Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Estatística  Voltar

Estatística

Estatística é a área da Matemática que lida com dados numéricos relativos a fenômenos coletivos, naturais ou sociais.

O estatístico trabalha a partir da coleta, organização e análise dos dados obtidos. Faz projeções e análises que transformam dados numéricos quantitativos em informações que vão permitir o planejamento racional para o processo decisório.

O que é Estatística?

O que modernamente se conhece como Ciências Estatísticas, ou simplesmente Estatística, é um conjunto de técnicas e métodos de pesquisa que entre outros tópicos envolve o planejamento do experimento a ser realizado, a coleta qualificada dos dados, a inferência, o processamento, a análise e a disseminação das informações.

O desenvolvimento e o aperfeiçoamento de técnicas estatísticas de obtenção e análise de informações permite o controle e o estudo adequado de fenômenos, fatos, eventos e ocorrências em diversas áreas do conhecimento. A Estatística tem por objetivo fornecer métodos e técnicas para lidarmos, racionalmente, com situações sujeitas a incertezas.

Desde a Antiguidade

Apesar da Estatística ser uma ciência relativamente recente na área da pesquisa, ela remonta à antiguidade, onde operações de contagem populacional já eram utilizadas para obtenção de informações sobre os habitantes, riquezas e poderio militar dos povos. Após a idade média, os governantes na Europa Ocidental, preocupados com a difusão de doenças endêmicas, que poderiam devastar populações e, também, acreditando que o tamanho da população poderia afetar o poderio militar e político de uma nação, começaram a obter e armazenar informações sobre batizados, casamentos e funerais. Entre os séculos XVI e XVIII as nações, com aspirações mercantilistas, começaram a buscar o poder econômico como forma de poder político.

Os governantes, por sua vez, viram a necessidade de coletar informações estatísticas referentes a variáveis econômicas tais como: comércio exterior, produção de bens e de alimentos.

Até nossos dias

Atualmente os dados estatísticos são obtidos, classificados e armazenados em meio magnético e disponibilizados em diversos sistemas de informação acessíveis a pesquisadores, cidadãos e organizações da sociedade que, por sua vez, podem utilizá-los para o desenvolvimento de suas atividades. A expansão no processo de obtenção, armazenamento e disseminação de informações estatísticas tem sido acompanhada pelo rápido desenvolvimento de novas técnicas e metodologias de análise de dados estatísticos.

As aplicações da Estatística

Grande parte das informações divulgadas pelos meios de comunicação atuais provém de pesquisas e estudos estatísticos. Os índices da inflação, de emprego e desemprego, divulgados e analisados pela mídia, são um exemplo de aplicação da Estatística no nosso dia a dia. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, ao qual a Escola Nacional de Estatísticas está vinculada, é o órgão responsável pela produção das estatísticas oficiais que subsidiam estudos e planejamentos governamentais no país.

Uma ferramenta multidisciplinar

Os conceitos estatísticos têm exercido profunda influência na maioria dos campos do conhecimento humano. Métodos estatísticos vêm sendo utilizados no aprimoramento de produtos agrícolas, no desenvolvimento de equipamentos espaciais, no controle do tráfego, na previsão de surtos epidêmicos bem como no aprimoramento de processos de gerenciamento, tanto na área governamental como na iniciativa privada.

Na prática, a Estatística pode ser empregada como ferramenta fundamental em várias outras ciências. Na área médica, por exemplo, a Estatística fornece metodologia adequada que possibilita decidir sobre a eficiência de um novo tratamento no combate à determinada doença. A Estatística permite identificar situações críticas e, consequentemente, atuar em seu controle, desempenhando papel crucial no estudo da evolução e incidência de uma doença como a AIDS. Na área tecnológica, o advento da era espacial suscitou diversos problemas relacionados ao cálculo de posição de uma astronave, cuja solução depende fundamentalmente de conceitos e teorias estatísticas mais elaborados, considerando que estas informações, como sinais de satélite, são recebidas de forma ruidosa e incerta.

O Profissional

O estatístico estuda, pesquisa e analisa a concorrência de fenômenos coletivos sociais, políticos e científicos. Cada vez mais as tomadas de decisões se valem de um estatístico.

Quer no setor público, quer no privado, a aplicação de políticas e a avaliação de seu impacto social ou de mercado dependem cada vez mais da utilização adequada da estatística.

O profissional pode ser encontrado realizando e planejando censos, fazendo levantamentos oficiais por amostragens, pesquisando a opinião pública ou de mercado, até controlando estatisticamente a qualidade de um produto.

O Curso

Ideal para quem gosta de números e tem raciocínio lógico, pois este curso oferece, acima de tudo, a Matemática Aplicada.

Na primeira fase o aluno faz quase uma revisão do 2.º grau com disciplinas como Cálculo com Geometria Analítica, Noções de Lógica, Álgebra Linear, Estatística Geral, Cálculo de Probabilidades e outras.

Na segunda fase, então, o aluno passa a fazer demonstrações de fórmulas, análise e conclusões de dados, onde são ofertadas disciplinas de Estatística Computacional, Pesquisa Operacional, Estatística não Paramétrica, Processos Estocásticos, Técnicas de Amostragem, Análise de Correlação e Regressão, Planejamento de Experimentos, Análise de Dados Discretos, Análise Multivariada, Técnica de Pesquisa entre outras.

Currículo Básico

Matemática,
Metodologia Científica,
Planejamento e Pesquisa,
Cálculo, Estatística,
Teoria das Matrizes
Funções Ortogonais e
Análise Estatística.

Aptidões Desejáveis

É necessário que o Estatístico tenha capacidade de análise e interpretação de dados.

São requisitos fundamentais: Base matemática, raciocínio abstrato, interesse por pesquisas, além de exatidão e atenção concentrada.

Especializações possíveis

Estatística Econômica, Estatística Social, Estatística Matemática, Estatística Biológica, Estatística Agrícola, Estatística Médico Sanitária, Estatística Demográfica, Estatística Industrial, Estatística Educacional.

A profissão

O estatístico envolve-se em todas as etapas de uma pesquisa. Ele planeja e coordena o levantamento de informações por meio de questionários, entrevistas e medições. Organiza, analisa e interpreta os resultados para explicar fenômenos sociais, econômicos ou naturais. Cabe a ele montar bancos de dados para os mais diversos usos, como controle de qualidade da produção de uma indústria, recenseamentos populacionais, pesquisas eleitorais ou lançamento de novos produtos no mercado de consumo. Na indústria, também acompanha os testes de qualidade dos produtos e ajuda a fazer a previsão de vendas. Em laboratórios, cria tabelas que sistematizam os resultados de experimentos e pesquisas.

Características que ajudam na profissão

Visão crítica, facilidade de lidar com números e cálculos, interesse por questões científicas e sociais, concentração, atenção para detalhes.

Campos de Atuação

Institutos de Pesquisa, Órgãos Públicos, ONGs, Consultorias, Marketing. O campo de atuação está ligado às mais diversas profissões já que pode trabalhar em pesquisa e investigações para Ciências Sociais, Medicina, Economia, Psicologia entre outros

O Mercado de Trabalho

Mercado em alta. O estatístico, além de uma enorme facilidade de lidar com números, está altamente capacitado a fazer avaliações e projeções, e é disso que o mercado precisa.

Com a globalização, as empresas precisam ser cada vez mais competitivas, por isso estão contratando o estatístico. As que mais contratam são as farmacêuticas, automotivas e financeiras.

Na indústria, é ele que controla a quantidade a ser produzida, através das análises dos índices de aprovação do produto. Outra área em alta é a de pesquisa de mercado e opinião pública.

Nos últimos anos, tem crescido muito a procura por estatísticos. A maioria dos recém-formados é contratada ao sair da faculdade com bons salários, principalmente por bancos, empresas de cartão de crédito e seguradoras. As vagas se concentram em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Nas instituições bancárias, os profissionais trabalham com modelagem financeira e econômica, para compreender como funciona toda a movimentação financeira. Eles analisam como se comporta o crédito, a inadimplência e a movimentação de ações, por exemplo. A demanda por esse profissional cresceu muito também em empresas de pesquisa e opinião pública, que são cada vez mais procuradas por indústrias e companhias de diversos setores para realizar enquetes sobre novos produtos e os serviços ofertados.

A profissão é regulamentada pela Lei 4.739, de 15/07/1965. Os profissionais são representados pelos Conselhos Regionais de Estatística.

Duração média: 04 anos.

Estatística - Profissão

É o campo da matemática que lida com a interpretação das quantificações numéricas. Esse profissional coleta dados, analisa e faz projeções a partir das teorias de probabilidade. O objetivo dessa ciência é desenvolver o conhecimento da realidade através da interpretação numérica dos fenômenos que nos cercam.

O estatístico trabalha no planejamento e na coordenação das informações através da aplicação de questionários, enquetes, entrevistas e medições. Esse profissional também é responsável pela interpretação dos resultados obtidos nesses trabalhos de campo.

Todos os ramos do conhecimento e do desenvolvimento teórico acerca de fenômenos, tanto sociais quanto naturais, físico ou químico, utilizam a estatística para comprovar seus experimentos. Quando um comunicólogo quer fazer um estudo de recepção de mídia, pro exemplo, precisa do estatístico para ajudá-lo a definir a representatividade de seu campo de ação, ou seja, precisa do estatístico para definir quantas e quais pessoas são suficientes para tornar a pesquisa cientificamente aceita, pela sua representatividade frente ao universo social completo.

É definida por alguns teóricos como um ramo da ciência matemática aplicada, e sua utilidade vai além da pesquisa científica. Pesquisas de opinião política, de comportamento de consumo, de taxas de saúde e muitas outras, são fundamentais para o desenvolvimento das sociedades. São os dados estatísticos que orientam a maioria das políticas públicas.

Tipos de Curso

a) Nível Superior

Bacharelado

Duração média de 4 anos. A grade curricular é amplamente baseada nas disciplinas da área de exatas como matemática, matemática aplicada, cálculo, álgebra, lógica. As disciplinas específicas como cálculo de probabilidades, atuaria, demografia, sociometria, psicometria, biometria ou econometria, complementam a formação desse profissional, que também recebem aulas como metodologia de pesquisa, teoria da pesquisa e sociologia. As escolas podem oferecer aulas optativas que orientam a formação profissional ou ainda uma habilitação específica como Estatística Econômica.

b) Nível Médio

Curso Técnico

Existem cursos que dão treinamento técnico em estatística, não diplomam para o ensino médio, mas dão capacitação para lidar com as quantificações numéricas.
Mercado de Trabalho

O mercado de trabalha anda super aquecido para os estatísticos. Na era do controle da informação é cada vez mais comum que empresas de todos os ramos recorram ao profissional para analisar sua produção, seus balanços comerciais, riscos de investimentos, comportamento de consumo de seu público ou ainda para medir o sucesso de políticas administrativas.

O mercado é amplo porque o profissional pode trabalhar em diversos ramos, pode se especializar em pesquisas demográficas e trabalhar em autarquias do governo como o IBGE. Quando especializado em pesquisas de opinião trabalha em institutos como Datafolha, Ibope ou Voxpopuli.

Os bancos também dependem desses analistas, que fazem projeções para o mercado de valores, analisam risco de crédito, interpretam comportamentos financeiros e elabora modelos matemáticos que auxiliam na compreensão do comportamento do mercado financeiro.

Ofertas de Emprego

As ofertas estão concentradas nos grandes centros financeiros, nas capitais e em cidades pólo do interior. Bancos como Itaú, Santander, Unibanco, Bradesco são os maiores empregadores.

As agências de marketing também contratam a assessoria dos estatísticos para elaboração de enquetes referentes à opinião pública ou comportamento de consumo. Podem trabalhar como profissionais liberais, prestando consultoria.

A recente adesão de várias empresas aos serviços das instituições de pesquisa e opinião pública, em busca da legitimação da qualidade de seus produtos ou serviços, fez aumentar as vagas para estatísticos nos institutos que prestam esse tipo de trabalho.

Para quem tem pós-graduação o magistério no ensino superior é um vasto mercado de empregos. Muitos cursos têm disciplinas de estatística, aplicada às diversas áreas do conhecimento. Por isso a procura por profissionais aptos para dar aulas é sempre grande.

Fonte: www.uerj.br/www.cfh.ufsc.br/www.ence.ibge.gov.br/www.cursocerto.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal