Breaking News
Home / Turismo / Vale de Aosta

Vale de Aosta

PUBLICIDADE

Província: Aosta (capital).

Esta pequena região, rica de vales e montanhas, tem uma cozinha de tradição com comidas substanciosas de sabor forte.

O produto mais característico é “la fontina”, com um queijo muito saboroso, levemente amargo, de um inconfundível odor, que assemelha-se ao “groumière” que aqui encontramos.

Também muito utilizada na gastronomia valdostana é a manteiga.

Típica da região é a sopa e o minestrone. Por tradição não se usa macarrão, mas o arroz e a polenta, em diversas versões, são pratos constantes na mesa.

Fonte: digilander.libero.it

Vale de Aosta

Pequeno mundo fechado entre geleiras eternas e altas montanhas, atravessada por vales amenas, é, ao mesmo tempo, ponto importante do tráfego das mercadorias através das Alpes.

A região é constituída de um vale principal, do rio Dora Baltea, que deságua no rio Po e de muitas vales laterais e a maior parte do território é ocupado por montanhas inacessíveis.

No caso desta região, como em muitos outros, a conformação geográfica do território teve enorme influencia sobre o desenvolvimento social e econômico: esta terra sempre foi apartada, isolada nos meses do inverno, somente interessada pelo comércio entre a Itália e a França do Norte.

Os habitantes da Valle d’Aosta – os Valdostani – foram agricultores desde sempre, transformando, onde foi possível, as colinas em terraços aptos ao cultivo, com um duro e incansável trabalho.

Os Valdostani falam um idioma parecido à língua francesa, (chamado “patois”) mas na faixa do Lys (aldeias de Grassoney-Saint Jean, Gressoney-La Trinità e Issime) encontramos uma ilha étnica (Walzer) onde se fala um dialeto alemão.

As aldeias são somente pequenos aglomerados de casas de campo, seja nos poucos planaltos, seja nas montanhas.

As vocês trate-se de centros da Idade-Média, nascidos à sombra do castelo do sênior feudal, sem planejamento nenhum e que chegaram sem mudança nenhuma até o inicio do 1900; a partir daí muitos foram abandonados e muitos outros transformados pelo turismo.

Poucas destas aldeias são hoje íntegras. Quem desejar admirar a arquitetura original da Valle d’Aosta terá que procurar edifícios isolados em madeira ou em pedra.

Para os amantes deste tipo de visitas citamos as aldeias de Arnad, Montjovet, Borliara, Chamois, Cogne, Issogne e Pont d’Oel.

O Veneto é uma região diversa, caracterizada de uma fértil planície, uma tranquila paisagem com muitos lagos, à faixa pré-alpina, com o lago de Garda e um notável pedaço dos Alpes (Dolomiche e Carniche).

Os Dolomiti, em particular, constituem o grupo montanhoso mais famoso e deslumbrante de toda a cadeia alpina.

Fonte: www.portalitalia.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *