Breaking News
Home / Folclore / Negro D’água

Negro D’água

PUBLICIDADE

É um animal que vive nos rios…
Metade Homem, outra metade peixe.
Ataca os pescadores à noite, puxando a canoa, fazendo-a virar e levando o pobre pescador para as águas profundas e negras do rio.

Dizem que o pescador que conseguir cortar uma das garras do Negro D’água, torna-se seu amigo.

Também dizem que ele costuma tomar sol em lugares desertos nas pedras dos rios.

Em Passos-MG (sudeste de Minas Gerais)

Fonte: ifolclore.vilabol.uol.com.br

Negro d’água

Diz a lenda que o Negro D’água habita diversos rios tais como o rio Tocantins, Rio Grande1 e o rio São Francisco onde possui um monumento do escultor juazeirense Ledo Ivo Gomes de Oliveira, obra com mais de doze metros de altura e que foi construída dentro do leito do rio São Francisco, em sua homenagem, na cidade de Juazeiro (Bahia).

Manifestando-se com suas gargalhadas, preto, careca e mãos e pés de pato, o Negro D’água derruba a canoa dos pescadores, se eles se lhe recusarem dar um peixe.

Em alguns locais do Brasil, ainda existem pescadores que, ao sair para pescar, levam uma garrafa de cachaça e a atiram para dentro do rio, para que não tenham sua embarcação virada.

Esta é a História bastante comum entre pessoas ribeirinhas, principalmente na Região Centro-Oeste do Brasil, muito difundida entre os pescadores, dos quais muitos dizem já ter o visto.

Segundo a Lenda do Negro D’Água, ele costuma aparecer para pescadores e outras pessoas que estão em algum rio.

Não se há evidências de como surgiu esta Lenda, o que se sabe é que o Negro D’Água só habita os rios e raramente sai dele, sua função seria como amedrontar as pessoas que por ali passam, como partindo anzóis de pesca, furando redes dando sustos em pessoas a barco,etc.

Suas características são muito peculiares, ele seria a fusão de homem negro alto e forte, com um anfíbio. Apresenta nadadeiras como de um anfíbio, corpo coberto de escamas mistas com pele.

Referências

Azevedo-Santos, V. M.; Costa-Neto, E. M.; Lima-Stripari, N. 2010. Concepção dos pescadores artesanais que utilizam o reservatório de Furnas, Estado de Minas Gerais, acerca dos recursos pesqueiros: um estudo etnoictiológico. Revista Biotemas, 23 (4): 135-145

Fonte: en.wikipedia.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Como Surgiram as Fogueiras de “São João”

Como Surgiram as Fogueiras de 'são João', Lendas E Mitos Do Folclore, Como Surgiram as Fogueiras de 'são João'

Bode Preto

Bode Preto, Lendas e Mitos do Folclore, Bode Preto

Folclore – Uirapuru

Uirapuru, Região Norte, Lendas, Mitos,Folclore, Animal, Ave, Crenças, História, Uirapuru

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.