Breaking News
Home / Folclore / Brinquedos Populares

Brinquedos Populares

Passar o anel

PUBLICIDADE

Os participantes ficam sentados, um ao lado do outro, de mãos postas. Um deles, selecionado antes, põe suas mãos juntas e fechadas ao comprido (onde há um anel) dentro das mãos postas de todos os participantes. Numa delas, deixa o anel, sem que ninguém perceba. Aí pergunta a um dos participantes: “com quem está o anel?” Se a pessoa responder certo, toma o lugar de quem passou o anel. Se responder errado, quem está com o anel é quem vai passá-lo.

Barra manteiga

Duas turmas, colocam-se em lados, frente a frente. O chefe de um grupo passa a bater nas costas das mãos dos contrários, até que, de repente, bate na palma de um e sai correndo, perseguido com a sua turma pela turma contrária. Quem for pego passa a ser prisioneiro. conforma uma turma vai perdendo participantes, vai também perdendo na disputa.

Batatinha frita

Um participante fica na frente, de costas para os outros, enquanto vai falando alto: -“Batatinha frita, um… dois…três.” e vira-se de repente. Enquanto está de costas os outros participantes dão passos para a frente. Quem for visto, enquanto se movimenta, pelo o que está contando, volta ao lugar de início. O que chegar primeiro, passa a comandar para que a brincadeira continue.

Berlinda

Uma pessoa é posta em julgamento. todos que estão em roda são convidados a opinar sobre ela. Um animador ouve de todos a opinião sobre quem está na berlinda e passa para ela. Quando vai passando as opiniões dizendo: “Você está na berlinda porque…” quem está na berlinda escolhe uma das opiniões. Quem deu a opinião escolhida irá para a berlinda e a brincadeira continua.

Fonte: www.arteducacao.pro.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Como Surgiram as Fogueiras de “São João”

Como Surgiram as Fogueiras de 'são João', Lendas E Mitos Do Folclore, Como Surgiram as Fogueiras de 'são João'

Bode Preto

Bode Preto, Lendas e Mitos do Folclore, Bode Preto

Folclore – Uirapuru

Uirapuru, Região Norte, Lendas, Mitos,Folclore, Animal, Ave, Crenças, História, Uirapuru

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.