Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Ciência da Computação  Voltar

Ciência da Computação

 

Ciência da Computação
Ciência da Computação

O egresso do curso atua no desenvolvimento de software, gerência e administração da área de informática (iniciativa pública ou privada) ou prossegue estudos em pós-graduação, visando à pesquisa e ensino de terceiro grau (universitário).

Na área de software básico, desenvolve componentes de sistemas operacionais, compiladores, sistemas gerenciadores de bancos de dados, protocolos de comunicação para redes; na área de software aplicativo, projeta e desenvolve sistemas de informação e automação para empresas públicas ou privadas, como aplicações para internet e intranet.

Ciência da Computação - Cientista

O Cientista da Computação pode optar por atuar em diversas áreas dentro da computação. Tendo um forte embasamento matemático, seu raciocínio lógico é desenvolvido ao longo do curso, além de se integrar com as principais ferramentas e linguagens de programação.

Sendo um profissional de tecnologia, é indispensável aptidão com novos recursos, e aprendizagem rápida para absorver as novas técnicas do mercado.

Sua versatilidade também pode ser focada nas grandes áreas: desenvolvimento, manutenção e gerenciamento de empresas de TI.

O Ciclo básico do curso de ciência da computação é semelhante ao de engenharia, pois os primeiros 2 anos, o jovem graduando tem carga horária voltada para a matemática.

Fato importante é que o aluno esteja ciente deste foco inicial do curso, pois muitos desistem por achar que estão seguindo a profissão errada. Juntamente com a matemática nos primeiros anos, é dado início no desenvolvimento da programação e processamento de dados.

Nos anos seguintes, o curso fica voltado na área, abrindo o leque de ramos de atividades: banco de dados, redes, servidores, computação gráfica, etc.

Data Center: Centro de armazenamento de dados.

Grade Básica do Curso de Ciência da Computação:

Cálculo Integral e Diferencial
Geometria Analítica / Álgebra Linear
Física Geral
Introdução Programação
Estrutura de Dados
Organização/Arquitetura de Computadores
Sistemas Operacionais
Redes de Computadores
Inteligência Artificial
Linguagens Formais e Autômatos

Pontos Positivos da Carreira de Cientista da Computação

A Principal vantagem é estar ligada com a tecnologia, e estar sempre atual. Tendo um vasto mercado de trabalho para se situar.

Pontos Negativos da Carreira de Ciêntista da Computação:

A principal vantagem da ciência da computação é também o seu ponto negativo. O profissional tem que estar sempre atento ao mercado, sempre na frente conhecendo as novas tecnologias. Os estudos do profissional nesta área nunca cessam.

Ciência da Computação - Concepções e finalidades

De forma coerente com a trajetória da instituição, a proposta de implantação do curso de Ciência da Computação não surgiu do acaso. Ela foi gerada durante um razoável tempo, no momento em que a nossa região começava a tomar ciência da viabilidade e necessidade da utilização da informática dentro dos seus mais variados segmentos socioeconômicos.

Atualmente, concebe-se-o como um curso preocupado com a formação do informata, com base numa visão sistêmica e holística, que privilegia não só os conhecimentos necessários à formação de um bom profissional (técnico), mas também o desenvolvimento de habilidades relativas à compreensão humanística do mundo e atitudes baseadas em sólidos princípios éticos, sociais e legais.

A finalidade do curso de Ciência da Computação é, portanto, a formação de cientistas em computação para que atuem em ambientes comerciais, industriais e científicos.

Além de propiciar o contato com os fundamentos e as tecnologias da computação, fornece o conhecimento sociocultural e organizacional necessário para uma prática ética e de visão humanística das questões sociais e profissionais.

Tomando como base a fundamentação das Ciências da Educação, internamente relacionadas com os aspectos socioeconômico-político-culturais do aluno inserido na realidade em que vive, esse curso propõe assegurar maior competência nos aspectos gerais, técnicos e ético-sociais que compõem o perfil profissional do egresso de um curso de atividade fim da área de informática.

Objetivos

Formar cientistas da computação para atuar na análise, projeto e desenvolvimento de software e/ou sistemas computacionais complexos, visando suprir as necessidades dos ambientes comerciais, industriais e científicos da área de abrangência da instituição.

Preparar profissionais com amplo conhecimento técnico e científico capazes de adaptar-se às constantes mudanças tecnológicas e sociais, bem como de aplicar seus conhecimentos de forma independente e inovadora, respeitando princípios éticos e de acordo com uma visão humanístico-crítica de sua atuação profissional na sociedade.

Proporcionar ao profissional em formação o domínio dos fundamentos da computação, das tecnologias da computação, dos sistemas de informação, bem como desenvolver a sua capacidade de abstração, raciocínio lógico e a habilidade para aplicação de métodos científicos, capacitando-o, assim, a solucionar problemas na atividade-fim da informática dentro dos setores produtivos da sociedade atual.

Justificativa

O mundo atual está marcado por grandes avanços científicos e tecnológicos. A cada dia novas pesquisas são iniciadas com a finalidade de melhorar a qualidade de vida humana ou para atender as necessidades criadas pelo próprio homem. Em todas essas iniciativas, conta-se de forma imperativa com o auxílio do computador.

Hoje, já não é mais possível pensar em comunicação, saúde, educação, etc., sem a aplicação da informática. A computação está tão presente em nossa sociedade que sua importância é inquestionável.

À Universidade de Passo Fundo, que está sediada numa cidade pólo regional do Rio Grande do Sul, cabem muitas responsabilidades. A formação de profissionais atualizados nas mais variadas áreas para suprir as demandas das cadeias produtivas locais é uma das mais importantes.

Evidentemente, o tecido produtivo e as instituições de pesquisa regional necessitam estar em sintonia com os grandes avanços tecnológicos para a conquista e avanço em seus domínios de atuação.

Para tanto, o uso e a aplicação da informática são fundamentais logo, a existência do curso de Ciência da Computação na instituição justifica-se plenamente. As pesquisas de vanguarda desenvolvidas no ambiente universitário e nas instituições de pesquisas, bem como a agroindustrial e as diversas empresas de informática existentes, são apenas alguns exemplos da necessidade de formação local de profissionais formados para desempenhar a informática como atividade-fim na região de abrangência da Universidade de Passo Fundo.

Justifica-se também a existência do curso através da análise do resultado do estudo de mercado realizado para subsidiar ações do Programa de Expansão da Educação Profissional - Proep.

O referido levantamento desenvolvido sobre o mercado de trabalho profissional no Rio Grande do Sul descreve que "a análise das informações produzidas pela Paer [Pesquisa da atividade econômica regional - Fundação SEADE] sobre as características da indústria gaúcha, suas intenções de investimento e suas necessidades de qualificação dos recursos humanos reforçam as evidências de que há oportunidades para a expansão da educação profissional no Estado".

O estudo também cita que "as perspectivas de investimento apontadas, com ênfase em determinadas divisões, aliadas à progressiva difusão de equipamentos baseados em tecnologias da informação, ajudam a explicar porque, na avaliação das empresas, deverá ocorrer um crescimento da demanda por profissionais que atualmente são considerados escassos no mercado de trabalho gaúcho.

Nesta situação se destacam alguns grupos de ocupações. Em segundo lugar, encontra-se o grupo de ocupações não-ligadas à produção, com ênfase na demanda atual e futura na contratação de técnicos em processamento de dados".

Por fim, a conclusão do estudo do Paer destaca também o alto nível de informatização dos serviços no estado e que dessa forma "as decisões envolvendo a oferta de educação profissional no Rio Grande do Sul devem levar em consideração, de um lado, a dispersão geográfica de alguns segmentos do setor serviços pelo Interior do Estado".

Perfil

O profissional formado pelo curso está capacitado para analisar, projetar e desenvolver software e/ou sistemas computacionais complexos para ambientes comerciais, industriais e científicos.

É capaz de dimensionar as necessidades de hardware e software nos mais diversos tipos de computadores. É também qualificado para o desenvolvimento de pesquisas científicas em informática e em áreas afins, podendo atuar em instituições de ensino e pesquisa.

Um curso que tem a computação como atividade-fim deve preparar profissionais capacitados a contribuir para a evolução do conhecimento do ponto de vista científico e tecnológico e a utilizar esse conhecimento na avaliação, especificação e desenvolvimento de ferramentas, métodos e sistemas computacionais.

As atividades desses profissionais englobam:

a) a investigação e desenvolvimento de conhecimento teórico na área de computação;
b)
a análise e modelagem de problemas do ponto de vista computacional e
c)
o projeto e implementação de sistemas de computação.

O perfil profissional dos egressos do curso pode ser dividido em três componentes, englobando aspectos gerais, técnicos e ético-sociais, analisados abaixo.

a) Em relação aos aspectos gerais, os egressos do curso devem ser profissionais com as seguintes características:

Capacidade para aplicar seus conhecimentos de forma independente e inovadora, acompanhando a evolução do setor e contribuindo na busca de soluções nas diferentes áreas aplicadas

Formação humanística, permitindo a compreensão do mundo e da sociedade, e o desenvolvimento de habilidades de trabalho em grupo e de comunicação e expressão
Formação em negócios, permitindo uma visão da dinâmica organizacional
Preocupação constante com a atualização tecnológica e com o estado da arte
Domínio da língua inglesa para leitura técnica na área
Conhecimento básico da legislação trabalhista e de propriedade intelectual

b) Em relação aos aspectos técnicos, os egressos do curso devem ser profissionais com os seguintes conhecimentos técnicos:

Processo de projeto para construir a solução de problemas com base científica
Modelagem e especificação de soluções computacionais para diversos tipos de problemas
Validação da solução de um problema de forma efetiva e contextualizada ao problema original
Projeto e implementação de sistemas de computação
Critérios para seleção de software e hardware adequados às necessidades empresariais, industriais, administrativas de ensino e de pesquisa.

c) Em relação aos aspectos ético-sociais, os egressos do curso devem conhecer e respeitar os princípios éticos que regem a sociedade, em particular os da área de computação. Para isso devem:

Respeitar os princípios éticos da área de computação
Avaliar os possíveis impactos sociais da computação e buscar soluções para as questões que representam conseqüências negativas para a sociedade
Implementar sistemas que visem à melhoria das condições de trabalho dos usuários, sem causar danos ao meio ambiente
Facilitar o acesso e a disseminação do conhecimento na área de computação
Ter uma visão humanístico-crítica
Duração, regime, seleção e turnos de funcionamento

Ciência da Computação - Curso

O curso de Ciência da Computação tem por objetivo formar profissionais aptos a desenvolver e adaptar sistemas de programação, projetando e desenvolvendo softwares básicos.

O campo da Ciência da Computação não se restringe aos computadores. Inclui também o desenvolvimento de trabalhos práticos no setor.

Por isso, cabe ao bacharel da Computação dedicar-se aos aspectos científicos, trabalhando no desenvolvimento e adaptação de sistemas importados, no processamento de dados científicos e técnicos, bem como na criação de novas linguagens de programação e novas arquiteturas de hardware.

As características necessárias para atuar na área são raciocínio lógico, exatidão, concentração, organização e iniciativa.

Para atender às solicitações de profissionais dessa área, o currículo pleno do curso inclui disciplinas que abrangem os aspectos mais avançados da computação, possibilitando ao egresso cumprir o seu papel com dinamismo, objetividade e eficiência.

O curso

O curso, que dura em média quatro anos, exige que você tenha facilidade para raciocínios abstratos e fazer contas, pois ele é uma maratona de cálculos.

As disciplinas básicas incluem matemática, física, eletricidade, eletrônica, fundamentos da computação e linguagens formais. Fique preparado para se envolver também em atividades que buscam o aprimoramento da capacidade de expressão e do relacionamento humano.

Entre as matérias optativas estão princípios de interação homem-computador e informação, comunicação e a sociedade do conhecimento. Para que o estudante possa gerenciar o próprio negócio, a maioria dos cursos inclui no currículo disciplinas de administração e empreendedorismo. Na conclusão do curso é exigida uma monografia.

Objetivos do Curso

Formar profissionais aptos a desenvolver e adaptar sistemas de programação, projetando e desenvolvendo softwares básicos.

O campo da Ciência da Computação não se restringe aos computadores.

Inclui também o desenvolvimento de trabalhos práticos no setor. Por isso, cabe ao bacharel de computação dedicar-se aos aspectos científicos da atividade, trabalhando no desenvolvimento e adaptação de sistemas importados, no processamento de dados científicos e técnicos, bem como na criação de novas linguagens de programação e novas arquiteturas de hardware.

O Profissional

Criar programas de informática é a principal atribuição desse profissional. Para isso, ele analisa as necessidades dos usuários, gerencia equipes de criação e instala sistemas de computação.

É esse cientista quem elabora softwares, desde programas básicos de controle de estoque até os mais complexos sistemas de processamento de informações, como os utilizados nas pesquisas espaciais e na medicina genética. Dá assistência aos usuários, mantém redes de computadores em funcionamento e assegura as conexões com a internet.

Em indústrias e institutos de pesquisa, implanta bancos de dados e instala sistemas de segurança para as operações de compra e venda pela rede. Além do conhecimento em computação, o mercado precisa de profissionais na área de vendas, com desenvoltura para negócios.

Por conhecer a parte técnica, o cientista tem mais sucesso ao oferecer o produto de forma customizada ao cliente, explica Luiz Angelo DAmore, 36 anos, analista de sistemas da Telemática Sistemas Inteligentes, de São Paulo (SP). DAmore trabalha no desenvolvimento de soluções voltadas ao controle de acesso e identificação de pessoas, destinadas principalmente ao governo.

Se um visitante chega a um local controlado, por exemplo, recebe um crachá com microtransmissores que são rastreados. Isso permite mapear sua locomoção.

Elaboramos a solução completa, desde a tecnologia usada nos crachás até os sistemas de monitoramento em vídeo com câmeras para reconhecimento facial, conta o analista.

Como as demandas de cada cliente são diferentes, nunca um trabalho é igual ao outro. O cientista da computação coleta os dados da empresa, levanta suas necessidades e, no escritório, desenvolve o produto. Os prazos geralmente são curtos e o trabalho exige viagens constantes.

Atividades Principais

Desenvolver programas para uso específico (softwares), montando e programando redes de computadores em empresas e escritórios
Desenvolver programas de uso genérico, tais como planilhas eletrônicas, programas de multimídia etc.
Detectar erros e problemas em sistemas operacionais de bancos e grandes organizações
Estudar os fundamentos e técnicas da informática, criando novos sistemas operacionais e arquitetura de computadores.

Mercado de Trabalho

As perspectivas atuais são ótimas para os cientistas da computação, principalmente nas empresas privadas, universidades, órgãos governamentais, fabricantes de softwares e hardwares e consultorias.

De fato, com a expansão da economia, houve um conseqüente aumento na venda de computadores e equipamentos de informática, o que vem acarretando um sensível aumento na demanda de especialistas dessa área.

Duração do Curso: 4 anos

Ciência da Computação - Profissional

O curso de Ciência da Computação visa formar profissionais para atuarem na construção dos sistemas de informações das empresas e no desenvolvimento científico e tecnológico da computação.

O profissional formado terá amplo campo de atuação no mercado de trabalho, frente à demanda crescente de informatização da sociedade moderna.

A graduação apresenta disciplinas específicas de informática desde o seu início, sem a separação entre os ciclos básico e profissional.

O objetivo é aliar a teoria à prática, despertando no aluno a motivação para o bom desenvolvimento do curso.

São estudadas com profundidade as técnicas de programação, os métodos de projeto e análise de sistemas, bem como as tecnologias nas áreas de bancos de dados, as redes de computadores e os sistemas operacionais.

O graduado estará apto a assumir a responsabilidade geral de desenvolver, implementar e gerenciar uma infra-estrutura de tecnologia de informação (computadores e comunicação em redes entre os mesmos), dados (internos e externos) e sistemas que abrangem toda a organização.

Terá também a responsabilidade de fazer a prospecção de novas tecnologias de informação e auxiliar no processo de incorporação destas às estratégias, ao planejamento e às práticas da organização.

Ciência da Computação - Objetivo

A Ciência da Computação tem como objetivo final o próprio computador, seja como produto tecnológico, seja como recurso para processamento da informação.

O Cientista da computação estuda a máquina nos aspectos técnicos:

Hardware e os programas: Softwares.

Esta ciência faz uso da Matemática e da Lógica para o desenvolvimento das aplicações de caráter científico ou tecnológico destes sistemas.

O profissional da Ciência da Computação deverá estar habilitado para analisar, definir e implantar sistemas de processamento de dados; desenvolver sistemas de programação, de redes e de segurança.

Currículo Básico

Cálculo Integral,
Geometria,
Álgebra Linear,
Física,
Introdução à Probabilidade e Estatística,
Introdução à Ciência da Computação,
Laboratório de Programação,
Técnicas e Linguagens de Programação,
Princípios de Enumeração,
Análise Numérica,
Programação Matemática,
Estrutura de Dados,
Sistemas Operacionais e Lógica Matemática.

Aptidões Desejáveis

É preciso ter espírito investigativo e interesse em descobrir e trabalhar com o novo, num mercado em grande mutação. Fundamental ter habilidade numérica e lógica.

Especializações possíveis

Área Científica, Comercial e de Aplicação. Bancos de Dados, Redes de Computadores, Segurança de Redes, Análise de Sistemas.

Campos de Atuação

Empresas Públicas e Privadas, Empresas de Computação, na área de desenvolvimento de Software e Hardware, Pesquisa em instituições científicas, Magistério.

Ciências da Computação - Bacharelado

O curso de Bacharelado em Ciências da Computação tem por objetivo a formação teórica e prática em computação ou informática.

A formação do aluno abrange a compreensão do campo científico da computação que permitirá a sua aplicação na solução de problemas da sociedade e no desenvolvimento de conhecimento e tecnologias que permitam a evolução da computação.

Entende-se que o campo da computação é formado por áreas de conhecimento específicas, com seus respectivos conteúdos, que podem ser distribuídas em diversas matérias.

O Bacharel em Ciência da Computação

Desenvolve softwares básicos como Windows e o DOS, que servem para rodar outros programas.
Analisa e projeta sistemas administrativos e financeiros, automação de escritório e projetos científicos.
Desenvolve modelos matemáticos, auxiliando especialistas de outras áreas como médicos, engenheiros e arquitetos na resolução de seus problemas, traduzindo para a linguagem do computador.
Desenvolve softwares aplicativos, ou seja, programas para uso específico como processadores de texto, planilhas e programas de multimidia.
Controla o fluxo de informações de uma empresa.
Está habilitado a solucionar problemas teóricos dos micros e seu funcionamento como equipamento (hardware).

O Curso

O currículo é composto primeiramente por disciplinas de formação básica como Álgebra Linear e Geometria Analítica, Aspectos Formais da Computação e Algoritmos, Cálculo Diferencial e Integral, Fundamentos de Informática e outras.

Depois, entram as disciplinas de formação geral como Teoria da Computação, Linguagens Formais e Autômatas, Teleinformática, Arquitetura e Organização de Computadores, Projeto de Softwares Básicos, dentre outros.

E em uma terceira área, entram as disciplinas de formação específica onde o aluno cursará Inteligência Artificial, Compiladores, Banco de Dados, Computação Gráfica, Pesquisa Operacional e Simulação, Administração de Empresas e outras.

Dentre as áreas de conhecimento que caracterizam a computação podemos citar:

Computação, Algoritmos e Programação
Linguagens de Programação e Compiladores
Arquitetura de Computadores
Sistemas Operacionais, Sistemas Distribuídos, Redes de Computadores e Sistemas Paralelos
Engenharia de Software, Engenharia de Requisitos, Concepção e Especificação de Software
Sistemas de Informação e Banco de Dados
Inteligência Artificial
Interação Humano-Computador
Computação Gráfica e Processamento de Imagens

O curso garante uma formação básica nestes conceitos fundamentais que pode ser aprofundado em matérias das áreas de conhecimento específicas da computação de acordo com o perfil desejado pelo aluno.

A formação abrange também o estudo dos aspectos profissionais, éticos e sociais da computação e de outras áreas do conhecimento, como, por exemplo, matemática, física, economia, administração, direito e outras, tal como propõe as diretrizes propostas pela Comissão de Especialistas em Educação em Computação e Informática (CEEInf) do Ministério da Educação.

Fonte: www3.pucrs.br/www.upf.br/inf.ufpel.edu.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal