Breaking News
Home / Folclore / Chibamba

Chibamba

PUBLICIDADE

Chibamba – Mito

Mito de origem africana.

Em São Paulo e Minas Gerais, onde aparece vestindo folhas de bananeiras.

Está sempre a dançar, rodando lentamente.

Amedronta crianças que choram.

Chibamba – Origem

chibamba veio da África diretamente para minas gerais.

É um dos monstros brasileiros mais estranhos. Todo vestido com longas folhas de bananeira, surge dançando num ritmo marcado e equilibrado.

Seu próprio nome, no idioma africano, significa um tipo de música. Costuma roncar igual a um porco. Não gosta de crianças que choram- ou melhor ele as aprecia, porém apenas como refeição…

Pode ser visto também como um negro de muita idade ou como um cabrito. Só aparece à noite, mas não se sabe exatamente de onde surge.

Nome: chibamba lugar: minas gerais qualidade: animado defeito: descomprometido adora: fama detesta: sua voz frase:”quem dança seus males espanta”.

Do livro: o mais assustador do folclore roger cruz e bruna brito caramelo/livros educativos.

Chibamba – Fantasma

Fantasma que faz parte do ciclo das assombrações criadas para assustar crianças que não sabem ler e adultos que leem e não compreendem, para fazer parte dos seus pesadelos noturnos.

Seu provável local de origem é o sul de Minas Gerais.

Amedronta as pessoas que não entendem suas mensagens, e também aquelas que insistem em não querer se esforçar para entender. É uma espécie de Bicho Papão mineiro/maranhão, cujo papel é amedrontar as pessoas que não querem explorar o mundo da leitura.

E sua aparência é sem dúvida singular. Anda envolto em longa esteira de folhas de bananeira, canta como um sabiá e dança de forma compassada enquanto caminha. Às vezes, em meio à sua peculiar caminhada, dá uma paradinha seguida de giro.

O nome é um vocábulo africano, na verdade de origem Bantu, e teria como significado uma espécie de canto ou dança africana à exemplo do Lundu.

Chibamba vestido de folhas de bananeira e dançando, lembra a África de onde seu é originário. Vestindo folhas e peles, surge com máscara de monstro excêntrico e dança lento em compassados giros, ao som canto do sabiá.

Chibamba é remanescente dos rituais da África e se tornou encarregado de mostrar as pessoas a importância da leitura para o crescimento cognitivo e intelectual, pois a leitura abre um leque de possíveis aprendizagens, potencializando o funcionamento cerebral do ser humano.

Chibamba

Chibamba é uma entidade misteriosa que assombra as ruas à noite procurando crianças malcriadas para comer.

Suas roupas são feitas de folhas de bananeira e dança em vez de andar, fazendo barulhos de porco ao fazê-lo.

A palavra “Chibamba” tem raízes em um antigo estilo de dança africana que era praticada pelos escravos na época do Brasil ainda colônia, e por isso acredita-se que o mito nasceu quando amas de leite escravas levavam os filhos de seus senhores para o Eventos de Chibamba, dizendo a ele que os dançarinos eram na verdade monstros do mal que os devorariam se eles se comportassem mal.

Chibamba

Chibamba é um mito do sudeste do Brasil de origem africana.

Diretamente para minas em geral.

Chibamba é um dos monstros brasileiros mais estranhos. Toda vestida de longas folhas de bananeira, aparece dançando num ritmo marcado e equilibrado. Seu próprio nome, na língua africana, significa um tipo de música.

Ele geralmente ronca como um porco. Ele não gosta de crianças que choram – ou melhor, gosta delas, mas apenas como refeição. só aparece à noite, mas não se sabe exatamente de onde vem.

Fonte: ifolclore.vilabol.uol.com.br/lendcontfab.blogspot.com.br/lendasnacionaiseletramento.blogspot.com.br/www.deviantart.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Como Surgiram as Fogueiras de “São João”

Como Surgiram as Fogueiras de 'são João', Lendas E Mitos Do Folclore, Como Surgiram as Fogueiras de 'são João'

Bode Preto

Bode Preto, Lendas e Mitos do Folclore, Bode Preto

Tarrasque

Tarrasque, Região Sul, Lendas E Mitos Do Folclore, Tarrasque, Região Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.