e a matéria; esta interação termina com a morte. O Qi flui nos nossos corpos por canais chamados de Meridianos e preenche os órgãos a mente e o espírito.

Assim, a forma como o Qi flui pelo nosso corpo afeta o bem-estar físico, mental, emocional e espiritual. Para a nossa boa saúde as influências de yin e yang devem ser equilibradas. Se o fluxo Qi for interrompido, ele pode estagnar ou ficar bloqueado, afetando assim, o equilíbrio yin e yang, e resultar em doença. Para a Medicina Chinesa o sangue é quase uma extensão do Qi, porque se origina no coração e na medula óssea, sendo resultante do Qi fornecido pelo alimento e pelo ar.

Órgãos:

Por sua vez, os órgãos não são vistos como uma parte física do corpo, mas como as funções que exercem e as suas relações com as outras partes do corpo. A definição chinesa dos órgãos abrange os sistemas espiritual e emocional, assim como o físico.

Meridianos:

Os chineses reconhecem que o nível absoluto de Qi no corpo não significa por si só boa saúde, mas o modo como ele está distribuído e equilibrado por todo o corpo. O sistema dos meridianos é o canal que distribui Qi por todo o corpo, ligando todas as suas partes, a mente, o espírito e as Substâncias Essenciais. Cada Meridiano controla um Qi associado a um dos principais órgãos internos.

Há doze Meridianos em cada metade do corpo e eles ocorrem simetricamente. Seis são yang, os outros seis são yin. Ao longo de cada Meridiano há áreas específicas, chamadas pontos Qi, onde o Qi flui próximo à superfície do corpo. Neste ponto o Qi pode ser manipulado tanto por agulhas (acupunctura), como pela pressão profunda da massagem Tui Na . Estes tratamentos podem eliminar o Qi bloqueado e estagnado, permitindo que ele flua livremente, equilibrando o yin e o yang.

Como atua a Tui Na

A Tui-Na não substitui o médico, melhora, no entanto, a capacidade natural do corpo se curar a si próprio em todos os níveis do ser.

A Tui-Na atua holisticamente no equilíbrio do fluxo de Qi por todo o corpo, mente e espírito.

As diferentes técnicas da Tui Na , têm por objetivo regular a função dos meridianos, equilibrando o respectivo fluxo de energia:sedá-la se estiver em excesso e tonificá-la, caso esteja enfraquecida, regularizando a passagem do fluxo energético no corpo da pessoa. O seu objetivo é reforçar o equilíbrio natural do paciente, para a manter de boa saúde. Recebida regularmente, esta massagem estimula as defesas do seu organismo, não dando oportunidade a que a doença se instale. Numa vertente terapêutica, que está fora do âmbito da estética, a Tui Na estimula a capacidade do corpo recuperar a sua saúde, podendo e devendo ser utilizada em conjunto com qualquer método de tratamento convencional ou homeopático, pois acelera os processos de recuperação do organismo a todos os níveis em simultâneo.

Benefícios da Tui Na

1-Estimula e tonifica a pele, ativando a circulação sanguínea subcutânea, facilita a eliminação das toxinas, e dá mais brilho à pele.

2-Beneficia a circulação sanguínea e linfática. Os movimentos, as percussões, as fricções da Tui Na ativam a circulação dos fluidos orgânicos e em particular do sangue e da linfa: uma circulação sanguínea melhorada permite uma melhor distribuição do oxigénio nos tecidos e uma melhor eliminação das toxinas. O ritmo cardíaco regulariza-se e os numerosos incómodos ligados a uma circulação sanguínea inadequada (varizes, etc.) desaparecem. A linfa é um líquido incolor que possui a sua própria rede de circulação. Banha e drena o conjunto de tecidos do organismo. Os resíduos que ela recolhe são lançados no sangue. Uma boa circulação linfática é importante para garantir a saúde dos tecidos. Se a linfa estagnar em certos locais do corpo, provoca edemas, inflamação e dor.

3-Beneficia a musculatura, aliviar dores nos músculos, por excesso de stress e falta de exercício. Graças à sua ação estimulante sobre a circulação dos fluidos, as fibras musculares desembaraçam-se rapidamente das toxinas que geram fadiga, distensões, contrações, etc.

4-Benefícios sobre o sistema nervoso (vegetativo). Este sistema engloba as vísceras (coração, fígado, pulmões, etc.) e as glândulas endócrinas. É composto pelo sistema nervoso simpático e parassimpático, que tendem a equilibrar-se mutuamente. A Tui Na contribui assim, para manter este equilíbrio precioso e, se necessário, restabelecê-lo.

5-Benefícios sobre o sistema nervoso cérebro-espinal. Este sistema é composto pela espinal-medula e pelo encéfalo, que por sua vez compreende o bolbo raquidiano, o cerebelo e cérebro. Este sistema tem por função transmitir as ordens aos diferentes músculos, coordenar as funções vitais e gerir a informação sensorial. A Tui Na permite acalmar este sistema, muitas vezes sobrecarregado por demasiados estímulos sensoriais.

6-Benefícios sobre as vísceras. As vísceras são órgãos contidos nas cavidades cranianas, torácica e abdominal. Esses órgãos são estimulados pela Tui Na , favorecendo as suas funções ou proporcionando a sua descontração.

7-Benefícios sobre as glândulas endócrinas. Várias glândulas endócrinas estão relacionadas com pontos de acupunctura. Consoante a necessidade, estas glândulas podem ser ativadas ou acalmadas a fim de harmonizar o seu funcionamento com o resto do corpo. É por intermédio destas glândulas que o stress e as emoções agem sobre os órgãos, enfraquecendo-os ou esgotando-os.

Contra-indicações

Como todas as formas de terapia, há certas condições que contra indicam a Tui Na mas poucas são totalmente contra-indicadas.

A massagem Tui Na não é recomendada a pessoas com problemas cardíacos ou cancro, especialmente o de pele e o do sistema linfático

Pacientes com osteoporose

Pacientes com psoríase ou herpes-zoster

Na gravidez.

Fonte: zensationsclinic.com

Check Also

Sistema Monetário Brasileiro

Um sistema monetário é qualquer coisa que é aceite como uma medida padrão de valor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =