Breaking News
Home / Astronomia / Galáxia Irregular

Galáxia Irregular

PUBLICIDADE

Galáxia irregular uma galáxia sem forma específica e uma massa relativamente baixa.

Elas estão entre as menores galáxias e estão cheias de gás e poeira.

Ter muito gás e poeira significa que essas galáxias têm muita formação estelar acontecendo dentro delas. Isso pode torná-los muito brilhantes.

As Grandes e Pequenas Nuvens de Magalhães são exemplos de galáxias irregulares. São duas pequenas galáxias que orbitam em torno de nossa própria Via Láctea. Cerca de 20% de todas as galáxias são irregulares.

Galáxia irregular – Características

Uma galáxia irregular é o nome genérico dado a qualquer galáxia que não se encaixe perfeitamente em uma das categorias do esquema de classificação do Hubble.

Elas não têm forma nem estrutura definidas e podem ter se formado a partir de colisões, encontros íntimos com outras galáxias ou atividade interna violenta.

Elas contêm estrelas velhas e jovens, quantidades significativas de gás e geralmente exibem nós brilhantes de formação de estrelas.

Devido à diversidade de objetos que se enquadram nessa categoria, é difícil restringir tamanhos, massas e luminosidades.

Os irregulares anões podem ter até 3 kiloparsegs e conter apenas 108 massas solares de material.

No outro extremo da escala, os irregulares maiores podem ter até 10 kiloparsegs de diâmetro e conter 1010 massas solares de material.

Suas luminosidades variam de 107 a 109 solares, tornando-as geralmente mais fracas que as galáxias espirais.

Os exemplos mais conhecidos de galáxias irregulares são as pequenas e grandes nuvens de Magalhães. Estas são galáxias associadas à nossa Via Láctea e podem ser facilmente vistas em locais escuros no Hemisfério Sul.

O que é uma galáxia irregular?

Uma galáxia irregular normalmente se refere a uma galáxia que não possui uma estrutura ou forma regular, o que significa que ela tem pouca ou nenhuma simetria em sua rotação.

As galáxias irregulares também podem ser classificadas de acordo com algum recurso incomum que as torna diferentes.

Isso pode incluir características como baixo brilho da superfície ou fluxos de gás estranhos que emanam de seu núcleo.

Os cientistas estimam que galáxias irregulares compõem de 3% a 25% das galáxias no universo.

Com base na sequência padrão do Hubble, as galáxias são classificadas de acordo com três tipos de rotação: elíptica, espiral e lenticular.

Uma galáxia irregular não possui nenhuma dessas rotações. Por conseguinte, às vezes é referido como o quarto tipo de galáxia.

Geralmente existem três classificações de galáxias irregulares:

O tipo Irr-1 geralmente apresenta algum tipo de estrutura padrão, mas não o suficiente para ser considerado como parte da sequência do Hubble.

O tipo Irr-2 não possui movimento padrão e geralmente possui uma estrutura caótica.

O terceiro tipo é conhecido como uma galáxia anã irregular. Essa galáxia possui baixos níveis de metalicidade, o que significa que é composta em grande parte por elementos químicos de hidrogênio e hélio.

Como os cientistas acreditam que, na época do Big Bang, as galáxias eram feitas quase inteiramente de hidrogênio, isso pode sugerir que galáxias anãs irregulares são algumas das mais antigas do universo.

Galáxias irregulares tendem a compartilhar algumas características comuns. Eles geralmente têm um peso que varia de 108 a 1010 massas solares. Seus diâmetros tendem a estar entre 1 e 10 kiloparsecs. Sua magnitude azul – uma medida da magnitude visual aparente – pode variar de -13 a –20.

Muitas galáxias irregulares também se distinguem por grandes quantidades de gás e poeira.

Existem muitas maneiras pelas quais uma galáxia irregular pode ser formada.

Por exemplo, pode-se resultar de uma colisão entre galáxias. Quando isso acontece, forças gravitacionais entre galáxias separadas interagem, o que causa um tipo irregular de rotação.

Uma galáxia jovem também pode assumir uma forma irregular, sugerindo que ainda não atingiu uma rotação simétrica.

Algumas galáxias irregulares que foram identificadas incluem a Grande Nuvem de Magalhães. Pensa-se que a Grande Nuvem de Magalhães seja a terceira galáxia mais próxima da Via Láctea.

Está localizado entre as constelações Dorado e Mensa, a uma distância de 163.000 anos-luz da Terra.

Os cientistas especulam que sua forma irregular é o resultado de uma colisão entre galáxias ou que as forças gravitacionais da Via Láctea estão afetando sua rotação.

A Grande Nuvem de Magalhães também possui grandes quantidades de gás e poeira, o que é comum a uma galáxia irregular. Parte da Grande Nuvem de Magalhães é a Nebulosa da Tarântula, uma região muito ativa para a formação de estrelas. Nenhuma conexão científica foi feita, no entanto, entre galáxias irregulares e o potencial de formar estrelas.

Qual é a história da galáxia?

Acredita-se que nossa galáxia Via Láctea seja uma das galáxias originais que se formaram no início do universo, há mais de 13,5 bilhões de anos atrás. O próprio universo começou 13,7 bilhões de anos atrás com o Big Bang.

Por cerca de 200 milhões de anos, o universo estava escuro, pois a matéria ainda não havia se condensado em estrelas. Durante esse período, a matéria condensou-se lentamente em bolsos progressivamente mais densos.

Em algumas áreas, a densidade e a temperatura necessárias para iniciar a fusão nuclear foram atingidas e as primeiras estrelas nasceram. Pensa-se que essas estrelas primordiais da “População III” tenham vida curta e extremamente massivas – centenas de vezes a massa do nosso Sol. Por serem tão massivas, elas também eram muito instáveis, produzindo supernovas em meras dezenas de milhões de anos, deixando para trás buracos negros. Fora de seus remanescentes, estrelas da População II com massas mais típicas foram formadas.

Os cientistas colocaram a idade da Via Láctea em 13,6 bilhões de anos atrás, mais ou menos 800 milhões de anos. Mais estudos serão necessários para reduzir ainda mais esse número.

No início de sua história, a Via Láctea pode ter passado por uma fase galáctica ativa, onde um buraco negro supermassivo central foi formado a partir de seu núcleo condensado, e o gás infalível do disco de detritos galácticos liberou grandes quantidades de energia. É difícil dizer, porque o buraco negro supermassivo no centro da galáxia já engoliu as evidências.

Os astrônomos acreditam que a fonte de rádio Sagitário A* é o buraco negro supermassivo da Via Láctea. Sagitário A* é um objeto compacto que contém 2,6 ± 0,2 milhões de massas solares, confinado em um volume com um raio não superior a 17 horas-luz (120 UA).

À medida que a Via Láctea envelheceu, inúmeras estrelas passaram por supernovas, diminuindo a quantidade de elementos leves na galáxia e aumentando a quantidade de metais.

Isso deu origem a estrelas da População I ricas em metais, como o nosso Sol. Muitas das estrelas da galáxia se condensaram em um disco galáctico de rotação rápida, 100 vezes mais que a espessura.

Este disco é cercado por um halo de estrelas antigas, chamado halo galáctico.

Em cerca de três bilhões de anos, a Via Láctea deve colidir com seu vizinho de tamanho semelhante, a Galáxia de Andrômeda. Quando isso acontece, não será especialmente perceptível, pois a taxa de colisão estelar ainda será praticamente zero, mas a densidade estelar média aumentará em um fator de aproximadamente.

Galáxia irregular não tem uma forma regular de estrutura

A Galáxia de Andrômeda está previsto para colidir com a galáxia Via Láctea em cerca de três bilião anos

Fonte: coolcosmos.ipac.caltech.edu/www.dictionary.com/cas.sdss.org/www.wisegeek.org/astronomy.swin.edu.au/www.le.ac.uk/imagine.gsfc.nasa.gov/csep10.phys.utk.edu/www.schoolsobservatory.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fotosfera

Fotosfera

PUBLICIDADE Definição Fotosfera é a superfície visível e intensamente luminosa de uma estrela e, principalmente, do …

Cromosfera

Cromosfera

PUBLICIDADE Definição A cromosfera é uma camada ou região avermelhada e brilhante de gás acima da fotosfera de uma …

Planeta Anão

PUBLICIDADE Definição Um planeta anão é um objeto no espaço que é como um planeta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.