Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Enfermagem  Voltar

Enfermagem

Você conhece bem o profissional de enfermagem?

O profissional de Enfermagem corresponde à imagem que a sociedade tem dele, de alguém preparado exclusivamente para cuidar de enfermos?

Pois bem, enfermagem é a arte de cuidar e também é uma ciência cuja essência e especificidade é o cuidado ao ser humano, individualmente, na família ou em comunidade de modo integral ou holístico, desenvolvendo de forma autônoma ou em equipe atividades de promoção, prevenção e recuperação da saúde.

O enfermeiro desenvolve atividades técnico-científicas da enfermagem nas áreas de Assistência, Administração, Ensino e Pesquisa, no âmbito sócio-político e cultural, para a satisfação das necessidades humanas básicas com intervenções sistematizadas de amplo alcance, nos níveis de atenção primária, secundária e terciária nas diversas fases do ciclo evolutivo da vida, respeitando os princípios éticos que norteiam a profissão.

Dentro da enfermagem, encontramos o auxiliar de enfermagem (nível fundamental) e o técnico de enfermagem (nível médio) ambos confundidos com o enfermeiro, entretanto com funções distintas, possuindo qualificações específicas.

Este profissional presta assistência ao paciente ou cliente em clínicas, hospitais, ambulatórios, empresas de grande porte, transportes aéreos, navios, postos de saúde e em domicílio, realizando atendimento de enfermagem; coordenando e auditando serviços de enfermagem, além de implementar ações para a promoção da saúde junto à comunidade.

Enfermagem
Símbolo Enfermagem

De uns tempos para cá, houve uma modificação da imagem do profissional de Enfermagem e a profissão é, hoje, mais reconhecida no mercado de trabalho.

O enfermeiro era visto como um profissional que fazia parte da equipe de um hospital apenas para cuidar do paciente, e é claro que essa é uma função básica do profissional.

Com a abertura de outros campos de trabalho, hoje, são mais de cinco mil equipes no Brasil e um dos integrantes da equipe é o enfermeiro, de presença obrigatória. Isso criou um campo bastante amplo e levou, também, a uma nova forma de entender o papel desse profissional.

Este perfil confere ao enfermeiro postura profissional transformadora em qualquer nível de desenvolvimento dos programas de saúde, atendendo os princípios da universalidade, integralidade, equidade, solidariedade e hierarquização que norteiam o sistema de saúde vigente no país.

Fonte: www.enfermagemvirtual.com.br

Enfermagem

Na Inglaterra e em outros países europeus, a enfermeira obstétrica é responsável pelo nascimento dos bebês. O médico entra em sala apenas quando há alguma dificuldade no parto. No Brasil, pode acontecer a mesma coisa. Recentemente, o Ministério da Saúde autorizou os enfermeiros a realizar partos normais no Sistema Único de Saúde (SUS).

O que gerou uma nova e promissora alternativa de trabalho para esses profissionais. Para se ter idéia, em São Paulo apenas 1% dos 22 mil enfermeiros tem essa habilitação.

Outra prática, consolidada na Europa e em outros países desenvolvidos que ganha cada vez mais adesões no Brasil, é o atendimento domiciliar de pacientes em fase de recuperação.

Esse recurso diminui o risco de infecção hospitalar e acaba sendo mais barato do que o tratamento em hospital, além de contribuir, em muitos casos, para acelerar o restabelecimento do paciente.

De qualquer modo, a Enfermagem é uma profissão com amplo campo de atuação. Se o assunto for o gerenciamento de hospitais, o enfermeiro poderá auxiliar nas atividades de planejamento, execução e supervisão de serviços, além de coordenar equipes de enfermagem e auxiliares. Se se tratar de saúde pública, a função do enfermeiro será a de orientar a comunidade sobre hábitos de higiene, planejamento familiar, pré-natal, aplicação de vacinas.

O Programa de Municipalização da Saúde do governo federal reforça essa área com a proposta de criação de 14 mil vagas de Enfermagem em todo o país, até o ano 2002 – a idéia é alocar um enfermeiro na equipe de agentes de saúde que dará atendimento direto às famílias.

Esse seria o enfermeiro generalista. Ou seja, o profissional que tem atuação global. Em contrapartida, observa-se também uma tendência à especialização: além da enfermagem obstétrica, há a pediátrica (tratamento de crianças e recém-nascidos), a psiquiátrica (auxílio a pacientes com distúrbios psicológicos), médico-cirúrgica (assistência ao médico e ao paciente antes, durante e depois da cirurgia), entre outras.

A enfermagem que cuida de idosos, doentes ou não (geriátrica), tem se expandido devido ao crescimento da expectativa de vida dos brasileiros. O setor público concentra cerca de 70% das vagas em hospitais, secretarias e centros de saúde.

Uma profissão marcada pela presença feminina – 90% dos profissionais no Brasil são mulheres –, a Enfermagem enfrenta o desafio de disputar o mercado com pessoal pouco qualificado como auxiliares (formam-se em cursos de onze meses), técnicos (2º grau profissionalizante) e atendentes (formam-se na prática). “A lei que regulamenta a profissão diz que cabe ao enfermeiro todos os cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica e que exijam conhecimentos de base científica e capacidade de tomar decisões imediatas”, explica Gilberto Linhares Teixeira, presidente do Conselho Federal de Enfermagem. Já houve épocas mais difíceis.

Hoje os enfermeiros conquistaram muito espaço. “Exemplo disso é a sua participação na elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde”, diz Teixeira.

O curso oferece disciplinas básicas como anatomia, microbiologia e bioquímica no primeiro ano. Em muitas faculdades, já se começa a atender pacientes e a cuidar da enfermaria a partir do segundo ano.

Aulas práticas incluem procedimentos de emergência, instrumentação, administração da enfermaria. O salário inicial médio desse profissional gira em torno de R$ 1,2 mil.

Duração média do curso

Quatro anos

A profissão

O enfermeiro trabalha na recuperação e na manutenção da saúde humana. Acompanha o tratamento de males e o bom desenvolvimento de crianças e bebês. Promove a reabilitação de convalescentes e inválidos e cuida de idosos.

Em hospitais e clínicas, chefia a equipe de técnicos e atendentes de enfermagem, e controla o uso e a distribuição do material médico-hospitalar. Pode atuar, ainda, em unidades volantes de emergência ou no ambulatório de empresas e assumir funções administrativas e gerenciais.

Junto às famílias e às comunidades, promove a educação em saúde, dá orientação sobre planejamento familiar e condições sanitárias e higiênicas. Aumenta a procura pelo especialista em atendimento domiciliar. Para exercer a profissão, é obrigatório o registro no Conselho Regional de Enfermagem.

Características que ajudam na profissão

Dedicação

Paciência

Atenção a detalhes

Exatidão

Meticulosidade

Senso de organização

Rapidez

Liderança

Equilíbrio emocional

Habilidade manual

Dinamismo

Facilidade em lidar com pessoas.

Fonte: www1.uol.com.br

Enfermagem

Enfermeiro é uma profissão que exige muita sensibilidade do profissional.

Além de cuidar de pessoas, ele lida com os familiares do paciente.

Campo de atuação de Enfermagem

O curso de enfermagem possibilita atuação nas seguintes áreas

Enfermagem geral

Enfermagem geriátrica

Enfermagem médico-cirúrgica

Enfermagem obstétrica

Enfermagem pediátrica

Enfermagem psiquiátrica

Enfermagem de resgate

Enfermagem do trabalho

Enfermagem de saúde pública

Disciplinas do curso de enfermagem

No curso de Enfermagem são dadas aulas sobre

Fisiologia

Saúde Ambiental

Biologia celular

Histologia

Embriologia e Bioquímica

Essas são algumas das disciplinas do curso de Enfermagem da USP (Ribeirão Preto).

Para ver a lista completa de disciplinas

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho dependerá bastante da região que você mora. Alguns profissionais relatam que não encontraram muitas dificuldades na hora de conseguir emprego após o término do curso de enfermagem.

No entanto, outros dizem que chegaram a ficar alguns anos sem conseguir uma oportunidade de trabalho.

Por isso, é muito importante investir em uma especialização, levado em consideração o mercado de trabalho da área em que você deseja atuar.

Salário

O salário também irá variar de acordo com o lugar.

O salário médio inicial fica em torno de R$ 1.500.

Você poderá achar lugares que pagam uma quantia inferior a essa, mas também é possível que ache quem pague o dobro, por isso não entenda que esse valor é uma regra.

Melhores Faculdades

De acordo com a revista Guia do Estudante, a USP, UFRGS, Unicamp, UEL e UFG são algumas faculdades que possuem o curso de Enfermagem avaliado como ótimo.

Possui alguma dúvida sobre o curso de Enfermagem? Achou alguma informação errada ou tem uma opinião diferente?

Basta usar o formulário de comentários.

Fonte: aprovadonovestibular.com

Enfermagem

Se você pretende seguir essa carreira, saiba que vai precisar de muita sensibilidade para cuidar dos outros, pois é esse profissional quem faz a ponte entre o paciente e seus familiares e todos os demais profissionais do hospital.

Dependendo do estágio da carreira, suas atribuições não param por aí.

Que o diga a enfermeira Deborah Oliveira de Carvalho, supervisora da Santa Casa de Misericórdia de Mococa, no interior de São Paulo. “Coordeno uma equipe com 40 funcionários, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, assistentes sociais e nutricionistas, e sou responsável por todas as áreas de enfermagem do hospital.

Na minha função, é fundamental ter espírito de liderança e entender de gestão de pessoas e de processos”, diz ela. A carreira de enfermeiro, ressalta Deborah, exige uma série de sacrifícios. “Tenho folgas a cada quinze dias e estou sempre de sobreaviso, mesmo quando não é meu plantão.

Tenho pouco tempo para me divertir e preciso ser criativa para conciliar o trabalho, a família e o lazer. Mas vale a pena porque gosto muito do que faço”, conta a profissional.

Indispensável em todos os setores de um hospital, da UTI à psiquiatria, passando pela pediatria, maternidade e cardiologia, o enfermeiro se preocupa com a qualidade de vida e a segurança dos pacientes.

É sua função coletar dados sobre o estado dos doentes e ajudar a estabelecer o diagnóstico para auxiliar o corpo clínico sobre a conduta a ser seguida.

Ele também é responsável pela higiene, alimentação e orientação do paciente, bem como pela administração de remédios e a aplicação de curativos.

Pode atuar, ainda, na saúde coletiva, em campanhas de prevenção de doenças e realizando trabalhos educativos na comunidade.

O mercado de trabalho

O mercado de trabalho do profissional de Enfermagem tem passado por mudanças. "Aquela atuação tradicional, em hospitais, está muito difícil. O mercado está saturado pois há muitos cursos no país e a concorrência é grande", diz José Luiz Tatagiba Lamas, coordenador do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de São Paulo.

A mudança, no entanto, não significa que a profissão passe por um momento ruim. "O enfermeiro tem de ser criativo e buscar alternativas.

Hoje, por exemplo, há profissionais que trabalham em empresas de produtos hospitalares, apresentando as novida- des a outros enfermeiros e dando treinamento. Essa função não existia há poucos anos", explica.

O envelhecimento da população brasileira também faz aumentar a procura pelo especialista em saúde da terceira idade para atuar em hospitais, clínicas e casas de repouso ou como autônomo. No estado de São Paulo, que abriga a maior rede hospitalar do país, há vagas em instituições filantrópicas e privadas. As oportunidades são maiores nas cidades do interior.

O Programa Saúde da Família e o Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde) também criam postos de trabalho para os enfermeiros em todo o Brasil.

Como a política de saúde do governo federal tem dado maior ênfase aos investimentos na prevenção de doenças (desnutrição, doenças sexualmente transmissíveis, tratamento de gestantes, hipertensão e outras), nos últimos anos, os formados têm atuado principalmente na área de promoção da saúde e na emergência.

O curso

As diretrizes estabelecidas pelo MEC em 2002 propuseram que a formação na graduação passasse a ter um caráter mais generalista, voltado para as necessidades de atenção primária, que é o trabalho do enfermeiro em ambulatórios, prontos-socorros e postos de saúde.

O início do curso é marcado por disciplinas básicas da área das ciências biológicas, como anatomia, microbiologia, citologia, histologia e parasitologia. Também há matérias de administração e fundamentos de psicologia e de sociologia.

Gradativamente, o aluno conhece os procedimentos técnicos e, no segundo ano, começa a atender pacientes e a cuidar de enfermarias.

O estágio é obrigatório, sempre supervisionado por enfermeiros e professores. No fim do curso – que dura, em média, quatro anos e meio –, é comum a exigência de um trabalho de conclusão.

O que você pode fazer

Assessoria e consultoria

Auditar os procedimentos hospitalares de enfermagem e auxiliar na montagem de unidades de saúde.

Atendimento domiciliar

Cuidar de pacientes em sua residência, dando continuidade ao tratamento hospitalar. Auxiliar o paciente em exercícios terapêuticos e cuidar de sua higiene e de seu bem-estar.

Enfermagem geral

Comandar equipes de técnicos e auxiliares de enfermagem no atendimento a pacientes.

Enfermagem geriátrica

Atender idosos, doentes ou não, em domicílios, casas de repouso, clínicas e hospitais.

Enfermagem médico-cirúrgica

Ministrar cuidados pré e pós-operatórios em prontos-socorros, clínicas e hospitais.

Enfermagem obstétrica

Dar assistência integral a gestantes, parturientes e lactantes, acompanhando o pré-natal, realizando exames e auxiliando o médico no parto e no pós-parto. Dar orientações sobre planejamento familiar.

Enfermagem pediátrica

Acompanhar e avaliar o crescimento e o desenvolvimento da criança. Incentivar o aleitamento materno e orientar os pais quanto às técnicas e aos cuidados com os recém-nascidos.

Enfermagem psiquiátrica

Ajudar no tratamento de pacientes com distúrbios psicológicos.

Enfermagem de resgate

Participar de equipes de salvamento de vítimas de acidentes ou de calamidades públicas.

Enfermagem do trabalho

Dar atendimento ambulatorial em empresas e acompanhar programas de prevenção e manutenção da saúde dos funcionários.

Enfermagem de saúde pública

Orientar a população sobre a prevenção de doenças e promover a saúde da coletividade. Atender pacientes em hospitais, centros de saúde, creches e escolas. Formar, capacitar e supervisionar os agentes de saúde.

Fonte: guiadoestudante.abril.com.br

Enfermagem

Antes relegada à segunda opção de quem queria fazer Medicina, a Enfermagem está ganhando seu próprio espaço nas preferências de quem sonha trabalhar na área da saúde.

É que a profissão vem sendo mais valorizada, em função da participação do enfermeiro nos programas de saúde familiar.

Mas a principal característica da profissão permanece a mesma: é importante que o futuro enfermeiro goste de cuidar de pessoas. Além de tratar o paciente, o profissional faz a ponte entre ele e sua família com o hospital - médicos, administração, etc.

O curso, que dura oito semestres, tem disciplinas como anatomia, biologia e outras ligadas à área da saúde. Na Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos) há ainda, entre as disciplinas opcionais, aulas de nutrição, socorros de urgência e até fundamentos de marketing.

Mercado

Conforme a coordenadora do curso de Enfermagem da Unisinos, no Rio Grande do Sul, Petronila Libana Cechin, os profissionais costumam atuar em área hospitalar e saúde pública. "Cada vez mais, o profissional responde pelo gerenciamento de unidades hospitalares e de serviços públicos", comenta.

Petronila diz que entre as principais atribuições do enfermeiro estão auxílio no diagnóstico, planejamento e implementação das ações que atendam à promoção da saúde e prevenção das doenças e cuidados de maior complexidade.

Segundo a coordenadora da Unisinos, não há piso salarial para os profissionais. Mas os enfermeiros devem ser cadastrados no Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). "O salário no setor público segue o padrão dos profissionais da área da saúde. Nas instituições particulares, cada uma determina o pagamento", afirma Petronila.

É pra você?

Além de gostar de pessoas, é importante que o futuro enfermeiro, como os demais profissionais da área de saúde, esteja preparado para estudar bastante e se manter atualizado. Também é interessante que o profissional seja detalhista e cuidadoso, já que lida com procedimentos que afetam diretamente o bem-estar dos pacientes.

O que vem por aí

A professora da Unisinos diz que a Enfermagem tem recebido mais oportunidades na área de saúde pública. "Especialmente nas ações estratégicas da Saúde da Família", comenta. Outra frente que se abre para o profissional é o atendimento emergencial pré-hospitalar e o home care, quando o enfermeiro atende o paciente em casa.

Diferencial

Para se destacar ainda na faculdade, Petronila sugere que o aluno invista no conhecimento científico. "É importante buscar estágios complementares e realizar intercâmbios extra-curriculares", enumera a professora.

Fonte: noticias.terra.com.br

Enfermagem

O Curso de Enfermagem visa formar o profissional de graduação em enfermagem, com competência técnica, científica e humana, voltado para o atendimento às necessidades das pessoas em termos de assistência preventiva e curativa à saúde.

Pretende oferecer uma formação sólida que possibilite uma atuação crítica e reflexiva na realidade, desenvolvendo práticas que promovam a saúde da coletividade e contribuam para o desenvolvimento social, científico e cultural.

Fonte: www.ufvjm.edu.br

Enfermagem

O QUE FAZ

Auxilia em cirurgias e acompanha a evolução do estado geral do paciente. Coordena e supervisiona o trabalho de técnicos, auxiliares e atendentes de enfermagem em hospitais e centros médicos. O enfermeiro pode ainda prestar serviços a domicílio, como aplicar injeções e ajudar na higiene pessoal dos pacientes.

CAMPO DE TRABALHO

Atendimento Domiciliar

Presta serviços na residência de pacientes, cuidando de sua higiêne e do seu bem-estar, além da organização e aplicação dos medicamentos necessários.

Enfermagem Geral

Planeja e coordena o trabalho de auxiliares e atendentes em unidades de enfermagem, sendo o responsável pelos cuidados diretos dos pacientes.

Enfermagem Geriátrica

Presta assistência a idosos, doentes ou não, em clínicas de repouso e hospitais.

Enfermagem do Trabalho

Participa de programas de prevenção de doenças de trabalho dentro das empresas, prestando atendimento nos ambulatórios das mesmas.

Enfermagem de Saúde Pública

Participa de programas de saúde pública e educação sanitária em centros de saúde, creches, hospitais e escolas, além de programas de controle e investigação de doenças transmissíveis, endemias e epidemias.

Enfermagem Médico-Cirúrgica

É o responsável pela assistência pré-operatória e pós-operátoria em pronto-socorros, unidades de hemodiálise, centros cirúrgicos e Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Controla os sinais vitais dos pacientes, opera aparelhos médicos e cuida da recuperação pós-anestésica dos pacientes.

Enfermagem Obstétrica

Presta assistência à gestante do pré-natal ao pós-parto. Trabalha em programas e campanhas de planejamento familiar.

Enfermagem Pediátrica

Trabalha com crianças em hospitais, centros de saúde e UTIs para recém-nascidos.

Enfermagem de Resgate

Participa de equipes de salvamento de vítimas dos mais variados tipos de acidentes.

Ensino

Leciona Enfermagem, Higiene e Programas de Saúde em escolas de primeiro e segundo graus e em cursos profissionalizantes de Enfermagem.

REGULAMENTAÇÃO

Lei 7499 de 25/06/1986 e Decreto-lei 94406 de 08/06/1987. É obrigatório o registro no Conselho Regional de Enfermagem (CRE).

DURAÇÃO

4 anos, com estágio supervisionado obrigatório. Algumas escolas exigem também o estudo de casos clínicos no último ano do curso.

CONTEÚDO

Genética, Embriologia, Fisiologia e Bioquímica são disciplinas básicas do currículo, além de Biologia, Psicologia e Sociologia. A partir do segundo ano, são incluídas disciplinas específicas das áreas de Obstetrícia, Saúde Pública e Enfermagem. Misturam-se às disciplinas teóricas aulas práticas de Anatomia, Microbiologia, Citologia, Histologia e Parasitologia. Aulas de Didática e Administração aplicadas aos serviços de saúde completam o currículo do curso.

TITULAÇÃO

Enfermeiro, Enfermeiro Médico-Cirúrgico , Enfermeiro Obstetra, Enfermeiro de Saúde Pública e Licenciado em Enfermagem e Obstetrícia.

Fonte: www.10emtudo.com.br

Enfermagem

Descrição

O Enfermeiro é o auxiliar do médico no tratamento.

É o responsável pela observação, cuidado, evolução do estado do enfermo.

Orienta a respeito da saúde e medicação, coordena o trabalho dos técnicos, auxiliares e atendentes de enfermagem.

Cuida da distribuição de material médico hospitalar, encaminhamento de pacientes e das tarefas ligadas à prática da medicina.

Currículo Básico

Introdução à Enfermagem

Biologia

Psicologia

Microbiologia

Enfermagem Médico Cirúrgico

Enfermagem Materno Infantil

Administração Aplicada.

Aptidões Desejáveis

É indispesável ter

Equilíbrio emocional

Habilidade manual

Capacidade de organização

Atenção concentrada

Boa capacidade de observação

Especializações possíveis

Enfermagem Geral

Enfermagem Médico Cirúrgica

Enfermagem Obstétrica

Enfermagem de Saúde Pública.

Campos de Atuação

Hospitais públicos e particulares

Clínicas

Casas de Saúde.

Fonte: www.guiadasprofissoes.com.br

Enfermagem

"Aquele que trata e auxilia doentes nos hospitais ou no domicílio"

O que é ser enfermeiro?

Enfermeiro é o profissional que zela pelo bem estar e saúde de pacientes auxiliando o médico quando necessário, e dando toda a assistência física e psicológica a esses pacientes e suas famílias.

Ele é responsável por seguir a prescrição médica e se certificar de que o tratamento está sendo seguido corretamente.

Quais as características necessárias para ser um enfermeiro?

Primeiramente, é preciso gostar de cuidar do próximo.

Os enfermeiros são profissionais muito importantes no tratamento de enfermidades, pois são eles que acompanham periodicamente o tratamento do paciente.

Além disso, o enfermeiro precisa saber que seu trabalho não é apenas técnico, mas, sobretudo, humano.

Esse profissional deve ter sempre uma palavra de conforto, ou simplesmente ouvir o paciente.

Características desejáveis

Desejo de cuidar do próximo

Responsabilidade com horários

Facilidade ao lidar com emoções

Habilidade para reconhecer novas idéias que melhorem a qualidade de vida das pessoas

Facilidade na comunicação

Motivação

Ser solícito

Hábil e seguro com instrumentos cortantes

Qual a formação necessária para ser um enfermeiro?

O enfermeiro precisa ter diploma universitário em uma faculdade de enfermagem.

O curso tem duração de 4 anos e alia conhecimentos científicos do corpo humano, como por exemplo o estudo da anatomia, e conceitos da psicologia humana, que contribuem para que a profissão seja além de técnica, humana e pessoal.

Principais atividades

As principais atividades desempenhadas pelos enfermeiros são:

Auxiliar o médico em tarefas como: dar pontos, aplicar injeções, medir a pressão, medicar, fazer curativos, remover o paciente, etc.

Acompanhar o doente nos hospitais e postos de saúde

Cuidar de pessoas que estendem o tratamento para suas casas, como nos casos chamados de homecare

Dar assistência física e fazer companhia a pessoas idosas

Atuar na área administrativa da equipe de enfermeiros, coordenando os trabalhos a serem seguidos

Áreas de atuação e especialidades

O enfermeiro encontra diversas áreas de atuação para se dedicar. Com a crescente evolução nos tipos de tratamento aos pacientes, há necessidade da constante atualização dos profissionais.

Ele pode atuar como integrante da equipe médica de um hospital, da área de saúde de empresas, acompanhar pacientes em fase de tratamento domiciliar (homecare) e trabalhar em laboratórios junto a farmacêuticos.

Também, pode trabalhar junto ao governo em programas de saúde e equipes que fazem a vigilância sanitária de empresas, escolas e outros estabelecimentos comerciais.

O profissional de enfermagem pode especializar-se na área acadêmica, ministrando aulas nos cursos de enfermagem e produzir artigos que contribuam de alguma forma para a evolução do tratamento médico.

Mercado de trabalho

O profissional de enfermagem, ao contrário do que muitos pensam, não encontra mercado de trabalho somente dentro dos hospitais ou postos de saúde.

Ele pode atuar como integrante da área de saúde de empresas, cuidar de pessoas em tratamento em casa e em laboratórios junto aos farmacêuticos na elaboração de implementos científicos que melhorem a eficácia dos tratamentos médicos.

Também, pode atuar em programas como o Saúde da Família e em equipes que façam a vigilância sanitária de empresas, escolas e outros estabelecimentos comerciais.

Pode se especializar também, na área acadêmica, produzindo artigos que visem contribuir de alguma forma para a evolução no tratamento dos pacientes, a partir do estudo de casos.

Para quem deseja especializar-se na área acadêmica, também, há a opção de dar aulas nas universidades de enfermagem espalhadas pelo país.

A enfermagem é uma profissão predominantemente exercida por mulheres, mais de 70% dos profissionais da área são do sexo feminino, porém não há uma diferença salarial significativa entre homens e mulheres nesta profissão.

Curiosidades

Entre personalidades da área da enfermagem, destacamos Florence Nightingale, considerada a fundadora da enfermagem moderna. Nascida na Alemanha, iniciou os estudos somente após os 31 anos, pois sua família considerava impróprio para uma dama de sua classe, trabalhar com enfermagem.

Apesar de não conhecer o conceito de contato por microorganismo, uma vez que este ainda não tinha sido descoberto pela ciência, ela já acreditava que bons cuidados com a limpeza, ar fresco e boa iluminação proporcionavam a cura mais rapidamente.

Florence, ao longo da Guerra da Criméia, conseguiu reduzir as taxas de mortalidade entre os soldados britânicos através de seus esforços como enfermeira.

No Brasil, Ana Néri é patrona de todos os enfermeiros. Aos 51 anos de idade, a baiana Ana Justina Ferreira Néri acompanhou seus filhos e irmãos na maior luta armada da América Latina, a Guerra do Paraguai. Enfrentou a morte de perto para salvar muitas vidas, inclusive de inimigos da pátria e se tornou exemplo no mundo, como precursora da Cruz Vermelha no Brasil.

Fonte: www.brasilprofissoes.com.br

Enfermagem

O PROFISSIONAL

A enfermagem é a arte de assistir os pacientes em suas necessidades básicas, promovendo, mantendo e recuperando a saúde. O enfermeiro cuida, observa e acompanha a evolução do estado geral do paciente. Aplica injeções, faz inalações, curativos, presta assistência em cirurgias, distribui remédios e refeições, ocupa-se do material médico hospitalar.

Deve também ter certa vocação para a organização e a gerência. Nunca deve esquecer que está lidando com vidas, por isso, precisa ser paciente e minucioso.

Enfermagem

O MERCADO DE TRABALHO

“O mercado é promissor. Além de hospitais e centros de saúde, o enfermeiro é contratado por grandes empresas, creches, farmácias, escolas e para trabalhar no gerenciamento dos serviços de saúde. Hoje, o mercado é melhor para o autônomo que pode partir para uma especialização, especialmente em “alta” a gerontologia (cuida de idosos), os especialistas em UTI, Pronto Socorro e Cirurgia.”
Prof. Adilson Senne - São Camilo.

“Todos os formandos encontram trabalho assim que saem da faculdade. Só que o início é muito duro. Um recém formado é obrigado a se sujeitar a salários pequenos, em média de R$ 800. Certamente não dá para viver dignamente com isso.
Além do problema salarial, sobram para eles os plantões de final de semana. Eu aconselho que o recém formado faça mais um esforço, que concilie o árduo trabalho com uma especialização, pois só assim ele vai conquistando um lugar melhor.”
Prof.ª Cristina Parada - Unesp de Botucatu.

A profissão é regulamentada pela Lei 7498, de 25/06/1986, e Decreto/Lei 94406 de 08/06/1987. A entidade que a representa é o Conselho Regional de Enfermagem, que informa que o piso salarial da categoria é de R$750 mensais, em São Paulo.

O CURSO

A duração é de quatro anos. O primeiro ano é reservado às matérias básicas. A partir do segundo, começam as disciplinas específicas e as práticas. O estágio mínimo é de um ano. Entre as disciplinas do currículo: anatomia, histologia, bioquímica, imunologia, parasitologia, microbiologia, psicologia, epidemologia.

Fonte: educaterra.terra.com.br

Enfermagem

Planeja

Organiza

Supervisiona

Executa serviços de enfermagem para possibilitar a manutenção

Aprevenção

Arecuperação da saúde individual

Coletiva.

Enfermagem

O Enfermeiro

Planeja e coordena os trabalhos de técnicos, auxiliares, e atendentes em unidades de enfermagem.

Participa de programas de saúde pública e educação sanitária com o objetivo de esclarecer a população sobre doenças e os meios de prevenção.

Auxilia no controle e investigação de doenças transmissíveis, endemias e epidemias.

Dá assistência global a pacientes em pré ou pós-operatório de hospitais, controlando os sinais vitais e acompanhando a recuperação deste paciente, fazendo curativos e aplicando medicação.

Presta assistência à gestante, acompanhando toda a gestação, parto e pós-parto. Trabalha, também, em programas de planejamento familiar.

Atua na assistência e recuperação de crianças internadas nos hospitais, ou clínicas pediátricas.

Coordena todos os serviços cirúrgicos e hospitalares, onde pacientes necessitam de cuidados ininterruptos.

Onde Pode Trabalhar

Hospitais, clínicas, ambulatórios médicos, prontos-socorros em nível público ou privado.

Indústrias, creches, centros de assistência à saúde.

Instituições de ensino e pesquisa.

O Curso

Nas disciplinas de formação básica, o aluno passará por matérias nas áreas de: Biologia, Patologia, Ciências Fisiológicas, Ciências Morfológicas, Introdução à Saúde Pública e Ciências do Comportamento que procuram fornecer ao aluno meios para aquisição de conhecimentos que o levem a uma compreensão do homem em todas as fases do seu ciclo vital.

Já em nível profissionalizante, cursará disciplinas cujos conteúdos envolvem: Enfermagem em Serviços de Saúde Coletiva; Administração Aplicada; Administração da assistência de enfermagem à saúde do adulto e idoso; Psicologia da Educação; Saúde Rural, Ocupacional e escolar.

Terá ainda disciplinas de formação pedagógica, o preparo do ensino de 1.º e 2.º graus e desenvolvimento de programas educativos.

DURAÇÃO

04 anos

Fonte: www.cfh.ufsc.br

Enfermagem

O enfermeiro é profissional indispensável na construção de políticas e no processo de tomada de decisão do setor da saúde.

Atua em clínicas

Hospitais

Postos de saúde

Comunidades

No planejamento, organização, coordenação e acompanhamento da assistência de enfermagem aos usuários do sistema de saúde, bem como na prevenção de doenças, promoção e recuperação da saúde.

Contribuindo para a promoção da saúde coletiva, planeja e executa ações educativas para o cliente, sua família e população em geral.

Trabalha em equipes multidisciplinares com os demais profissionais da área da saúde. Pode seguir carreira universitária, tornando-se professor e pesquisador.

Fonte: www.fumec.br

Enfermagem

Sobre a profissão

O profissional em Enfermagem é especializado na recuperação e na promoção da saúde, assim com na prevenção de doenças. Trabalha em uma equipe multidisciplinar, em conjunto com médicos, administradores, auxiliares de enfermagem, psicólogos e nutricionistas, podendo atuar em todos os níveis organizacionais das instituições de saúde.

Ele cuida desde a alimentação dos pacientes, em conjunto com os nutricionistas, da higiene no local de trabalho, administração de medicação, aplicação de curativos, cuidados intensivos em UTI’s, auxilia os médicos na elaboração de diagnósticos e prescrição de medicamentos, assim como pode exercer trabalho administrativo nas instituições de saúde.

Mas, ao contrário do que pode parecer, o campo de trabalho deste profissional não se restringe apenas às clínicas e hospitais. Ele poderá atuar na área de saúde coletiva, em programas governamentais, executando atividades educativas na comunidade e todo tipo de pesquisas sociais concernentes à área de saúde.

Tipos de Curso

a) Nível Superior

Bacharelado

Duração média de 4 anos em período integral, com estágio obrigatório, sendo que algumas escolas exigem, também, a apresentação de um trabalho de conclusão de curso(TCC). O currículo é composto por disciplinas da área de ciências biológicas como bioquímica, citologia, microbiologia, histologia, e anatomia, mas também inclui disciplinas como procedimentos laboratoriais, psicologia, sociologia e administração. Parte do curso é dedicada a atividades práticas quando o aluno passa a atender pacientes na enfermaria.

b) Nível Superior

Licenciatura

Duração média de 4 anos. Os cursos de licenciatura em Enfermagem costumam se apresentar como um complemento dos estudos do bacharelado. O aluno pode cursar as disciplinas do bacharelado e depois cumprir a carga de matérias que vão habilitá-lo a lecionar nos ensinos fundamenta e médio.

c) Nível Médio

Curso Técnico

Duração média de 2 anos. O curso técnico em enfermagem é um curso profissionalizante para alunos do 3º ano do ensino médio, ou que já o tenho concluído, onde ele opta pelas disciplinas específicas da área. Existem também diversos cursos técnicos de especialização para os que já concluíram o Técnico em Enfermagem.

Mercado de Trabalho

O campo de trabalho para o profissional em Enfermagem é vasto. Ele poderá atuar com enfermagem do trabalho, implementando programas de saúde dentro de empresas; enfermagem de resgate, participando da equipe de paramédicos, enfermagem médico-cirúrgica, auxiliando os médicos em cirurgias e cuidando dos pacientes no pós-operatório.

Outro campo de trabalho que tem se aberto para os enfermeiros é o que envolve os serviços de home care, atendimento domiciliar de pacientes que fazem a recuperação em casa e com enfermagem psiquiátrica, auxiliando os médicos nos tratamentos de distúrbios psicológicos.

Além disto, o enfermeiro pode trabalhar com enfermagem de saúde pública, orientando as comunidades sobre a prevenção e o tratamento de doenças e promovendo a saúde coletiva ou na área administrativa das instituições de saúde, fazendo auditoria dos procedimentos hospitalares ou auxiliando no planejamento de unidades de saúde.

Ofertas de Emprego

As políticas públicas para a área de saúde, nos últimos anos, tem aumentado a demanda de enfermeiros com especializações nas áreas oncologia, UTI, neurologia, hemodiálise e ortopedia, pois sua atuação passou a ser exigida pelo Ministério da saúde em todos os hospitais, o que aumentou a oferta de vagas.

Além desta medida, o governo federal tem incentivado fortemente a área de saúde preventiva, para o que tem contratado muitos profissionais em enfermagem. Esses enfermeiros atuam em diversas atividades dentro dos programas de saúde, como na educação da população quanto a doenças sexualmente transmissíveis, cuidados com a nutrição, programas de combate à mortalidade infantil, e ambulatórios itinerantes que levam o tratamento de educação e saúde às populações mais isoladas e carentes.

Nas capitais das regiões Sul e Sudeste a concorrência é grande, pois existem muitos profissionais no mercado, mas boas oportunidades surgem no interior dos Estados em clínicas e hospitais particulares, assim como existe a tendência de aumento na demanda destes profissionais em outras regiões do país, principalmente em órgãos públicos.

Fonte: www.cursocerto.com.br

Enfermagem

O curso de Enfermagem da FURB tem como objetivo a formação do profissional enfermeiro generalista, humanista e crítico, baseado no rigor científico, intelectual, e pautado nos princípios éticos.

Capacitação para conhecer e explicar os problemas/situações de saúde-doença com base no perfil epidemiológico, intervindo sobre seus determinantes biopsicossociais, em defesa da vida.

Diferenciais do Curso

O acadêmico adquire uma formação que propicia a integração entre ensino, serviço, comunidade, educação e trabalho, permitindo o contato com o mercado desde os primeiros semestres.

A estrutura curricular do curso de Enfermagem tem como objetivo a interdisciplinaridade e a não-fragmentação do conhecimento. Está organizada em eixos norteados, desenvolvidos por módulos integralizados em projetos.

Os estágios têm a supervisão dos professores e são desenvolvidos em forma de internato na rede pública e nos hospitais conveniados de Blumenau e da região.

A maior parte dos alunos consegue oportunidades de estágio durante as férias escolares, e há muita empregabilidade para os profissionais da área, tendo em vista o Programa de Saúde da Família e o aumento do atendimento domiciliar (home care).

Fonte: www.furb.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal