Breaking News
Home / Turismo / Estação da Luz

Estação da Luz

PUBLICIDADE

Estação da Luz

Aberta ao público em 1º de março de 1901, a Estação da Luz ocupa uma área de 7.500 metros quadrados do Jardim da Luz, onde se encontram as estruturas trazidas da Inglaterra que copiam o Big Ben e a abadia de Westminter.

Não houve inauguração, já que o tráfego foi sendo deslocado aos poucos, mas não demorou muito para a que o novo marco da cidade fosse considerado como sala de visita de São Paulo. Todas as personalidades ilustres que tinham a capital como destino eram obrigadas a desembarcar lá. Empresários, intelectuais, políticos, diplomatas e reis foram recepcionados em seu saguão e por lá passavam ao se despedir.

A Estação tornou-se a porta de entrada da cidade também para os imigrantes, promovendo a pequena vila de tropeiros a uma importante metrópole. Esta importância, concedida à São Paulo Railway Station, como era oficialmente conhecida, durou até o fim da Segunda Guerra Mundial. Após este período, o transporte ferroviário foi sendo substituído por aviões, ônibus e carros, muito mais rápidos que os trens.

Em 1946, o prédio da Luz foi parcialmente destruído por um incêndio. A reconstrução foi bancada pelo governo e se estendeu até 1951, quando foi reinaugurada. A estação ainda passou por outras reformas ou restaurações e agora passa por um processo limpeza geral.

Funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM – monitorados pelo Departamento de Preservação Histórica – DPH–, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico e Artístico – CONDEPHAT – e pelo Instituto do Patrimônio Histórico eArtístico Nacional – IPHAN –, órgão do Ministério da Cultura, estão dando banho na mais charmosa das estações de trem da cidade.

Estão sendo realizadas a lavagem e a escovação das paredes e dos oito pilares, a pintura do teto, a restauração do piso, incluindo arosácea (desenho artístico) e o tratamento de esquadrias e batentes de madeira do mezanino na face voltada à gare. Boa parte do trabalho é artesanal e fotos foram tiradas antes do início da reforma para que todas as características sejam mantidas.

Em 1982 o complexo arquitetônico da Estação da Luz foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico,Arqueológico e Turístico (Condephaat).

Serviço

ESTAÇÃO DA LUZ
End.: Praça da Luz, 1 – Luz – Centro – São Paulo – (Metrô Luz)
Tel.: 0800-550121
E-mail: usuario@cptm.sp.gov.br
Site: www.estacaodaluz.org.br
Horário: todos os dias, das 4h às 24h
Grátis.

Lílian Natal

Fonte: www.cidadedesaopaulo.com

Estação da Luz

A Estação da Luz é uma conhecida estação de trem localizada no Bairro da Luz , em São Paulo, Brasil . Parte do sistema de metrô na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. A estação abriga o Museu da Língua Português, criado em 2006. Abriga o Museu da Língua Portuguesa.

História

A estação foi construída no final do século XIX, com o objetivo de ser a sede da empresa recém-criada São Paulo Tramway, Light and Power Company . Nas primeiras décadas do século XX , foi a principal porta de entrada para a cidade, mas o mais importante foi a econômia: o café estava passando em direção a Santos e produtos importados provenientes do abastecimento da cidade em um momento que o grau de industrialização foi baixo.

A estação atual foi construída entre 1895 e 1901 , no lugar da Estação da Luz original a partir de 1867 . Os materiais de construção foram totalmente trazidos da Inglaterra e foi apenas montado em São Paulo. Seu projeto é atribuído ao engenheiro Inglês Henry Motorista .

Em 1940 a estação pegou fogo e depois da reforma, foi adicionado um pavimento administrativo . A partir deste período, as ferrovias entraram em um processo de degradação no Brasil, assim como o Bairro da Luz , trazendo degradação como consequência lógica da estação.

Em 1990 ele foi submetido a uma série de reformas, uma das quais foi chefiada pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha .

Estação da Luz
Interior da Estação

Carga cultura

A estação é uma espécie de templo à magnitude da força de café na história da cidade. Erguido pelo Jardim da Luz , por décadas a sua torre dominou a paisagem de São Paulo. O relógio foi a principal referência para o tempo de colocar em população relógios de pulso.

No período de boom da temporada (ou seja, nas primeiras décadas do século XX ), a estação consistiu em um conjunto que não era apenas uma referência urbana, mas também parte do vida cotidiana da cidade, constituindo o que se poderia ser rotulado como imagem da cidade .

A estação, um residente do Jardim da Luz, foi ao lado do edifício da Pinacoteca do Estado um dos símbolos da Região da Luz, marcando os limites dos distritos Bom Retiro e Champs Elysees. Além disso, até meados dos anos 70 , completou um terceiro elemento que o espaço: a vista da Avenida Tiradentes foi localizado em frente à Galeria de Arte, um monumento à figura de Ramos de Azevedo (arquiteto responsável pelo projeto de diversa edifícios importantes naquele período, incluindo as instalações da Pinacoteca).

Assim, com referência a este memorial, alguém localizado no Centro Antigo e regiões vizinhas ao rio Tietê (em que se estende Avenida Tiradentes) conseguiu localizar o bairro da Luz e acho que foi a distância Eu estava na estação.

Com as obras do Metrô de São Paulo , realizado na década de 70, o Monumento a Ramos de Azevedo foi removido do site, que alterou radicalmente a paisagem urbana e, portanto, a percepção cotidiana dos transeuntes local . Por outro lado, a Estação da Luz adquiriu esta reforma uma certa monumentalidade.

Estação da Luz
Estação da Luz em 2005, após a restauração de fachadas.

Fonte: es.wikipedia.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.