Breaking News
Home / Turismo / Calabria

Calabria

PUBLICIDADE

O Calabria é uma região do sul da Itália , e tem como capital Catanzaro. Limitado a norte com a Basilicata braço de mar e ao sul-oeste a separa da Sicília e é banhada a leste pelo Mar Jónico e a oeste pelo Mar Tirreno.

O clima é geralmente Mediterrâneo . A costa do mar Jónico é mais seca e árida do Tirreno, que mostra um clima mais ameno. Temperaturas geralmente ao longo das costas nunca caem abaixo dos 10 graus, e não se aumentam mais que 40 ° C, com picos de 42-44 ° C nos meses de verão.

Tendo em vista o grande papel da música sinfônica e ópera fazem os artistas calabreses os dois nomes de Francesco Cilea (autor entre outros de ” Adriana Lecouvreur ) e Nicola Antonio Manfroce , ambos nascidos em Palmi.

Províncias: Catanzaro (capital), Cosenza e Reggio Di Calabria.

A cozinha calabresa é rude, sóbria e austera. O cozimento quase que sempre é feito no espeto, na grelha, no forno. O elemento base da gastronomia calabresa é a carne de suíno, que no refogado encontra a maior exaltação.

A berinjela, a cebola, a azeitona, o louro ocupam posição destacada na culinária da região.

Fonte: digilander.libero.it

Calabria

A Calabria, ninho de antigas civilizações foi o lugar que deu o nome a toda península sendo que antigamente era chamada Itália somente a Calabria para honrar seu rei: Italo.

Situada no meio do Mar Mediterrâneo esta região estende-se ao sul da Basilicata e fica entre o Mar Jónico e o Mar Tirreno como uma pequena península.

Uma terra onde convivem mar e montanha, oferecendo ao turista oportunidade de visitar lugares verdadeiramente únicos e imersos em uma cultura milenar.

O sistema montanhoso da Calabria faz parte dos Appenninos e divide-se em três partes principais tombadas com três parques nacionais: Pollino, Sila e Aspromonte.

A principal planície é a de Sibari que abre-se na baía de Taranto, entre cabo Spulico e o cabo Trionfo. Outras planínicies encontra-se ao redor de Crotone e de Santa Eufemia e de Rosarno.

No interior da Calabria estão espalhadas muitas aldeias, normalmente situadas nos cumes das colinas e rodados para as típicos cultivos mediterrâneos.

A orla da península conta com aproximadamente 800 km: onde metade é banhado pelo Mar Tirreno e a outra metade pelo Mar Jonico.

São inúmeros ao largo de todo litoral da Calabria balneários de praias extensas, muitas delas incontaminadas e que são preferidas de todos aqueles que desejam encontrar mar limpo e natureza intacta.

Os rios da Calabria são quase todos torrenciais. São típicos da região os “Fiumare”, riachos secos durante a maior parte do ano e que tornam-se impetuosos na estação das chuvas; ideais para os amantes das experiência emocionantes do rafting. Os rios mais importantes são: o Crati e Neto que deságuam no Mar Tirreno.

No interior da Sila existem quatro grandes lagos: o Cecita, o Argo, o Ampollino e o Passante.

O território da Calabria oferece na costa um clima quente entre junho e setembro e frio entre novembro e março.

No interior da península os invernos apresentam-se rígidos e são caracterizados também por a presença quase constante da neve.

No lado artístico e arqueológicos são inúmeras as provas espalhadas no território da região que vão desde a pré-história até a grandiosa epopéia da Magna Grécia.

Além disso são muitas as culturas que conquistaram, invadiram, habitaram e marcaram profundamente esta terra tais como os Romanos os Normandos, os Suévos, os Angevinos, os Aragoneses e, finalmente, os Borbones. Trata-se de fazes históricas que deixaram vestígios, começando pela estrutura urbana.

O patrimônio artístico é muito rico com palácios, igrejas, castelos, zonas arqueológicas e obras de arte consideráveis como os Bronzes de Riace, as telas de Mattia Preti e o monumento Bizantino mais famoso da região, a encantadora Cattolica de Stilo.

O patrimônio artístico da região entrelaça-se com um produção artesanal que abrange escultura de madeira, cerâmica, manufatora de ouro, de ferro forjado e pedra.

Enfim não podemos esquecer que a Calabria é tradição e folclore; aqui pode se encontrar um catolicismo misturado com recordações de mundo clássico, pagão e da Idade Média e que repete-se desde muitos séculos e sempre apresentam uma enorme participação popular.

São muitas as festas populares com produtos típicos como os cogumelos, as castanhas e colheita da uva.

Enfim vale a pena recordar os pratos típicos genuíno e de grande originalidade, fruto de uma mistura de tradições diferentes que incluem aquelas das comunidades gregas e albanesas que até hoje vivem nesta região mantendo vivos o idioma e os hábitos.

Fonte: conhecaitalia.vilabol.uol.com.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

2 comments

  1. rogerio tartaro oliveira

    gostei do brasao da italia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.