Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Geografia da Itália  Voltar

Geografia da Itália

A península italiana é um país em forma de bota, estendendo-se para o mar Mediterrâneo, rodeada pelo mar em três lados.

A natureza diversa e requintado da Geografia da Itália é responsável por sua atratividade, que fez com que o país de destino de um viajante popular.

O país é, basicamente, uma península com uma forma de inicialização único, estendendo-se para as águas azuis do Mediterrâneo. Cercado por mares em todos os três lados, a Itália possui uma beleza distinta do seu próprio.

As características geográficas da Itália são variados, no canto sudoeste do país é envolto por mar Tirreno, Mar Adriático, enquanto cuida de seus nordestinos partes. O sul-oriental do Mar Jônico eo Mar da Ligúria localizado no noroeste da Itália cercar o país a partir de lados al possíveis e agir como um escudo de segurança para a Itália.

A Geografia da Itália tem duas cadeias de montanhas, ou seja, os Alpes e os Apeninos. A cordilheira dos Apeninos é a espinha dorsal literal do país, em torno das partes do noroeste, de onde vai para juntar os Alpes. A posição natural de ambas as cadeias de montanhas adquire a forma de um arco semicircular e essa topografia fortalece as fronteiras do norte de Itália contra formigas possíveis invasões estrangeiras e invade.

Mont Blanc, popularmente conhecida como Monte Bianco, 4810 metros ou 5.781 pés acima do nível do mar, é o cume mais alto da montanha italiana. A terra também tem dois vulcões de renome, entre os quais o Monte Vesúvio (1.281 m) perto de Nápoles está atualmente em um estado dormente. O outro pico vulcânico, na Sicília, o Etna (3.326 m) é ainda muito ativo, que raramente representa ameaça para os habitantes de Itália.

Ao lado das montanhas e dos mares, vêm os vales e as terras planas em Geografia da Itália. A planície italiana conhecida como a planície de Padã é drenado pelo rio mais longo da Itália - o Pó (652 km) e seus numerosos afluentes e distribuidors, principalmente fluindo dos Alpes e Apeninos para se juntar a ele. Alguns dos afluentes do rio Po como Mincio, Baltea Dora, Trebbia e Secchia trazer extensos depósitos aluviais na planície, aumentando a sua fertilidade e tornando-o apropriado para o cultivo.

A Itália é também uma terra de lagos. O maior lago da Itália - Lago de Garda cobre uma área de terra de km ² of370.

Podem citar-se de alguns outros lagos no país também como:

Norte da Itália
Lago Como
Lago de Iseo
Lago Maggiore
Central Itália
Lago Bolsena
Lago Bracciano
Lago Trasimeno

Todos estes lagos de água doce acrescentar à beleza cênica da terra, tornando-se mais e mais atraente para os turistas internacionais.

Mais ou menos, a Geografia da Itália é tal que levou ao crescimento e desenvolvimento da indústria do turismo no país, viajantes de todo o mundo visitam este lugar para olhar através de suas paisagens pitorescas. Esta é uma terra que recebe verdadeira admiração e proclama a partir dos amantes da natureza ardente.

Fonte: www.mapsofworld.com

Geografia da Itália

Superfície: 301.401 Km²

Habitantes: 57.534.088

Densidade: 191 hab/Km²

Forma de governo:República parlamentarista

Capital: Roma (2.645.000 habitantes)

Outras Cidades

Milão: 1.304.000 habitantes (4.250.000 região metropolitana)
Nápoles: 1.045.000 habitantes (3.010.000 região metropolitana)
Turim: 920.000 habitantes (1.295.000 região metropolitana)
Palermo: 688.000 habitantes
Gênova: 654.000 habitantes
Bolonha: 385.000 habitantes
Florença: 380.000 habitantes

Fronteiras

França a OESTE

Suíça e Áustria a NORTE

Eslovênia a LESTE

Vaticano e São Marinho(San Marino) internos ao Estado

Maior Montanha: Monte Branco 4810 m
Maiores Rios: Pó 652 Km, Ádige 410 Km, Tibre 405 Km
Maiores Lagos: Lago de Garda 370 Km², Lago Maior 170 Km² (parte italiana, total 212 Km²), Lago de Como 146 Km², Lago Trasimeno 128 Km²
Maiores Ilhas: Sicília 25.426 Km², Sardenha 23.813 Km², Elba 223 Km²
Climas: Mediterrâneo, Continental e Alpino.
Idioma: Italiano (oficial nacional). Sardo, Alemão, Ladino, Francês, Esloveno e Catalão são cooficiais em determinadas localidades e ainda há outras línguas sem estatuto, bem como centenas de dialetos.
Moeda: Lira italiana e o Euro (já em vigor no mundo financeiro, mas só entrará em circulação a partir de 2002)
Religião: Católica em 90%

Geografia

O território italiano tem uma superfície de 301.401 Km², com um comprimento máximo de 1.300 Km, e uma largura de 600 Km.

A Itália é vinte e oito vezes menor que o Brasil correspondente ao estado do Rio Grande do Sul.

A Itália estende-se no centro do mar Mediterrâneo, tendo ao sul e ao oeste duas grandes ilhas: a Sicilia e a Sardegna.

O país é delimitado ao norte pelos alpes, que se estendem em amplo semicírculo por cerca de 1.300 Km, e compreendem as montanhas mais altas da Europa: o Monte Bianco (com seus 4.800 m), o Monte Rosa (4.638 m) e o Monte Cervino (4.478 m).

No extremo ponto ocidental do arco alpino, começam os Apeninos que se estendem ao longo da península por cerca de 1200 Km, alcançando a altitude máxima no Gran Sasso D'Italia (2.924 m)

Delimitada pelo arco alpino ao norte e pela parte setentrional dos Apeninos ao sul, estende-se por 46.000 Km² a Pianura Padana, a maior planície da Europa Meridional. Ela deve seu nome ao maior rio italiano, o "Po" (652 Km), que percorre em todo o seu comprimento. Outros rios importantes são o Adige (410 Km), o Tevere (405 Km) e o rio Arno (224 Km).

Numerosos são também os lagos; entre eles o de Garda (370 Km²), o Maggiore (212 Km²), o de Como (148 Km²) e o Trasimeno (128 Km²).

O território italiano apresenta notáveis variações climáticas; em geral os verões são quentes e os invernos frios, com estações bem definidas e chuvas distribuídas no decorrer de todo o ano.

Regiões

A Itália é dividida em 20 regiões.

Cada região italiana tem um estatuto, o qual, de acordo com a Constituição e com as leis da República, estabelece as normas relativas à organização interna da região. As regiões constituem-se em entidades autônomas com poderes e funções próprias, segundo os princípios fixados na Constituição.

A Sicilia, a Sardegna, ao Trentino - Alto Adige, ao Friuli - Venezia Giulia e ao Vale D'Aosta são atribuídas formas e condições particulares de autonomia, segundo estatutos especiais adotados com leis constitucionais.

Cabem a região as funções administrativas para as matérias discriminadas no artigo anterior, salvo aquelas de interesse exclusivamente local, que podem ser atribuídas pelas leis da República às Provinciais aos Municípios e a outras entidades locais.

População

A Itália ocupa o quarto lugar na Europa por número de habitantes; cerca de 57 milhões. A densidade média da população é de 190 habitantes por Km².

Algumas regiões, porém, alcançam valores de densidade mais elevados: a Campania (425 habitantes por Km²), a Liguria (305 habitantes por Km²) e algumas cidades chegam a 1.000 habitantes por Km². Nas últimas décadas verificou-se na Itália um forte processo de urbanização, estritamente ligado ao desenvolvimento industrial do país. Atualmente a população urbana representa cerca de 80% da população total.

Fonte: digilander.libero.it

Geografia da Itália

Geografia Física

A forma distinta da Itália torna um dos países mais fácil do mundo para se identificar em um mapa geográfico.

A Itália continental tem o formato de uma bota chutando as ilhas italianas da Sicília e da Sardenha para o oeste.

A formação geográfica que compreende a Itália é conhecida como uma península, o que significa que é cercado em três lados por água. Itália encontra-se no centro do Mar Mediterrâneo e tem fronteiras terrestres com a França, Suíça, Áustria e Eslovénia.

A Itália tem fronteiras territoriais de água com vários Estados dos Balcãs, incluindo a Croácia, Sérvia, Albânia e Grécia. Itália tem dezenas de pequenas ilhas espalhadas ao redor de sua costa, no entanto, as duas principais ilhas na Itália com populações significativas são a Sicília e Sardenha.

Geografia Costeira

A Itália tem uma geografia interessante costeira, com um total de 8.000 quilômetros de costa.

A costa italiana tem vista para quatro mares diferentes.

O Mar Adriático está na costa leste da Itália, e do outro lado do Mar é a Croácia.

O mar Jônico é um pouco mais ao sul e fica entre a costa sudeste da Itália e da Grécia.

O Mar Tirreno fica entre a costa oeste da Itália continental e da ilha italiana da Sardenha e da Córsega, que pertence à França. Finalmente, o Mar da Ligúria é o corpo de água que se encontra fora da costa noroeste da Itália e da fronteira com a França.

A geografia real costeira da Itália varia muito, dependendo de qual parte do país que você está dentro, na Costa Amalfitana, na região da Campânia, Itália, grande parte da costa é composta por falésias, enquanto a ilha da Sardenha, na Itália é famosa por sua praias de areia dourada.

Geografia montanhosa

A geografia da Itália é extremamente montanhosa.

Aproximadamente três quartos da área de terra de Itália continental é composta de montanhas.

A Itália tem dois principais cadeias montanhosas.

A maior das duas cadeias de montanhas na Itália é a cordilheira dos Apeninos, que corre verticalmente do noroeste da Itália perto de Gênova, para o sul da Itália perto Calábria.

O comprimento total da cadeia de montanhas dos Apeninos na Itália é de cerca de 1,5 mil quilômetros e divide a costa leste da Itália a partir da costa oeste.

A cordilheira outro na Itália é menor, embora mais famoso.

Os Alpes italianos executado em toda a extensão do norte da Itália e são compartilhados com a França, Suíça e Áustria.

É nos Alpes onde a maioria das pessoas na Itália esquiar. Os picos mais altos dos Alpes Italianos são quase 5000 metros acima do nível do mar e na Itália é o lar de pelo menos parte da Montanha Matterhorn mundo famoso.

Geografia posicional

A capital da Itália é Roma, que está situado em uma latitude de 41:54 do Norte e uma longitude de 12:27 Leste.

A geografia de posição da Itália não varia muito em termos de longitude, no entanto, a sua forma longa e esticada do norte da Itália para o sul significa que há diferenças significativas em termos de latitude.

Fonte: www.kwintessential.co.uk

Geografia da Itália

Geografia

O nome oficial é República Italiana. Tem comprimento máximo de 1.300 Km e largura de 600 Km, fazendo uma área de 301.224 Km2.

É destacado membro da mais importante organização mundial, o G-7 - também participa da ONU, do Conselho da Europa, Comunidade Européia, Otan, OCDE e UEO.

A Itália estende-se no centro do mar Mediterrâneo, tendo duas grandes ilhas: a Sicília e a Sardenha.

A população estimada em 1997 era de 57.523.000 habitantes, a 22ª mundial, tendo uma das maiores densidades demográficas da Europa: 195 habitantes por Km2. A população feminina encontra-se em maior número que a masculina. Por causa da diminuição dos nascimentos, a população está envelhecendo e aproximando-se do "crescimento zero". A região mais povoada é a da Lombardia e a menos povoada é Valle d'Aosta. A Itália está dividida em 20 regiões administrativas (Piemonte, Valle D'Aosta, Lombardia, Trentino-Alto Adige, Veneto, Friuli-Venezia Giulia, Liguria, Emilia-Romagna, Toscana, Umbria, Marche, Lazio, Abruzzi, Molise, Campania, Puglia, Basilicata, Calabria, Sicília e Sardegna).

O país é delimitado ao norte pelos Alpes, e possui as montanhas mais altas da Europa: o Monte Bianco, o Monte Rosa e o Monte Cervino. Delimitada pelo arco alpino ao norte e pela parte setentrional dos Apeninos ao sul, estende-se por 46.000 Km² a Pianura Padana, a maior planície da Europa Meridional.

O maior rio italiano é o Pó (652 Km), que percorre todo a largura do país, ao norte. Outros rios importantes são o Adige, o Tevere e o Arno. Cada região italiana tem um estatuto, o qual, de acordo com a Constituição e com as leis da República, estabelece as normas relativas à organização interna da região.

REGIÃO CAPITAL
Abruzzo L'Aquila
Basilicata Potenza
Calabria Catanzaro
Campania Napoli
Emilia-Romagna Bologna
Friuli-Venezia Giulia Trieste
Lazio Roma
Liguria Gênova
Lombardia Milano
Marche Ancona
Molise Campobaso
Piemonte Torino
Puglia Bari
Sardegna Cagliari
Sicilia Palermo
Toscana Firenze
Trentino-Alto Adige Trento
Umbria Perugia
Valle d'Aosta Aosta
Veneto Veneza

BREVE DESCRIÇÃO DAS REGIÕES MAIS CONHECIDAS

PIEMONTE

Turim fica nesta região, que está entre as mais desenvolvidas do mundo. A região tem grande vocação industrial e é onde a FIAT tem sua sede.

VALLE D'AOSTA

Fundada em 25 a.C. pelos Romanos, tornou-se conhecida como Roma Alpina, pela quantidade de monumentos romanos. É formada por alpes e boa para usufruir da neve. É a região menos povoada da Itália.

LOMBARDIA

É a região mais rica e mais povoada da Itália e também ocupa grande destaque mundial. Seus setores produzem bens de consumo, alta moda, indústria mobiliária e editorial. Sem esquecer o potencial mecânico-elétrico, eletrônico e químico. Milão é a principal cidade desta região e abriga a bolsa de valores mais importante da Itália.

VENETO

O referencial não poderia deixar de ser Veneza. Uma cidade repleta de romantismo e um atrativo incrível para os turistas que saem de toda parte do mundo para conhecer suas ruas. Os passeios de gondôla são os mais procurados. Para evitar as enchentes, que provocam a aqua alt, o governo italiano planeja construir 79 comportas, que irão bloquear a entrada da água. A praça de San Marco é constantemente inundada, sem contar que as águas salgadas do mar Adriático corroem as fundações dos palácios e igrejas. Os 10 milhões de turistas que visitam a cidade anualmente agradecem a iniciativa do governo! A cidade afundava em média 7 centímetros por século, mas desde 1900 já foram 23 centímetros!

LAZIO

A capital italiana fica nesta importante região. Roma é conhecida mundialmente como "Cidade Eterna". Os principais pontos turísticos são o Coliseu, o Fórum Romano, Museu do Vaticano, Basílica de São Pedro e a Fontana di Trevi.

TOSCANA

Possui museus e cidades interessantíssimas. Entre elas, a cidade de Pisa, que ostenta a torre inclinada; Siena, onde ocorre o Palio; e Firenze, berço do renascentismo. Firenze é inútil descrever, seu próprio nome faz sonhar com cultura, arte...

Vulcões

A velocidade do derrame provocado em uma erupção varia com a declividade do local e grau de fluidez da lava. No Etna e no Vesúvio, costuma-se atingir 100m por minuto, passando posteriormente a cerca de 1,5m por minuto. Um exemplo de atividade inicial é o Monte Nuovo (perto de Nápoles), em 1538.

Em três dias apenas, originou-se uma elevação de 139m, constituída exclusivamente de material piroclástico. Não se sabe durante quantos séculos esteve o Vesúvio em dormência, para reavivar suas atividades a partir de 79 d.C.

Essas atividades caracterizaram-se pela formação de material piroclástico e de gases sulfurosos superaquecidos, que mataram por sufocamento os habitantes de Pompéia, Herculano e Stabiae, ao mesmo tempo em que toda a região foi sepultada pelas cinzas e correntes de lama. Somente nas erupções seguintes é que se verificaram derrames de lava.

O Vesúvio acha-se situado sobre uma enorme e antiga cratera de abatimento, no monte Somma, que é um antigo edifício do atual Vesúvio. As lavas dos vulcões da Itália, de um modo geral, produzem ótimos solos, graças ao elevado teor de potássio. O Vulcano, situado na ilha de Lipari, a cerca de 60 km ao norte do Etna, possui uma atividade peculiar, caracterizada pela violência das explosões, que expulsam uma lava excessivamente viscosa.

Faz muito tempo que está em dormência e vem sendo minerado para enxofre. Já o Etna, na Sicília, possui mais de 3.000 metros de altura, entra com maior freqüência em atividade, com períodos de dormência de muitos decênios a muitos séculos, tendo produzido grandes catástrofes, como a de 1669, na qual morreram 20.000 pessoas.

Fonte: www.forzaitalia.hpg.ig.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal