Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Campânia

Campânia

PUBLICIDADE

Províncias: Napoli (capital), Salerno, Caserta, Avellino e Benevento.

A gastronomia da Campânia se embasa em sua abundância de produtos agrícolas do interior e sobretudo dos recursos do mar.

É uma cozinha feita de invenções, rica de cores, sabores e criação.

A pizza, que se identifica aos olhos de todos com a cozinha napolitana, é enfim um símbolo universalmente conhecido em todo o mundo.

Fonte: digilander.libero.it

Campânia

Lugar de encontro de várias culturas, esta região congrega arquitetura espontânea e refinada arquitetura barroca, emolduradas por uma natureza esplêndida.

A Campânia é uma complexa junção de mar, ilhas e golfos, de planícies, promontórios e montanhas e, ao longo dos séculos, foi ocupada por Romanos, Bizantinos, Longobardos, Normandos, Suevos, Angevinos, Aragoneses, Espanhóis e Bourbons, cada qual com sua própria história e cultura.

Mas, por ter uma costa rica de portos em posição estratégica no centro do Mediterrâneo, ela foi pólo de atração também de outras culturas, em especial a sículo-árabe. A resultante desta multiplicidade de influências é extremamente rica e diversificada, tanto que a Campânia é, ainda hoje, uma região a ser desvendada.

Ao norte, estende-se a ampla planície conhecida como Terra di Lavoro – a mesma que os Romanos chamavam, segundo a definição do grande poeta Virgílio, de Campânia Felix – , delimitada pelo arco dos montes do Matese, do Sannio e da Irpinia, sulcados por vales profundos e tortuosos.

O golfo de Nápoles, no centro, é emoldurado por um extraordinário colar de acidentes naturais: as ilhas de Ischia, Procida e Capri ; a área de vulcões extintos dos Campi Flegrei; o histórico, e até hoje ativíssimo, Vesuvio ; e a esplêndida Costiera Amalfitana, com as célebres cidades de Sorrento, Positano, Amalfi e Ravello.

Enfim, ao sul, além da planície aluvial do rio Sele, elevam-se a pico sobre o mar os montes do Cilento, que formam uma encosta até hoje de difícil acesso, e estão separados da vizinha região da Basilicata por um estreito planalto, o Vallo di Diano.

Os Romanos arrebataram sem dificuldade a planície contígua ao Lácio – com as prediletas cidades de Baia, Bacoli, Pozzuoli – e as ilhas, ali deixando vestígios de uma imponência única: as históricas Pompei e Erculano, sepultadas no Séc. I d.C. pelas cinzas da terrível erupção do Vesuvio; a aristocrática Baia; a sugestiva Cuma, onde a sagrada Sibila dispensava seus vaticínios; as muralhas da cidade de Alife – com o característico traçado em ângulos retos do castrum romano; o anfiteatro de S. Maria di Capua Vetere, e um sem número de construções esparsas por toda a região. Mas, já antes, os habitantes da Magna Grécia tinham fundado na planície do rio Sele, ao sul, a importante colônia de Paestum (romanização do grego Poseidon, cidade de Netuno), com o majestoso templo do mesmo nome.

Na alta Idade Média, a Campânia foi dividida entre uma área sob influência bizantina, que incluía Nápoles e arredores e que mais tarde ficou autônoma, e outra, no interior, sob domínio dos Longobardos, com capital Benevento.

Construções dessa época se acham principalmente nesta, e em Capua, mas a lembrança dos Longobardos permaneceu também em alguns nomes de povoados: Sant’ Angelo dei Lombardi, Sant’ Agata de’ Goti, Pontelandolfo.No início do Séc. XI, os Normandos, feudatários de Aversa por mérito militar, iniciaram uma lenta mas inexorável conquista da Itália meridional e da Sicília.

A conseqüente formação de um estado unitário barrou o surgimento das autonomias comunais, tão florescentes em outras regiões da península, a ponto de a concentração do poder nas capitais relegar os centros menores a funções secundárias – ou francamente subalternas.

A relativa estabilidade política permitiu, por outro lado, o surgimento de cidades densamente habitadas e muito diferenciadas entre si, cada qual a expressão de uma autônoma tradição, popular ou culta: Caserta Vecchia, com suas casinhas escuras e a Catedral, mistura de estilos sículo-árabe e românico da Apúlia; Teggiano, em posição dominante sobre o Vallo de Diano, com seus monumentos de várias épocas; Sant’ Agata e Sessa Aurunca, com as esplêndidas igrejas românicas encravadas no meio do povoado.

E ainda, entre as cidades fortificadas do interior, Guardia Sanframondi e Vairano – esta ainda murada e dominada por um maciço castelo; as históricas Teano – um dos sítios da saga de Garibaldi -, Cusano Mutri e Eboli; ou os povoados do Vallo, como Polla, Sala Consilina e Padula.

A unidade política manteve-se sob os Suevos (1197), por ser o imperador Frederico II filho da princesa normanda Constância de Altavilla, e sob todos os governantes que o sucederam.

Os Angevinos, de parte guelfa, vencedores dos Suevos, de parte gibelina, a fim de aproximá-la de Roma e do Papado transferiram a capital de Palermo para Nápoles, garantindo à cidade grandes privilégios, que perduraram mesmo após a sucessão pelos Aragoneses (1442).

Teve assim início o período de grande expansão urbana, de supremacia regional, de fausto e riqueza, de alta cultura, de paupérrima imigração, que tem marcado nos séculos o destino de Nápoles. A fratura entre a afluência da capital e a miséria do campo ampliou-se ainda mais sob as dominações estrangeiras dos Espanhóis (desde 1503) e dos Austríacos (desde 1707).

A tomada do poder pelos Bourbons, na metade de 1700, levou à construção do majestoso palácio real e da cidade de Caserta, e deu um renovado impulso ao desenvolvimento de Nápoles, que só fez por agravar os tradicionais problemas de concentração de renda e divisão de classes.

Por fim, a anexação manu militari ao Reino da Itália sob os Savóia, e a conseqüente decadência de Nápoles do rol de capital, sem outras alternativas, renderam endêmico o subdesenvolvimento da região.

Com efeito, é significativo que a cidade, hoje o núcleo de uma desordenada e ingovernável bolha urbana indo de Pozzuoli, ao norte, até Castellammare, ao sul, tenha sido sempre objeto de intervenções de emergência, desde o vice-rei espanhol de Toledo (Séc. XVI), aos Bourbons, a uma lei especial de 1885. Contudo, se os problemas permaneceram, evidentemente os remédios não têm sido eficazes.

A história artística da região espelha a complexidade da história política. A arquitetura medieval ressente-se das fortes influências sículo-árabes difundidas ao longo do litoral – como evidenciado pelas arcadas em cruz e a policromia das construções de Ravello, Amalfi e Salerno -, mas que chegam já atenuadas ao interior da região – como no claustro da Badia di Cava ou em Caserta Vecchia, onde se fundem com o estilo ápulo-românico Com efeito, uma tradição local difundida no litoral (mas também em Caserta Vecchia e no baixo Lácio) é a dos campanários de vários andares – cada qual sustentado por arquivoltas -, encimados por cinco pequenas cúpulas, de clara inspiração islâmica.

Por sua vez, influências normandas podem ser percebidas em Salerno e na abside do domo de Aversa, ao passo que a tradição bizantina, mantida sempre viva e vital pela ordem monástica dos beneditinos, alcançou seus maiores feitos na pintura e no mosaico.

A Renascença encontrou um foco de propagação do estilo catalão em Carinola e centros vizinhos, mas a influência espanhola está amplamente presente em toda a região.

Porém, a verdadeira explosão da arquitetura da Campânia ocorreu no período barroco, que marcou indelevelmente cada centro urbano tanto com edifícios novos, quanto pela restauração dos já existentes. Entre os centros menores, são deliciosos exemplos dessa fase Piedimonte Matese e Airola, mas achados interessantes estão também em Capua e Caiazzo.

Outro fenômeno típico da região é o da arquitetura dita espontânea, de que temos exemplos extraordinários, por fascínio e dimensão, em cidades grandes e pequenas: casos únicos são Procida, ou todos os centros da Costiera Amalfitana, desde os mais célebres, como os já citados Amalfi, Ravello, Positano e Sorrento, até os menos conhecidos, como Cetara e Vietri.

A ilha de Capri ocupa por sua vez um lugar à parte, pela excepcional fusão entre paisagem e hábitat humano, e pelos prazeres do ócio e do mundanismo que ela proporciona desde os tempos do imperador romano Tibério – que, segundo a lenda, fez da ilha o lugar de eleição de suas perversões.

Outra singularidade é o minúsculo centro de San Leucio, aldeia ideal criada pela utopia iluminista do Setecentos, e construída por vontade dos reis logo além do palácio real de Caserta.

Apesar de tudo, muitos testemunhos históricos têm sido com freqüência destruídos por eventos naturais, como bradissismos, erupções vulcânicas, terremotos, que sucederam-se ao longo dos séculos com impressionante regularidade.

Assim, os centros históricos da Irpínia, também arrasados por um sismo há poucos anos atrás, não serão reconstruídos, devendo portanto ser considerados definitivamente perdidos.

Como exceção da regra, deve-se a um terremoto do Séc. XVIII a reconstrução de um dos poucos centros planejados da Campânia, Cerreto Sannita, este também rico em arquiteturas barrocas.

Fonte: conhecaitalia.vilabol.uol.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+