Breaking News
Home / Turismo / La Plagne

La Plagne

PUBLICIDADE

Num Inverno em que tanto se fala da falta de neve nas estâncias de Inverno europeias, subimos aos 2.100 metros de La Plagne, nos Alpes franceses, e verificamos que, apesar das notícias menos encorajadoras, as férias de neve e montanha continuam a cativar os adeptos do esqui, do snowboard e do freestyle. Viagem à estância de esqui Aime-La Plagne, França.

À ESPERA DA NEVE EM LA PLAGNE, ALPES FRANCESES

“Vem aí um grande nevão esta noite”. A frase, dita em jeito de vitória e acompanhada de sorrisos rasgados, espelhava bem a apreensão dos responsáveis de uma estância de Inverno em La Plagne pelo aparecimento tardio da neve.

Tal como noutros pontos da Europa, da Serra da Estrela a Moscovo, o clima teimava em fintar os planos de turistas e profissionais do setor. Nessa noite, em La Plagne, o nevão aconteceu mesmo, e os amantes dos desportos de Inverno regozijaram. Passou o susto. Era o início da época de Inverno 2006/07.

La Plagne
O ”homem das neves”

La Plagne fica localizada na região da Sabóia, França, a apenas 60 quilômetros de Albertville, local que acolheu os Jogos Olímpicos de Inverno no ano de 1992.

Legado dessa organização bem sucedida, La Plagne é, ainda hoje, dotada de algo pouco habitual entre as estâncias turísticas de Inverno: uma pista de bobsleigh, a única existente em França e apelidada de “pista mais técnica do mundo” em documentação oficial. Poucos turistas se aventurarão na adrenalina dessas corridas a alta velocidade, é certo, mas fica a curiosidade do fato para os mais destemidos.

Uma das mais atrativas características das estâncias da região, algo muito mais experimentável e valorizado pelos turistas em La Plagne, é o fato de se poder sair a esquiar diretamente do alojamento.

Do bar para as pistas de neve, das pistas para o bar, apenas com uma curta passagem pela zona onde se encontra o equipamento. Nem mais. É assim, por exemplo, no Club Med 2100, em Aime-La Plagne, onde ficamos alojados. Um pequeno luxo para graúdos e miúdos, visitantes desta região dos Alpes franceses.

La Plagne
Vista da estância de Inverno em Aime-La Plagne, Alpes Franceses

Deixando o calor do hotel, lá fora, numa zona demarcada e na presença de monitores credenciados, meninos de terna idade davam os primeiros passos em cima dos esquis, habituavam-se às primeiras quedas na neve ainda fofa.

Encosta abaixo, numa pista para principiantes, outro monitor comandava um grupo de jovens, muito jovens, que enfrentavam já com apreciável destreza a velocidade da descida. Não teriam mais de cinco, seis anos, os aspirantes a craques das neves.

Os pais encontravam-se noutras pistas a praticar esqui ou snowboard, ou entregavam-se a distintas atividades desportivas no exterior, como passeios com “raquetes” nos pés, por trilhos de montanha brancos e belos.

Em La Plagne, há atividades de Inverno para todos os gostos e idades, sendo o conceito de “férias em família” um dos pólos centrais das ofertas turísticas disponíveis.

A região onde La Plagne se insere está, no entanto, muito longe de oferecer estâncias apenas para amadores desengonçados. Com 425 quilómetros de pistas, a Paradiski, nome da área esquiável onde se integram as estâncias de La Plagne, de Les Arcs e de Peisey-Vallandry, possui 30 pistas negras (nível de maior dificuldade), 71 vermelhas, 125 azuis e apenas 18 verdes (nível de entrada).

Uma das grandes atrações da estância, aliás, nem sequer é uma tradicional pista de esqui montanha abaixo. É um snowpark com 2,5 hectares, destinado aos adeptos do esqui free stlye – consta que são em cada vez maior número, nomeadamente entre os adolescentes -, das suas espectaculares manobras acrobáticas e da adrenalina que a sua prática provoca.

Iniciados ou experientes, amadores ou profissionais, em La Plagne o tempo passa mais rápido do que o desejado por quem ali se encontra de férias. Assim haja neve nas montanhas!

Fonte: www.almadeviajante.com

La Plagne

La Plagne é um resort de esqui na França , localizada no vale de Tarentaise, no departamento de Savoie (região de Rhone-Alpes ).

Características

La Plagne está localizado em altitudes entre 3.250 metros e 1.250 metros (na aldeia de Montchavin). Ele tem 100 quilômetros quadrados de área esquiável propagação ao longo de quatro comunas ( Aime , Bellentre , Champagny-en-Vanoise e Macot-La Plagne ).

La Plagne é um resort de esqui moderno, com dois teleféricos, 8 gôndolas, 36 telecadeiras e 38 elevadores. Um tênis bobsleigh foi construído em La Plagne para os Jogos Olímpicos de Inverno de 1992 , realizados na cidade vizinha de Albertville.

História

La Plagne foi criada em 1961, como em outros resorts nos Alpes, para salvar os vales de se tornar um deserto.

As indústrias de agricultura e mineração estavam em crise, o que levou os jovens a deixar o vale em busca de trabalho. Em 1960 , quatro cidades (Aime, Bellentre Longefoy e Macot) criaram uma associação para defender seus interesses, uma iniciativa do Dr. Borrionne, prefeito de Aime.

A 24 de Dezembro de 1961 abriu La Plagne, com dois elevadores e quatro pistas. Emile Allais , grande campeão de esqui, ajudou La Plagne a crescer e promover.

Imediatamente, La Plagne adquiriu um grande sucesso, e em 1966 , Guy Lux , um apresentador da televisão francesa, apresentou “Interneiges” uma concorrência ativa entre dois resorts franceses.

La Plagne

Hospedagem

La Plagne é dividido em onze estâncias, localizados em diferentes níveis da estação.

Eles são: Centro Plagne (1970 m): O primeiro dos resorts de La Plagne inaugurado em dezembro de 1961. O nome “Centro Plagne”, data de 1982 , antes de ser chamado simplesmente de La Plagne.

Ele tem uma arquitetura urbana funcional, mas desenhado por Michel Bezançon. Plagne Centre é um modelo de “resort integrado”, onde os carros e os esquiadores são separados.

La Plagne
março 2003.

La Plagne
Vista de cima de Belle Plagne, em Fevereiro de 2003.

Aime-La Plagne (2100 m): Localizado na cidade de Aime, começou em 1968 , mas foi inaugurado em dezembro de 1969. Chamado de “O vapor neve”, o principal edifício-Aime La Plagne foi criado por Michel Bezançon. Em 1990, ele construiu o “Club Med” com um design inspirado nos templos tibetanos.

Champagny-en-Vanoise (1250 m): No final dos anos 60, esta pequena aldeia, situada no vale de Bozel, buscando o crescimento. Vanoise Parque Nacional Champagny deu a oportunidade de desenvolver as suas atividades de Verão.

Em 1969, ele tornou-se Champagny resort de La Plagne, em vez de o mais próximo Courchevel. Champagny é a face sul da montanha, ao contrário de outras partes do La Plagne, o que significa que você terá mais sol e menos neve.

Montchavin (1250 m): Montchavin está localizado na cidade de Bellentre . Há 3 elevadores que servem a aldeia de Montchavin, com um link para Les Coches.
Plagne Villages (2050 m): inaugurado em 1972.
Plagne Bellecôte (1930 m): inaugurado em 1974.
Les Coches (1450 m): Desde 1980.
Montalbert (1350m): inaugurado em 1980.
Plagne 1800 (1.800 m): inaugurado em 1982.
Belle Plagne (2050 m): Em operação desde 1981.
Plagne Soleil (2050): inaugurado em 1990.

Fonte: es.wikipedia.org

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.