Breaking News
Home / Folclore / Cavalo D’água

Cavalo D’água

PUBLICIDADE

Cavalo D’água – Folclore

Caboclo baixo, musculoso, cor de cobre, rápido nos movimentos e sempre enfezado.

Geralmente ser mítico que aparece nos rios a virar embarcações, assombrando e matando.

No Rio São Francisco.

Cavalo D’água – Lenda

Caboclo D’Água é uma criatura mitológica do nordeste do Brasil, que habita as águas profundas do Rio São Francisco em uma caverna de ouro e se dedica a assustar os pescadores e marinheiros.

Os nativos o descrevem como um gigante, sendo musculoso com pele bronzeada e um único olho gigante na cabeça. Tem um coração muito duro impenetrável às balas. Apesar de seu tamanho, ele é muito rápido.

É capaz de viver fora da água, mas não muitas vezes desviar-se às margens do Rio São Francisco. Ele também pode aparecer sob a forma de outros animais, como cavalos.

Muitas vezes, ele persegue barcos para despejá-los.

Para afastá-lo, os pescadores constroem na proa de seus barcos, figuras monstruosas chamadas “carrancas”. Eles também pintam uma estrela no fundo do barco, acreditam que assusta os seres sobrenaturais.

Diz-se que algumas pessoas tentaram chegar à habitação da caverna para conquistar o ouro, mas nenhum deles sobreviveu.

Cavalo D’água – História

Cavalo D’água

Cavalo D’água ou Caboclo d’água é uma criatura baixinha, forte e caolha que habita o Rio São Francisco, um rio de 4506 quilômetros que atravessa os estados brasileiros de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.

Ele pode estar em vários lugares ao mesmo tempo e, se tiver vontade, se manifestar como um animal.

O caboclo, sendo uma fera da água, principalmente inferniza a vida dos pescadores. Quando não está afastando os peixes de seus anzóis e redes, ele está tentando virar seus barcos ou encalha-los.

Um relato do caboclo afirma que ele apareceu para um pescador como um cavalo, boiando morto na água, mas depois voltou à vida, submergiu e começou a balançar o barco como um louco.

O caboclo pode ser aplacado temporariamente jogando um pouco de tabaco na água, que é como o pescador no caso do cavalo “morto” acima escapou da perda de seu barco.

As medidas preventivas incluem pintar uma estrela branca ou prender facas no casco do seu barco e/ou esculpir figuras assustadoras na proa.

Diz-se que o caboclo vive em uma gruta profunda enfeitada com ouro, mas quem for louco o suficiente para buscar esse tesouro – ou mesmo pensar em fazê-lo – estará sujeito ao ataque iminente da criatura.

Cavalo D’água

Fonte: ifolclore.vilabol.uol.com.br/es.wikipedia.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Como Surgiram as Fogueiras de “São João”

Como Surgiram as Fogueiras de 'são João', Lendas E Mitos Do Folclore, Como Surgiram as Fogueiras de 'são João'

Bode Preto

Bode Preto, Lendas e Mitos do Folclore, Bode Preto

Tarrasque

Tarrasque, Região Sul, Lendas E Mitos Do Folclore, Tarrasque, Região Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.