Breaking News
Home / Turismo / Memorial da América Latina

Memorial da América Latina

PUBLICIDADE

Memorial da América Latina

Inaugurado em 18 de março de 1989, no bairro da Barra Funda, na cidade de São Paulo, o Memorial da América Latina foi criado para difundir as manifestações latino-americanas de criatividade e saber, sempre com o objetivo de interagir relações culturais, políticas, econômicas e sociais.

Em uma área com 84.480 m², o arquiteto Oscar Niemeyer projetou o espaço em cima do projeto cultural desenvolvido pelo sociólogo brasileiro Darcy Ribeiro, que sempre defendeu a integração da América Latina.

O espaço é divido em vários ambientes. Como a Praça Cívica, um espaço aberto onde se encontra um dos maiores símbolos do Memorial, a escultura “A Grande Mão”, que simboliza o sangue derramado pelos povos latino-americanos na luta pela liberdade; o Salão de Atos Tiradentes, que tem seis painéis que contam a saga da colonização latino-americana; o Auditório Simon Bolívar, famoso por já ter recebido chefes de Estado como Bill Clinton, Fidel Castro, Hugo Chávez, entre outros.

A Biblioteca Latino-Americana, que conta com o maior acervo especializado em cultura latino-americana, com cerca de 30 mil volumes. Outro ambiente é o Pavilhão da Criatividade Popular Darcy Ribeiro, em que há uma maquete com quase mil pequenas peças, criada pelos artistas Gepp e Maia, com os principais pontos turísticos dos paises latino-americanos e cenas como uma do livro de Ernest Hemingway escrita em Cuba, O Velho e o Mar. O Pavilhão abriga também uma exposição permanente de arte popular latino-americana.

O Memorial conta ainda com o Anexo dos Congressistas, espaço dedicado a atividades acadêmicas, diplomáticas e pequenas exposições. E a Galeria Marta Traba de Arte Latino-Americana inaugurada em 1998 e projetada também por Oscar Niemeyer, num espaço que funcionava originalmente como restaurante especializado em comida latino-americana.

Além de todos esses ambientes, o Memorial destaca-se como um dos principais pontos turísticos da cidade pelos grandes nomes que recebeu até hoje, como Luciano Pavarotti e o Balé de Cuba (que se apresentou na inauguração com a bailarina Alicia Alonso).

Além disso, foi durante anos a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e foi lá que nasceu o projeto da Universidade de Música e a Orquestra Jazz Sinfônica.

O Memorial recebe grupos para visitas gratuitas e monitoradas. O espaço tem uma grande área ao ar livre, mas a falta de árvores o deixa com o clima árido, então para a visita é bom se prevenir.

Serviço

MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA
End.: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda – Zona Oeste – São Paulo – (Metrô Barra Funda).
Tel.: (11) 3823 – 4600
E-mail: bancodeideias@memorial.sp.gov.br
Site: www.memorial.sp.gov.br
Horário: De terça a domingo, das 9h às 18h.
Grátis.

Ana Luiza Galvão

Fonte: www.cidadedesaopaulo.com

Memorial da América Latina

Erguido em quase 85 mil metros quadrados, em plena cidade de São Paulo, o Memorial da América Latina é um lugar único no continente americano.

Desenhado por Oscar Niemeyer, um dos maiores arquitetos mundiais, responsável por projetos como o da sede da ONU, em NY, o do Distrito Federal do Brasil – Brasília – e do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Memorial teve as funções e usos de seus prédios definidos pelo sociólogo brasileiro Darcy Ribeiro.

A Praça Cívica, o Salão de Atos Tiradentes, a Galeria de Arte Marta Traba, o Auditório Simon Bolívar, o Centro Brasileiro de Estudos da América Latina e o Parlamento Latino Americano são alguns dos prédios que, através de eventos, shows, palestras, e exposições temporárias, procuram estabelecer e manter uma integração entre as nações componentes da América Latina.

Outros anexos, como a Biblioteca Latino-Americana e a Videoteca, exibem livros, revistas, jornais, vídeos, cassetes e documentários, com temáticas relacionadas à cultura e às histórias de lutas e conquistas sul-americanas.

Porém, o auge do intercâmbio cultural se dá no Pavilhão da Criatividade. Com uma exposição permanente, o espaço reúne trabalhos artísticos de países latino-americanos, especialmente os com influência pré-colombiana, tais quais México, Perú, Equador, Guatemala e Bolívia. Há ainda alas especiais, para apresentação de vídeos, de exposições temporárias e de arte popular brasileira.

Completando a integração, uma maquete com mais de 1.500 peças modeladas, entre homens, animais, monumentos e edificações, retrata toda a América Latina. Instalada no piso, coberta por um vidro transparente sobre o qual é possivel caminhar, a obra mostra toda a variedade e exuberância da faunas, floras e aspectos sociais que compoem o mundo latino-americano.

Fundação Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
01156-001 – Barra Funda – São Paulo SP
Telefone: 11 3823.4600
Email: bancodeideias@memorial.sp.gov.br
Website: www.memorial.sp.gov.br

Memorial da América Latina
Memorial da América Latina

Fonte: www.sampa.art.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.