Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Transmissão Automática  Voltar

transmissão AUTOMÁTICA



TRANSMISSÃO automática CONTROLADA HIDRAULICAMENTE

Transmissão Automática

Com o aumento da demanda de veículos equipados com esse sistema,
as oficinas independentes devem se preparar para novos desafios.

A finalidade desta seqüência de matérias, sobre transmissão automática, é explicar da maneira mais simples possível, ao técnico reparador, o funcionamento desse tipo de sistema, destacando seus componentes principais. Abordaremos também, a partir desta edição, alguns temas pertinentes, como tipos de fluidos utilizados, diagnóstico de problemas através da análise do fluido, utilização das marchas de maneira racional, as diversas posições da alavanca de mudanças, o conversor de torque, corpo de válvulas, entre outros. Dessa maneira, daremos ao técnico reparador elementos para se familiarizar com o assunto, diagnosticar falhas e repassar a seu cliente informações úteis, e assim poder se firmar no mercado como conhecedor do assunto.

Passo a passo, iremos dissecar uma transmissão em seus componentes básicos; forneceremos, ao final do curso, uma tabela para ajuda no diagnóstico de problemas.

Futuramente, abordaremos também a transmissão automática eletronicamente controlada, quando os componentes da transmissão hidráulica já forem do conhecimento de todos.

Transmissão automática:

Hoje, o sistema mecânico mais moderno e completo de um automóvel é a transmissão; e, com o desenvolvimento dos controles eletrônicos para as transmissões automáticas, elas se tornaram também parte do sistema eletrônico do veículo, compartilhando muitas vezes os mesmos componentes, como sensores e atuadores utilizados para o controle do motor.

Importância:

Ela é a responsável pela transferência da força produzida pelo motor, conhecida como torque, às rodas motrizes do veículo. Realiza esse trabalho com três, quatro ou mais marchas à frente, e uma marcha à ré, que permitem ao motor acelerar o veículo rapidamente, mover cargas pesadas, obter altas velocidades ou mesmo movimentá-lo para trás.

As relações de marchas diferentes são necessárias porque um grande esforço é necessário para iniciar o movimento do veículo para frente, enquanto diferentes combinações de torque e velocidade, proporcionadas pelas engrenagens, são mais adequadas para mantê-lo rodando em altas velocidades. Ao proporcionar marchas mais leves, ou uma relação de multiplicação de torque mais alta, a transmissão fornece tanto performance quanto economia a todas as faixas de operação do veículo.

A transmissão automática também permite que o veículo pare enquanto o motor permanece funcionando, sem que haja a necessidade de um pedal de embreagem. O conversor de torque, que é acoplado por fluido, provê essa função por atuar como um dispositivo de acionamento.

Transmissão Automática

Clique para Ampliar

Segurança/conveniência:

O veículo equipado com transmissão automática oferece várias vantagens em relação ao automóvel com transmissão mecânica, além de possibilitar maior conforto e segurança aos usuários. Veja alguns dos benefícios:

Eliminação do pedal da embreagem, o que permite uma operação mais suave do veículo;

Saídas e paradas mais fáceis, mesmo em ladeiras. A melhor relação de marcha para as mais diversas condições, como ultrapassagens ou curvas, é selecionada automaticamente;

A posição P (park ou parada) trava o eixo motriz para evitar que o veículo se movimente para frente ou para trás, quando estacionado;

A conveniência de não precisar trocar a marcha possibilita ao motorista manter ambas as mãos no volante em todas as circunstâncias;

Facilita a direção do veículo aos iniciantes ou aos condutores que possuem alguma restrição física.

Fonte: www.brasilautomatico.com.br

TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA

Dirigir um carro com problema na Transmissão?

Transmissão Automática

Sim, mas antes de considerar o caso perdido, desligue o veículo, se puder aguarde alguns minutos, e ligue novamente. Veja se continua o estado de emergência.

Se a condição desaparecer, não significa que o seu carro ficou bom de novo. Não se engane, o defeito existe e deve ser rastreado. Na primeira oportunidade leve o seu carro para ser diagnosticado por um trans-mecânico especializado. O defeito desapareceu momentaneamente, mas foi registrado nas memórias do computador da transmissão.

Persistindo a situação de emergência, a forma de dirigir-se um veículo neste estado, é usando a alavanca de transmissão do console. Puxe a alavanca para a posição 1 ou L para o carro sair em primeira marcha. Quando atingir giro suficiente, jogue a alavanca para a posição 2 e assim sucessivamente. Para reduzir proceda no sentido inverso. Leve o carro para seu mecânico o mais breve possível.

Fonte: www.vermelhoscar.com.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal