Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Culinária Indiana  Voltar

Culinária Indiana

A culinária indiana está baseada nos mesmos conceitos milenares de equilíbrio e harmonia que formam a base da filosofia do Yoga. Seguindo essa filosofia, cada ato na vida, inclusive o ato de comer, deve ser um processo consciente que leve à integração do ser como um todo. Para isso os indianos desenvolveram uma culinária sensorial em relação a sabores e cores, que tanto sustenta o corpo físico como pode se transformar numa meditação culinária.

Essa meditação gastronômica inclui seis sabores relacionados aos seguintes paladares: doce, salgado, amargo, picante, azedo e adstringente. Estes, combinados com cores, aromas, sons e texturas despertam os sentidos da visão, olfato, paladar, audição e tato. A palavra rasa em sânscrito significa sentimentos, mas também quer dizer sabores, logo, os sabores e sentidos equilibrados geram sentimentos equilibrados. Para cada sabor existe uma mistura diferente de ervas, sementes e flores associados aos seis paladares.

A culinária indiana também é considerada medicina e a comida faz parte do processo de cura.

Fonte: www.yogaintegralbrasil.com

Culinária Indiana

O emprego correto de especiarias é de muita importância na culinária indiana. Elas dão à comida o sabor, o aroma, propriedades terapêuticas e mais importante, fazem com que a comida fique de fácil digestão. Por ex: um prato preparado a base de aveia ou grãos seria pesado, mas adicionando uma pequena quantidade de cardamomo ou gengibre ficaria de fácil digestão, absorção e assimilação. Os pratos preparados a base de vegetais e cereais causam problemas gástricos, adicionando na receita um pouco de assafoetida ou sementes de orégano (ajwain), reduziria os efeitos sem afetar os benefícios destes.

A seguir descrevemos as principais especiarias e as propriedades delas.

Açafrão (Keshar)

Originário da região do mediterrâneo, é o estigma da flor de açafrão. É a especiaria mais cara do mundo, pois são necessárias 150 mil flores para se obter 1 kg do produto. De cor amarelo-alaranjado tem sabor quente e picante e aroma muito agradável. Ajuda purificar o sangue controlar resfriado e alivia hemorroídas. Usado na preparação de pullaos e doces.

Alho (Lahsun)

Usado no tratamento dos sistemas digestivo, respiratório, nervoso, circulatório (purifica o sangue e reduz colesterol) e reprodutivo. É um poderoso afrodisíaco, estimulante e desintoxicante. Por ser bom para aumentar a produção de sêmen, é estimulante e tem um efeito sobre o sistema reprodutivo, por isso, não é recomendado para praticantes de ioga.

Anise ou Dill (Suwa)

Sementes de cor marrom-dourado e com aroma delicioso. Estimulam o apetite e ajudam a digestão. Torradas junto com sementes de papoula são usados como refrescantes após as alimentações. O uso da hortaliça com batata e outras verduras propícia um sabor todo especial. É recomendado para as mães que amamentam por ter propriedades de aumentar a produção do leite.

Anis ou Erva doce (Sounf)

Sementes de cor verde clara e com aroma doce, estimulam a digestão e são usadas como refrescantes após as refeições. Regula a menstruação e alivia dores abdominais.

Assa-fétida (Hing)

Esta resina de cor amarela-marrom tem uma aroma muito forte. É um poderoso agente digestivo de qualidades tamasic que limpa a flora intestinal destruindo vermes. É um tempero indispensável na culinária indiana, mas deve ser usado em pequenas quantidades. Para preservar muito mais tempo os temperos moídos como pimenta, cominho, curcumã, etc., coloque um pedaço deste nos potes.

Cardamomo (Ilaichi)

Estimula mente e coração dando claridade de visão e uma disposição alegre. Regula a quantidade de ácido no estômago e ajuda parar o vômito e tosse. De qualidade satvic desintoxica a cafeína no café e chá. Tem três tipos de cardamomos um de cor marrom forte, de tamanho maior e aroma forte, e é usado inteiro nos pullaos. Outros dois de tamanho menor, de cor creme, e verde de aroma menos forte, usados nos doces e pratos de vegetais.

Canela em pau (Dalchini)

Regula a circulação de sangue, atividades do aparelho digestivo, respiratório e dos rins. Usado em tratamento de dor de dentes, tensão muscular, dores de garganta, sinusite, laringite, etc. É um bom expectorante, analgésico e desintoxicante.

Cebola-sementes (Kalounji)

Pequenas sementes de cor preta e têm aroma bem peculiar. São usados em picles e alguns salgadinhos.

Coentro (Dhaniya)

Usado para anormalidades do Pitta. O suco é um remédio formidável para febre, alergias, gases, indigestão, nauseas, vômitos, desordem da pele, etc. As folhas verdes são usadas na cozinha e também para guarnição. As sementes na forma integral ou em pó são usadas para fazer curry, masalas e para temperar diversos pratos.

Cominho (Jira)

É bom para o tratamento da diarréia, disenteria, dores do abdômem, etc. Quando tostado ou frito, levemente no óleo, solta mais aroma. As sementes na forma integral ou em pó são usadas frequentemente na cozinha indiana. Uma pitada de cominho em pó e sal a gosto, polvilhado em cima de uma xícara de chá de iogurte, já é uma receita deliciosa.

Cravo da Índia (Loung)

Produto da flor de cravoária moderadamente afrodisíaco, estimula as atividades do estômago, promove a digestão, eficaz nos resfriados asmáticos, rejuvenecedor e purifica o sangue. O óleo de cravo é usado como poderoso analgésico e alivia a dor de dente. Integral ou em pó é usado nos diversos pratos e como tempero.

Curcumã ou açafrão da terra (Haldi)

Também chamado de açafrão da Índia ou gengibre dourado, é uma raiz de cor amarelo brilhante. A raiz fresca em pedaços ou em pequenas tiras junto com sal e suco de limão é usada para fazer picles gostoso. O pó é de uso muito comum em todos os pratos refogados e de vegetais. Antibiótico natural. Melhora a digestão e desenvolve flora intestinal. Purifica o sangue e estimula a formação de novas células. Segundo os Hatha iogues, purifica os canais de Chakras promovendo correção do metabolismo seja excessivo ou deficiente. É usado no tratamento de embelezamento da pele.

Currypatta (Meetha neem)

Folhas de forte aroma da árvore Neem, proporcionam um aroma e sabor muito peculiar. São muito usadas na culinária indiana especialmente no sul da Índia. As folhas, como o louro, são separadas na hora de comer e não são ingeridas.

Feno-Grego (Methi)

Ajuda a sanar as debilidades de sistema respiratório e seminal, indigestão, hipo-função do fígado, problemas gástricos, controle da pressão sanguinea e é antiflamatório. As sementes são usadas inteiras ou em forma de pó nas masalas e temperos. As folhas são usadas com farinhas para fazer pães e saladas.

Gengibre (Adrak)

É um bom expectorante, analgésico estimulante e causa suor. Usado no tratamento de gripe, indigestão, vômito, dores abdominais, hemorróidas, doenças de coração, dor de cabeça, etc. É fartamente usado na cozinha indiana como tempero. Quando seco é chamado de sounth, usado para fazer temperos para chá.

Gergelim (Til)

Bom para rejuvenescer, é um tônico para pessoas de constituição Vata. Fortalece as articulações e é usado para solidificar as fezes nos casos de diarréia. As sementes pretas são boas para os dentes e ossos porque contém maior quantidade de energia solar. Óleo de gergelim também tem o mesmo efeito e é usado para edemas, massagens no corpo e para frituras na cozinha. As sementes brancas são boas para iogues por ter propriedades satvicas.

Hortelã (Pudina)

Uma erva muito aromática e de propriedades medicinais especialmente para dores abdominais e gastrite. Muito usada para fazer chutneys, saladas e guarnição.

Lótus-sementes (Makhana)

Sementes de lótus pipocadas chamam-se makhana e são usadas nos muitos doces.

Louro-folha (Tej pan):- folhas longas de cor verde clara e muito usadas para aromatizar os pullaos, refogados e currys.

Manga verde seca (Amchoor)

Na época, a manga verde é cortada em fatias e seca ao sol> Depois de feito pó ou finas tirinhas são guardadas para o resto do ano para aromatizar curry e refogados.

Manjericão (Tulsi - um tipo de manjericão)

Alguns tipos de manjericão tem muitas propriedades medicinais especialmente para febre e doenças originadas pelo frio. O Tulsi é uma planta sagrada dos Hindus. As folhas tenras são usadas para guarnição e para fazer o chá.

Noz-moscada (Jaifal)

Utilizado no tratamento de impotência, ejaculação precoce, absorção intestinal, insônia, etc. É um ótimo calmante, alivia a contração muscular especialmente do abdômen.

Macis (Javitri)

A fina membrana externa da noz-moscada (o arilo da noz-moscada) de aroma menos forte e de cor laranja chama se Javitri e é usada no preparo do garam masala e como tempero.

Mostarda (Rai e Sarsõ)

Muito usada para temperar os refogados e nos picles. Tem propriedades analgésticas, alivia a congestão e neutraliza as toxinas. A hortaliça é usada para fazer refogado. O chapati e sarsõ sabji é um prato favorito na região norte da Índia, onde o óleo também é usado na cozinha. O óleo da mostarda é muito usado para massagens e bom para a pele. Alivia problemas musculares.

Orégano-sementes (Ajwain)

Bom para parar a tosse e usado para reduzir o efeito nos alimentos que provocam problemas gástricos por isso, é usado com muita frequência nos pratos de grão de bico.

Papoula (khas khas)

Pequeninas sementes de cor creme, usados em currys e doces.

Pimenta (Mirch)

Ajuda a suar e no país quente como a Índia é ótimo para limpeza interna do corpo por isso, os indianos usam muita pimenta na comida. Os ocidentais geralmente sofrem na Índia por não ter comida sem pimenta. Existem vários tipos de pimentas desde a mais fraca até a mais forte e quase todos são usados, verde ou vermelha madura. No verão, as pimentas são postas no sol para secar e moída para se usar fora da época.

Pimenta do reino (Kali mirch)

Muito poderoso estimulante digestivo. Antídoto para excesso de saladas. Destrói toxinas e ajuda a digestão. Usado no tratamento da sinusite, resfriado, dores de cabeça, constipação, gases, perda de apetite, etc. As sementes verdes são usadas nos picles.

Romã-sementes (Anardana)

São usadas em forma de pó como condimento para alguns pratos que além de dar um sabor especial dá uma coloração forte.

Rosa-água de rosa (Gulab jal)

A água destilada das pétalas de rosa ou na forma mais concentrada, a essência de rosa é usada para aromatizar certos doces e no preparo de refrescos. As pétalas são usadas para guarnição e decoração e também para fazer deliciosa marmelada (Gulkand).

Sal Preto (Sendha namak)

De origem rochosa tem cheiro e sabor peculiar e é usado em pequenas quantidades nos picles, salgados e papad (um aperitivo que também acompanha os pratos principais de forma redonda de 15 cm. de diâmetro e espessura de cartolina).

Tamarindo (Imli)

Bom para sistema urinário e coração. A polpa de tamarindo é muito usada para fazer chutneys e molhos. A fruta de sabor azedo, depois de retiradas as sementes, é colocada nas receitas de lentilhas (dal) e vários vegetais. É usada para fazer refrescos muito gostosos principalmente na época de calor.

Fonte: www.meetaravindra.com

Culinária Indiana

O inesquecivel aroma da Índia não só consiste na fragrância do jasmin, das rosas frescas ou do sândalo.

Os pratos de carne são igualmente excelentes : Rogan Josh (cordeiro com curry), o Gushtaba (almôndegas com especiarias em iogurte) e o delicioso Biryani (frango ou cordeiro com arroz, com sabor a laranja, temperado com açucar e água de rosas).

O coco é um ingrediente importante de cozinha do sul da Índia assim como o peixe é para a cozinha bengalesa. Já no sul da Índia, a base de alimentação é o arroz e, no norte, as tortas como os Puri, os Chapatis e o Nan. Além disso, há grande abundância de frutas tropicais e de zona temperada. E muito popular o iogurte acompanhado com curry ou na variedade de lassi, açucarado ou como ’masala’.

O chá é a bebida preferida dos indianos e as suas variedades são famosas em todo o mundo. Geralmente, prepara-se com açucar e leite. O café é muito popular no sul. Há bebidas refrescantes como o nimbu pani (refresco de limão), o Lassi (creme de leite granizado) e a água de coco bebida directamente do fruto. A cerveja e a genebra indianas são comparáveis às melhores do mundo e não são caras.

Não é de estranhar se cozinha indiana que já é a terceira mais popular do mundo, chegue a ser a primeira!

Fonte: www.pratofeito.com.br

Culinária Indiana

A culinária indiana é a terceira mais popular do mundo. É baseada nos mesmos conceitos milenares de equilíbrio e harmonia que formam a base da filosofia do Yoga e ensina que cada ato na vida, inclusive o de comer, deve ser um processo consciente que proporcione a integração do ser como um todo.

Culinária Indiana

Para isso, os indianos desenvolveram uma culinária sensorial em relação a sabores e cores. As receitas relacionam seis sabores a seis paladares: doce, salgado, amargo, picante, azedo e adstringente que, combinados com cores, aromas, texturas e temperaturas dos ingredientes e a uma infinidade de especiarias, despertam os sentidos da visão, olfato, paladar, audição e tato. Para os indianos, sabores e sentidos equilibrados – que em sânscrito significa a mesma palavra: "rasa" -, geram sentimentos equilibrados. Para cada sabor existe uma mistura diferente de ervas, sementes e flores que estão associados aos diferentes paladares.

As especiarias são essenciais na comida indiana. Textos datados de três mil anos atrás reconhecem seus valores terapêuticos, especificando preventivo e curativo de doenças, e catalogando suas propriedades medicinais que suavizam, esfriam ou aquecem o organismo. Dependendo do tipo de tratamento, elas requerem diferentes técnicas de manipulação: tostadas, cruas e inteiras, socadas ou moídas. O tratado de medicina indiana recomenda, por exemplo a pimenta do reino como ingrediente dos medicamentos que curam problemas digestivos, e a cúrcuma é considerada um potente anti-séptico que combate infecções.

A culinária indiana é cremosa e criativa. As frutas tropicais são parte das mais variadas receitas, como o "Biryani" ( Frango e cordeiro acompanhado de arroz cozido com laranja, temperado com açúcar e água de rosas,). O coco é um ingrediente importante da cozinha do sul da Índia, onde a base da alimentação é o arroz. Na costa oeste, há uma grande variedade de peixes e mariscos. Ao norte é muito comum receitas com iorgute e tortas. O chá é a bebida favorita dos indianos, e suas variedades são famosas em todo o mundo. Geralmente, são preparados à moda inglesa , com açúcar e leite. Já o café é mais popular no sul.

Os principais doces são pudins feitos com leites, tortas e crepes. Em toda a Índia, pode-se saborear o Kulfi ( um sorvete típico indiano ), Rasgullas ( bolas de creme de queijo com sabor de água de rosas ), Gulan Jamuns ( farinha e leite com xarope doce ) e Jalebi( lentilhas fritas, banhadas em caramelo).

O exótico paladar indiano trouxe à culinária Ocidental a descoberta de novos gostos e novas terras: Cabral buscava outros caminhos para as Índias , quando descobriu o Brasil!

Fonte: www.pedacodavila.com.br

Culinária Indiana

Culinária Indiana

A culinária da Índia é mais que uma necessidade; é mais que uma arte; é um ato de devoção ! A mais antiga e tradicional cultura espiritual do mundo releva à arte da cozinha um método de elevação espiritual. O ato de cozinhar, é feito como uma oração e antes de ser consumido, o alimento é oferecido em comunhão ao Supremo, geralmente em um altar doméstico, com devoção e amor. Após essa oferenda, o alimento torna-se prasadam (misericórdia).

Só então será compartilhado por todos. A dieta indiana é majoritariamente vegetariana e a arte de combinar os alimentos com diferentes temperos e especiarias sempre foi um motivo de pesquisa e fascínio desde muito tempo, quando todos os povos acorriam à Índia por suas riquezas e especiarias.

Outro aspecto interessante, diz respeito ao ato de comer com as mãos. Segundo a milenar medicina Ayur-védica, a digestão não começa na boca, quando o alimento entra em contato com a saliva e suas enzimas, mas quando entra em contato com as pontas dos dedos. É aí que a energia sutil presente nos alimentos é “digerida”, isto é, entra em harmonia com nossas energias e todo um processo de ressonância e absorção tem início. Com isso a digestão e aproveitamento dos nutrientes faz-se de forma mais rápida e eficiente.

Para que essas energias sejam bem aproveitadas, as mãos e os dedos assumem elegantes posturas, mudras, no ato de pegar e conduzir os alimentos até a boca, incorporando, também, ao ato de comer, elementos estéticos. Este é um breve relato, do que vem ser a arte e ciência de bem se alimentar, como preconizada na milenar cultura espiritual da Índia antiga. Espero que você desfrute dos sabores e comece uma fascinante viagem pelos segredos e mistérios da culinária esotérica indiana, a qual reserva prazeres e benefícios para o corpo e espírito. A seguir daremos à receita de um jantar completo, à maneira mais genuína da tradicional cozinha indiana com sete preparações simples e deliciosas. Clique nos links abaixo para ver as receitas.

Fonte: www.ideariumperpetuo.com

Culinária Indiana

A culinária indiana é caracterizada pelo seu uso sofisticado e sutil de muitas ervas e especiarias. Considerada por alguns como a culinária mais diversificada do mundo, cada ramo da cozinha indiana é caracterizada pelo uma ampla gama de pratos e técnicas culinárias. Embora uma significativa porção da comida indiana seja vegetariana, muito pratos indianos tradicionais incluem frango, peixe, bode, cordeiro e outras carnes. Bife não é comido pela maioria dos hindus.

A comida é uma parte importante da cultura indiana, desempenhando papel tanto na vida diária quanto nos festivais. Muitas vezes a comida indiana cotidiana consiste de 2 ou 3 pratos principais com acompanhamentos variados como chutney (condimento agridoce, picante ou uma mistura dos dois) e picles, alimentos ricos em carboidratos como arroz e roti (pão), assim como sobremesas.

A diversidade é uma característica marcante na geografia, cultura e comida indiana. A culinária indiana varia conforme a região, refletindo a demografia variada e diversidade étnica do subcontinente. Em termos gerais, a culinária indiana pode ser dividida em 4 categorias: norte, sul, leste e oeste da Índia. Apesar da diversidade, alguns aspectos únicos fazem parte da culinária indiana. O uso de grande variedades de especiarias é parte integral da preparação das comidas e utilizado para acentuar o sabor e criar aromas únicos.

Os pontos comuns da culiária indiana são arroz, atta (farinha de trigo integral), e uma variedade de legumes sendo que os mais importantes são masoor (tipo de lentilha), chana (grão-de-bico), toor (guandu), urad (tipo de feijão) e mung (semente da vigna radiata). A maioria dos curries indianos são fritos em óleo vegetal. No norte e oeste da Índia óleo de amendoin é tradicionalmente mais popular para fritar, enquanto que no leste óleo de mostarda é mais comumente usado. No sul da índia óleo de coco e de gergelim são comuns.

Fonte: india.panelaboa.com

Culinária Indiana

Cozinha Indiana

Dhal ( sopa de ervilhas )

Culinária Indiana
Dhal ( sopa de ervilhas )

Um tipo de sopa, feito de diferentes leguminosas tais como ervilhas, lentilhas, mung dhal (minúsculo feijão de cor verde), urad dhal (minúsculo feijão de cor amarela), etc. Deve ser bebido numa caneca ou numa pequena tigela.

Ingredientes

1 xícara de ervilhas
2 batatas médias
1 colherinha de curry
1 colherinha de pimenta-do-reino
Manteiga, margarina (conforme preferência) ou mesmo azeite
Sal

Modo de Preparar

Deixar as ervilhas de molho durante a noite. Cozinhar com sal a gosto. Cozinhar as batatas. Quando estiverem cozidas juntar às ervilhas e passar no liquidificador, adicionando água até ficar com a consistência de uma sopa. Numa frigideira, derreter uma colher de sopa de manteiga, fritar o curry e a pimenta-do-reino. Despejar na panela com a sopa, adicionar um pouco de água se neces- sário e deixar em fogo brando até ferver. Servir quente.

Subji (vegetais cozidos)

Culinária Indiana
Subji (vegetais cozidos)

Vegetais cozidos recebem essa denominação genérica. Podem ser de diferentes vegetais, legumes ou combinações destes.

Ingredientes

1 cabeça de couve-flor média
2 batatas
1 berinjela pequena
1 colherinha de curry
1 colherinha de feno grego
Manteiga, margarina ou azeite (conforme preferência)
Sal a gosto

Modo de Preparar

Cortar a couve-flor em pedaços pequenos, as batatas e a berinjela em cubos pequenos. Cozinhar no vapor. As batatas e a couve têm o mesmo tempo de cozimento. A berinjela deverá colocada na mesma panela cinco minutos após, aproximadamente. Em uma frigideira, fritar os temperos em uma colher de sopa de manteiga, margarina ou azeite ( conforme preferência ) deixar dourar e acrescentar aos vegetais, colocar o sal. Servir quente.

Pulao ( Arroz )

Culinária Indiana
Pulao ( Arroz )

Prato principal na alimentação oriental. Servido geralmente com limão que espremido sobre o deve ser arroz; o bhasmati é a mais famosa variedade de arroz pelo gosto e aroma deliciosos. È produzido na Índia e Nepal.

Ingredientes

1 xícara de arroz
1 colherinha de sementes de coentro
Sal

Modo de Preparar

O arroz deve ser cozido segundo a fórmula clássica de duas medidas de água para cada medida de arroz (no caso de arroz branco) e duas e meia medidas de água no caso de arroz integral. Colocar uma colher de sopa de manteiga, margarina ou óleo (conforme preferência) numa panela, fritar por um ou dois minutos as sementes de coentro moídas, adicionando sal a gosto, despejar o arroz, misturar e cozinhar até secar toda a água.

Chutney de Abacaxi ( doce apimentado )

Culinária Indiana
Chutney de Abacaxi ( doce apimentado )

Doce apimentado que acompanha o arroz. Pode ser feito de abacaxi, tomates vermelhos ou verdes, maçãs ou manga. O chutney feito com mangas verdes é muito tradicional.

Ingredientes

1 Abacaxi descascado e picado
1 xícara de água
1 colher de sopa de manteiga ou margarina
3 pimentas fortes amassadas
1/2 colherinha de cominho
1/2 colherinha de curry
1 colher de sopa de gengibre ralado
200 gramas de açúcar

Modo de Preparar

Coloque numa panela o abacaxi com a água em fogo brando, deixe cozinhar mexendo de vez em quando para não deixar queimar. Deixe cozinhar até o abacaxi ficar amolecido e secar toda a água. Em uma frigideira, coloque a manteiga, deixe derreter, acrescente as pimentas, o cominho, o curry, o gengibre e deixe tudo fritar até dourar. Despeje na panela com o abacaxi, leve ao fogo para apurar por 10 minutos e ao final acrescente o açúcar. Servir quente ou frio.

Samosa ( Pastel de vegetais )

Culinária Indiana
Samosa ( Pastel de vegetais )

O pastel mais famoso da culinária indiana. Uma delícia à parte

Ingredientes

500 gramas de farinha de trigo
200 gramas de ervilhas partidas
1 couve-flor pequena
2 a 3 batatas médias
1 xícara de água morna
3 colheres de manteiga derretida
1 colherinha de cominho
1/2 colherinha de feno grego
1/2 colherinha de gengibre ralado
1/2 colherinha de curry

Modo de Preparar

Massa

Numa tigela, coloque a farinha de trigo, três colheres de sal e a manteiga derretida. Misture com as pontas dos dedos, acrescentando água devagar. Sove até obter uma massa homogênea e leve. Deixe descansar enquanto prepara o recheio.

Recheio

Cozinhe as ervilhas (deixadas de molho durante a noite) até desfazerem-se. Cozinhe as batatas e a couve-flor de preferência ao vapor. Quando estiver tudo cozido, junte em uma panela à parte. Em uma frigideira coloque duas colheres de sopa de manteiga deixe derreter, acrescente sal a gosto, os temperos e deixe dourar, despejando em seguida na panela sobre a ervilha, a batata e a couve-flor, mexendo para misturar.

O recheio deve ficar com consistência cremosa. Faça pequenas bolas com a massa, abra em círculos, coloque o recheio, feche como um pastel, molhando as bordas com água e apertando com um garfo para selar. Pode-se também fazer como mostra a figura ao lado (quadros 4, 5 e 6), juntando os lados e dobrando-os com os dedos para dar o efeito da foto acima. Em fogo brando, frite as samosas em uma panela com óleo vegetal, em quantidade suficiente para as cobrir por completo. Escorra sobre toalhas de papel para tirar o excesso de óleo. Se preferível, podem ser assadas em forno. Para isso devem ser colocadas em fôrma untada e polvilhada com trigo para não grudar ou queimar.

Culinária Indiana

Chapatis (pão assado na chapa)

Culinária Indiana
Chapatis (pão assado na chapa)

Tradicional pão feito sem fermento. Presente sempre na refeição principal. Pode-se colocar uma porção de subji e arroz enrolados dentro do chapati. Também cortados em pedaços com a mão e utilizado para pegar os alimentos como se fosse uma colher.

Ingredientes

200 gramas de farinha de trigo integral
100 gramas de farinha de trigo branca
1 pitada de sal
Água morna
Manteiga ou margarina

Modo de Preparar

Numa tigela junte as farinhas de trigo e o sal, acrescentando água aos poucos. Sove a massa até ficar lisa e firme. Cubra com um pano úmido e deixe descansar por 30 minutos. Forme bolinhas de 4 cm de diâmetro e abra cada uma até obter círculos de mais ou menos 15 cm de diâmetro e 3 mm de espessura.

Culinária Indiana

Aqueça uma chapa de ferro (fig. 5) ou uma frigideira de fundo grosso e coloque sobre ela o chapati por 1 ou 2 minutos. Quando estiver ressequido pegue-o com um pegador, tipo pinça, e leve diretamente ao fogo ( para isso é recomendado dois “bicos” do fogão acessos). Um para fazer o chapati inflar e o outro bico para tostar as bordas (fig. 6). Ao terminar cada chapati espalhe a manteiga ou margarina no mesmo. Deixe-os cobertos com um pano seco e em uma pilha (um sobre o outro) para mantê-los quentes.

Pão indiano

Ingredientes

1 xícara de chá de farinha de trigo integral;
1 xícara de chá de farinha de trigo;
1/2 colher de chá de sal;
3/4 de xícara de chá de água morna;
3 colheres de sopa de manteiga.

Modo de Preparar

Em uma vasilha, misture as farinhas e o sal. Depois adicione a água e trabalhe bem a massa até que não grude nas mãos. Se a massa ainda estiver muito seca, acrescente aos poucos, mais água morna para que a massa fique bem fofa. Em uma superfície lisa polvilhe farinha de trigo e trabalhe a massa até que fique elástica. Faça uma bola, coloque em uma vasilha untada com óleo e cubra com um pano úmido. Deixe descansar por 30 minutos. Mais uma vez, em uma superfície lisa, polvilhe farinha de trigo, trabalhe a massa e divida ela de 10 a 12 bolas. Abra as bolinhas em discos bem finos com um rolo de macarrão.

Aqueça uma frigideira antiaderente grande, coloque os discos, um por vez, e cozinhe-os até que inche, aproximadamente 1 minuto. Vire-os e cozinhe mais uns segundos até dourar. Espalhe manteiga em um dos lados do pão e coloque em uma cestinha. Cubra com um pano para mantê-los aquecidos até à hora de servir.

Bolo Indiano

Ingredientes

300 gramas de nozes picadas
250 gramas de frutas cristalizadas picadas
200 gramas de uvas-passa sem sementes
8 ovos
2 xícara de chá de manteiga
2 xícara de chá de água
2 xícara de chá de leite
1 colher de sobremesa de gengibre ralado
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de sopa de canela em pó
1 quilo de farinha de trigo, aproximadamente
1 pitada de noz moscada ralada
1 quilo de açúcar mascavo
1 pitada de sal

Modo de Preparar

1.Misture o Açuca com o leite e leve ao fogo até ferver e depois coe em uma peneira.

2.Junte a manteiga, os ovos e mexa bem juntando aos poucos o fermento, sal e a farinha peneirada até que a mistura fique com consistência de bolo.

3.Junte o gengibre a canela e mexa bem.

4.Por último junte as frutas cristalizadas, as nozes, a noz-moscada e as passas e misture bem.

5.Unte e enfarinhe 2 formas, coloque a massa do bolo nelas e leve ao forno por cerca de 50 minutos.

Maionese Indiana

Ingredientes

3 colheres de suco de limão
2 cebolas grandes picadinhas
1 colher de sopa de tempero verde picado
1 colher de sopa de mostarda
1 lata de creme de leite
1 colherinha de sal
pimenta a gosto

Modo de Preparar

1.Misture bem o creme de leite com o suco de limão, mostarda, sal e pimenta.

2.Acrescente a cebola e a salsa e então torne a misturar.

Dhal

Ingredientes

2 batatas médias
1 xícara de ervilhas
1 colherinha de curry
1 colherinha de pimenta-do-reino
Manteiga, margarina ou azeite (como você preferir)

Modo de Preparar

1.Deixe as ervilhas de molho de um dia para o outro.

2.Cozinhe-as com sal a gosto.

3.Cozinhe as batatas e quando estiverem cozidas junte as ervilhas e passe-as no liquidificador, vá adicionando água até que fique com consistência de sopa.

4.Derreta uma colher de manteiga em uma frigideira e frite o curry e a pimenta do reino nela e logo após adicione a mistura na panela com a sopa.

5.Leve ao fogo e acrescente água se necessário e deixe em fogo brando até ferver.

Lassi de laranja

Ingredientes

1 copo de iogurte natural
1 litro de suco de laranja
Açúcar a gosto

Modo de Preparar

1.Em um liquidificador, misture o suco de laranja, o iogurte e adoce a gosto.

2.Sirva gelado

Garam Masala

Ingredientes

100 g de sementes de coentro
25 g de sementes de cominho
25 g de sementes de pimenta do reino em grãos
15 g de gengibre seco
6 g de cada de cardamomo
6 g cravo
4 g de canela em pó
4 g folhas de louro

Modo de Preparar

1.Com exeção da canela e do gengibre, toste todos os ingredientes até ficarem bem secos.

2.Após deixá-los esfriar acrescente os ingredientes que restam e bata no liquidificador ou processador para obter um pó.

3.Armazene-o tampado longe da luz e do calor.

Lentilha à Moda da Índia

Ingredientes

450 gramas de lentilha
20 milímetros de óleo de soja
6 dentes de alho
5 gramas de açafrão
4 gramas de sal
2 pimentas malaguetas
1 litro de água
1 cebola
Meio grama de cominho em grão

Modo de Preparar

1.Separe bem a lentilha retirando todas as impurezas e lave-as em água corrente.

2.Em uma panela, ferva a água com a lentilha, o açafrão, três dentes de alho picados, a pimenta bem picada e o sal.

3.Deixe cozinhar até a lentilha ficar bem mole e a reserve.

4.Quando for servir frite no óleo, três dentes de alho cortado em fatias, o comilho e a cebola picada e com a mistura ainda bem quente, despeje sobre a lentilha.

Palak Raita

Ingredientes

3 xícaras de iogurte natural ligeiramente batido
2 xícara(s) de folhas de espinafre
2 pimenta(s) malagueta verde picada(s)
1 colher(es) de chá de sementes de cominho
1 colher(es) de chá de pimenta vermelha em pó
1 colher(es) de sopa de manteiga derretida (ghee) / óleo sal à gosto

Modo de Preparar

1.Lavar bem as do espinafre e cozinhar em pouca água por 5 minutos para que as folhas fiquem macias.

2.Após esfriar e bata no liquidificador com a pimenta malagueta.

3.Misture bem o purê de espinafre, o iogurte e o sal.

4.Aqueça a manteiga por 2 minutos em uma panela e adicione as sementes de cominho deixando lá até que elas inchem.

5.Adicione a pimenta vermelha em pó e frite um pouco em fogo baixo.

6.Adicione o tempero à mistura de iogurte e espinafre Misturando bem, Mantenha refrigerado.

Dhokla

Ingredientes

250g de farinha de grão-de-bico (besan) de mercearias indianas
250g de iogurte batido, até ficar bem mole
250ml de água morna
1/2 colher de chá de açafrão-da-Índia moído
1 colher de chá sal
1 colher de chá de pimenta verde fatiada
1 colher de chá de gengribre fresco ralado
1 colher de chá de óleo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
Suco fresco de meio limão

Modo de Preparar

1.Em uma tigela coloque a farinha de grão de bico e vá adicionando o iogurte e a água morna, batendo até obter uma massa.

2.Salpique o sal, cubra a massa e deixe descansar por aproximadamente 4 horas até que a massa crie algumas bolhas.

3.Unte as formas (quantas necessário) e reserve.

4.Misture a pimenta, o açafrão e o gengibre com a massa que havia reservado anteriormente.

5.Misture o óleo, o bicarbonato de sódio e o suco de limão em uma tigela e depois derrame a mistura na massa.

6.Misture bem a massa com os outros ingredientes e derrame-a sobre as formas untadas deixando espaço para a massa crescer.

7.Coloque-as para cozinhar no vapor por aproximadamente 11 minutos, até que a massa fique firme ao toque e quando estiver frio corte em quadrados na travessa

8.Para o tempero, aqueça, em uma panela, o óleo e jogue as sementes de mostarda e a assafétida, fritando-as até as sementes começarem a estalar então adicione as sementes de gergelim e cozinhe até que fiquem ligeiramente tostadas. Coloque o óleo temperado sobre a Dhokla. Sirva Morno

Kebabs de cordeiro

Ingredientes

500g cordeiro magro, móido
4 dentes de alho amassados
2 colheres de chá de cominho
2 colheres de chá de coentro em pó
2 colheres de chá de garam masala
2 pimentas verdes picadas
1 colher de sopa de gengibre fresco ralado
1 cebola grande, bem picada
1 ovo batido Sal a gosto
Uma porção grande de coentro fresco picado

Modo de Preparar

1.Com exeção do ovo, coloque todos os ingredientes em uma tigela e misture-os com as mãos.

2.Adicione o ovo para dar liga na mistura.

3.Molde-as para que pareçam com salsichas pequenas

4.Coloque os Kebabs em uma assadeira e leve ao forno em fogo médio por cerca de 12 minutos, até q fiquem dourados, virando-os uma vez.

5.Sirva com Chapatis ou pão de farinha de trigo integral.

Arroz à Indiana com Pimentões

Modo de Preparar

Dourar o arroz em azeite fervendo com uma cebola cortada em pedaços, salSa e um dente de alho; uma vez dourado o arroz, juntar três pimentões, já fritos à parte; mexer com colher de pau, condimentando fortemente com pimenta vermelha, regando levemente com caldo de carne e mantendo no fogo até o cozimento.

Arroz à Indiana

Ingredientes

1 xícara (chá) de amêndoas peladas, tostadas e picadas
2/3 xícara (chá) de passas pretas sem caroço
3 xícara (chá) de arroz
1 colher (sopa) cheia de manteiga
1 colher (sopa) de curry em pó
2 cebolas médias
sal e pimenta

Modo de Preparar

Dourar as cebolas batidinhas na manteiga e refogar o arroz. Quando começar a frigir, molhar com 6 xícaras (chá) de água quente, mexer bem e temperar com sal, um pouquinho de pimenta e o curry. Cozinhar em fogo brando, mexendo de vez em quando. O arroz deve ficar solto e "al dente". Misturar então com as passas, mas só acrescentar as amêndoas no momento de servir, para que permaneçam crocantes.

Arroz Indiano

Ingredientes

1 colher (café) de cominho em semente
1 colher (sobremesa) de manteiga
1 xícara (chá) de arroz
2 pedaços pequenos de canela em pau
5 sementes de cardamomo com casca
água suficiente para cozinhar o arroz
1 cebola pequena picada
sal a gosto
3 cravos

Modo de Preparar

Refogar a cebola na manteiga até ficar transparente. Acrescentar os outros temperos e refogar por mais 2 minutos. Juntar o arroz e continue refogando por mais 2 minutos. Adicionar água, o sal e deixar cozinhar.

Dica

Acompanhe com coxas e sobrecoxas de frango refogadas com pimenta.

Bolo Indiano

Ingredientes

1 colher (sobremesa) de gengibre ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (sopa) de canela em pó
2 xícara (chá) de manteiga
2 xícara (chá) de água
2 xícara (chá) de leite
1 quilo de farinha de trigo, aproximadamente
200 gramas de uvas-passa sem sementes
250 gramas de frutas cristalizadas picadas
1 pitada de noz moscada ralada
300 gramas de nozes picadas
1 quilo de açúcar mascavo
1 pitada de sal
8 ovos

Modo de Preparar

Misturar todo o açúcar no leite e levar ao fogo até levantar fervura. Coar numa peneira. Juntar a manteiga, os ovos inteiros e mexer. Juntar aos poucos farinha peneirada com o fermento e o sal, até obter uma consistência de massa de bolo comum. Adicionar a canela em pó e o gengibre e bater bem. Enfim, juntar as nozes, a noz moscada, as passas e as frutas cristalizadas. Mexer bem. Divida em 2 formas untadas (com manteiga e farinha de trigo) e levar ao forno por 45 a 50 minutos.

Camarões Vermelhos Picantes

Ingredientes

1 colher (sopa) de óleo
1 maço pequeno de coentro com as folhas separadas e picadas fino
3 tomates grandes sem pele, sem sementes e picados
16 camarões crus, sem casca e limpos

Marinada

2 colheres (chá) de gengibre fresco picado fino
1 colher (sopa) de açúcar mascavo
3 colheres (sopa) de suco de limão
8 pimentas frescas vermelhas ou verdes picado fino
6 dentes de alho picados fino
sal

Modo de Preparar

Para fazer a marinada, misturar bem em um vasilha o alho, o gengibre, as pimentas, o suco de limão, o açúcar e temperos, com sal, a gosto. Cobrir e deixar marinar na geladeira por 15 a 20 horas. No processador de alimentos ou no liquidificador, bater os tomates até obter uma pasta lisa. Em um wok ou frigideira grande, aquecer o óleo. Reduzir o fogo, juntar os camarões marinados e o molho e refogar, mexendo sempre, por 2 a 3 minutos. Passar os camarões para uma panela, adicionar os tomates e o coentro e misturar bem. Cobrir e assar por 30 minutos.

Chicken Makanvala

Ingredientes

1 colher (chá) de alho e gengibre em pasta
1 colher (chá) de salsinha picada
1 colher (chá) de páprica picante
½ colher (chá) de curry em pó
1 colher (chá) de páprica doce
2 colheres (sopa) de óleo de soja
½ colher (chá) de curcuma
½ colher (chá) de garan massala (folha de louro, cardamon, cravo em flor e canela em rama, levar ao microondas por 30 segundos e bater no liquidificador até ficar em pó) 100 ml água
30 gramas castanha de caju (crua) em pasta
300 gramas filé de frango em cubos pequenos
3 lascas pequenas de canela em rama
½ cebola média em cubos
2 tomates maduros em cubos
½ pimentão verde em cubos
¼ maçã em fatias finas
100 ml creme de leite fresco
10 sementes de cardamomo
5 cravos em flor
5 folhas de louro
10 gramas nozes
Sal

Modo de Preparar

Levar uma panela ao fogo com o óleo para aquecer. Adicionar sementes de cardamomo, cravo, canela, alho e gengibre e metade da curcuma e das pápricas doce e picante. Refogar por 2 minutos. Adicionar o tomate e sal a gosto para preparar o molho e deixar cozinhar bem até desmanchar o tomate. Esperar resfriar o molho para bater em liquidificador. Passar o molho numa peneira e cozinhar novamente, acrescentando a castanha de caju e, em seguida, o creme de leite. Refogar a cebola, a maçã e o pimentão, adicionando o restante da curcuma e da páprica, colocar os cubos de frango e a água para refogar. Em seguida, colocar o molho para cozinhar junto com o frango por 10 minutos. Acrescentar garan massala, misturar bem e passar para uma cumbuca para servir. Decorar com pequenos pedaços de nozes e salsinha.

Chutney de Hortelã

Ingredientes

12 colheres (sopa) de suco de limão
6 colheres (chá) de açúcar
3 colheres (chá) de sal
6 xícaras de folhas de hortelã
pimenta-do-reino a gosto
24 cebolinhas verdes

Modo de Preparar

Picar muito bem a hortelã e a cebolinha verde. Colocar numa vasilha e acrescentar os ingredientes restantes. Misturar bem.

Curry (Condimento)

Ingredientes

pimenta vermelha
páprica picante
páprica doce
gengibre
coentro
cominho
curcuma

Modo de Preparar

Colocar todos os ingredientes em uma panela ou frigideira (de preferência antiaderente) e deixar torrar. Moer e guardar.

Frango Indiano

Ingredientes

2 colheres (sopa) de gengibre ralado
2 colheres (sopa) de manteiga
½ colher (chá) de colorau
4 colheres (chá) de sal
½ xícara de suco de limão
1 e ½ quilos de frango em pedaços
1 iogurte natural
pimenta em pó
alho picado

Modo de Preparar

Lavar e secar o frango. Misturar o suco de limão com sal e esfregar no frango. Bater no liquidificador, o alho, o gengibre, iogurte e a pimenta até formar um creme. Acrescentar sem bater o colorau. Cobrir o frango em pedaços com a mistura e deixar na geladeira por umas 8 horas. Colocar numa forma e cobrir com pedaços de manteiga por cima. Assar virando sempre os pedaços. O frango estará pronto quando espetar e não sair um líquido rosado.

Maionese Indiana

Ingredientes

1 colher (sopa) de tempero verde picado
1 colher (sopa) de mostarda
3 colheres de suco de limão
2 cebolas grandes picadinhas
1 lata de creme de leite
1 colherinha de sal
pimenta a gosto

Modo de Preparar

Misturar bem o creme de leite com o suco de limão, a mostarda, o sal e a pimenta. Acrescentar a cebola, a salsa e tornar a misturar.

Quiabos Fritos e Batatas

Ingredientes

¼ colher (chá) de manga em pó (opcional)
¼ colher (chá) de açúcar mascavo
¼ colher (chá) de cominho em pó
¼ colher (chá) de coentro em pó
¼ colher (chá) de gengibre em pó
¼ colher (chá) de páprica
250 gramas de quiabos sem as pontas e cortados em pedaços de 5 mm
1 maço de coentro fresco com as folhas separadas e picado
250 gramas de batatas cortadas em cubos
óleo para fritar
sal

Modo de Preparar

Em uma frigideira grande, aquecer o óleo até dourar um cubo de pão em 50 segundos. Acrescentar os quiabos e as batatas e fritar por 5 a 7 minutos ou até os quiabos estarem crocantes, com as bordas castanhas, e as batatas estarem bem cozidas e douradas. Remover da frigideira os quiabos e as batatas e escorrer em papel absorvente. Colocar os quiabos e as batatas em uma travessa de servir. Misturar o cominho, o coentro em pó, o gengibre, a páprica e o açúcar, a manga em pó e sal a gosto. Acrescentar os legumes a mistura de temperos e o coentro fresco e misturar bem.

Torta de Brócolis

Ingredientes

Massa

1 colher (sobremesa) de fermento em pó
3 colheres (sopa) de azeite
1 colher (chá) de sal
½ de água
farinha integral o suficiente
1 ovo

Cobertura

2 colheres (sopa) de azeite
1 tomate descascado e picado
1 molho de brócolis
1 cebola

Modo de Preparar

Misturar tudo e forrar uma forma com essa massa. Colocar uma panela no fogo com água. Assim que ferver acrescentar um pouco de sal e o brócolis. Deixar cozinhar durante 2 minutos e escorrer. Refogar a cebola picada no azeite e acrescentar o brócolis, deixar no fogo durante alguns minutos. Bater no liquidificador 2 ovos, ½ xícara de água, 3 colheres de queijo ralado, 1 colher (sopa) de amido de milho.

Montagem Final

Untar um tabuleiro e colocar a massa, sobre esta o brócolis e depois a mistura batida no liquidificador. Levar para assar em forno quente.

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal