Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Produção Editorial  Voltar

Produção Editorial

O que é

É o conjunto de atividades envolvidas na edição e na publicação de obras impressas ou eletrônicas.

O profissional coordena a edição de livros, revistas, catálogos, folhetos, websites, CD-ROMs e produtos interativos. É ele quem seleciona os títulos a ser publicados e define com o autor o conteúdo e a forma da obra.

Determina o tipo e o tamanho das letras, o papel e as cores, a paginação e as fotos ou ilustrações.

Estabelece a tiragem, a periodicidade, a época de lançamento e a distribuição da publicação. Para isso, supervisiona o processo de produção, controla prazo e orçamento.

No marketing, cuida do lançamento de publicações e cria produtos de acordo com as tendências do mercado.

O Produtor Editorial

O Produtor Editorial é o profissional que tem a responsabilidade de coordenar a edição e composição de publicações. É quem seleciona os títulos, participa de todo o processo de produção gráfica e artística. Decide a periodicidade e a tiragem da publicação, além de definir a época do lançamento e a distribuição do material.

O curso

O curso forma um produtor editorial capaz de transformar conhecimentos em produtos de consumo cultural, tais como livros, CD-ROMs, web sites, vídeos, entre outros, com visão ampla do negócio.

O curso de Produção Editorial forma profissionais atuantes na produção, processamento e divulgação da informação publicada em qualquer meio, especialmente nos sistemas industriais de comunicação de massa, capazes de coordenar aspectos conteudísticos, formais e mercadológicos do trânsito dos produtos editoriais.

Esses profissionais devem ser capazes de:

Fazer uso correto do idioma nacional e das estruturas de linguagem adequadas aos veículos em que atuar
Dominar os processos de edição de texto, áudio e imagem (estática e em movimento), em todos os meios, organizando-os no sentido de conferir clareza e eficiência aos produtos de comunicação
Exercer a crítica de produtos culturais, baseando-se em sólido conhecimento da história das manifestações estéticas e dos meios de comunicação
Planejar e executar, em seus aspectos criativos, técnicos e mercadológicos, ações de desenvolvimento editorial e de produção de bens de informação.

O Profissional

Esse profissional tem um senso crítico apuradíssimo, pois sabe quando e para quem preparar um lançamento. Ele coordena a composição e edição de qualquer publicação impressa, de CDs, obras audiovisuais, etc.

Ele seleciona o título, define a forma e o conteúdo, além da fiscalização da qualidade do produto que está em desenvolvimento. Acompanha toda a produção artística, gráfica.

No caso de um livro, orienta desde a preparação do texto, sobre a tipologia, a ilustração, cores, até a capa. Para isso, precisa ter noções de estética e gosto refinado.

Também está em seu poder a decisão da melhor época para um lançamento, a tiragem, a periodicidade e a distribuição.

O Mercado de Trabalho

O produtor editorial tem campo amplo de trabalho, tanto em editoras como produtoras de CD-ROMs e sites.

O mercado editorial brasileiro é grande e continua em crescimento, com a expansão de setores como o didático e o religioso. Por isso, é exigida qualificação cada vez maior. Os especialistas nas áreas de texto e arte encontram oportunidades para elaborar e coordenar projetos de livros. Como diversas editoras terceirizam boa parte das atividades, muitos formados acabam montando pequenas empresas de prestação de serviço para produzir capas e desenvolver trabalhos de edição e seleção de texto. O profissional que trabalha com a revisão dos conteúdos tem sido bastante procurado.

Atividades

São as seguintes as principais atividades do editor e de sua equipe:

Estudo das condições do mercado editorial
Levantamento e análise dos custos dos projetos
Contato com escritores, redatores, clientes, patrocinadores
Leitura e seleção de textos
Acompanhamento do processo de redação, tradução, adaptação e revisão da obra
Acompanhamento do mercado editorial, incluindo viagens a feiras e congressos mundiais
Coordenação e supervisão de projetos gráficos, decidindo sobre apresentação, capa, ilustrações, tipo de letra, tipo e tamanho do papel
Coordenação e supervisão do processo de distribuição
Coordenação e supervisão do processo de propaganda e marketing.

Profissionais de editoras trabalham normalmente no horário comercial em ambientes confortáveis, cercados de estantes e livros. Para iniciantes ou trabalhadores de editoras pequenas, tanto horário quanto ambiente podem ser menos favoráveis. Há momentos de pressão, quando prazos de fechamento de edições estão estourando ou quando as condições de mercado favorecem o lançamento de uma determinada obra em prazo curto.

Existe a formação universitária em editoração ou produção editorial, mas ela ainda não é fundamental: há profissionais atuando neste campo formados em letras, jornalismo, filosofia. Editoras especializadas podem ainda requerer formação em áreas científicas. Para ser um bom editor ou produtor editorial é preciso ter conhecimentos gerais amplos e atualizados e noções de administração e finanças. O profissional deve estar bem informado sobre as perspectivas do mercado editorial. A atividade exige ainda o conhecimento de outros idiomas.

Muitos profissionais começam suas carreiras através de estágios, oferecidos aos estudantes a partir do quarto período. Há editoras que fazem provas de recrutamento para avaliar o nível de conhecimento geral do candidato e outras que recebem currículos e selecionam candidatos para entrevistas. As universidades que têm o curso de editoração mantêm contatos com as empresas e encaminham seus alunos ao mercado.

Duração média: 04 anos.

Produção Editorial - Profissão

O produtor editorial é o profissional preparado para desenvolver as atividades relativas à edição e publicação de obras gráficas ou digitais. Ele edita e publica revistas, jornais, informativos, livros, catálogos, websites e cd-rom's.

Fica a cargo desse profissional a seleção dos títulos a serem publicados, definindo a relevância e a pertinência do conteúdo e do formato de apresentação do produto editorial. A parte técnica como definição de tipologia, tamanho das letras, qualidade de papel, periodicidade de publicação, paginação, ilustração e iconografia também ficam sob a responsabilidade do produtor editorial.

Ele também faz estudos à cerca do público alvo das edições, estabelecendo metas de abordagem, conteúdo, estilo, tiragem, circulação e distribuição da produção. São esses estudos determinam a vocação da publicação, sua linha editorial, estilo de layout e assuntos abordados.

Tipos de Curso

a) Nível Superior

Bacharelado

Média de 4 anos de duração. O curso é voltado para a área de comunicação, com disciplinas de teoria da comunicação, comunicação comparada, língua portuguesa, sociologia aplicada, história da comunicação, práticas midiáticas e produção de texto. As disciplinas que preparam o aluno para o campo específico da produção são mais técnicas como diagramação, produção gráfica, meios impressos, marketing editorial, design para web, fotografia, design gráfico e programação visual. Disciplinas de formação generalista como cultura e literatura brasileira e ética fazem parte do currículo de algumas escolas. Em geral as faculdades oferecem aulas práticas em laboratórios de produção gráfica e digital. O estágio é obrigatório no último ano. O curso pode ser encontrado como uma habilitação do cursos de Comunicação Social.

b) Nível Superior

Tecnológico

Não existe a faculdade tecnológica de Produção Editorial, mas os interessados pela área podem optar pela graduação em artes gráficas. O curso habilita o aluno para a programação visual, diagramação, ilustração, pesquisa iconográfica e produção impressa e digital.

c) Nível Médio

Curso Técnico

Existem vários cursos técnicos na área de produção editorial. Em geral eles formam profissionais específicos para uma função. O tempo de duração do curso é variável e a grade curricular depende da habilitação proposta pela escola.

Alguns cursos que podem formar esse profissional são: Técnico em produção gráfica, técnico em processos gráficos, produção editorial, produção de embalagens e material promocional, webdesign.

d) Cursos livres

Ampla variação de duração. Os cursos livres complementam a formação do profissional ou habilitam o aluno para uma função específica.

Existem diversos cursos na área, dentre eles: ilustração digital, produção gráfica, fotografia digital, introdução à direção de arte, marketing editorial.

Mercado de Trabalho

O mercado editorial brasileiro festejou uma certa recuperação na década passada, depois de anos de estagnação. Os anos 90 apresentaram um grande crescimento para o setor. Segundo dados da Câmara Brasileira do Livro, em 1990 foram lançados cerca de 20 mil títulos no país, dez anos depois já eram 45 mil títulos lançados, um aumento de 125%.

No novo milênio o mercado não se expandiu significativamente, mas também não diminuiu, mantendo o mesmo patamar de lançamentos. Em compensação, o faturamento aumentou, sendo que, em 2005, o setor vendeu mais de 2 bilhões e meio de reais, cerca de 30% a mais em comparação com o final da década anterior.

Várias ações colaboraram para esse quadro favorável como, por exemplo, a popularização das feiras de livro, o crescimento do ramo religioso de publicações e a multiplicação das escolas particulares, que demandam mais material didático.

No entanto, o brasileiro ainda lê pouco, enquanto lemos em média 1,8 livros por ano, vizinhos sul-americanos como os colombianos lêem 2,4 e norte-americanos lêem 5 livros por ano. Apesar dessa notícia não parecer nada animadora, a realidade é que temos um mercado editorial com forte margem de crescimento, dependendo de políticas públicas que melhorem o desempenho de nossos leitores.

Ofertas de Emprego

O profissional em produção editorial pode desempenhar diversas funções nas empresas especializadas, dentre elas a de direção de arte, definindo o projeto gráfico, a inserção de imagens, o padrão visual e o meio de publicação; edição e seleção de material para publicação; marketing editorial, preparando as estratégias de publicidade para o lançamento de livros e propostas voltadas ao mercado; trabalha também na produção executiva de projetos de comunicação editorial, gerenciando a impressão de livros, revistas, catálogos; trabalha na avaliação e revisão de textos que serão publicados pelas companhias editoriais.

As maiores ofertas de trabalho estão concentradas nas grandes cidades, principalmente entre Rio de Janeiro e São Paulo, mas as outras capitais e cidades de médio e grande porte do interior também já abrem vagas para esses profissionais.

As empresas que mais contratam são editoras, produtoras multimidiáticas, agências de publicidade e empresas de comunicação. O profissional também pode optar pelo trabalho terceirizado, prestando serviços para essas empresas, ou ainda abrindo seu próprio negócio.

Fonte: www.eco.ufrj.br/www.universia.com.br/www.cursocerto.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal