Breaking News
Home / Arte / Afresco

Afresco

PUBLICIDADE

 

Afresco – Definição

Pintura Afresco é um método de pintura com pigmentos à base de água no recém-aplicado gesso, geralmente em superfícies de parede.

As cores, que são feitas por moagem com pigmentos de pó seco em água pura, seco e montadas com o gesso para se tornar uma parte permanente da parede.

Pintura Afresco é ideal para fazer murais porque presta-se a um estilo monumental, é durável, e tem uma superfície fosco.

Afresco – Pintura

Afrescos são a fonte de algumas das imagens mais marcantes que nos foi transmitido a partir da civilização minóica da Idade do Bronze em Creta (2000-1500 aC).

Além disso, sem registros escritos, são muitas vezes a única fonte, junto com decoração cerâmica, de apenas como o mundo apareceu nas arte minoica e nos dá vislumbres tentadores de suas crenças, práticas culturais e os gostos estéticos.

Afrescos – Técnicas de Pintura

Afrescos pinturas não são regulares. Os pigmentos são aplicados diretamente sobre uma base de argamassa fresca (calcina), enquanto ele ainda está molhado e sem qualquer agente de ligação. Ao fazer isso, as cores mantêm a sua vitalidade e duram mais tempo, mantendo-se maravilhosamente vívida.

Pintar um afresco não é fácil e requer enormes habilidades, mesmo para o mais talentoso dos artistas: o trabalho precisa ser concluído antes que do gesso secar ou os pigmentos mudam de tons, perdem seu brilho e pode tornar-se mais propenso a estragar.

Por esta razão, afrescos são normalmente feitas peça por peça, uma pequena seção no momento: desta forma, o risco de secagem do gesso enquanto o artista ainda trabalha na pintura é minimizado, e o tempo pode ser gasto para se concentrar em detalhes e nuances de cores .

Durante o Renascimento, técnicas de afresco foram distinguidos entre afresco buon (bom fresco) e secco fresco (fresco seco).

Afresco – O que é

Gênero de pintura que consiste em revestir de argamassa uma parede e, sobre a massa ainda fresca, pintar em cores, possibilitando o embebimento da tinta.

Era uma forma comum de grandes pintores como Leonardo da Vinci e Michelangelo fazerem o uso dessa prática denominado afresco.

Geralmente feitos em lugares religiosos como igrejas (conventos), capelas, etc.

Afresco
Teto da Capela Sistina

A capela Sistina possui um dos maiores e mais apreciados afrescos do mundo, feito por Michelangelo Buonarroti que retrata a passagem do Genesis tendo em maior destaque a pintura que mostra A criação de Adão.

Afresco – Significado

Afresco é um tipo especial de pintura mural onde o pigmento puro da cor, em forma de pó, é misturada com água numa superfície que tenha sido revestida recentemente com nata de cal ou gesso ainda úmido.

Essa técnica de pintura é conhecida como “buon fresco” ou afresco verdadeiro.

O “fresco secco” é pintado sobre a superfície com o revestimento já seco, fazendo sua durabilidade ser menor, já que dessa forma o pigmento não penetra totalmente, ou não se incorpora ao material da superfície.

O afresco é apropriado para climas secos, tendo sido muito utilizado na Itália desde o final da Idade Média.

Dentre os principais pintores de afrescos estão Fra Angelico e Giotto.

Os mais célebres mestres afresquistas da arte medieval, renascentista e barroca são:

Giotto (1266/7-1337)
Masaccio (1401-28)
Fra Angélico (1387-1455)
Piero della Francesca (1410/20-1492)
Luca Signorelli (1441/50-1523),
Michelângelo (1475-1564),
Raphaello (1483-1520),
Pietro de Cartona (1596-1669)
Giovanni Tiepolo (1696-1770)

Afresco – Técnica

Afresco
O último julgamento – Michelangelo

Afresco é uma técnica de pintura feita em paredes ou tetos rebocados enquanto a argamassa ainda está úmida. As tintas ou pigmentos usados que devem ser misturados com água são moídos ou granulados, para facilitar a penetração na superfície.

Duas são as dificuldades encontradas neste tipo de pintura, a secagem rápida, pois a tinta não se fixa no reboco seco e a dificuldade em fazer correções. O reboco do afresco descora muito os tons, sendo assim os melhores resultados obtidos com cores suaves e foscas.

A pintura de afresco atingiu seu maior desenvolvimento entre os séculos XIII e XVI, tendo a Itália como seu grande centro.

Entre os pintores destacam-se Giotto e Michelangelo.

Afresco – História

Pintura Afresco ou a fresco é uma técnica bastante antiga, que teve início na Grécia e em Roma. É muito comum em igrejas e prédios históricos, no seu interior, em paredes ou tetos.

Geralmente a pintura afresco envolve pintura sobre revestimentos úmidos, como cimento fresco, gesso ou cal, de forma que a tinta possa ser fixada no local sem se desmanchar. Este tipo de pintura também pode ser aplicada sobre argamassa que foi colocada recentemente em uma parede.

Afresco
Exemplo de pintura afresco em uma parede de uma escola

Não é difícil de fazer, é um procedimento simples, se você quer modificar a parede de seu quarto ou um vão da casa que você acha que está um pouco sem-graça ou sem cor, você pode realizar este trabalho, pois o resultado fica bem bonito.

Você vai precisar de tintas, pincéis, papéis e jornais, papel de engenheiro e um refletor.

Como fazer

Primeiro, defina o desenho que será aplicado à parede. Há vários motivos, como florestas, fundo do mar, flores, musicais… use sua criatividade no papel primeiro antes de colocar a mão na massa.

Proteja o chão de sua casa com jornal.

Comece o seu trabalho.

Existem formas diferentes de fazer isto:

Pintar à mão livre. Se você for artista, desenhe antes com lápis.
Você pode desenhar uma grade primeiro como guia para sua pintura.
Se você não sabe como fazer nenhum dos procedimentos acima, utilize o papel de engenheiro em cima de um refletor ou projetor para ampliar a imagem.
Direcione esta imagem refletida para a parede que deseja realizar o trabalho. É só contornar as linhas e colorir com a tinta de sua escolha para dar o acabamento.

Afresco – Técnicas

Afresco é uma técnica de pintura que precisa ser realizada nas paredes ou tetos de cal, gesso ou outro material similar, enquanto seu esboço ainda está úmido, ou fresco (daí o nome).

Na sua utilização as tintas ou pigmentos devem ser granulados, reduzidos ao pó, e depois misturados à água.

Dessa forma, as cores podem penetrar nas superfícies úmidas como parte integrante delas.

Afresco
Travessia do Mar Vermelho – Capela Sistina – Vaticano

O fato dos afrescos secarem rapidamente obriga o pintor a ser muito rápido, ter traços firmes e um objetivo claro da obra final. Um fator limitante desta técnica é a enorme dificuldade de se realizar correções posteriores.

Por ter ótima durabilidade em países onde o clima é seco, a técnica de afresco foi particularmente aplicada no norte da Europa, na China e em algumas regiões da Índia.

Utilizada desde a Antigüidade, há registros de afrescos pintados em paredes na ilha de Creta no período de 2.500 a.C a 1100 a.C.

Afresco
Murais de Diego Rivera no Palácio Nacional

A partir do século 18 o uso de afrescos começa a ser cada vez mais escasso.

Porém, no século 19, ele encontra novos momentos de valorização entre pintores alemães.

No século 20 conquistou admiradores entre os muralistas mexicanos Rivera, Orozco e Siqueiros.

Fonte: www.britannica.com/www.ynternix.com/espacocearte.com/www.italianfrescoes.com/www.sarasa.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Arte Nova

PUBLICIDADE Definição Art nouveau é um estilo internacional em arquitetura e design que surgiu na …

Tipografia

Tipografia

PUBLICIDADE A Tipografia, design ou seleção de formulários de letras a serem organizados em palavras …

Ilusionismo

PUBLICIDADE Definição Ilusionismo é uma técnica de usar métodos pictóricos para enganar o olho. Ilusionismo éo uso …

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.