Breaking News
Home / Turismo / Zoológico de São Paulo

Zoológico de São Paulo

PUBLICIDADE

Zoológico de São Paulo

O Zôo de São Paulo foi criado em junho de 1957, a partir de uma instrução do então Governador Jânio Quadros ao Diretor do Departamento de Caça e Pesca da Secretaria da Agricultura, Sr. Emílio Varoli.

Os primeiros animais exóticos como: leões, camelos, ursos e elefantes foram adquiridos de um pequeno circo particular e os animais brasileiros como onças e galos da serra, foram adquiridos em Manaus.

A inauguração do Zôo, prevista para janeiro de 1958, teve que ser adiada devido às fortes chuvas daquele ano, mas no dia 16 de março inaugurava-se oficialmente o Zoológico de São Paulo.

No ano de 1958 a entrada era gratuita, à partir da criação da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, em 1959, os ingressos passaram a ser cobrados. A Fundação obteve personalidade jurídica e autonomia administrativa, financeira e científica.

Nesta data então, foram definidos os objetivos da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, sendo o principal, a preservação de animais vivos de todas as faunas, para educação e recreação do público, bem como para pesquisas biológicas.

Consciente de sua responsabilidade no contexto conservacionista nacional, o Zôo de São Paulo tornou-se a primeira instituição brasileira a propor e participar efetiva e decididamente em múltiplos programas de recuperação de espécies brasileiras criticamente ameaçadas de desaparecimento, tais como os micos-leão, os pequenos felídeos neotropicais , araras de leari e ararinhas azuis.

Como reflexo dos constantes investimentos e aprimoramentos ocorridos na Fundação Parque Zoológico de São Paulo desde a sua criação, em 1994 o Guinness Book outorgou o diploma de maior Zoológico do Brasil.

Neste mesmo ano, após atender a todas as especificações básicas contidas na legislação pertinente, a Fundação Parque Zoológico de São Paulo foi classificada na categoria “E”, a mais alta, junto ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Em maio de 2001, a área ocupada pela empresa “Simba Safari” foi reincorporada à Fundação Parque Zoológico de São Paulo, sendo reaberta ao público como “Zôo Safári” em 05 de junho deste mesmo ano.

Ocupando uma área de aproximadamente 900.000 m², em sua maior parte coberta por Mata Atlântica, o Parque abriga as nascentes do histórico riacho Ipiranga, cujas águas formam os lagos que acolhem exemplares de aves de várias espécies exóticas, nativas, além de aves migratórias.

Hoje, a população global da Fundação Parque Zoológico de São Paulo ultrapassa os 3.200 animais cadastrados, representando: aproximadamente 200 espécies de aves, 100 de mamíferos, 98 de répteis, além dos anfíbios e invertebrados. São encontrados exemplares de espécies bastante raras, como: rinoceronte – branco, arara-spix, arara-de-lear, micos-leão e outros.

No cenário científico, o Zôo de São Paulo tem apresentado uma contribuição altamente significativa, em especial em temas referentes a problemas da fauna brasileira. Para isso, muito tem colaborado os contatos técnico – científicos com outros centros de pesquisa, entre os quais o Instituto Butantan, o Instituto Biológico de São Paulo e o Instituto Adolfo Lutz, assim como através de convênios já firmados com a Universidade de São Paulo, Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho”- UNESP, Universidade Federal de Campina Grande (PB), Universidade Estadual de Londrina (PR), e a Universidade Federal de Santa Maria (RS).

Com uma visitação anual de aproximadamente 1.600.000 pessoas, o Zôo oferece ao seu público visitas monitoradas, cursos para professores, passeios noturnos, apresentações didáticas sobre os animais, dentre outros aspectos de preservação do meio ambiente.

Fonte: www.cidadedesaopaulo.com

Zoológico de São Paulo

O Zoológico de São Paulo é o maior zoológico do Brasil. Com 824,529 m² de espaço em que era originalmente a Mata Atlântica , o zoológico fica ao sul da cidade de São Paulo.

Ele exibe mais de 3.200 animais, de 102 espécies de mamíferos, 216 espécies de aves, 95 espécies de répteis, 15 espécies de anfíbios e 16 espécies de invertebrados, em recintos que reproduzem os habitats naturais desses animais. Ela também tem os animais que necessitam de espaço adicional para o acasalamento.

O zoológico tem um berçário para os filhotes que são rejeitadas por suas mães, elétrico incubadoras e uma sala de incubação para ovos de aves e répteis. A função educativa é enfatizada no zoológico. Sua biblioteca de mais de quatro mil volumes é aberta ao público. Suas parcerias com outras instituições estaduais, federais e estrangeiras incluem pesquisas que facilita a preservação de espécies ameaçadas de extinção.

História

O Zoológico de São Paulo foi criado em Junho de 1957, a partir de uma declaração do então governador Jânio Quadros ao chefe do Estado de São Paulo Secretaria de Agricultura do Departamento de Caça e Pesca, Emilio Varoli.

Os primeiros animais de origem exótica, tais como leões, camelos, ursos e elefantes foram adquiridos de circos privados, enquanto os animais da fauna silvestre brasileira, como onças e galo-da-rocha , foram adquiridos em Manaus.

A abertura do o Jardim Zoológico, inicialmente prevista para janeiro de 1958, foi adiada devido às fortes chuvas daquele ano, e em 16 de Março São Paulo Zoo foi oficialmente inaugurado com 482 animais, incluindo:

– 9 veados,
– 2 manchados onças e uma onça-preta ,
– 3 jaguatiricas,
– 2 gatos selvagens,
– 1 urso,
– 23 papagaios
– 3 ararinhas-azuis ,

e o rinoceronte Cacareco, que ficou famosa pelo episódio, quando foi eleito vereador nas eleições de outubro de 1958. Em seu primeiro ano de operação, a admissão zoológico estava livre e, a partir da criação do Parque Zoológico de São Paulo, em 1959, eles começaram a cobrar por bilhetes.

O Zoológico de São Paulo tornou-se a primeira instituição brasileira a propor e participar em vários programas de recuperação de espécies brasileiras seriamente ameaçadas de extinção, como o mico-leão , os pequenos neotropicais felídeos, e araras-de-lear , bisão europeu , cachorro-vinagre , condor , o único leopardo da neve no Brasil e o urso de óculos .

Desde 1994, o Zoológico de São Paulo é reconhecido pelo Guinness Book como o maior zoológico do Brasil. Nesse mesmo ano, o Parque Zoológico de São Paulo foi classificada na categoria “E”, a mais alta, junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis ( IBAMA ) para entidades de gestão ambiental e preservação das espécies.

Em maio de 2001, a área ao lado do zoológico, que foi ocupada pela empresa “Simba Safari” foi reincorporada ao Parque Zoológico de São Paulo. Foi reaberta ao público como “Zôo Safári” em 05 de junho daquele ano, proporcionando passeios onde se pode ver os animais na floresta ou conduzir através de áreas onde os animais vagueiam.

Zoológico de São Paulo

Fonte: en.wikipedia.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.