Breaking News

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.
Home / Profissões / Astrônomo

Astrônomo

PUBLICIDADE

Definição

Astrônomos são cientistas que estudam o universo e os objetos dentro dele. Há tantas coisas interessantes para aprender no Universo que os astrônomos freqüentemente se tornam especialistas que se concentram em galáxias, estrelas, planetas, regiões formadoras de estrelas, o Sol, a busca pela vida ou a origem e evolução do Universo como um todo.

O que é

Um astrônomo é uma pessoa que estuda, classifica e descreve os fenômenos dos céus.

O astrônomo tem sido um dos papéis mais importantes no mundo científico moderno, com alguns dos grandes saltos na metodologia advindos do domínio da astronomia. No entanto, o conceito de astrônomo continua a fascinar o público como uma figura romântica olhando para o céu.

Uma das pessoas mais conhecidas a usar o nome astrônomo foi o astrônomo do século 16, Nicolaus Copernicus.

Copérnico desenvolveu um modelo heliocêntrico de nosso sistema solar, colocando o sol no centro e a Terra orbitando-o e, ao fazê-lo, virou a cabeça para a maioria das visões de mundo predominantes da época.

Embora um modelo heliocêntrico tivesse sido apresentado por várias mentes brilhantes do mundo do Islã, da Índia e da Grécia, Copérnico o expôs no Ocidente de tal maneira que era impossível para o mundo ignorar.

Pouco depois de Copérnico, o astrônomo Galileu Galilei expandiu as visões de Copérnico. Ele tornou o telescópio substancialmente mais eficaz do que tinha sido, permitindo ao astrônomo fazer observações muito mais detalhadas, incluindo a visualização de crateras na lua, manchas solares e quatro das luas de Júpiter.

Galileu era um católico devoto e, de fato, viajou a Roma para mostrar as luas de Júpiter ao Colégio Jesuíta Romano como evidência do modelo heliocêntrico copernicano.

A Igreja rejeitou os pontos de vista de Galileu e acabou por considerá-lo altamente suspeito de heresia e colocado em prisão domiciliar.

Sir Isaac Newton, além de muitas outras realizações, era um astrônomo influente. Muitas de suas observações o levaram a desenvolver algumas de suas grandes teorias de movimento, gravitação e dinâmica física.

Edmond Halley, um astrônomo do século 18, concebeu uma teoria de órbitas para cometas. Ele usou essa teoria para prever um cometa em 1682, que seria nomeado em sua homenagem como Cometa de Halley.

Uma das distinções históricas fundamentais de um astrônomo é sua confiança na observação para apresentar teorias. É provável que por esse motivo o astrônomo seja uma figura tão romântica para a maioria das pessoas.

Os céus à noite são inspiradores para a maioria e uma vida inteira olhando para eles e tentando mergulhar em seus mistérios é algo que atrai muitos.

Embora o ideal romântico de um velho enrugado com o olho no telescópio não possa mais existir de verdade, ele inspirou, geração após geração, a se empolgar com a ciência.

Na era moderna, duas coisas maravilhosas aconteceram no campo da astronomia: a qualidade aumentou e o preço caiu. Isso permitiu que toda uma nova onda de astrônomos surgisse, mas esses geralmente são amadores.

Com um investimento relativamente pequeno agora, qualquer um pode ser um astrônomo.

De fato, algumas descobertas importantes nas últimas duas décadas foram feitas por aqueles que estão longe de serem astrônomos profissionais.

À medida que a tecnologia continua a melhorar, é provável que o papel do astrônomo amador na identificação de fenômenos celestes apenas aumente.

Resumo

Astrônomo é uma das profissões mais antigas em ciências. Durante séculos, as pessoas admiravam a beleza do céu noturno, desejando aprender o que são as estrelas e outros objetos celestes e como o Universo “funciona”.

Os astrônomos são viajantes do tempo – eles olham para o passado, quando o Universo nasceu. Eles observam a luz vinda de estrelas, sistemas planetários e galáxias que foram formadas para nós na Terra. Mas, na realidade, leva tanto tempo para que a luz chegue até nós na Terra, que até o momento, alguns desses objetos podem não existir mais.

Os astrônomos tentam entender o comportamento da matéria, estudam as condições que existem apenas no espaço e não podem ser encontradas na Terra e descobrem as partículas envolvidas nesses processos. Para isso, os astrônomos realizam pesquisas teóricas e práticas. Eles criam teorias e realizam experimentos e observações que se complementam.

Os pesquisadores constroem modelos computacionais que são modelos matemáticos baseados em equações teóricas, que permitem simular e visualizar o comportamento de sistemas complexos e estudar processos físicos, analisando diferentes parâmetros.

Usando modelos, os astrônomos podem simular, por exemplo, a atmosfera marciana ou a interação entre um exoplaneta e sua estrela parental

As principais ferramentas usadas pelos astrônomos são:

Telescópios – usados para coletar emissões de luz
Espectrógrafos – usados para dividir a luz em um espectro para determinar a temperatura, composição e velocidade dos objetos espaciais
Câmeras – conectadas a telescópios e usadas para coletar imagens
Naves espaciais – câmeras e telescópios são colocados a bordo para coletar imagens de objetos espaciais
Computadores – usados para analisar dados recebidos de telescópios e naves espaciais

Os astrônomos usam todas essas ferramentas com bastante frequência, especialmente telescópios, além de aplicar muita física e matemática.

Eles são capazes de usar uma variedade de telescópios para observar objetos no Universo – alguns desses telescópios estão localizados aqui no planeta Terra e outros são enviados ao espaço.

Somente os planetas mais próximos (todos dentro do nosso Sistema Solar) podem ser alcançados por naves espaciais.

Portanto, telescópios ou satélites em órbita terrestre são invocados para nos indiretamente fornecer informações sobre todos os outros objetos celestes, observando a luz emitida ou refletida Os telescópios captam luz de objetos distantes e vamos vê-los “de perto”.

É através da coleta e análise detalhada dessa luz que os astrônomos são capazes de desvendar alguns dos muitos mistérios do Universo. Se, de fato, o principal objetivo usar um telescópio é coletar essa luz para que o astrônomo possa analisar e interpretar esses dados.

Um exemplo de telescópio usado pelos astrônomos é o Telescópio Espacial Hubble. Pode ver a uma distância de vários bilhões de anos-luz.

O mais distante que o Telescópio Espacial Hubble já viu até agora é de 10 a 15 bilhões de anos-luz de distância.

Várias galáxias do Campo Profundo do Hubble que os astrônomos são capazes de ver são bilhões de anos atrás, porque é esse o tempo que a luz levou para chegar até nós.

Existem diferentes campos da astronomia, e a maioria dos astrônomos escolherá se concentrar em apenas um.

Alguns exemplos desses campos são astronomia solar, astronomia planetária, astronomia estelar, astronomia galáctica, astronomia extragalática e cosmologia.

Cada campo se ramifica em um tipo de estudo observacional ou teórico.

O ramo observacional utiliza os princípios básicos da física e concentra-se na aquisição e análise de dados.

O ramo teórico, por outro lado, descreve objetos e fenômenos astronômicos através do desenvolvimento de modelos computacionais ou analíticos.

Os dois ramos andam de mãos dadas, com a astronomia teórica focada na explicação dos resultados observacionais e a astronomia observacional sendo usada para confirmar os resultados teóricos.

A astronomia também pode ser dividida de acordo com seus vínculos com outros ramos da ciência, pois pode aplicar física, biologia e geologia para explicar a origem e evolução do espaço, estrelas e corpos celestes.

Esses quatro subcampos são: astrofísica, astrometria, astrogeologia e astrobiologia.

Astrônomos estudam, classificam e descrevem objetos celestes

A observação astronômica levou Isaac Newton a desenvolver algumas dessas teorias

Fonte: coolcosmos.ipac.caltech.edu/www.careerexplorer.com/www.sciencekids.co.nz/www.wisegeek.org/www.space-awareness.org/www.environmentalscience.org/www.ucolick.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Dermatologia

Dermatologia

PUBLICIDADE Definição A Dermatologia envolve, mas não se limita ao estudo, pesquisa e diagnóstico de doenças e …

Neurofisiologia

PUBLICIDADE Definição Um ramo da neurociência que se preocupa com a fisiologia do sistema nervoso. …

Neurologista

PUBLICIDADE Definição Um neurologista é um médico especializado no tratamento de doenças do sistema nervoso. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.