Breaking News
Home / Turismo / Cinemateca Brasileira

Cinemateca Brasileira

PUBLICIDADE

A Cinemateca Brasileira é uma biblioteca de material audiovisual responsável por guardar, difundir e restaurar um grande acervo, um dos maiores da América Latina. Lá o público pode assistir a filmes durante seus eventos e festivais, realizar pesquisas profissionais e escolares, freqüentar cursos, fazer consultas ao laboratório fotográfico e arquivos especiais.

Cinemateca Brasileira
Cinemateca Brasileira

Surgiu a partir da criação, em 1940, do Clube de Cinema de São Paulo, cujos fundadores eram jovens estudantes do curso de filosofia da Universidade de São Paulo (USP). O clube foi reinaugurado em 1946 e, em 1984, já como Cinemateca, foi incorporada ao governo federal como um órgão do então Ministério de Educação e Cultura (MEC) e hoje está ligada à Secretaria do Audiovisual.

A mudança da sede para o espaço atual, cedido pela Prefeitura de São Paulo, ocorreu a partir de 1992. Seus edifícios históricos do século XIX foram tombados pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo – e restaurados pela entidade.

Hoje a Cinemateca tem cerca de 200 mil rolos de filmes, que correspondem a 30 mil títulos entre longas e curtas. Os filmes e vídeos são incorporados, em sua maioria, por meio de doação. São obras de ficção, documentários, cinejornais, filmes publicitários e registros familiares, nacionais e estrangeiros, produzidos desde 1895.

As coleções mais significativas de cinejornais são as do Cine Jornal Brasileiro, Carriço e Bandeirantes da Tela, todos feitos a partir da década de 1930 em nitrato de celulose. Possui também um amplo arquivo de documentos formado por livros, revistas, roteiros originais, fotografias e cartazes.

Também pertence ao acervo a coleção de imagens da extinta TV Tupi – a primeira emissora de televisão brasileira. Em 1985, a instituição herdou 180 mil rolos de filme 16 milímetros com reportagens veiculadas nos telejornais da emissora, além de fitas de vídeo com a programação de entretenimento.

Vale a pena conferir a programação da Cinemateca, sempre recheada de eventos interessantes, e o acervo, que traz uma rica parte da história do Brasil e até de outros países.

Serviço

CINEMATECA BRASILEIRA
End.: Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino – Zona Sul – São Paulo (Metrô Vila Mariana)
Tel.: (11) 3512 6111
Site: www.cinemateca.com.br
Horário: de segunda a sexta, das 9h às 18h. Sábado e domingo, de acordo com a programação.
Preço: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia).
Gratuito para alunos de escolas públicas.

Renato Caetano
Lílian Natal

Fonte: www.cidadedesaopaulo.com

Cinemateca Brasileira

Cinemateca Brasileira é uma instituição localizada na Vila Clementino, São Paulo , responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira.

Centrado em atividades que envolvem o armazenamento, difusão e da restauração de seu acervo, é uma das maiores bibliotecas de filmes da América Latina e também uma das mais antigas, criada em 1949 no Departamento de Cinema do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Tornou-se uma instituição do governo em 1984, quando foi incorporada ao Ministério da Cultura.

Existem cerca de 200 mil rolos de filme, longo, curto e noticiários; 120.000 foram relatados em 1996, mas desde então tem crescido acentuadamente. Ele também tem uma grande coleção de documentos, livros, revistas, roteiros originais, fotografias e cartazes. O site da Cinemateca Brasileira é uma das fontes mais confiáveis sobre o cinema brasileiro.

Fonte: en.wikipedia.org

Cinemateca Brasileira

Cinemateca Brasileira

A Cinemateca Brasileira surgiu a partir da criação do Clube de Cinema de São Paulo, em 1940. Seus fundadores eram jovens estudantes do curso de Filosofia da USP, entre eles, Paulo Emilio Salles Gomes, Decio de Almeida Prado e Antonio Candido de Mello e Souza.

O Clube foi fechado pela polícia do Estado Novo. Após várias tentativas de se organizarem cineclubes, foi inaugurado, em 1946, o segundo Clube de Cinema de São Paulo. Seu acervo de filmes constituiu a Filmoteca do Museu de Arte Moderna (MAM), que viria a se tornar uma das primeiras instituições de arquivos de filmes a se filiar à FIAF – Fédération Internationale des Archives du Film (www.fiafnet.org), em 1948. Em 1984, a Cinemateca foi incorporada ao governo federal como um órgão do então Ministério de Educação e Cultura (MEC) e hoje está ligada à Secretaria do Audiovisual.

A mudança da sede para o espaço do antigo Matadouro Municipal, cedido pela Prefeitura da cidade, ocorreu a partir de 1992. Seus edifícios históricos, inaugurados no século XIX, foram tombados pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo, e restaurados pela entidade.

Fonte: www.cinemateca.gov.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.