Breaking News
Home / Culinária / Culinária São Tomense

Culinária São Tomense

PUBLICIDADE

Culinária São Tomense

Dispondo de vasta extensão marítima, é natural que o peixe seja um elemento proeminente na cozinha são-tomense. Os peixes são normalmente muito frescos o que os torna mais saborosos. Para os apreciadores de mariscos, a lagosta, a santola, o búzio, o polvo e o choco são muito apreciados.

Por outro lado, a existência de terras férteis e vegetais em abundância conferem um sabor especial a culinária são-tomense. A banana é confeccionada de várias formas, cozida, frita ou assada acompanhada de legumes com o peixe cozido ou grelhado. O calulú, prato tradicional muito apreciado por famílias são-tomenses que assemelha-se a uma sopa com peixe seco ou carne, serve-se acompanhado de puré de banana ou de arroz cozido. De uma forma geral, a cozinha são-tomense é rica e com elevado valor nutritivo em proteína animal e vegetal.

A herança cultural são-tomense também está patente na gastronomia, através de pratos com origens tão diversificada particularmente Portugal e Cabo Verde.

Fonte: www.stptourism.st

Culinária São Tomense

Em São Tomé e Príncipe, o calulu consititui uma refeição familiar habitual, sendo também usado em festas religiosas, nas quais é frequentemente distribuído junto às igrejas. É também servido em casamentos e em cerimónias fúnebres. É localmente considerado uma iguaria rica, adequada para ser oferecida a um forasteiro. As carnes podem ser de galinha, de suíno, incluindo chispe e cabeça, ou de bovino, incluindo mocotó. É consumido em todo o país.

CALULU

É um prato típico de Angola e de São Tomé e Príncipe.

Pode ser confeccionado com peixe seco e fresco ou com carne seca.

Entre os restantes ingredientes contam-se:

O tomate, o alho, os quiabos, a batata doce, o espinafre, a abobrinha e o óleo de palma.

Em Angola, o calulu de peixe é preparado numa panela, na qual se intercalam camadas de peixe seco e de peixe fresco, com os demais ingredientes. É cozido em lume médio e servido com funge e feijão com oléo de palma. Em São Tomé e Príncipe, o calulu de peixe pode ser preparado também com camarão.

O calulu de carne é preparado com carne seca previamente demolhada. É também cozido em lume médio e servido com funge e feijão com oléo de palma.

Fonte: pituxomania43.blogspot.com

Culinária São Tomense

CALULU DE PEIXE ( à mode de São Tomé)

Ingredientes

500 grs de camarão descascado
1 dl de óleo-de-palma
1 kg de garoupa
5 quiabos
2 tomates maduros
2 beringelas
1 raminho de manjerona
sal a gosto.
1 folha de louro
piripiri a gosto.
2 cebolas
20 grs de farinha

Modo de Preparar

Depois do peixe arranjado e lavado, corta-se às postas não muito finas.

Leva-se um tacho ao lume com a cebola picada, a beringela descascada e cortada às rodelas, o tomate sem peles nem sementes e picado, os quiabos cortados ao meio, piripri pisado, o molhinho de manjerona, a folha de louro, o peixe e os camarões.

Tape o tacho e deixe ferver um pouco.

A seguir adiciona-se água a cobrir e deixa-se cozer.

Quase no fim da cozedura, mistura-se a farinha desfeita num pouco de água, junte esta mistura ao preparado, agite o tacho para misturar e deixe engrossar o molho.

Sirva acompanhado com Angu de Banana (ver receita).

CALULU ( receita alternativa)

Ingredientes

500 grs de camarão descascado
1 dl de óleo-de-palma
1 kg de garoupa
5 quiabos
2 tomates maduros
2 beringelas
1 raminho de manjerona
sal a gosto.
1 folha de louro
piripiri a gosto.
2 cebolas
20 grs de farinha

Modo de Preparar

Folhas

COUVE, agrião, pimenta, otaje, folha de ponto, folha de tartaruga, folha de libô, d´água, ton fonso, cunda mina, macumbi (tenrinha), figo tôdô (tenrinha), figo porco (tenrinha), goiaba (tenrinha),folha tótóú (tenrinha), bujíbují (tenrinha).

Peixe diversos defumados:

camarão, voador placá, fulu-fulu, bonito, andala, carne fumado.

óleo de palma, (azeite dédem) fruta -pão, farinha de mandioca, ossame, pau pimenta, quiabo, maquêquê, tempero, cebola , folha de louro, tomate, malagueta, mosquito e beringela.

Lava-se muito bem a Bagatela ou um tacho e a sua tampa.

Lavam-se as folhas, tritura-se e coloca-se na Panela.

Prepara-se o peixe fumado e seco ou Carne e coloca-se também na Panela. Depois das folhas cozidas acrescenta-se o quiabo, o tomate, o pau pimenta, o óssame, a cebola, alho, folha de louro, fruta pão descascada e cotadas em fatias. O óleo de palma e maquêquê descascada pode-se por no principio ou no meio da fervura. Depois da fruta bem cozida, ela deve ser retida da panela para ser triturada ou pisada numa gamela ou num pilão.

Acrescenta-se a quantidade de água necessária, põe-se e no caso de ser peixe seco com ossos, põe-se desde o inicio.

Depois de tudo bem cozido volta-se a colocar a fruta já pisada para engrossar o Calulu. Depois de engrossado põe-se a malagueta, o tempero, a cebola e a casca de pau pimenta previamente pisados em conjunto deixando ferver; espalha-se um pouco de farinha mandioca; coloca-se um ou dois ramos de 3 folha mosquito para dar o cheiro afrodisíaco e característico próprio do CALULU.

Deixa-se a ferver durante 1 hora tendo-se o cuidado de se ir provando para colher-se o gosto ou sabor do Calulu. O sal deve ser posto á medida, pb.

O calulu é acompanhado com

  • Angú de banana – São massas de banana prata moída.
  • farinha mandioca
  • Arroz branco
  • Farinha de Milho
  • Preparado

    O calulu é consumido como refeição habitual das famílias São-Tomense, nas festas religiosas e no tradicionais

    Aspecto Cultural

    Nas festas religiosas é distribuído atrás da Igreja, e é servido nos casamentos, nas actividades cerimonias de defuntos. Segundo Francisco Tenreiro o Poeta são-tomense (A Ilha de S.Tomé) o calulu pode considerar-se como um prato rico que é oferecido com carinho ao forasteiro. Diz-se que quando uma família são-tomense faz CALULU, há sempre uma pessoa que visita esta família, daí, que o prato é considerado também um prato para forasteiro.

    Hoje é consumido em todo o País, com grande predominância nos distritos de Mé-Zochi com 32,3% e Agua Grande com 38,3%, Lembá 15,2% Lobata12% Cantagalo 3,2%, é utilizado principalmente em famílias de fracos recursos porque pode ser feito também com menos peixe.

    Enquanto que no Príncipe este prato é pouco utilizado.

    No Principe.

    SOO DE MATABALA(*)

    Ingredientes

    600 g de peixe fumado (voador, atum)
    Folha mússua
    Folha micócó
    pau pimenta e óssame
    1 raminho de mesquito
    2 dl óleo de palma
    matabala
    2 tomates grandes
    1 cebola média
    malagueta, louro

    Modo de Preparar

    Refogue em óleo de palma todos os ingredientes excepto, a matabala e o mesquito. Depois de refogado acrescente água. Quando estiver a ferver, junte as matabalas préviamente descascadas e cortadas em cubos não muito pequenos. Uma vez cozidas as matabalas, deite o raminho de mesquito. Deixe ferver uns minutinhos e retire. Está pronto a servir. Pode acompanhar com farinha de mandioca.

    (*) A matabala é um tubérculo – mais duro do que a batata, de aspecto exterior parecido com a batata doce mas maior. É muito bom frito – os santomenses chamam-lhe “pala-pala”, mas em puré também é bom!!! É um substituto da batata, é verdade.

    Em Moçambique também há, bem como na República Dominicana e no México. Provavelmente ele é encontrado no Brasil .

    OMELETE À MODA DA TERRA I

    Ingredientes

    3 ovos
    3 folhas de micócó
    1 pouco de cebola
    2 colheres de óleo ou óleo de palma (dendém)
    Sal, pimenta

    Modo de Preparar

    Mexa os ovos com sal, folha de micócó bem picadinha e cebola igualmente picadinha, e frite em óleo.

    OMELETE À MODA DA TERRA II

    Ingredientes

    3 ovos
    3 folhas de micócó
    1 pouco de cebola
    3 colheres de óleo ou óleo de palma (dendém)
    Um pedacinho de peixe fumado
    Sal, pimenta

    Modo de Preparar

    Mexa os ovos com sal, folha de micócó bem picadinha e cebola igualmente picadinha, e o peixe esmagado (sem espinhos) e frite em óleo.

    MOLHO DE BERINJELA

    Ingredientes

    ½ kg de peixe (Atum, Alada)
    2 beringelas grandes
    3 tomates
    2 cebolas
    1 pimentão
    3 dentes de alho
    3 colheres de óleo de palma (dendém)
    1 limão, louro, pimenta

    Modo de Preparar

    Corte os peixes em cubos, tempere com limão. Pise o alho, pimenta e sal e 1 dente de alho e deite no peixe, tape e deixe a marinar. Corte as beringelas em rodelas grossas, pise 1 dente de alho e sal e tempere a beringela. Frite o peixe e a beringela previamente passados em farinha de trigo. Arrume numa panela, 1º o peixe a seguir as beringelas e reserve. Numa panela refogue as cebolas, 1 dente de alho, louro, os tomates e o pimentão em óleo de dendém. Uma vez pronto deite sobre o peixe e a beringela, deixe ferver uns 5 min abanando para não pegar em baixo. E está pronto. Sirva com arroz branco ou banana-pão madura assada.

    PASTÉIS DE MATABALA

    Ingredientes

    250 g de peixe salgado (cherne, baracuda, bacalhau)
    200 g de matabala
    3 ovos
    1 dente de alho, 2 colheres de salsa picadinha
    1 cebola pequena picadinha

    Modo de Preparar

    Coza o peixe, previamente dessalgado. Retire-lhe as espinhas e peles e amasse, com um garfo ou com ajuda das mãos. Coza a matabala e reduza à puré. Num recipiente junte todos os ingredientes menos os ovos. Bata a parte os ovos e adicione ao resto para ligar. Com a ajuda de 2 colheres de sopa molde pastéis q se fritam em óleo quente. Sirva ainda quente.

    INHAME FRITO

    Ingredientes

    600 grs de inhame tenro 2 ovos sal a gosto. óleo para fritar a gosto. farinha a gosto

    Modo de Preparar

    Depois de descascado e lavado coze-se o inhame. Escorre-se, deixa-se arrefecer e corta-se às rodelas não muito finas. Passa-se pelos ovos batidos e por farinha. Fritam-se em óleo quente. É um bom acompanhamento para carnes e peixe.

    PAPA DE FARINHA DE MANDIOCA

    Ingredientes

    5 dl de água 200 grs de farinha de mandioca sal a gosto.

    Modo de Preparar

    Mistura-se a farinha de mandioca com a água e um pouco de sal num tacho. Leve o tacho a lume médio, mexendo sempre até cozer (cerca de 10 minutos). Fica espesso. É um bom acompanhamento para carnes e peixe com molho.

    CACHUPA

    Ingredientes

    1 kg de milho pisado 700 g de feijão carne de porco 1 chispe 0,5 kg de entrecosto Entremeada 2 chouriços 1 morcela 3 tomates 1 cebola grande 3 dentes de alho 1 folha de louro 1 colher de polpa de tomate Azeite 2 cenouras 2 mandiocas 1 Couve-Portuguesa 1 piripiri 1 cubo de caldo de carne

    Modo de Preparar

    Põe-se o milho a cozer durante 15 m numa panela de pressão, mistura-se o feijão e deixa-se cozer bem.

    Cortam-se as carnes aos pedaços e temperam-se com sumo de limão, sal e o alho.

    À parte faz-se o refogado, com a cebola, o louro, azeite, a cenoura, a couve e o piripiri. No fim, misturam-se todos os ingredientes e deixa-se cozer em lume brando até apurar.

    A cachupa deve ficar um pouco líquida e pode ser acompanhada com arroz branco.

    MOLHO DE FOGO

    Ingredientes

    peixe fumado,salmora,salgado,maquêquê, quiabo, beringela, cebola, malagueta, tomate, azeite de palma, folha de louro. sal, limão e folha de cuentro.

    Modo de Preparar

    Lava-se o quiabo, maquêquê e beringela cortando em pedaços normais, põe-se na panela. em seguida tira-se o peixe salgado, salmora no molho mais o peixe fumado deita-se na panela juntamente com o tomate, cebola, malagueta, limão, azeite de palma, folha de cuentro mais a folha de louro; ao lume. depois de tudo bem cozido, acerta-se o sal e limão. o molho está pronto.

    É acompanhado com fruta pão, banana assada ou cozida, arroz branco.

    BOLO DE BANANA

    Ingredientes

    6 gemas de ovos
    6 claras
    5 bananas
    250 grs de manteiga
    250 grs de açúcar
    250 grs de farinha de trigo
    2 colheres de sopa de leite
    2 colheres de chá de fermento

    Para o caramelo

    250 grs de açúcar

    Modo de Preparar

    Primeiro faça o caramelo e barre com ele toda a forma (com chaminé). Corte as bananas em rodelas finas e forre toda a forma com elas. Bate-se muito bem o açúcar com a manteiga até ficar creme. Adicionam-se as gemas, batendo sempre, e a seguir o leite.

    Junta-se a farinha misturada com o fermento, batendo mais um pouco. Bata as claras em castelo firme.

    Junte as claras em castelo ao preparado, envolvendo bem com uma colher de pau, sem bater.

    Leve ao forno médio a cozer cerca de 1 hora. Convém verificar.

    Depois de cozido, desenforme.

    SONHOS DE BANANA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

    Ingredientes

    220 gramas de bananas sem casca (de qualquer tipo)
    25 gramas de açúcar
    120 gramas de farinha de trigo
    100 mililitros de leite
    1 ovo

    Açúcar, canela e óleo para fritar.

    Modo de Preparar

    Numa bacia, misture a farinha, o açúcar, o leite e o ovo. Deixe essa massa separada e, com um garfo, amasse as bananas. Em seguida, junte as bananas à massa e mexa tudo. Faça pequenas bolinhas com a massa e peça a ajuda a um adulto para fritá-las. Da frigideira, sairão sonhos de banana iguaizinhos aos que são saboreados em São Tomé e Príncipe. Você agora só precisa polvilhá-los com açúcar e canela.

    POLVO À S. TOMÉ

    Ingredientes

    2 cebolas
    1 kg de polvo fresco
    0,5 dl de vinagre
    piripiri a gosto.
    sal a gosto.
    1 dl de óleo de palma
    1 folha de louro
    1 tomate maduro

    Modo de Preparar

    Em primeiro lugar sova-se um pouco o polvo para amolecer.

    Depois lava-se muito bem para tirar toda a viscosidade.

    A seguir corta-se o polvo aos bocados.

    Leva-se um tacho ao lume com o óleo-de-palma, a cebola picada, o tomate sem peles nem sementes também picado, a folha de louro, piripiri pisado e o polvo.

    Tapa-se o tacho e deixa-se cozer em lume brando mexendo de vez em quando.

    Depois de cozido adiciona-se o vinagre, deixa-se ferver mais um pouco com o tacho tapado.

    Retire o tacho do lume e rectifique os temperos.

    Sirva acompanhado com Papas de Farinha de Mandioca (ver receita).

    Ijogó

    Ingredientes

    1 couve-portuguesa
    2 cebolas médias
    2 dentes de alho
    0,5 dl de óleo de palma
    1 folha de louro
    3 tomates
    400 g de peixe fumado
    1 colher de sobremesa de farinha
    Ossame, pau-pimenta, água, sal e piripiri

    Modo de Preparar

    Corta-se a couve, como para caldo verde, e coze-se em água temperada com sal.
    À parte, vai ao lume, num tacho, o óleo de palma, com as cebolas e os dentes de alho picados, a folha de louro, os tomates, sem peles nem sementes, o pau-pimenta e o ossame pisado, o sal, o piripiri e o peixe fumado, sem peles nem espinhas. Deixa-se ferver. Se necessário, adicionar uns golinhos de água.
    Escorre-se a couve e mistura-se tudo. Volta ao lume, para apurar. Fica sem molho.

    Serve-se com arroz branco.

    Nota

    Para secar o peixe, quando não é possível adquiri-lo fumado, colocam-se as postas num tabuleiro e vão ao forno brando até secar.

    SOOA – PEIXE À SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

    Acompanha angu de milho e de banana

    Ingredientes

    2 cebolas médias
    1 dente de alho
    1 beringela
    2 colheres (sopa) de óleo de palma
    1 colher (sopa) de azeite
    1 folha de louro
    250 g de tomate maduro
    800 g de peixe limpo (utilizamos tamboril e cação)
    400 g de camarão
    malagueta, sal e pimenta a gosto.

    Modo de Preparar

    1.Comece por limpar o peixe da pele e espinhas, corte em lombos e tempere com sal.

    2.Descasque a beringela, corte-a em cubos e deixe de molho em água com sal.

    3.Limpe os camarões da casca, deixando a cabeça e a cauda. Reserve.

    4.Ferva as cascas do camarão num pouco de água, coe e reserve a água.

    5.Pique a cebola e o alho e refogue no óleo de palma e no azeite. Junte a folha de louro, malagueta, o romate picado e limpo de sementes. Vá acrescentando a água do camarão e deixe ferver. Tempere com sal e pimenta.

    6.Adicione o peixe e deixe cozinhar durante dez minutos. Quase no fim, junte os camarões, rectifique os temperos e deixe terminar a cozedura.

    Inhame Frito

    Ingredientes

    600 grs de inhame tenro
    2 ovos sal a gosto.
    óleo para fritar a gosto.
    farinha a gosto

    Modo de Preparar

    Depois de descascado e lavado coze-se o inhame.

    Escorre-se, deixa-se arrefecer e corta-se às rodelas não muito finas. Passa-se pelos ovos batidos e por farinha.

    Fritam-se em óleo quente.

    É um bom acompanhamento para carnes e peixe.

    Sooa

    Ingredientes

    500 grs de camarão
    2 tomates maduros
    1 kg de corvina ou outro peixe grosso
    1 dl de óleo-de-palma
    1 folha de louro
    2 cebolas
    sal q.b.
    gindungo q.b.
    6 grãos de pimenta
    3 folhinhas de manjerico
    3 beringelas

    Modo de Preparar

    Depois de lavado o camarão, coza em água temperada com um pouco de sal durante 5 minutos.

    Retire os camarões e reserve a água da cozedura.

    Descasque os camarões e reserve.

    Num tacho leve ao lume o óleo-de-palma com a cebola cortada às rodelas finas.

    Logo que estejam alouradas juntam-se os tomates sem peles nem sementes e picados, a folha de louro, as beringelas descascadas e cortadas às rodelas grossas.

    Deixe refogar um pouco e a seguir junte o peixe.

    Adicione um pouco da água da cozedura dos camarões, o suficiente para cozer o peixe e o miolo dos camarões.

    Deixe cozer em lume brando durante 30 minutos. Convém verificar. Depois de pronto sirva com arroz à crioula.

     

    Veja também

    Regras de Etiqueta do Hashi

    Regras de Etiqueta do Hashi, Dicas, Gafes, Modo de Usar, Sushi, Comida, Japão, Mãos, Regras de Etiqueta do Hashi

    Regras de Etiqueta Para Convidados

    Regras de Etiqueta Para Convidados, Maneira, Apresentação, Almoço, Comida, Postura, Conversa, Dicas, Gentileza, Impressão, Roupas, Regras de Etiqueta Para Convidados

    Etiqueta no Trabalho

    Etiqueta no Trabalho, Comportamento, Maneira, Almoço, Comida, Postura, Conversa, Dicas, Gentileza, Impressão, Profissional, Roupas, Social, Formas, Etiqueta no Trabalho

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.