Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Hotelaria  Voltar

Hotelaria

Hotelaria

O curso objetiva formar profissionais que, atualizados nos conceitos de turismo e hospitalidade, possam atuar de forma ética e humanista, em planejamentos, contribuindo para o desenvolvimento real da região e estimulando a qualidade de vida e a preservação do patrimônio histórico-cultural e natural, bem como o aprimoramento do mercado e da comunidade através de ensino que relaciona teoria e prática, nas diversas especificidades do Turismo e da Hotelaria, além de desenvolver atividades práticas de pesquisa científica e prestação de serviços a instituições em nível de graduação.

De Oferecer também, as adaptações para formação de guia regional de turismo para possibilitar aos alunos novas atuações e propor uma profissionalização do setor de viagens e condução de grupos.

Profissão

No Brasil, pode-se dizer que Turismo é uma profissão nova, “reconhecida” pelo Governo Federal há um pouco mais de 30 anos, quando foi instituído o curso superior de Turismo pela Faculdade de Turismo do Morumbi, em São Paulo. Com o passar dos anos, as instituições de ensino investiram na área de hoje são mais de 680 cursos no país. Os profissionais passarão a ser vistos como elementos de grupos interdisciplinares para planejar o desenvolvimento de localidades turísticas. A hotelaria é uma das áreas do turismo que mais cresce com a vinda de grandes grupos para nosso país. Também se percebe que a idéia atual não limita mais esses profissionais a agencias de viagens ou hotéis.

Hoje, profissionais de turismo/hotelaria trabalham, por exemplo, para implantar todos os seus conhecimentos na hotelaria hospitalar. A princípio pode parecer um tanto estranho alguém que se formou em Hotelaria trabalhar em um hospital. Para esse exemplo, é importante lembrar que tudo o que se aprendeu na academia pode ser aplicado em diversos momentos da vida profissional. Se pararmos para analisar os serviços de “hospedagem” nos hospitais, perceberemos que há uma grande lacuna a ser preenchida. Ou seja, o paciente não deixa de ser um hóspede, contudo, é um cliente que exige mais atenção e cuidados especiais que são dispensados por aqueles que estão passando umas férias em determinado hotel; o hospital tem serviço de quarto, camareira, lavanderia, recepção, além de uma estrutura física semelhante ao de um apartamento de hotel. O profissional de hotelaria, portanto, pode organizar esse espaço preocupando-se com a questão do bem-estar do hóspede, fazer com que aquele espaço contribua para minimizar o impacto do simples fato de estar internado. É importante que nesse momento os serviços prestados e até a decoração do quarto sejam pensados para atender às necessidades desses hóspedes especiais.

O objetivo desse artigo, portanto, é mostrar ao turismólogo que as opções de trabalho dele não se encontram apenas nas agências de viagens e hotéis, pelo contrário, sua mão-de-obra pode ser muito mais aproveitada se este profissional estiver atento às tendências do mercado e boas oportunidades de trabalho que estão surgindo. Além disso, é preciso ter em mente que o sucesso de uma carreira não está apenas na sua graduação, mas no seu contínuo esforço de buscar novos conhecimentos, informações; desenvolver o espírito empreendedor, não esperar que alguém peça um produto ou serviço, mas desenvolver algo que surpreenda o mercado; e ainda ter um pensamento flexível, ou seja, o mundo globalizado é marcado por mudanças súbitas, inesperadas e muitas vezes violentas. A partir do momento que o indivíduo possui essa flexibilidade de pensamento, ele consegue harmonizar as mudanças que ocorrem ao seu redor e consequentemente enxergar outros caminhos a serem seguidos.

Fonte: www.uniara.com.br

Hotelaria

Perfil do profissional

O profissional de hotelaria está capacitado a atuar em todos os setores do hotel, desde a hospedagem (recepção, reservas e governança), alimentos e bebidas (restaurantes, bares e cozinhas), até as áreas relacionadas com a administração (marketing, vendas, finanças, etc.). Com habilidades práticas e administrativas, será capaz de gerenciar e fomentar novos negócios. Como gestor, deverá ser dinâmico e empreendedor, estando sempre atento às transformações que ocorrem no setor e buscando se atualizar para atender, com excelência, à demanda internacional da indústria hoteleira.

Mercado de trabalho

Hotéis, resorts, cruzeiros marítimos, pousadas e demais empreendimentos da indústria da hospitalidade. Restaurantes, bares e caterings e empresas de entretenimento. Consultoria em hotelaria.

Fonte: estacio.br

Hotelaria

É o gerenciamento de hotéis, complexos turísticos e dos serviços por eles oferecidos. O bacharel em Hotelaria, ou administrador hoteleiro, é responsável pela direção e pelo funcionamento de hotéis, resorts, flats, spas e estâncias. Ele coordena todos os serviços oferecidos ao hóspede, como acomodação, alimentação, recreação e lazer. Contrata, orienta e supervisiona os funcionários, organiza e providencia a infra-estrutura do estabelecimento, checa as instalações e negocia com fornecedores. Pode participar da montagem de novos empreendimentos hoteleiros, definindo planos de marketing e estabelecendo relações com as autoridades da região. Ou organizar e promover eventos, palestras, feiras, exposições e convenções.

O mercado de trabalho

O Brasil ainda tem grande potencial turístico a ser explorado e, por isso, essa é uma área considerada promissora. Novos hotéis estão sendo abertos por todo o país, voltados principalmente para o turismo de lazer e para o comercial. São Paulo é a cidade brasileira que mais recebe visitantes durante a semana por conta do grande volume de negócios e, assim, absorve muitos profissionais. A região Nordeste apresenta alta demanda pelo profissional, sobretudo por mão-de-obra especializada. O Sul também oferece vagas, especialmente na região serrana. Para conseguir os melhores postos de trabalho, é essencial ter fluência em inglês, além de conhecimentos em uma terceira língua. Os especialistas em eventos e em empreendimentos e negócios têm boas chances no mercado. A área acadêmica conta com boas perspectivas, pois muitas faculdades e vários cursos técnicos de Hotelaria são criados no país e precisam de pessoas capacitadas para dar aulas.

O curso

O aluno começa o curso com disciplinas introdutórias à indústria da hospitalidade, que apresentam suas principais características e os aspectos relativos ao mercado de trabalho. No segundo ano, ele vê matérias relacionadas com a área das ciências sociais aplicadas (administração, economia e direito, entre outras), bem como disciplinas específicas (marketing hoteleiro, meios e hospedagem, gestão de qualidade em hotéis, etc.). Há aulas também de inglês e espanhol. Na formação prática, dada em laboratórios ou hotéis-escola, o estudante conhece a rotina diária de um estabelecimento hoteleiro e é treinado para atuar em recepção, manuseio de alimentos e bebidas, procedimentos de reservas, manutenção de ambientes e lazer e recreação. Em algumas instituições, Hotelaria é habilitação do curso de Turismo. Estágio e trabalho de conclusão são obrigatórios para obter o diploma.

Duração média

Três anos e meio.

O que você pode fazer

Administração

Gerenciar hotéis, flats, pousadas, parques temáticos, restaurantes e lanchonetes, assim como a área de recepção de hospitais, restaurantes e clínicas médicas. Supervisionar todas as atividades relacionadas com a operação e com a manutenção do estabelecimento, como limpeza, reservas e serviço. Contratar e administrar o trabalho de funcionários e organizar os serviços oferecidos aos hóspedes e clientes.

Gastronomia

Coordenar a preparação de refeições em hotéis e restaurantes, definindo cardápios e cartas de vinho e contratando cozinheiros e garçons.

Eventos e negócios

Organizar congressos, feiras e seminários e coordenar o transporte, a acomodação e o entretenimento dos participantes.

Planejamento e empreendimento

Programar a construção e a instalação de hotéis de acordo com o potencial turístico, a localização e a infra-estrutura de um local determinado. Promover um empreendimento e definir o preço de diárias e serviços.

Fonte: guiadoestudante.abril.com.br

Hotelaria

Dedicação, boa vontade, paciência. Horas sem sono e clientes, muitas vezes, insatisfeitos e, como manda a máxima do mercado, que sempre têm razão. Essas e outras características fazem parte do dia-a-dia da Hotelaria, ramo de atuação que tem atraído cada vez mais jovens. A rotina destes profissionais exige horários aleatórios: enquanto o hóspede dorme, os envolvidos na operações de um hotel permanecem alertas. Quando amanhece o dia, a troca de turnos garante o funcionamento do empreendimento 24 horas. Rodrigo Badim, gerente de recepção do Hotel Sofitel, no Rio de Janeiro, fez o curso superior na Universidade Estácio de Sá, como forma de pleitear promoção para um cargo de chefia. "A faculdade foi essencial para atingir meus objetivos. Mesmo já atuando na área há mais tempo, a formação mais direcionada foi determinante", explica.

Entre as disciplinas, o currículo do curso de Hotelaria inclui gerenciamento de alimentos e bebidas, gestão de qualidade em hotéis, marketing, gestão empresarial, liderança e princípios de turismo e viagens, entre outros.

Mercado

Como o nome já diz, o profissional de hotelaria tem um amplo mercado em hotéis, pousadas, flats, apart-hotel e demais estabelecimentos de hospedagem, assim como atividades que funcionam conjuntamente aos empreendimentos, como parques temáticos, centros de eventos e áreas de lazer. Os salários iniciais variam conforme as posições dentro de um hotel. Profissionais de recepção, por exemplo, têm salário médio de R$ 1.200, enquanto cargos mais executivos, como gerentes, têm média de R$ 5.000.

A coordenadora do curso paulista de Hotelaria da Universidade Anhembi Morumbi, Thaís Funcia, explica que o mercado de trabalho do Brasil está em desenvolvimento. "A partir do momento em que a área de hospitalidade é reconhecida como de relevância econômica, o mercado surge", afirma. É o que está acontecendo no País, segundo ela. O crescimento do mercado coincide com a chegada à fase adulta das pessoas da Geração Y, como são conhecidos os nascidos nos anos 80. "Eles já chegam na faculdade com uma forte cultura tecnológica, oriunda de um grande desenvolvimento econômico mundial. São ansiosos e têm forte auto-confiança. Não querem trabalhar como subalternos, e sim, em cargos de chefia. Isso trabalhamos também na faculdade", explica Thaís. Neste ponto, são desenvolvidas competências de relacionamento interpessoal como postura e hierarquia.

É pra você?

Uma característica básica é saber lidar com o público. "Empatia pelo cliente, entendendo suas necessidades, é fundamental", destaca Badim, gerente de recepção do Hotel Sofitel. Quanto a idiomas estrangeiros, o mínimo é o domínio do inglês. Quanto mais línguas souber, melhor. Badim é fluente em francês, inglês e espanhol. "Lidamos com um público diversificado neste ramo, é preciso entender a todos", salienta. Também é necessário abdicar do tempo livre. O gerente do Sofitel ilustra com um caso emblemático: em plena virada de ano, levou um hóspede para atendimento no hospital enquanto a esposa comemorava o Ano Novo na praia, no Rio de Janeiro. "Situações assim acontecem, então a família e os amigos acabam entendendo", explica.

O que vem por aí

Uma frente de atuação muito promissora é a Hotelaria Hospitalar. Instituições renomadas como o Albert Einstein e o Sírio Libanês, ambos em São Paulo, já utilizam os serviços profissionais de hotelaria nas áreas de internação dos pacientes. "O paciente busca um corpo clínico de qualidade juntamente com serviços de hotelaria. Existe música ambiente e cardápio elaborado por nutricionista, entre outros pontos. É um ambiente menos duro", destaca Thaís Funcia, coordenadora de hotelaria da Universidade Anhembi Morumbi. Os serviços também envolvem profissionais da área de enfermagem dos hospitais, com o objetivo de inserir a cultura da hospitalidade entre os colaboradores dos estabelecimentos.

Diferencial

Thaís, da Anhembi Morumbi, ressalta a aptidão para trabalhar com pessoas. "O profissional precisa, constantemente, lembrar que o relacionamento humano é importante, que isso está incluído nos serviços", avalia. Sobre a disponibilidade de tempo, ela concorda com a opinião de Badim: o egresso da faculdade vai trabalhar praticamente todos os dias da semana. ¿Em um momento a gente cansa, claro. Mas eu sempre brinco com os alunos: o melhor Ano Novo que passei foi trabalhando em hotel"

Fonte: noticias.terra.com.br

Hotelaria

Habilitação

Bacharel em Turismo com ênfase em Hotelaria

Descrição

O bacharel em Turismo é o profissional habilitado para trabalhar em ambientes de hotelaria, hospedagens e administração de restaurantes. A área de Turismo no Brasil tende a crescer muito, impulsionando a economia, gerando empregos e captando divisas. Como país tropical, o Brasil ainda pode explorar muito essa área.

Currículo Básico

Administração Contábil e Financeira, Administração de Recursos Humanos, Inglês Instrumental, Hospedagem, Governança e Lavanderia, Gestão Geral, Administração de Patrimônio e Planejamento Físico, Alimentos e Bebidas.

Aptidões Desejáveis

Gostar de atrabalhar com o público, em equipe e ter capacidade de gerenciar patrimônio, bens e pessoas.

Especializações possíveis

Agenciamento.

Campos de Atuação

Rede hoteleira, motéis, campings, restaurantes e similares.

Duração

4 anos

Fonte: www.guiadasprofissoes.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal