Breaking News
Home / Turismo / Milão

Milão

Milão – A cidade mais cosmopolita de Itália

PUBLICIDADE

Milão

A segunda mais populosa cidade da Itália , serve como a capital da Lombardia . A cidade apropriada tem uma população de cerca de 1,3 milhões de pessoas, enquanto que a sua área urbana (o quinto maior na UE ) compreende um número estimado de 5.264 mil pessoas.

A expansão suburbana maciça que se seguiu ao boom do pós-guerra da década de 1950 e de 1960 o crescimento de um vasto cinturão suburbano sugerem que ligações sócio-econômicas têm se expandido muito além das fronteiras de seus limites administrativos e sua aglomeração, a criação de uma área metropolitana policêntrico entre 7 e 10 milhões de pessoas.

Milão está localizada no norte-ocidental do Vale Po , aproximadamente a meio caminho entre o rio Po ao sul e os primeiros relevos dos Alpes com os grandes lagos ( Lago de Como , Lago Maggiore , Lago Lugano ) ao norte, o Ticino rio para o oeste eo Adda para o leste. O território municipal é totalmente plana, o ponto mais elevado é em 122 m (400,26 pés) acima do nível do mar.

Chamam-na a capital da moda, famosa pelos seus grandes desfiles, as suas lojas de estilistas e os seus modelos. Milão honra o seu nome e a sua fama.

Chegando ao seu centro dar-se-ão conta que não é uma tipica cidade italiana. Representa a Itália moderna, industrial, chique. Se procura ruínas antigas, história e lugares pitorescos, elija outro destino.

As pessoas que gostem do mundo da moda, do moderno, de gente bonita, em Mião sentir-se-ão num paraíso. Os lugares principais para visitar são la Piazza Duomo com a sua famosa Igreja (1386), belo exemplo da arquitetura do norte com as suas torres, adornadas com grande detalhe.

O castelo Sforzesco (1358-1368), bonito, em pedra vermelha, onde temos a sensação que a qualquer momento sairão cavaleiros com armaduras prateadas à procura de princesas encarceradas nas suas torres. Santa María Delle Grazie (1463) onde se encontra a famosa pintura de Leonardo Da Vinci, A Última Ceia.

O teatro La Scala (1776-1778), um dos mais famosos da Europa. E, lógicamente, para os amantes da roupa, sapatos, carteiras e objetos desenhados está a Galeria Vittorio Emanuele, galeria coberta onde poderá conseguir o último da moda.

Milão conta com uma arquitetura particular devido a que na II Guerra mundial foram destruídos muitos dos seus edifícios antigos sustituídos com edificações modernas estilo arranha-céus.

Tudo isto confere-lhe uma bonita mescla de antigo e oderno que a muitos fascina. É uma cidade que não deverão deixar de visitar.

Fonte: www.queroaitalia.com

Milão

Embora seja uma metrópole agitada, os cidadãos conseguem viver com eficiência e relativa tranqüilidade. Milão é o motor econômico do país, com seu mercado de valores e centros de negócios. Estilosa como só ela, a cidade é a capital do design, e disputa com Paris o título de capital da moda.

Milão, por sua essência, é sofisticada. As compras aqui são quase rituais religiosos (para quem pode pagar pelos luxos, é claro). Aliás, Madonna e outras celebridades fazem suas compras em Milão, assim como turistas, sobretudo do continente asiático vivem o entra e sai de lojas de nomes consagrados da moda.

Afinal, não é qualquer lugar do mundo onde se pode encontrar num mesmo quarteirão lojas como Armani, Gucci, Chanel,Valentino entre outras. Justamente entre março e setembro acontecem desfiles e grandes lançamentos da chamada alta costura em Milão.

Manifestações artísticas como o teatro e cinema também afloram nesse reduto da moda. A culinária é outra das maravilhas da cidade. Mas a cidade conhecida também pelos times do Milan e do Internazionale, antigo time de Ronaldinho.

Sem falar nos outros atrativos, que começam pela imponência da sua catedral, que ocupa uma área de 11.700 metros quadrados na praça Duomo, cuja construção foi iniciada em 1386. A beleza do seu interior impressiona.

Afinal ela é considerada o mais belo monumento gótico católico da Itália. Pelo interior e mesmo no terraço estão espalhadas algumas das 3.500 estátuas que compõem o seu rico acervo.

De suas torres, onde é possível subir pagando-se uma taxa, se tem uma vista panorâmica privilegiada da cidade a quase 200 metros de altura. Ao lado da catedral funciona o Museu Duomo onde se pode conhecer a história da catedral.

Ainda falando sobre as igrejas, uma visita obrigatória é à igreja de Santa Maria Delle Grazie, que tem como atrativo maior, a obra da Última Ceia retratada por Leonardo Da Vinci. A obra foi pintada na parede do refeitório do convento.

Já a basílica de Santo Ambrósio representa seis séculos de história e impressiona, sobretudo pela beleza arquitetônica. Erguida no ano de 387, levou 10 anos para ser concluída.

Outro local que chama a atenção para os apreciadores da boa arte é a Pinacoteca Di Brera, que funciona no mesmo prédio da Escola de Belas Artes. Uma mostra permanente de obras sacras – inclusive do mestre Picasso – ornamenta as 38 salas de seu rico acervo.

A vida noturna de Milão é agitadíssima. Para quem aprecia uma boa cerveja, a dica é a cervejaria Zythum (via Rutilia 16) que fabrica a própria bebida. Opções na agitada cidade é o que não falta !

Milão

Fonte: www.portaldointercambio.com.br

Milão

Milão, Turin e o Norte da Itália

Os encantos do norte da Itália são muitos. Um lugar repleto de vilarejos coloridos e paisagens espetaculares, que serão para nós os lugares mais incríveis.

Turin é a capital da região de Piedmont e localiza-se às margens do rio Pó. Suas casas reais, de extraordinário valor histórico, foram declaradas Patrimônio da Humanidade.

Entre elas, o visitante encontra a casa da Corte, o Palácio Real, construído no século XVII; o antigo lugar de morada das moças da corte, o palácio Madama; o castelo de Ravióli, que acomoda o museu de Arte Contemporânea, e o castelo La Madria, residência de Vittorio Emanuele durante longos anos.

O símbolo da cidade é o Mole Antonelliana, construído para ser um templo israelense e atual sede do Museu do Cinema.

Outros lugares interessantes para visitar são, o palácio de Cargnano, que hospeda o Museu do Ressurgimento Italiano, e a galeria Sabauba, um acervo de obras de artistas de Piedmont, telas de flamengos e holandeses. Recentemente, o Museu de Arte Contemporânea foi aberto ao público.

A construção religiosa que mais aflora a devoção da cidade é, sem dúvida, a catedral dedicada a São Giovanni, e que acomoda a capela de Guarino Guarini, lugar onde fica o Santo Sudário.

No coração da antiga Turin ainda encontramos vestígios do período romano, como as torres palatinas, com as ruínas do teatro romano, e a porta de Pretoria, assim como na arquitetura do palácio Madama. A única construção gótica da cidade é a igreja de São Domenico, do século XIV.

Milão é uma cidade industrial de grande economia, mas é também um centro histórico com uma vida cultural intensa. Sua Linda catedral gótica, a Duomo, localizada na praça de mesmo nome, é a maior jóia da cidade.

Construída em mármore rosa de Candoglia, possui mais de 2.000 imagens e 135 pináculos, e é adornado com a famosa estátua de ouro de “Madonnina”. Na pequena praça retangular situada na parte sul da catedral fica o neoclássico Palácio Real.

Em seu museu, localizado no piso térreo, encontramos uma síntese de seus seis séculos de história. No século XIV, a igreja de São Gottardo em Corte, foi transformada e adaptada ao estilo neoclássico da época.

Ligando as praças Duomo e Scala situa-se uma espetacular construção: a galeria de Vittorio Emanuele, repleta de luxuosos cafés e elegantes lojas e livrarias. Uma vez atravessando-a, o visitante chega a Scala, famoso teatro lírico, de estilo neoclássico e famoso pelo monumento de Leonardo Da Vinci.

Apesar da simplicidade exterior, as melhores obras de belle canto estão em Scala. De lá, pode-se ir ao Palácio de Brera, na rua de mesmo nome. Esse prédio monumental hospeda a Academia de Belas Artes, a Biblioteca Nacional e o Observatório Astronômico.

O castelo Sforzesco é a maior construção civil do período da Renascença. Essa fortaleza ofensiva guarda vários museus e uma completa galeria de quadros.

Outros lugares interessantes da cidade são a igreja de Santa Maria delle Grazie, onde está exposta a “Ultima Ceia” de Leonardo Da Vinci, o quadro “ambrosiano” da galeria, com Códices de Leonardo e quadros de escolas “lombardianas”, flamengas e venezianas, e a basílica de Santo Ambrosio, uma das construções medievais mais importantes de Lombardy.

De Milão o visitante pode chegar a outros lugares interessantes nas regiões vizinhas, como Bergamo e Monza. O Valle d’Aosta, localizado a extreme norte da península italiana, foi em outras épocas uma passagem entre Savoy e Lombardy.

Esse extenso vale, cercado de enormes montanhas, cosmo o Mont Blanc, Cervino e Monte Rosa, parcialmente isolados do resto da Itália até 1965, data em que o túnel do Mont Blanc foi aberto.

Conserva um importante Patrimônio Monumental, com vários museus romanos, uma dúzia de castelos feudais, igrejas, quadros góticos e renascentistas e interessantes cemitérios neolíticos.

Sua capital, a cidade de Aosta, possui uma catedral renascentistas e inúmeros monumentos romanos. Outros lugares interessantes do norte da Itália são Brescia, com a galeria da Renascença, a catedral com uma excelente galeria de quadros, e Verona, a cidade de Romeu e Julieta, com construções interessantes como o circo romano, a igreja de San Zeno e a fortaleza de Castelvecchio.

Em Vicenza, é recomendável visitar os palácios renascentistas que cercam o Palladio de corso; em Pádua, a capela de Scrovegni decorada com afrescos de Giotto, e o famoso lago de Como.

Na região de Emilia-Romagna, que se estende desde Liguria até o mar Adriático, não se pode deixar de visitar a capital, Bologna.

Possui um interessante centro histórico com o palácio Comunale, do século XIV, e o cenário histórico de São Dominico, com três igrejas e um convento construído entre os séculos XVIII e XX.

Fonte: www.sprachcaffe-italien.com

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.