Breaking News
Home / Arte / Veste Imperial Chinesa

Veste Imperial Chinesa

PUBLICIDADE

A veste imperial chinesa, chamada “veste do dragão”, é um estilo de roupa tradicional e específico da China antiga. Sobre a origem desta veste, já não tem como saber.

Em afrescos antigos da Dinastia de Xia do Oeste (século XI a.C – 770 a.C), há cenários em que o imperador usa a veste imperial; em túmulos do Reino Liao (916 – 1125) encontraram também vestes de dragão.

Até na Dinastia Zhou (Século 11 a.C – 221 a.C.), houve regulamentos de vestido para todas as classes e isso foi incluído na etiqueta.

Segundo as descobertas, a veste do dragão mais antiga usava o desenho redondo do dragão; e esta veste provavelmente não era um privilégio do imperador, em vez disso, todos os nobres da classe mais alta podiam usá-la.

Veste Imperial Chinesa
Desenho redondo do dragão.

A veste da Dinastia Yuan (1271 – 1368) usa desenhos do dragão redondos nas partes anterior e posterior; nas mangas usam-se dragões voadores; e de baixo, a veste é bordada com dragões em movimento.

As imagens dos dragões na veste da Dinastia Yuan parecem ágeis e fluentes; têm cabeças pequenas, mas com aparências vigorosas e vitais.

Veste Imperial Chinesa

Depois da Dinastia Yuan, começou a Dinastia Ming (1368 – 1644), este estilo permaneceu. Os desenhos dos dragões da Dinastia Ming são mais poderosos e muito bem decorados com pelos.

Ao chegar a Dinastia Qing (1644 – 1911), o estilo da veste do dragão mudou. A veste que servia para subir ao trono todo dia de manhã é bordada com dragões enroscados; a veste normal tem três dragões no peito, e outros três nas costas, em ambos os ombros há dragões voadores, e em baixo da veste há água do mar.

Os desenhos dos dragões mudavam sempre, mas depois dos imperadores Qian Long (1736 – 1795) e Jia Qing (1796 – 1820), os dragões pareceram mais velhos, pesados e estranhos.

Veste Imperial Chinesa
Veste do imperador da Dinastia Qing.

Na Dinastia Qing, as vestes do dragão se tornaram cada vez mais um símbolo de classe. Elas eram feitas pelos melhores costureiros com os melhores materiais: diversos tipos de seda e cetim, pele e couro, ouro, pérolas e pedras preciosas.

As vestes desta época mantêm as características da etnia Han e os 12 desenhos tradicionais herdados desde a Dinastia Zhou (Século 11 a.C – 221 a.C), e combinaram também características da veste da etnia Manchu*.

Veste Imperial Chinesa
Veste da imperatriz da Dinastia Qing.

As vestes imperiais se dividiam em Li, Ji, Chang e Xing etc, e serviam para acontecimentos diferentes. Havia regulamentos para usar as vestes, que tinham de serem respeitados.

Veste Imperial Chinesa
Chao Pao do imperador.

A Veste Li servia para acontecimentos mais importantes; ela consistia em Chao Guan, Duan Zhao, Yan Fu, Chao Fu, Chao Zhu e Chao Dai etc.: Chao Guan é a coroa combinada com a veste; Duan Zhao é um sobretudo para o inverno; Yan Fu e Chao Fu são vestes diferentes; Chao Zhu é o colar de pérolas combinadas com as vestes; e Chao Dai é o cinto. Havia combinações fixas das vestes e dos acessórios.

Veste Imperial Chinesa
Chao Pao do imperador, para o verão.

Yan Fu é uma veste formal bem antiga. Ela usa a cor azul escura no fundo, com quatro dragões de ouro bordados, que se distribuem no peito, nas costas e nos dois ombros, e são decorados com desenhos do sol, da lua e das nuvens.

Veste Imperial Chinesa

Chao Fu era a veste que o imperador usava para subir ao trono todo dia de manhã, em tecido de cor amarelo claro, as mangas e a capa são de cor azul escuro. Os desenhos bordados nesta veste incluem: quatro dragões de ouro bordados que distribuem no peito, nas costas e nos dois ombros; cinco dragões voadores na cintura; um dragão no lado anterior em baixo; mais abaixo há nove dragões no lado anterior e nove no lado posterior; em baixo extremo há seis dragões; dois dragões na capa e mais dois nas extremidades das mangas.

Em total, há 38 dragões de ouro bordados na veste. Além dos dragões, há também desenhos do sol, da lua, de estrelas, de nuvens, de montanhas, de fogo etc., para decorar a veste. .

Veste Imperial Chinesa
Ji Fu do imperador.

A Veste Ji, chamada também Veste Cai, servia para cerimônias normais, como banquetes, aniversários, recepção de inimigos capitulados etc.

A Veste Chang era veste normal que servia para vida diária.

A Veste Xing era para viagem, não tendo regulamento fixo para os desenhos e as cores.

A Chao Fu da imperatriz usa também a cor amarelo claro, e a capa e as mangas de cor azul escuro. A veste da imperatriz tem menos desenhos do dragão: um no peito, um nas costas, um na capa e um em cada manga, estes quatro dragões são decorados com nuvens coloridas e água do mar; quatro na cintura, nove em baixo; um em cada ombro.

Além de Chao Fu, a imperatriz tinha Chao Qun, que era a saia. A saia é da cor azul escuro com desenhos de dragões voadores, com uma capa vermelha com desenhos do caráter que significa longevidade; a saia para o verão usa seda bem fina.

Na veste da imperatriz há mais uma peça chamada Chao Gua. Ela é semelhante a um colete longo, de cor azul escura, bordada com ouro. Há dois dragões no peito, e outros dois nas costas. Ao redor dos dragões há desenhos dos caráteres que significam longevidade e felicidade. Esta peça servia para usar em cima do Chao Fu.

Cores e os 12 desenhos tradicionais

As cores

As cores amarelo claro e azul escuro da veste imperial chinesa têm o seguinte significado: a cor amarelo claro representa a terra amarela, e a cor azul escuro significa o céu azul.

Os 12 desenhos tradicionais e seus significados:

Veste Imperial Chinesa

  • O sol, a lua e as estrelas foram escolhidos por causa da claridade deles;
  • O dragão se representa com o seu espírito, que significa que o imperador é inteligente e criativo;
  • As montanhas são bem calmas, que representam que o imperador pode acalmar tudo;
  • Hua Chong, um pássaro parecido com a fênix, que representa o talento na literatura e significa que o imperador é erudito;
  • Zong Yi, um aparelho usado em sacrifício, que tem desenhos dum tigre e duma cobra;
  • que representa a lealdade e a devoção do imperador;
  • A alga dá o sentido de ser limpo e impecável;
  • O fogo representa a luz;
  • O arroz dá o sentido de ser branco e alimenta pessoas;
  • Fu, um tipo de machado, é bordado em branco e preto, significa que o imperador é decidido;
  • Fu, são dois arcos preto e azul, que significa que o imperador sabe distinguir entre o bem e o mal.

    Estes desenhos começaram a aparecer na veste imperial na Dinastia Zhou (Século 11 a.C – 221 a.C). Mais tarde, eles se tornaram desenhos especiais para vestes imperiais, e permaneceram durante todas as dinastias. Eram verdadeiros símbolos do poder imperial na China antiga. Os símbolos do dragão e da fênix viraram depois símbolos privilegiados do imperador e da imperatriz.

    Fonte: minhachina.com

    Veja também

    Arte Marajoara

    Arte Marajoara

    PUBLICIDADE A arte marajoara é uma das culturas dos povos amazônicos com alto grau de …

    Arte Plumária

    Arte Plumária

    PUBLICIDADE O que é arte plumária? Arte plumária, como o nome indica, se refere aos …

    Antologia

    PUBLICIDADE Na publicação de livros , uma antologia é uma coleção de obras literárias escolhidas …

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.