Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Etiqueta à Mesa  Voltar

Etiqueta à Mesa

 

Em todo jantar requintado que oferecemos em casa nos sentimos como se estivéssemos prontos para fazer um exame. Não se sinta um réu caso aconteça algo de errado pois isto só irá piorar as coisas. Nunca deixe de agendar e planejar tudo, porque o resultado pode ser desastroso se fizer do modo "a la brésilienne", tudo na última hora!

Seja pontual - Os convidados podem se atrasar, com tolerância de 30 minutos, mas você sendo o(a) anfitrião(ã) jamais poderá se atrasar, pois não será nada agradável para os convidados pontuais. Portanto, na hora marcada, você já deve estar pronto e com tudo arrumado.

Comece servindo os drinks e os salgadinhos quando chegarem os primeiros convidados e espalhe tigelinhas de petiscos. Quanto à bebida, sirva, whiskie escocês, e para pessoas mais jovens e/ou pessoas que não bebam álcool, sirva refrigerantes, sucos, etc.

Se você tem cachorro, prenda-o. Muitos têm medo de cães e a maioria não gosta de ser cheirado e lambido. É muito constrangedor para o vistante quando um cão suja a roupa, ou deixe repleto de pêlos, e nota zero para os donos dos cães que dizem "Pode entrar, esse pitbull é manso!!".

Evite demorar a servir o jantar para prolongar a festa, pois quando serví-lo, a maioria já terá perdido a fome com os salgadinhos e o estado etílico elevado de outros poderá ser desastroso. Se já ocorreu de convidados saírem logo após o jantar, evite fazer jantares em dia de semana como em plena segunda-feira. Procure ficar atento a esses detalhes e outros que possam desagradar o convidado.

A hora mais apropriada para servir o jantar é aproximadamente uma hora depois do horário marcado para a chegada, ou até uma hora e meia depois.

Quantidade e qualidade

Para um jantar de mesa, o ideal é o mínimo de um casal e o máximo de 15 pessoas, dependendo do tamanho da mesa. Uma alternativa é então acomodá-los em mesas separadas, com 4 pessoas em cada. Porém, no jantar americano, certifique-se que há assentos suficientes para todos os convidados, mesmo para aqueles que preferem ficar de pé.

Escolha pessoas que se dão bem e evite aquelas que gostam de fazer propaganda vendendo seus produtos de limpeza, jóias e bijouterias, o que pode ser embaraçoso para os outros convidados. Convide pessoas que gostam de conversar e evite chamar aquelas que já deram vexames com bebida, brigas ou outros.

Faça convites com antecedência porque chamando em cima da hora você corre o risco de perder muitos convidados e frustrar os seus planos. Ligue para as pessoas com um dia de antecedência, lembrando do evento.

Para jantares muito formais, manda-se convite impresso no qual consta o famoso R.S.P.V., que significa Répondez s'il vous plaît.

Apresentação

Certamente haverá convidados que não se conhecem e cabe a você apresentá-los e ambientá-los na festa.

Apresenta-se sempre a pessoa menos à mais importante. A jovem, à mais velha. O homem, à mulher.

Use o sobrenome, menos para os mais jovens, pois o sobrenome poder ser um bom ponto de referência. Pronuncie claramente o nome e o sobrenome.

Cabe à pessoa mais importante, àquela que "recebe" a apresentação, fazer o primeiro gesto. Estender a mão, fazer um aceno, tudo isso vale.

Se você esqueceu o nome da pessoa, perguntar e pedir desculpas é o mais correto, mas poderá magoar o convidado. Procure decorar os nomes das pessoas que você convidou e nem cogite dar "crachás" para as pessoas.

O momento crucial, a mesa

Toalha de mesa é válida, mas evite toalhas com cores "escandalosas" ou com desenhos chamativos. Sobre um prato raso, coloque um menor para a entrada e sobre esse prato, coloque um guardanapo dobrado sem muito exagero nas dobras. O guardanapo não é origami (dobraduras).

É você quem estabelece os lugares de um jantar sentado. À sua direita deve ficar o convidado de maior importância ( parece frescura, mas é assim mesmo ) e à sua esquerda, o segundo mais importante. Idem para as mulheres, em relação ao dono de casa. Os donos da casa podem sentar-se indiferentemente às cabeceiras, ou nas cadeiras mais ao centro, um de frente do outro.

Inicialmente, sirva vinho branco seco e gelado, acompanhando a entrada e o peixe ( caso for servido peixe ). O tinto sempre deve ser à temperatura do ambiente e é ideal para acompanhar as carnes. O champagne é usado como acompanhante da sobremesa ou vinho.

Para jantares americanos, ofereça o tinto e o branco, deixando que cada um escolha o que preferir. Acrescentar frutas ao menu é uma delicadeza para aqueles que fazem regime, pois sempre há alguém fazendo regime.

Jamais repita os ingredientes, usando-o em mais de um prato, por exemplo creme de leite na sopa e no prato principal.

Evite repetir as receitas que tenham o mesmo princípio, como mousse salgado e na sobremesa mousse de frutas.

Leve em conta a temperatura. Sopa gelada no verão e pratos quentes no inverno. O jantar americano é mais prático, pois você poderá fazer pratos diferentes e os convidados se servirão do que mais lhe agradar. Não esqueça a salada, mesmo que você não goste. O convidado é o mais importante. Faça mais de um tipo de sobremesa, como mousses e saladas de frutas.

Os últimos arremates

O cafezinho é adequado para dar o ponto final no jantar e seria ideal tomá-lo na sala. A dona da casa deve servir o café em jantar de poucos convidados. Os licores são servidos pelo dono da casa, que atenderá primeiro as convidadas e depois os homens. Jamais ofereça café já servido e adoçado. Se quiser, sirva bomboms juntamente com o café.

Se você perceber que numa roda a conversa está caindo, aproxime-se e puxe um assunto polêmico, será que falar de corrupção ajuda? Depende de quem estiver na rodinha. Nem pense em comentar sobre novela numa roda de pessoas de alto nível, pois não é rodinha de comadres.

Não dê atenção apenas para as mesmas pessoas, procure conversar um pouco com todas, cumprimentando e acenando. Sorria sempre para mostrar aos convidados que está muito satisfeito com a vinda de todos.

Jamais coloque música de fundo em volume alto demais. Isso poderá prejudicar a conversa entre os convidados. O mais acertado é deixar em volume suficiente para todos ouvirem, nem alto e nem baixo demais. E nada de pauleira! Se você comprou o novo cd de uma banda de heavy metal, deixe de lado!

Tente não demonstrar o cansaço. O que você pode fazer é não insistir no contrário, quando os convidados disserem que está na hora de ir embora.

Como Arrumar Sua Mesa

Um dos detalhes mais importantes de um jantar ou almoço formal é a arrumação da mesa, além do que será servido.

É lógico que não convém você servir um sanduíche numa mesa com arrumação para um jantar formal, portanto, prepare a mesa de acordo com o que for servir.

Os copos, sempre à direita do prato principal, na ordem, a partir do copo mais próximo do prato: água, vinho tinto, vinho branco ( para o jantar ). O tamanho é decrescente e a disposição, em diagonal. Champagne, a taça ou flute deve ficar à direita do copo de água e um pouco mais adiante

Um arranjo de flores e velas sempre dá um ar mais festivo a sua mesa, mas utilize flores não muito chamativas para não roubar a atenção, pois o astro da noite é a mesa e a comida, use-os apenas para dar um toque.

A sopa, se houver, deve já estar servida quando os convidados se sentarem à mesa. O mesmo para a água. Um forro debaixo da toalha evita que escorregue; convém que seja da mesma cor, ou de cor semelhante.

No jantar americano, a comida já deverá estar na mesa quando os convidados começarem a se servir. Coloque do lado da mesa, pilhas de pratos, talheres lado a lado, guardanapos, para que o convidado possa pegar para se servir, e não deixe que faltem pratos.

Almoço

Etiqueta à Mesa

Jantar

Os talheres, as facas ficam à direita, com o guardanapo virado para o prato, e os garfos,à esquerda (com os dentes para cima com mostra as figuras abaixo), na ordem de uso. O lugar da colher é à direita, por fora das facas. E os talheres de sobremesa devem ser colocados acima do prato.

Etiqueta à Mesa

As figuras acima, mostram a sequência de talheres e pratos utilizados desde o início da refeição em almoços e jantares formais.

Pratos Diferentes

Caviar

O Caviar são as ovas do esturjão, um peixe encontrado na região dos mares da Europa Oriental. Apesar de ser peixe de água salgada, ele desova nos rios que desaguam no mar. E chega desovar cerca de 3 a 5 milhões de ovos, ou o que chamamos de Caviar. Há também caviar de outras espécies de peixes marinho, como o de Salmão, o que chamamos de caviar rosa, e do esturjão é conhecido como caviar preto.

A maneira mais comum de servir o caviar é com torradas, ou au blinis (tipo de uma panqueca), sempre como aperitivo ou entrada e jamais como um jantar. Uma boa dica é servir com torradas coberta com manteiga e com limão cortadas bem finas para não prejudicar o sabor do Caviar, afinal de contas, você está servindo caviar e não limão.

Você só encontra caviar importado, em potes e para manter bem conservado coloque na geladeira com a tampa bem vedada para que não perca o gosto ou pegue o gosto de outros alimentos contidos na geladeira.

Alcachofra

A alcachofra é uma flor, mas é comida enquanto botão. Tem folhas entre o verde e o lilás, muito ricas em vitaminas C, usadas também na preparação de remédios. A colheita começa quando acaba o frio e pode ser encontrada, nessa época, em qualquer feira livre.

A parte comestível é a base da folha que se gruda ao pé, onde há um espécie de "carninha" macia e muito saborosa. Mas a parte nobre é o fundo da alcachofra, de sabor mais requintado. Serve-se cozida, como entrada, com um molho à base de vinagre ou de manteiga (conforme o gosto pessoal).

As folhas são retiradas com a mão, uma a uma, e a ponta macia é mergulhada no molho (que deve estar em pequenos recipientes individuais, junto ao prato) e retirada com a ponta dos dentes. Depois, a folha é colocada na beira do prato. Para chegar ao fundo da alcachofra, é necessário retirar delicadamente os pêlos amargos que o recobrem, com o garfo e faca, cuidado para que ele não se desmanche.

Regado com um pouco de molho, é uma verdadeira delícia.Como se come as folhas com a mão,a lavanda deve acompanhar. Pode-se, no entanto, preparar também só o fundo da alcachofra, cozido com vinho branco, óleo e hortelã, por exemplo, como recomenda uma antiga receita romana.

Fondue

Fondue significa Fondre que em frances é derreter, esse prato já comum no Brasil principalmente na época do inverno. Há vários tipos de fondue, e os mais comuns são, de queijo, (Tradicional suíço ), e o de carne, ( Borgonha- França).

Os elementos básicos para o preparo são simples, mas é necessário um equipamento especial: fogareiro com uma pequena panela e garfos de cabo longo com dois dentes. Este equipamento é fácil de encontrar até em supermercados. Os materiais são muitos (da ágata, aço inoxidável, cobre, à prata). O preparo do fondue de queijo, usa-se o de tipo suíço ou do tipo prato, na proporção de 200 gramas por pessoa, procure não arriscar fazer no dia em que há os amigos em casa, faça experimentos para evitar constrangimento e ter que chamar pizzas.

Corte o queijo em cubinhos e aqueça no fogão com um pouco de leite, até derreter. Acrescente vinho branco e kirsch (licor extraído de cereja). Depois, a mistura é despejada na panelinha que está na mesa sobre um fogareiro aceso, utilize alcóol para aquece-lo, jamais use outros combústivel como querosene, etc.. Cada pessoa espeta um cubinho de pão francês, ou qualquer outro tipo de pão a seu gosto, mas sempre cortado com um lado com a casca, pois só o miolo não há como o garfinho segurar por muito tempo, mergulhe no queijo antes de comer . Use com acompanhamento um bom vinho tinto.

O founde de carne, usa-se filé mignon fresco e cortado em cubos e mergulhe no óleo bem quente que está na panela. Depois de frita, a carne é passada em diversos molhos (maionese, sauce tartar, mostarda, picles, etc.), que devem estar espalhados na mesa, em pequenos potinhos. Use como um bom vinho tinto e pão branco.

Cuidados

Nunca coloque a panela sobre uma mesa na qual as pernas não estão firmadas no chão, pois não se esqueça que há óleo quente, ou queijo derretido e o álcool nessa panela. E mantenha distante de criança;

-Cuidado para não levar à boca o queijo derretido muito quente. Fique atento para que o óleo não fique quente demais e cuidado para não colocar os garfinhos molhado com água, seque bem antes de utiliza-los. Fique atento se o queijo não está queimando no fundo, caso você perceba através do cheiro, apague o fogo sem assoprar, utilize o utensílio apropriado.

É divertido comer fondue, servir para uma roda de amigos em torno de uma única panela no centro da mesa. Antigamente era considerado um utensílio sofisticado e caro, hoje em dia você poderá encontrar em qualquer lojas por um preço acessível. Normalmente vem a receita na embalagem da panela.

Ostras

É um molusco que vive no interior de uma concha acinzentada, que se fixa em rocheados da orla marítima.É considerado muito nutritivo e é afrodisíaco.

Servidas como entrada e abertas sobre gelo picado, e em pratos individuais juntamente com limão cortado em gomos. Para comer, espreme-se o limão, segura-se a concha com a mão esquerda e retira-se o molusco com um garfo específico e de três dentes, mas informalmente você poderá usar garfos comuns de sobremesa, ou então levar diretamente à boca. Neste caso, o prato vem acompanhado de lavanda que é um cumbuca de vidro ou de outro material com água morna com gotinhas de alfazema ou limão para limpar a ponta dos dedos ao término da alimentação. Que tal uma bebida? Um vinho branco gelado é uma ótima idéia.

Não é muito difícil encontrar ostras, mas procure em um peixarias de confiança, porque é importante que estejam absolutamente frescas e jamais guarde esse alimento. As conchas normalmente vêm fechadas e no preparo deverão ser abertas com a ponta da faca. O molusco que está dentro contrai quando tocado. Comer em excesso poderá ser desastroso, o mesmo para ostras não muito frescas, evite arriscar-se.

Escargot

Molusco terrestre, é encontrado nos bosques franceses, de muito valor é raramente consumido no Brasil por ser muito caro, e com certeza importados. Normalmente vem em latas que vem apenas a carne do escargot e são colocados dentro do próprio caracol para o preparo e servir. Prepare um molho à base de alho, salsa, manteiga, noz-moscada e ervas aromáticas importadas (de Provence) estragão, tomilho, segurelha e outras. Coloque um pouco de molho. Em seguida, eles serão arrumados com a boca para cima em um prato especial, antes de ir ao forno. Este prato tem pequenas cavidades próprias para acomodar o caracol, e é refratário. Se o caracol vazio não for encontrado,podem-se acomodar a carne e o molho em cogumelos grandes,com o talo cortado, virados com a parte côncava para cima. Depois de 7 minutos no forno bem quente, vai direto para a mesa, arrumando como está. Para comê-lo, há talheres especiais: uma pequena pinça na mão esquerda segura o caracol enquanto a carne é retirada com um garfo de dois dentes. A quantidade mínima por pessoa é de meia dúzia. Acompanha pão branco (a tradição francesa manda limpar o molho do prato com o pão) e o vinho tinto, mais próprio para acompanhar um molho tão ativo e aromático.

Talvez o maior problema em comer escargot esteja no equipamento especial que exige quando se quer servir dentro dos padões de etiqueta tradicionais. Um jogo de pratos e pinças custa caro e é difícil de encontrar. Mas isso não deve ser impedimento: com a imaginação e vontade de provar o escargot, esses "tropeços" técnicos podem ser driblados com o que você tem em casa.

Lagosta

Apesar de não ser um prato muito barato, em restaurantes principalmente, é um dos crustáceos mais conhecidos e apreciados no Brasil. Habitantes das costas atlânticas e mediterrâneas, ela aqui é pescada intensamente na plataforma continental de Pernambuco e Rio Grande do Norte.

As lagostas atingem o tamanho máximo de 40 centímetros de comprimentos, têm cor vermelho-acastanhada, carapaça grande e espinhosa, e carne muito branca. Mas é sempre melhor optar pelas de menor tamanho, de sabor mais pronunciado, facilmente encontradas congeladas em peixarias. Sempre que possível, recomendam os conhecedores que sejam compradas vivas.

Há muitas maneiras de preparar a lagosta: uma das melhores é cozinhando em um caldo temperado com louro, limão, cebola e cenoura. Depois de pronta, tira-se a casca, corta-se a carne em rodelas e serve-se fria com maionese. Outra maneira gostosa de comer é cortada ao meio, no sentido do comprimento e assada na grelha (mas não muito:quanto mais cozinha, mais fibrosa fica).

Depois, serve-se dentro da casca, regando com manteiga derretida e suco de limão. Solta-se a carne da casca com a ponta da faca, pelas bordas. Em seguida,coloca-se a faca sob a cauda para levantá-la. Na cabeça,a mesma coisa, tirando a parte verde que está grudada na carne. O talher usado é o próprio para peixes que vem no faqueiro tradicional.Acompanha vinho branco gelado ou Dry Martini com gim.

Sushi & Sashimi

Comida de origem japonesa, atualmente é comum encontrar restaurantes japoneses no Brasil e muito apreciado por causa do seu baixo teor de calorias além do seu delicioso sabor. Qual o sabor do sashimi? (Peixe cru) O sabor bem leve de peixe, talvez bem menos que peixes cozido e muito pouco enjoativo. Hoje em dia é muito comum restaurantes e rodízios de sushi, atualmente o sushi e sashimi é considerado por "ocidentais" um alimento saudável , leve e com poucas calorias.

Peixes mais utilizados para o preparo do sashimi são: Atum e o Salmão; e o mais raro e mais caro é o sashimi de baiacú, que só deverá ser preparado por especialistas com certificações, porque o baiacú possui uma glândula que deve ser removido por sushi-man's especialistas, pois o líquido contido nessa glândula , é altamente venenoso, ou melhor mortal, um descuido qualquer, uma gota seria suficiente para matar uma pessoa.

Dicas para Servir

Tipos de alimentos classificados por seções:

1 - Aperitivo: Azeitonas, Canapês, Talos de aipo, Biscoitos salgados, Amendoim torrado Castanha de cajú, Cubinhos de queijo, Camarão frito, Frios em cubos. Polenta.

2 - Tira Gosto: Croquetes Empadas, Sanduíches, Quibe, Coxinhas de galinha Bolinho de bacalhau, Bolinho de camarão, Salsichão, Linguiça, Torresmo,Sardinha Minipizza, Batata frita, Mandioca frita.

3 - Entradas: Frios sortidos, Mousses salgadas, Ostras, Coquetel de camarão, coquetel de Lagosta, Casquinhas de siri, Saladas de maionese, Melão com presunto, Caviar.

4 - Sopas: Caldo Frio, Quente, Cremes de legumes, Creme de tomate, Creme de ervilha, Creme de Ervilha com bacon, etc.

5 - 1º Prato: Peixe, Bacalhau, Camarão, Escabeche, Lagosta, Mariscos, Siri, Codornas, Frango, Pato, Peru, Strogonoff de frango.

6 - 2º Prato: Carne assada, Roast beef, Grelhados, Vitela, Bifes empanados, Strogonoff de carne, Pernil, Bistecas, lombinho de porco, Coelho. Presunto, Carneiro,

7 - Guarnições: Arroz, Batata, Farofa, Polenta, Frituras, Refogados, Legumes, Saladas cozidas, saladas cruas, Banana frita, Ameixa seca, batata frita.

8 - Prato Único: Feijoada, Mocotó, Angú, Cozido, Bacalhoada, Macarronada, Churrasco, Galeto Bobó de camarão, Pastas, Pizza,etc.

9 - Sobremesas: Frutas, Cremes de frutas,Sorvete, Gelatina, Compotas, Mousse doce, Pudim, Bolo, Torta, etc.

Tabela de composição

Almoço ao Ar Livre: 1 - 6 - 9

Almoço Formal: 1 - 3 - 5 - 6 - 9

Almoço Informal: 4 - 5 - 9 ou 3 - 6 - 9 ou 1 - 8 - 9

Buffet: 2 - 3 - 5 - 8 - 9

Ceia: 4 - 2 ou 5 - 9 ou 4 - 3 - 9 ou 6 - 9

Chopada com Amigos: 1 - 2

Coquetel Simples: 1

Coquetel Semi-Formal: 2 - 3

Coquetel Formal: 2 - 3 - 5 - 6 - 9

Jantar Simples: 1 - 3 - 6 - 9

Jantar Semi-Formal: 1 - 3 - 4 - 5 - 6 - 9 ou 1 - 3 - 4 - 5 - 9

Jantar Formal: 1- 3 - 4 - 5 - 6 - 9

Evitando Gafes

Todo mundo sabe que colocar o cotovelo na mesa numa refeição formal não é nada elegante, mas há muito outros detalhes além do seu cotovelo. Veja o que é ser elegante, e fuja das gafes. O bom comportamento em casa ou em qualquer lugar te torna mais seguro, até mesmo nos momentos mais constrangedores, te deixando mais à vontade e com o controle da situação.

Sentar-se à mesa

É a dona da casa quem dá o sinal para que os convidados se levantem e sigam para a mesa. Chegando à mesa, espere que ela lhe diga qual o lugar que deve ocupar.

Não faça - Não demore demais para atender ao chamado. Mas também não se precipite e nem se sente no primeiro lugar que lhe agradar, como no lugar da dona da casa, que é a cadeira da extremidade.

Os talheres parecem instrumentos cirúrgicos! O que eu faço?

Tudo é arrumado na mesa para auxiliá-lo durante a refeição e os talheres são distribuídos na ordem de seu uso, de fora para dentro. Portanto, vá utilizando naturalmente os mais próximos do seu alcance. Mas, se alguma dúvida persistir, espere um pouco e observe alguém. Não faça - Não pegue um talher para depositá-lo imediatamente ou trocá-lo por outro, nem faça comentários em voz alta sobre qual talher deverá ser usado.

Como se comportar

Limpe discretamente a sua boca antes de usar os copos para evitar que manchas de comida fiquem no copo, isso poderá causar efeitos desagradáveis em quem estiver próximo de você. Quanto aos talheres, segure a faca com a mão direita, com o dedo indicador mais próximo da lâmina sem encostar, e, enquanto estiver utilizando a faca, maneje o garfo com a mão esquerda. Tratando-se de uma comida que não necessite ser cortada, utilize o garfo com a mão direita. Os alimentos são cortados à medida que se come. E a sopa se toma com a colher de lado, e não colocando a ponta na boca.

Não faça - Picar todos os alimentos para depois comê-los só com o garfo ou colher, lembre-se que você não está num boteco. Ficar "passando" com os talheres da mão direita para esquerda ou vice-versa. Não beber a água, ou o vinho todo de uma vez. Não sopre a sopa para esfriá-la.

Eu versus Comida

Parece que inventaram alimentos para criar vexame, mas tenha calma você não precisa se sentir um cirurgião com tantas ferramentas na mesa à sua frente. Não se deixe intimidar. A salada deveria vir em pedaços de dimensão ideais mas caso isso não ocorra, corte as folhas com o garfo ou dobre-as sempre com garfo. A forma correta de se comer um coquetel de camarão é usando a colher para o molho e pedacinhos de camarão e a mão para os camarões maiores (sim, comer com a mão nem sempre é gafe). Mamões e melões cortados ao meio comem-se com a colher.

Não faça - Evite "lutar" com a comida, demonstrando esforço ao cortar ou erguendo muito os cotovelos. Não se debruce sobre o prato, leve o garfo até a sua boca. Não se sirva de grandes bocados de cada vez como uma folha de alface inteira. Não faça ruídos ao mastigar. Não fale de boca cheia. Se houver uma comida de que você não gosta ou não quer se arriscar, não a recuse; sirva-se de uma porção mínima, coma o que puder e deixe o resto no prato, ou seja, disfarce, diga que está em regime. Porém, com certos alimentos como a alface, seria péssima idéia dizer que está de regime para evitá-la.

O bate papo à mesa

Se você estiver conversando, dê um tempo para a sua mastigação, antes de falar qualquer coisa, para evitar que pedaços de alimentos respinguem na cara da pessoa que está ao seu lado. Não faça - Não converse só com a pessoa mais conhecida ou mais bonito(a). Não fale alto demais e jamais dê risadas escandalosas, principalmente quando estiver com comida na boca. E não fale sempre com o rosto voltado para o prato. .

E agora?

Restando um pouco de molho ou sopa, abandone, a não ser que queira lamber o prato e ser expulso da casa. Não há problema algum em deixá-lo no prato.

Como conduzir-se frente à lavanda - Eventualmente o garçom irá colocar à sua frente uma tijela de vidro ou de outro material sobre um prato. Você deverá usá-la para molhar somente as pontas dos dedos e colocá-la à esquerda do prato, isso serve para limpar os dedos quando você come algo gorduroso com as mãos. Se o garçom colocá-la à sua

esquerda, utilize-a depois de ter comido.

Que vontade de fumar! - Que vontade de fumar! - De preferência, não, mesmo que a dona da casa coloque cinzeiros e cigarros à mesa. Os que não fumam, com certeza não irão gostar da sua idéia.

Derramei a bebida na mesa, e agora? - Evite exagerar o seu constrangimento. Peça desculpas à dona da casa moderadamente (não precisa se ajoelhar para pedir desculpas). Certamente ela te colocará à vontade.

Derramei comida no colo! - Se for coisa pequena, limpe discretamente com o guardanapo e deixe assim mesmo. Em caso de desastre maior como derramar a sopa inteira, peça licença a todos e vá limpar-se no banheiro. E não fuja de vergonha.

Se derramarem comida em você - e o garçom ou o vizinho mancharem sua roupa com comida, não faça escândalo. Diga com naturalidade e displicência, que não há importância e que não foi nada, mesmo que o seu vestido tenha saído uma fortuna para aquele jantar especial. Melhor dessa forma pois agir com ignorância não vale a pena. Se puder, diga algo divertido para aliviar o constragimento do desastrado. Seguramente alguém elegante fará o mesmo para você caso você derrame comida em alguém. Se cair alguma coisa? Como talheres? - Não se debruce para pegar o talher. Peça outro discretamente ao garçom, pois dessa maneira muitos convidados nem irão perceber.

Jamais faça - Começar a comer antes da dona da casa. Comer feito um leão. Comer devagar demais, atrasando todos, ou depressa demais, acabando antes de todos. Jamais monopolize a conversa até mesmo daqueles que estão distantes falando de algo que te interesse. Não diga "ESTOU FAMINTO", não palite os dentes, não elogie os utensílios, talheres e nem fique olhando a marca nas costas do prato, etc. Então como devo agir? - Mantenha-se sempre natural e com leveza. Elogie discretamente a comida, mas não todas e, sim, a que realmente lhe agradar. Fique sempre atento ao garçom, para facilitar seu trabalho de serví-la pela esquerda e tirar os pratos pela direita. Beba e coma com moderação.

Poxa, tudo isso para ser elegante?Sim, há muitos outros detalhes mas não tenha medo, deixe a vergonha ou timidez de lado pois errando ou acertando, podemos aprender. Errar é humano.

Anfitriões e Hóspedes

Anfitriões

Toda boa anfitriã e/ ou bons anfitriões seguem as regras com muita disciplina. A boa anfitriã deve estar pronta com 30 minutos de antecedência. Cheque o cardápio, os vinhos, os cristais, as porcelanas e as pratarias ainda os empregados. Delegue mais uma vez a função de cada empregado para que não haja mau entendido. Os presentes, como caixas de bombons ou petit-fours que a anfitriã receber deve ser servido aos outros convidados, no caso de vinhos poderá ser reservado. As flores devem colocadas em vasos imediatamente e local de destaque na casa. Os anfitriões circulam o tempo todo, entre os seus convidados; é função dos anfitriões apresentar os seus convidados uns aos outros e deixá-los à vontade.

Recebendo/ Hóspedes

Receber requer pratica e receber hóspedes requer também disciplina, carinho com quem se recebe. Prepare um quarto especialmente para o seu hóspede. Descubra discretamente os gostos alimentares de seu hóspede. Não saia de sua casa deixando o seu hospede sozinho, ao menos que seja imprescindível. Deixe à disposição de seu hóspede: toalhas de banho e rosto, sabonete, pasta e escova de dentes; no verão se você não tiver no quarto de hóspedes aparelho de ar-condicionado, deixe um aparelho de circulador de ar e no inverno um aquecedor. À noite, antes de deitar, para um maior conforto de seu hóspede, deixe uma jarra de água e copo no quarto do mesmo.

Obs.: Todo bom anfitrião deve fazer uma programação de passeio com o seu hóspede, reservando um tempo para que ele também possa ficar só.

Cumprimentos

Contato Físico

Não se cumprimenta uma pessoa que acabamos de conhecer dando - lhe beijos na face. Beijinhos são apenas para pessoas intimas.

O homem é apresentado à mulher mas caberá a mulher estender a mão para o homem; a mulher, quando com a sua mão enluvada, deverá tirar a mesma sempre que sentar-se à mesa .

O homem deve saber que não se beija a mão de uma senhorita. O beijo na mão se estende apenas às senhoras casadas.

Não é de bom tom apresentar uma pessoa, identificando por parentes ou situações de posição social. Tapinhas nas costas entre cavalheiros são dispensáveis.

Cumprimentos com Elegância e Discrição

Acenos de mãos: Os cumprimentos feitos a distancia também requer cuidados especiais. Imagine você caminhando na rua e do outro um amigo lhe vê. Ele começa a gritar o seu nome e fazer gestos para que você o perceba..... Bom, o mais elegante seria que primeiro caminhássemos olhando na linha do horizonte e de preferência tomando devido cuidado de perceber o que acontece ao nosso redor.

Para cumprimentar uma pessoa na rua, basta um breve aceno de mãos, sem muito exagero, isto se a pessoa para quem se acena também tiver lhe visto. Não se faça enxergar, você corre o risco de passar vergonha.

Outros cumprimentos como um aceno de cabeça , uma piscada rápida, um gesticular com os lábios são discretos e muito charmosos.

Como Comer os Alimentos

Alface e folhas em geral

Não se deve cortar folhas de alface ou de quaisquer outros tipos de folhas, mas se necessário você poderá rasgar a folha, para em seguida dobrá-la em forma de “trouxinha”.

Azeitonas

Se fizer parte do couvert, come-se com a mão, devolvendo o caroço à mão em forma de concha. Quando a azeitona fizer parte do prato que foi servido, você devolverá o caroço no garfo, mas em ambos os casos você depositará o caroço no canto do prato, ou na caroçadeira que estiver a sua frente.

Batatas

As batatas cozidas, fritas e/ou "sautés", devem ser comidas com o auxílio do garfo; já as batatas "chips" podem ser comidas com o auxílio das mãos.

Pão

Na hora de comer o seu pedacinho de pão à mesa, saiba que não poderá cortá-lo com a faca e sim com a ajuda das mãos.

Sanduíches grandes

Deverão ser comidos com auxílio do garfo, os pequenos poderão ser comidos com as mãos.

Consommé ou Soupé

O comsommé ou soupé é servido em um recipiente que tem duas alças, parecendo com uma xícara. A forma correta de tomar comsommé ou soupé é com o auxílio da colher de sopa. Há pessoas que costumam tomá-lo segurando a "consomeira" pela duas asas.

Frango

Não se deve comer frango com as mãos, por mais descontraída que seja a ocasião. Se o frango estiver sendo servido à mesa, você o comerá com garfo e faca, mas para não deixar outras pessoas constrangidas você poderá segurá-lo com as mãos, protegendo-as com um guardanapo de papel.

Macarrão (spaghetti, taglierini)

Deve ser enrolado no garfo e comido com o auxílio de uma colher, segura pela mão esquerda. Não se deve cortar o macarrão para comê-lo.

Mexilhões

Retira-se o mexilhão de dentro da casca com ajuda de um garfo próprio para comer mexilhões. Se ele for servido fora da casca, você usará o garfo de peixe.

Frutas

Frutas frescas na mesa é um hábito saudável, e para torná-lo mais saudável e agradável, vamos aprender como comer essas frutas (Obs.: Ë necessário que se coloque um tigelinha acima do prato da fruta e do lado esquerdo; dentro desta tigela estará a lavanda que deverá ser usada logo após você terminar de comer a fruta.):

Abacaxi

É apresentado em rodelas. Com o garfo e a faca você come aos pedaços, deixando a parte rija.

Abacate

Em reuniões íntimas, você deve comê-lo com a colher de sobremesa. Mas se for apresentado inteiro, com a ajuda da faca você deve cortá-lo ao meio, tirando o caroço com a ajuda da colher e acrescentando açúcar se desejar.

Laranja

Quando servida inteira e já descascada, come-se de garfo e faca, tirando os gomos. Se a laranja vier inteira, mas sem estar descascada, o procedimento correto é : fixa-se o garfo no alto da fruta, e com o garfo vai-se descascando a fruta em pedaços, de cima para baixo.

Morangos

Morangos graúdos necessitam de garfo e colher para que não escorreguem no prato. Quando servidos sem cobertura de chantilly, deverão estar à mesa em uma bonita travessa, sob raspas de gelo.

Manga

É cortada nos quatros lados do caroço, e comida com ajuda do garfo e da faca : raspa-se a polpa da fruta com a faca para comer com o garfo.

Uvas

São comidas com os dedos. Com a mão em concha, retire as sementes da boca e deposite-as na beira do prato. Ameixas, cerejas, amoras e jabuticabas comem-se da mesma forma.

Convites

"Convidar é uma das artes de saber receber. "

O primeiro passo antes de formular um convite seja ele formal ou não, social ou para jantares de negócios, tome como regra básica: comece pela lista de convidados, ou seja não sai por aí formulando convites só para fazer volume na sua recepção. Faça a distribuição correta dos convidados, quem fará parceria com quem, tente reunir pessoas do mesmo nível intelectual.

Não se convida um casal que tenha acabado de se separar, mesmo que cada um já esteja em outros planos, pode parecer provocação, principalmente se você for mais amiga de um do que do outro.

Se o jantar foi elaborado para se tratar de negócios, os homens formulam o convite e as suas senhoras acertam os detalhes;

No caso de convites apenas sociais, repete-se o item acima, já o convite entre casais o de costume é a mulher formular o convite através da mulher do outro casal;

Não se deve formular convites na frente de terceiros;

Antes de entregar convites formais ligue e marque uma hora para que a pessoa possa te receber com a mesma atenção que você está tendo, em entregar-lhe o convite pessoalmente;

Só mande convites pelo correio, para pessoas que moram em outras cidades e que você não possa entregar pessoalmente; Convites formulados pelo telefone, podem ser feito com uma semana de antecedência e confirmado pelo conviva até 48 horas antes do evento;

Entende-se por convites formais, todos os convites que forem feitos por escrito, e devem ser entregues:

Casamentos: 30 a 15 dias de antecedência, os convites de casamentos com mandados pelo correio deve ser confirmado por telefone;

Aniversário/debutante: 20 à 15 dias de antecedência;

Jantares formais: 15 à 10 dias de antecedência;

Batizados: 15 à 10 dias de antecedência ( os convidados para esta ocasião deve ser restrito a familiares e pessoas muito íntimas da família); chás beneficentes, a hostes deverá entregar essa tarefa para a patronesse do chá, onde a mesma deverá entregar com uma antecedência mínima de 10 dias;

Dica: É de bom tom o que o organizador do evento, recepção etc..., coloque no convite formal o traje a ser usados pelos convivas e em alguns casos até mesmo a sigla RSVP em português “Responda por favor”, caso seja do interesse do organizador saber o numero exato de seus convidados.

Tipos de Copos

Etiqueta à Mesa

Vinhos

As regras básicas são as seguintes:

O vinho branco, sempre servido bem gelado, acompanha os peixes e ostras. O tinto, servido à temperatura ambiente, acompanha a carne, caças, etc.

A seguir, um roteiro de como e com qual vinho se servem os seguintes pratos:

SOPA: - Xerez ou vinho madeira

MARISCOS E OUTROS CRUSTÁCEOS: - Vinho branco seco, verde ou ainda vinho branco doce

CARNES: - Conforme o tipo de carne, serve-se vinho tinto mais encorpado ou mais leve

À SOBREMESA: - Vinho do porto

AO CAFÉ: - Brandy (aguardente velha) e licores

Fonte: www.curitibafestas.com.br

Etiqueta à Mesa

12 dicas de comportamento à Mesa

1º As suas mãos devem estar limpas na hora de pegar os talheres e o copo, ou a taça, durante a refeição. Tente manter a beirada do prato sempre limpa.

2º Antes de começar a comer, coloque o guardanapo aberto sobre as pernas. Utilize-o exclusivamente para limpar os lábios e os dedos.

 Não fale de boca cheia, nem faça barulho ao mastigar os alimentos.

 Antes de beber qualquer coisa, engula o que tiver na boca e limpe os lábios com o guardanapo. Depois de beber, enxugue os lábios

 Ao se servir, depois que você tocar um alimento, coloque-o no seu prato. Não o deixe no recipiente de onde outras pessoas vão se servir.

6º Não use os seus talheres para se servir de alimentos em travessas, bandejas, potes, etc.

 Sirva-se de porções dos alimentos sem ficar escolhendo partes ou pedaços que lhe agradam mais.

 Se ao provar algo você não gostar do sabor ou sentir que está em mal estado, e for impossível engolir, coloque de volta no prato discretamente, cobrindo a boca e o garfo com a mão. Depois cubra esse alimento com algum outro para não deixá-lo à vista. Não faça comentários.

 Se depois de algumas garfadas você estiver convencido de que o prato que lhe serviram não é do seu gosto ou já estiver satisfeito, cruze os talheres e não continue comendo.

10º Não passe alimentos do seu prato para o de outra pessoa, nem bebidas de um copo para outro.

11º Não é educado pedir para repetir um prato, mas, se lhe oferecerem, você pode aceitar, se desejar.

12º Se quiser algo que está sobre a mesa, mas fora do seu alcance, peça-o a quem está mais perto. Nunca passe o seu braço na frente dos outros para pegar alguma coisa.

Além de um bom comportamento em QUALQUER LUGAR é interessante que saibamos para que serve cada elemento disposto em uma mesa.
Em um jantar formal os requisitos são maiores, apesar da primeira impressão ser caótica eu garanto, é tudo bem mais simples do que se imagina!!!
Cada tipo de cerimonia requer um ritual, é importante que você saiba pelo menos as básicas, tanto para organizar na sua casa como pora ir a um evento.

As mais comuns são:

Jantar à AMERICANA, que nada mais é que o famoso buffet, tão visto em formaturas e casamentos. Um jantar onde todos os pratos são colocados em uma única mesa e cada convidado se serve à vontade ou aguarda o contratado servir.
Para organizar um jantar assim, fica a dica do modelo de mesa, onde os pratos são organizados de acordo com seu ritual de degustação, como : Saladas, carnes, arroz...... sobremesa(esta geralmente em uma mesa a parte).

Etiqueta à Mesa

á o mais temido devido seu requinte e quantidade de componentes à mesa é o refinado jantar à FRANCESA, para este vamos dar uma explicação mais elaborada para ninguem se perder na hora e sentar a mesa e degustar os pratos com educação.
O modelo básico está disposto na figura a baixo:

Etiqueta à Mesa

Os talheres variam em tamanho e forma segundo suas finalidades, e são dispostos numa certa ordem sobre a mesa, junto ao prato da refeição (fig. 1). A ordem é simples, apesar de que são dois sistemas. No Brasil: garfos e facas ficam nos lados correspondentes às mãos que vão utilizá-los para cortar, não para comer.

O garfo, seguro na mão esquerda, retém a peça que é cortada com a faca segura na mão direita. Utilizada a faca, ela é passada levemente na borda do garfo, para que fique limpa, e deixada descansando sobre a borda superior direita do prato (fig. 3) e o garfo volta para a mão direita, para levar o alimento à boca. Quando for cortar novamente uma porção, a pessoa volta o garfo para a mão esquerda e utiliza a faca com a mão direita.

A faca e o garfo mais externos (2 e 3) serão para o primeiro prato, geralmente uma carne branca como peixe ou frango. Se for peixe, esse jogo de talheres será trocado pelo que é próprio para comer peixe. A faca e o garfo mais próximos do prato (4 e 5) são para o prato principal, e o jogo mais acima (6) terá os talheres adequados à sobremesa; a pequena faca para passar manteiga (7) fica sobre a borda do pratinho de pão (10).

Os demais utensílios são o guardanapo (8); o sous plat ou prato de serviço (9), e os copos: o de pé maior (11), para água, o copo de pé menor (13), para o vinho branco que acompanha o primeiro prato, e o copo médio (12) para o vinho tinto que acompanha o prato principal.

O prato de serviço ou sous-plat (pron. suplá ¬ do francês, significando "debaixo ou sob o prato") funciona como uma bandeja para os pratos de refeição. Em geral utilizado apenas em ocasiões formais e nos bons restaurantes, era originalmente apenas de prata, mas hoje os materiais variam, sem perder sua característica de robustez.

Sobre ele é colocado o prato de sopa e, na seqüência, o primeiro prato e o prato principal. É removido junto com este último, antes da sobremesa. A taça da sobremesa terá seu próprio prato de serviço por baixo. Neste caso, a colher, ao final, é deixada sobre esse prato de serviço, e não na taça em que a sobremesa foi servida.

Etiqueta à Mesa

O talher usado nunca é deixado sobre o forro da mesa. Nos intervalos em que não está a ser usada, a faca é deixada obliquamente em dois pontos de apoio sobre a borda do prato em uso, na posição da corda de um arco, a ponta para o lado mais afastado do prato e o cabo na borda direita.

Se você descansa ambos os talheres por algum motivo, como para usar o guardanapo, partir o pão, etc., o garfo é colocado fazendo um triângulo com a faca, esta na posição oblíqua já descrita da corda de um arco de flecha, e o garfo direcionado para a frente.

Etiqueta à Mesa

Durante uma troca de pratos, ou se a pessoa estende o prato para facilitar ser servida, ou se vai ao bufê servir-se uma segunda vez, os talheres usados não devem ser deixados sobre a toalha da mesa. É igualmente ruim sujar o sous plat ou prato de serviço com alguma partícula ou gordura dos talheres. Existem vários tipos de descansos para talheres, em metal e mesmo esculpidos em ágata, para serem usados nesses momentos. Se não houver descansos para talheres, a pessoa deve retê-los consigo, segurando-os juntos, na mão esquerda., em posição horizontal ao nível da mesa, e não na vertical.

O que nesse caso se aplica aos talheres, aplica-se também aos pauzinhos, na comida japonesa. Porém, como os pauzinhos são redondos, o descanso é côncavo, na forma de lua crescente; para os talheres ele pode ser horizontal, mas o modelo arqueado é mais seguro para evitar que as peças caiam sobre a toalha.

Etiqueta à Mesa

Ao terminar uma refeição, a pessoa deixa o garfo e a faca unidos em paralelo, dentro do prato, com os cabos apoiados na borda do lado direito, aproximadamente na direção 4:20 horas. A etiqueta recomenda que o lado cortante da faca esteja voltado para o interior do prato e o garfo, ao modo inglês, com os dentes para cima, e ao modo francês, para baixo.. É considerado reprovável deixar os talheres inclinados, com as pontas apoiadas nas bordas, do lado de fora e de cada lado do prato, como as asas abertas de uma ave.

Os talheres de sobremesa são trazidos à mesa junto com o prato de sobremesa. Mas podem também ser deixados sobre a toalha desde o início da refeição, colocados logo acima do prato de serviço, linearmente entre o pratinho de pão (ou de manteiga) e os copos. Os cabos da colher e da faquinha de sobremesa são voltados para a direita e o cabo do garfo para a esquerda.

A taça da sobremesa terá por baixo seu próprio prato de serviço. Neste caso, a colher utilizada é deixada, ao final, sobre esse prato de serviço, e não na taça em que a sobremesa foi servida.

Fonte: sopensomoda.blogspot.com

Etiqueta à Mesa

Entre pratos, copos e talheres

Etiqueta à Mesa

Você está no time daqueles que esperam alguém iniciar a refeição para depois imitar?

Parece que inventaram determinados alimentos para criar vexame na mesa.

Tenha calma: você não precisa se sentir um cirurgião com tantas ferramentas à sua frente.

Não se deixe intimidar. Confira as dicas a seguir.

Elas serão úteis para você saborear determinados pratos em bares, restaurantes, recepções e eventos sem qualquer constrangimento:

Como comer e cortar os alimentos

Folhas verdes grandes

Espinafre, alface e outras verduras inteiras não devem ser cortadas. O correto é dobrá-las com a ajuda da faca e do garfo, a não ser que a salada já venha com as folhas rasgadas ou cortadas em tiras bem finas.

Espaguete

Não há outra maneira de comer senão enrolando a massa no garfo, rente ao prato, para absorver bem o molho. Nem pense em cortar o macarrão! Além de ser uma gafe, os italianos consideram tal gesto uma ofensa. Outras massas, como rondele, canelone e raviolone, podem ser cortadas, mas só com a ajuda do garfo – jamais use a colher para enrolar o macarrão. É completamente deselegante.

Coquetel de camarão

Servido em recipiente próprio, com lugar para gelo moído na parte inferior. Come-se com colher de sobremesa na mão direita e garfo de peixe na mão esquerda. Se houver camarões graúdos, devem estar descascados, se estiverem sobre a borda da taça, devem ser colocado dentro da taça e cortados com a colher antes de levá-los à boca.

Sopas

As sopas, já no prato, são servidas pela direita. Porém quando é servida à mesa pelo garçom, a partir de uma terrina, o serviço é pela esquerda. A sopa se toma com a colher de lado, e não colocando a ponta na boca. Soprar a sopa quente, ou tomar ruidosamente qualquer líquido, é reprovável.

Pão

Há sempre um pratinho e uma faca reservados ao couvert no lado esquerdo da mesa. O correto é cortar o pãozinho com a mão e usar a faca para passar a manteiga, a pasta ou o patê. Se sobrou molho no prato – e somente se estiver irresistível – é perdoável saboreá-lo com o pão. Mas lembre-se: apenas em ocasiões informais.

Azeitonas

É mais prático e elegante servir as azeitonas sem caroço. Em todo caso, em ambientes formais, pegue a azeitona espetando com o garfo. E jamais retire o caroço da boca com a ajuda das mãos. Lembre-se: a etiqueta manda retirar o caroço da boca do mesmo jeito que ela entrou – com o garfo. Deixe o caroço na beirada do pratinho que fica do lado esquerdo da mesa. Só é permitido o uso do palito de dente ou as mãos em ambientes completamente informais.

Milho verde cozido

Existem espetos próprios para encaixar nas laterais da espiga. Assim, come-se comodamente, sem sujar as mãos.

Carnes com ossos

Costela de porco e de cordeiro e asa de frango são alguns exemplos. Sempre que possível, tente come-las usando os talheres, mas de outra forma não há constrangimento algum em usar as mãos – não é realmente simples comer esse tipo de carne com garfo e faca.

Alcachofras

São comidas com a mão, começando-se de fora para dentro. Com os dedos, destaque as folhas uma a uma, mergulhando a parte mais tenra no molho. Come-se apenas essa parte mais macia, o resto da folha é deixado de lado no prato. Na parte interna está o coração (fundo) da alcachofra, que requer a ajuda de talheres.

Ostra

Geralmente é servida na concha. Use o garfo específico para descolar a ostra e levá-la à boca. Mantenha a concha embaixo pra não pingar.

Escargots

São servidos em pratos especiais, com cavidade para cada unidade. Devem ser segurados por uma pinça própria na mão esquerda e com garfo próprio na mão direita retira-se o conteúdo para comê-lo.

Caviar

Normalmente servido sobre a torrada, como patê, ou nos blinis – um tipo de panqueca salgada de origem russa. Come-se com a mão.

Frutas servidas na casca

Melão, mamão e melancia vêm geralmente em fatias, com a casca. Use o garfo e a faca para separar a polpa e vá cortando a fruta em pequenos pedaços conforme for comendo.

Frutas para descascar

Laranja, pêra, pêssego e outras. Uma das mãos prende a fruta com o garfo. A outra retira a casca ou a pele com a ajuda da faca, girando a fruta no prato. Corte em fatias para comer.

Frutas com caroço

Pode-se comer algumas com as mãos – como a ameixa e a cereja. Separe o caroço discretamente com as mãos, do modo explicado anteriormente. A manga deve ser servida fatiada e, por conter muita água, é um desastre tentar saboreá-la com as mãos. Use o garfo de sobremesa. As uvas são retiradas do cacho e comidas uma a uma, com ou sem semente.

Importante

Quando o alimento servido for do tipo que suja as mãos, a lavanda deve estar à mesa. É uma porção de água morna aromatizada com limão e colocada em pequenas tigelas. Serve para lavar a ponta dos dedos.

Dicas úteis

Faça sempre

Limpe discretamente a sua boca antes de usar os copos para evitar que manchas de comida fiquem no copo, isso poderá causar efeitos desagradáveis em quem estiver próximo de você. Quanto aos talheres, segure a faca com a mão direita, com o dedo indicador mais próximo da lâmina sem encostar, e, enquanto estiver utilizando a faca, maneje o garfo com a mão esquerda. Tratando-se de uma comida que não necessite ser cortada, utilize o garfo com a mão direita. Os alimentos são cortados à medida que se come.

Não faça

Picar todos os alimentos para depois comê-los só com o garfo ou colher, lembre-se que você não está num boteco. Ficar passando com os talheres da mão direita para esquerda ou vice-versa. Não beber a água, ou o vinho todo de uma vez. Não sopre a sopa para esfriá-la. Parece que inventaram determinadosalimentos para criar vexame. Mas tenha calma: você não precisa se sentir um cirurgião com tantas ferramentas na mesa à sua frente. Não se deixe intimidar. Em qualquer dificuldade, repare nas pessoas ao lado!

Não faça

Evite lutar com a comida, demonstrando esforço ao cortar ou erguendo muito os cotovelos. Não se debruce sobre o prato, leve o garfo até a sua boca. Não se sirva de grandes bocados de cada vez como uma folha de alface inteira. Não faça ruídos ao mastigar. Não fale de boca cheia. Se houver uma comida de que você não gosta ou não quer se arriscar, não a recuse; sirva-se de uma porção mínima, coma o que puder e deixe o resto no prato, ou seja, disfarce, diga que está em regime. Porém, com certos alimentos como a alface, seria péssima idéia dizer que está de regime para evitá-la.

Não faça

Não converse só com a pessoa mais conhecida ou mais bonito(a). Não fale alto demais e jamais dê risadas escandalosas, principalmente quando estiver com comida na boca. E não fale sempre com o rosto voltado para o prato.

O bate papo à mesa

Se você estiver conversando, dê um tempo para a sua mastigação, antes de falar qualquer coisa, para evitar que pedaços de alimentos respinguem na cara da pessoa que está ao seu lado.

Não fume!

Se for possível, não fume, mesmo que a dona da casa coloque cinzeiros e cigarros à mesa. Os que não fumam, com certeza não irão gostar da sua ideia.

Disposição dos copos, pratos e talheres

A disposição dos pratos, dos copos e dos talheres é sempre a mesma e o que pode variar é a quantidade desses itens à mesa. Abaixo há três esquemas de montagem de mesas, mais e menos formais,e algumas dicas sobre talheres, copos, pratos e guardanapos.

Etiqueta à Mesa

Etiqueta à Mesa

Etiqueta à Mesa

Copos

Sempre da direita para a esquerda, no sentido em que serão empregados, os copos ficam dispostos na seguinte ordem: vinho branco, vinho tinto, água ou champagne. Esta é também a ordem de tamanho dos copos, o de vinho branco é normalmente menor do que o de vinho tinto, que por sua vez é sempre menor do que o de água.

Talheres

O conceito é que os talheres são utilizados sempre de fora para dentro. A quantidade de talheres à mesa, depende de quantidade de pratos servidos em uma refeição e os talheres ficam dispostos de modo que sejam utilizados na mesma ordem em que os pratos são servidos. Na mesa, os garfos ficam à esquerda do prato. As colheres de entrada ou de sopa, junto às facas, sempre com o corte voltado para dentro, ficam do lado direito do prato e os talheres para sobremesa à frente deste. O garfo para salada normalmente é menor e mais largo que o garfo principal.

Pratos

Em uma refeição à francesa, quando há alguém servindo os pratos, estes são retirados da mesa juntamente com os talheres utilizados, à medida que mais pratos vão sendo servidos. O prato de salada pode ficar sobre o prato principal e o prato de pão fica acima e à esquerda destes. O pão é um dos poucos alimentos que devem ser comidos com as mãos. O sousplat é um prato largo, colocado em primeiro lugar à mesa. Este prato serve apenas para sustentar outros pratos ou tigelas e não é trocado durante a refeição.

Guardanapos

Os guardanapos cuidadosamente dobrados podem ser dispostos à esquerda dos pratos ou mesmo no interior destes. Uma dica é elaborar um pequeno arranjo com flores e utilizar o porta-guardanapos para dar um toque. Ao sentar-se à mesa, os guardanapos são desdobrados e colocados no colo, onde permanecem durante a refeição. Ao término, o guardanapo deve ser dobrado e colocado ao lado esquerdo do prato.

Posição dos convidados à mesa

Nem sempre este ponto é levado em consideração, mas para que a refeição transcorra o mais agradável possível, procure dispor os convidados que tenham interesses comuns e afinidades, próximos uns aos outros. Também é interessante que se intercale na mesa homens e mulheres.Copos
Sempre da direita para a esquerda, no sentido em que serão empregados, os copos ficam dispostos na seguinte ordem: vinho branco, vinho tinto, água ou champagne. Esta é também a ordem de tamanho dos copos, o de vinho branco é normalmente menor do que o de vinho tinto, que por sua vez é sempre menor do que o de água.

Talheres

O conceito é que os talheres são utilizados sempre de fora para dentro. A quantidade de talheres à mesa, depende de quantidade de pratos servidos em uma refeição e os talheres ficam dispostos de modo que sejam utilizados na mesma ordem em que os pratos são servidos. Na mesa, os garfos ficam à esquerda do prato. As colheres de entrada ou de sopa, junto às facas, sempre com o corte voltado para dentro, ficam do lado direito do prato e os talheres para sobremesa à frente deste. O garfo para salada normalmente é menor e mais largo que o garfo principal.

Pratos

Em uma refeição à francesa, quando há alguém servindo os pratos, estes são retirados da mesa juntamente com os talheres utilizados, à medida que mais pratos vão sendo servidos. O prato de salada pode ficar sobre o prato principal e o prato de pão fica acima e à esquerda destes. O pão é um dos poucos alimentos que devem ser comidos com as mãos. O sousplat é um prato largo, colocado em primeiro lugar à mesa. Este prato serve apenas para sustentar outros pratos ou tigelas e não é trocado durante a refeição.

Guardanapos

Os guardanapos cuidadosamente dobrados podem ser dispostos à esquerda dos pratos ou mesmo no interior destes. Uma dica é elaborar um pequeno arranjo com flores e utilizar o porta-guardanapos para dar um toque. Ao sentar-se à mesa, os guardanapos são desdobrados e colocados no colo, onde permanecem durante a refeição. Ao término, o guardanapo deve ser dobrado e colocado ao lado esquerdo do prato.

Posição dos convidados à mesa

Nem sempre este ponto é levado em consideração, mas para que a refeição transcorra o mais agradável possível, procure dispor os convidados que tenham interesses comuns e afinidades, próximos uns aos outros. Também é interessante que se intercale na mesa homens e mulheres.

Cléo Tassitani

Fonte: www.destaquesp.com

Etiqueta à Mesa

 

Etiqueta à Mesa

Mesmo quem já está mais acostumado a organizar e participar de festas e eventos pode ter dúvidas de como se comportar à mesa.

Algumas regras já foram quebradas ou só são necessárias em ambientes mais formais, mas algumas delas são essenciais para que todos se sintam bem.

Conheça algumas delas:

Se você for o anfitrião, sirva a todos os convidados e só depois se sirva.

Coloque o guardanapo de pano no colo antes de iniciar a refeição, nunca em volta do pescoço. Se for de papel, ele deve ficar do lado esquerdo do prato. Quando terminar, não coloque o guardanapo usado no prato.

Se houver pãezinhos de entrada, parta com as mãos, em cima de um prato ou cesto.

Use os talheres de fora para dentro, conforme forem servidos a entrada e o prato principal.

Para comer massas, use o garfo e a colher. Como são fáceis de cortar, não precisam da ajuda da faca.

Antes de levar o copo à boca, limpe os lábios com o guardanapo.

Evite falar de boca cheia e fazer barulho quando bebe ou toma sopa.

Cuidado com os cotovelos. Sobre a mesa, apenas os punhos.

Se você ainda estiver com apetite, pode repetir à vontade. Verifique apenas se todos já se serviram.

E, por fim, lembre-se de que palitar os dentes na mesa não é aceitável, mesmo em família. Se precisar, peça licença e vá ao toilette.

Fonte: www.sadia.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal