Breaking News
Home / Curiosidades / Brainstorming

Brainstorming

PUBLICIDADE

Brainstorming é um método de solução de problemas em grupo que envolve a contribuição espontânea de idéias e soluções criativas. Essa técnica exige uma discussão intensa e espontânea, na qual todos os membros do grupo são encorajados a pensar em voz alta e sugerir o máximo possível de ideias com base em seu conhecimento diversificado.

O brainstorming combina uma abordagem informal para a resolução de problemas com o pensamento lateral, que é um método para desenvolver novos conceitos para resolver problemas, examinando-os de maneiras inovadoras. Algumas dessas ideias podem ser incorporadas em soluções originais e criativas para um problema, enquanto outras podem gerar ideias adicionais.

Alguns especialistas acreditam que o brainstorming é melhor que a interação grupal convencional, que pode ser prejudicada pelo pensamento de grupo . O pensamento em grupo é um fenômeno que ocorre quando a necessidade de consenso da equipe ofusca o julgamento dos membros individuais do grupo.

Embora o brainstorming em grupo seja frequentemente melhor para gerar ideias do que a resolução normal de problemas em grupo, vários estudos mostraram que o brainstorming individual pode produzir ideias melhores do que o brainstorming em grupo. Isso pode ocorrer porque os membros do grupo prestam tanta atenção às ideias dos outros que esquecem ou não criam suas próprias ideias. Além disso, os grupos nem sempre aderem a boas práticas de brainstorming.

Durante as sessões de brainstorming, os participantes devem evitar criticar ou recompensar idéias, a fim de explorar novas possibilidades e quebrar respostas incorretas. Uma vez terminada a sessão de brainstorming, começa a sessão de avaliação (que inclui análise e discussão das idéias exibidas), e as soluções podem ser criadas usando meios convencionais.

Os métodos comuns de brainstorming incluem o mapeamento mental, que envolve a criação de um diagrama com um objetivo ou conceito-chave no centro, com ramificações mostrando subtópicos e idéias relacionadas; anotando os passos necessários para ir do ponto A ao ponto B; “teletransportar-se” para um tempo e lugar diferente; colocando-se no lugar dos outros para imaginar como eles poderiam resolver um problema; e “super-história”, ou usando uma superpotência hipotética como a visão de raios X para resolver um problema.

(Tempestade de ideias)

O que é?

Brainstorming é uma técnica que visa desinibir os participantes de uma reunião/equipe para que deem o maior número possível de ideias, encorajando o pensamento criativo de todos.

Objetivos

1. Gerar uma ampla variedade de ideias. Esta meta é baseada no princípio de que o brainstorming é sinérgico – isto é, produz um efeito total maior do que aquele que pode ser produzido por esforços individuais.

Assegurar que todos os membros da equipe se envolvam no processo de solução do problema. Todas as ideias geradas pela equipe são potencialmente válidas e cada participante deve estar certo de que pode dar sua contribuição.

Assegurar que nada é deixado de lado. O brainstorming se preocupa em incluir todas as ideias possíveis. Se as regras básicas forem seguidas, os participantes estarão confiantes em que cada ideia possível para o problemas foi enunciada e levada em consideração.

Criar uma atmosfera de criatividade e abertura. Funcionando corretamente, uma sessão de brainstorming pode desbloquear mentes geralmente fechadas em relação à área de criatividade.

Aplicação

Busca de problemas, por meio da análise de áreas problemáticas;

Busca de fatos que levem à definição de um problema;

Busca de ideias que ajudem na solução de problemas;

Busca de critérios para avaliação de soluções de problemas.

O brainstorming pode ser usado de duas formas:

Estruturado – nesta forma, todas as pessoas da equipe devem dar uma ideia a cada rodada ou “passar” até que chegue a sua vez.

Vantagem: obriga até mesmo os tímidos a participarem.

Desvantagem: pode gerar certa pressão sobre a pessoa.

Não-estruturado – nesta forma, os membros da equipe simplesmente dão ideias conforme elas surgem em suas mente.

Vantagem: pode criar uma atmosfera mais relaxada.

Desvantagem: há risco de dominação/monopolização pelos participantes mais extrovertidos.

Para participar como membro de uma sessão de brainstorming, observe primeiramente suas regras básicas:

Regras básicas

Não é permitido críticas. Não deverá ocorrer avaliação ou críticas às ideias de terceiros durante o processo. Críticas só irão inibir a receptividade da equipe em relação às suas próprias ideias. Respeite as diferentes opiniões. Suspenda pré-julgamentos.

Cada pessoa tem igual oportunidade para expressar ideias. Nenhuma pessoa deve predominar na exposição de ideias. Isto poderá ser conseguido, dando a vez a cada pessoa, de forma ordenada.

Quantidade acima da qualidade. Devem ser geradas tantas ideias quanto possíveis. Ideias geram outras ideias.

Estímulo a debates e troca de ideias. Estes termos significam que os membros da equipe tentam extrair ideias a partir das ideias dos demais. Freqüentemente, a ideia de alguém irá desencadear outra ideia ligeiramente diferente por parte de outro participante. É permitido “pegar carona” na ideia do outro.

Ouça sem preconceitos. Todos, independente de função, devem ser ouvidos e terem suas opiniões sobre o tema.

Não tenha receio de dar ideias. Antes de ser selecionada, a sua ideia tem a mesma importância do que a dos outros.

Tenha o pensamento flexível. Deixe fluir o seu pensamento. Olhe o problema sob vários pontos de vistas.

Seja ousado nas sugestões de melhoria. Pense diferente, inove.

Como desenvolver uma sessão de brainstorming

Escolha um secretário ou um mediador. Esta pessoa registra as ideias na medida em que são geradas, e certificar-se de que a equipe não viole quaisquer regras básicas.

Gere ideias. Inicie a geração de ideias de modo ordenado, permitindo uma ideia por pessoa. Um elemento da equipe com mais de uma ideia deve escrevê-las para depois colocá-las quando chegada a sua vez. Se os participantes não tiverem ideias a acrescentar, eles poderão passar a palavra ao colega mais próximo.

Registre as ideias. À medida que as ideias são geradas, o secretário as registra numa folha de “flip chart”. É importante que as ideias sejam apresentadas de tal modo que a equipe possa vê-las. Assim que as folhas do “flip chart” são preenchidas, devem ser fixadas na parede. Sete a dez minutos é o tempo recomendável para uma sessão de brainstorming.

Tempo para uma sessão de brainstorming: 5 a 15 minutos são suficientes.

O brainstorming é utilizado para a geração de ideias, porém deve ser combinada com outras ferramentas para a classificação e seleção (priorização) das ideias a serem trabalhadas.

Prof. MSc. Gerisval Alves Pessoa

Brainstorming

O brainstorming ou “tempestade cerebral”, mais que uma técnica de dinâmica de grupo, é uma atividade desenvolvida para explorar a potencialidade criativa do indivíduo, colocando-a a serviço de seus objetivos.

O método brainstorming

De autoria de Alex Osborn, é muito utilizada nos Estados Unidos da América, principalmente em áreas de relações humanas, publicidade e propaganda.

A técnica de brainstorming tem várias aplicações, mas é freqüentemente usada em:

• Desenvolvimento de novos produtos: obter ideias para novos produtos e efetuar melhoramentos aos produtos existentes.
• Publicidade: desenvolver ideias para campanhas de publicidade.
• Resolução de problemas: consequências, soluções alternativas, análise de impacto, avaliação.
• Gestão de processos: encontrar formas de melhorar os processos comerciais e de produção.
• Gestão de projetos: identificar objetivos dos clientes, riscos, entregas, pacotes de trabalho, recursos, tarefas e responsabilidades.
• Formação de equipes: geração de partilha e discussão de ideias enquanto se estimulam os participantes a raciocinar.

A técnica propõe que um grupo de pessoas (de uma até dez pessoas) se reúnam e se utilizem das diferenças em seus pensamentos e ideias para que possam chegar a um denominador comum eficaz e com qualidade, gerando assim ideias inovadoras que levem o projeto adiante.
É preferível que as pessoas que se envolvam nesse método sejam de setores e competências diferentes, pois suas experiências diversas podem colaborar com a “tempestade de ideias” que se forma ao longo do processo de sugestões e discussões. Nenhuma ideia é descartada ou julgada como errada ou absurda. Todas as ideias são ouvidas e trazidas até o processo de brainwrite, que constitue-se na compilação ou anotação de todas as ideias ocorridas no processo de brainstorming, em uma reunião com alguns participantes da sessão de brainstorming, e assim evoluindo as ideias até a chegada da solução efetiva.
Quando se necessita de respostas rápidas a questões relativamente simples, o brainstorming é uma das técnicas mais populares e eficazes.

Há 3 principais partes no brainstorming:

• Encontrar os fatos;
• Geração da ideia;
• Encontrar a solução.

Da busca dos fatos na resolução de um problema existem duas sub-partes:

• Definição do problema;
• Preparação.

1º Inicialmente, define-se o problema. Poderá ser necessário subdividir o problema em várias partes. A técnica de Brainstorming funciona para problemas que têm muitas soluções possíveis tal como a geração de ideias para o seu desenho.
2º É necessário colher toda a informação que pode relacionar-se com o problema.
3º Geração de ideias por brainstorming.
4º Busca da solução. Avaliar e selecionar as melhores ideias.

Princípios e Regras

O brainstorming clássico é baseado em dois princípios e quatro regras básicas.

Dois princípios

1º Atraso do julgamento

A maioria das más ideias são inicialmente boas ideias. Atrasando ou adiando o julgamento, é dada a hipótese de se gerarem muitas ideias antes de se decidir por uma.
De acordo com Osborn, o ser humano é capaz tanto do julgamento como da criatividade. Embora, a maioria da educação nos ensine apenas a usar o julgamento. Nós apressamos o julgamento. Quando praticamos o atraso do julgamento, permitimo-nos a nós próprios usar a nossa mente criativa para gerar ideias sem as julgar. Não parece natural, mas depois tem as suas recompensas.
Quando geramos ideias, é necessário ignorar as considerações à importância da ideia, à sua usabilidade, à sua praticabilidade. Neste patamar, todas as ideias são iguais. É necessário atrasar o julgamento enquanto ainda não se terminou a geração das ideias.

2º Criatividade em quantidade e qualidade

É relativo à quantidade e qualidade da criatividade. Quanto mais ideias forem geradas, será mais provável encontrar uma boa ideia. A técnica de brainstorming tira vantagem de associações que se desenvolvem quando se consideram muitas ideias. Uma ideia pode levar a uma outra. Ideias más podem levar a boas ideias.
Por vezes, não conseguimos pensar num problema enquanto não houver algumas respostas. Brainstorming dá-nos a hipótese de pôr as ideias que passam pela cabeça no papel, de maneira a conseguir obter as melhores delas.
Usualmente, as linhas de guia que se seguem são chamadas de regras. Devem ser seguidas como regras, embora sejam apenas linhas de guia ou de direção.

Quatro Regras

As quatro principais regras do brainstorming são:
• Críticas são rejeitadas: Esta é provavelmente a regra mais importante. A não ser que a avaliação seja evitada, o princípio do julgamento não pode operar. A falha do grupo ao cumprir esta regra é a razão mais crítica para que o sessão de brainstorming não resulte. Esta regra é aquela que primariamente diferencia um brainstorming clássico dos métodos de conferência tradicionais.
• Criatividade é bem-vinda: Esta regra é utilizada para encorajar os participantes a sugerir qualquer ideia que lhe venha à mente, sem preconceitos e sem medo que isso o vá avaliar imediatamente. As ideias mais desejáveis são aquelas que inicialmente parecem ser sem domínio e muito longe do que poderá ser uma solução. É necessário deixar as inibições para trás enquanto se geram ideias. Quando se segue esta regra, cria-se automaticamente um clima de brainstorming apropriado. Isso aumenta também o número de ideias geradas.
• Quantidade é necessária: Quanto mais ideias forem geradas, mais hipóteses há de encontrar uma boa ideia. Quantidade gera qualidade.
• Combinação e aperfeiçoamento são necessários: O objetivo desta regra é encorajar a geração de ideias adicionais para a construção e reconstrução sobre as ideias dos outros.

Linhas de Direção

Embora, universalmente não haja linhas de direção aceitas universalmente para passos específicos a implementar numa sessão de brainstorming, as seguintes atividades principais são bastante típicas:
• Desenvolver um enunciado para o problema.
• Selecionar um grupo de 6 a 12 participantes.
• Enviar uma nota aos participantes falando-lhes acerca do problema. Deverá ser incluído o enunciado do problema, o contexto, bem como algumas soluções e outras coisas que se revelem úteis para o caso.
• Começar por escrever o problema num quadro visível a todos os elementos pertencentes ao grupo.
• Falar, novamente, sobre as 4 regras principais do brainstorming.
• Requisitar novas ideias aos participantes pela ordem pela qual estes levantam a sua mão. Apenas uma ideia deve ser sugerida em cada momento.
• Ter um gravador, ou uma secretária de maneira a que se possa escrever e tomar nota das ideias.
• A sessão deve durar cerca de 30 minutos. Não deve durar quatro horas!
• Selecionar um grupo para avaliação de três a cinco pessoas.
• Fornecer ao grupo a lista de ideias e dizer-lhes que sugiram e selecionem as melhores ideias.
• Fornecer ao grupo original um relatório com as ideias selecionadas pelo grupo de avaliação e requisitar a submissão de quaisquer ideias adicionais estimulada pela lista.
• Dar a lista final de ideias à pessoa ou grupo de trabalho do projeto.

Composição do grupo

A maioria dos grupos de brainstorming são constituídos por três elementos:
• O líder
• Os membros
• Um secretário
Devem ser escolhidas pessoas que tenham alguma experiência com o problema em causa. É necessário não misturar os chefes com os trabalhadores. Deve-se escolher pessoas que estejam no mesmo patamar da hierarquia na organização. A maioria das pessoas não consegue se libertar nem ser suficientemente criativo diante do seu chefe.
O líder de grupo deve ser familiar com o processo de brainstorming e ter facilidade em manter-se relaxado, e numa atmosfera descontraída.
O secretário deve ter facilidade na escrita rápida. Este vai ter que tomar nota de uma numerosa lista de ideias que vão ser geradas. As ideias não têm, necessariamente, ser escritas exatamente da mesma forma que são ditas. O nome da pessoa que sugere as ideias não deve ser anotado, já que o anonimato encoraja a liberdade de expressão.
Brainstorming é uma boa forma de pensar e um bom caminho a seguir para a criação de um novo slogan para um produto, ou para um novo tema para uma campanha. Esta é uma boa forma de pensar e de encontrar ideias para uma história de um jornal ou para uma coluna de uma revista.
Deve utilizar-se esta técnica para problemas que tenham um final em aberto. Como em todas as técnicas criativas, o problema deve ser descrito em termos específicos para que ideias específicas possam ser geradas. Generalidades, mesmo as mais brilhantes, são raramente as soluções mais criativas.
Um problema de brainstorming deverá ter um grande número de possíveis soluções. A resposta nunca é demasiado restrita.

Avaliação do Grupo

Enquanto um grupo típico de brainstorming deverá conter desde seis a doze pessoas, o grupo de avaliação deve conter, exatamente três, cinco ou sete pessoas. Usando um número ímpar eliminam-se as possibilidades de empate quando é efetuada a votação das possíveis soluções.
Esta situação também ajuda quando é procurado um consenso ao invés da votação.
A composição dos membros desse grupo pode variar. Poderá consistir em pessoas que faziam parte do grupo de geração de ideias, ou na combinação de pessoas deste grupo com pessoas externas, ou de um grupo completamente novo de indivíduos.
Utilizar as mesmas pessoas poderá ter a vantagem de assegurar a familiaridade com o problema, enquanto o uso de um grupo de pessoas externas ao grupo original pode ter o benefício da maior objetividade.
A tarefa do grupo de avaliação é a de avaliar todas as ideias e selecionar as melhores para uma possível implementação ou estudo adicional. Depois do líder do grupo receber a lista de ideias do secretário, as ideias devem ser editadas em seguida, deve-se certificar e verificar que elas estão descritas claramente e estão concisas. As ideias devem ser organizadas segundo categorias lógicas (usualmente, estas categorias vão de cinco a dez) e apresentadas ao grupo de avaliação para revisão. É possível tornar este processo mais fácil e prático utilizando um checklist organizado segundo determinados critérios como a simplicidade das ideias, menos custosas em termos de tempo e capital, e outros termos similares. O grupo de avaliação deve verificar as melhores ideias de forma a sujeitá-las a testes práticos.

Brainstorming Individual

A técnica de brainstorming é a clássica técnica criativa de um grupo. De qualquer forma, muitas pessoas adaptaram o brainstorming e usam-no como uma técnica criativa individual.
Isto significa que é sempre possível realizar uma sessão de brainstorming a qualquer altura – e quantas vezes for necessário – sem dinheiro, tempo dispendido a organizar um grupo de pessoas. De fato, muitos indivíduos podem encontrar mais criatividade sozinhos do que fazendo parte de um tradicional grupo de brainstorming. Aliás, a liberdade de estar sempre disponível para um brainstorming individual é incrivelmente fácil de atingir.

Condições em que pode ser necessária a realização de um brainstorming individual
• Trabalha-se sem cooperação, sozinho.
• Trabalha-se sem cooperação, e emprego por conta própria.
• Não há disponibilidade para uma sessão em grupo.
• As pessoas que o rodeiam não gostam de sessões de brainstorming.
• As pessoas que o rodeiam não seguem as regras do brainstorming.
• O problema é demasiado pequeno para justificar a reunião de um grande conjunto de pessoas.

Quando se utiliza o brainstorming individual, pode ser de grande ajuda o uso de mapas mentais ou semanticmaps para organizar e desenvolver as ideias.

Brainstorming na educação

A técnica de brainstorming não é uma atividade exclusiva de um ambiente empresarial, pelo contrário, na escola pode ser uma técnica muito importante na educação dos estudantes. Este grande ou pequeno grupo de atividade encoraja as crianças a manterem-se focados num tópico e contribuir para uma fluidez de ideias em liberdade.
O professor pode começar por propôr uma questão ou problema, ou introduzindo um tópico. Os estudantes, depois expressam e divulgam as possíveis respostas e soluções, palavras, expressões ou ideias relevantes.
A contribuição é aceita sem críticas ou julgamento. Inicialmente, alguns estudantes podem mostrar-se relutantes em falar e revelar as suas ideias no grupo formado, mas o brainstorming é uma atividade de partilha que encoraja os alunos a participar.
Expressando ideias e ouvindo o que é dito pelos outros, os estudantes podem ajustar o seu conhecimento e compreensão anterior, acomodando a nova informação aumentando os seus níveis de atenção.
Os professores ou educadores devem enfatizar a importância de ouvir ativamente os outros participantes durante esta sessão. Os estudantes devem ser encorajados a ouvir com atenção, e educadamente a contribuição dos seus colegas de classe, dizendo aos professores que não o conseguem ouvir perfeitamente e pensando em diferentes sugestões e respostas a compartilhar.

Diversas outras áreas que utilizam o brainstorming:

Educação;
Negócios;
Informática;
Internet;
Etc.

Objetivo:
O Brainstorming ou tempestade cerebral, mais que uma técnica de dinâmica de grupo é uma atividade desenvolvida para explorar a potencialidade criativa do indivíduo, colocando-a a serviço de seus objetivos.

Como Fazer:
1. O Brainstorming não visa a fixação de um conteúdo desenvolvido ou que conste de um texto qualquer.
2. O princípio no qual se apóia o Brainstorming é o de solicitar aos participantes que aparentemente ideias, as mais diversas e até mesmo descabidas, sobre um assunto qualquer colocado pelo monitor. Sua participação, durante a apresentação dessa ideias, será a de registrá-las, independente de qualquer juízo crítico sobre sua validade, e estimular a rápida sucessão de outras mais. Um exemplo proposto é aproveitar-se uma reunião de executivos, por exemplo, na área de publicidade e apresentar-lhes desafios aparentemente ilógicos como:

– Qual a utilidade prática de uma lâmpada queimada?

– Que outros empregos poderemos dar a um clipes?

– Como nos valer da palavras (chuva) e da palavra (matagal) para promover a venda de óleos de bronzear?
3. Colocando um desses problemas, cabe ao monitor, mais ou menos como um leilão, incentivar os participantes a apresentarem, em poucas palavras, as sua ideias e, eventualmente, associá-las a outras até que praticamente se esgote o manancial. Com inúmeras ideias expostas a registradas, deve então o monitor, com auxílio do grupo ir eliminando umas, aprimorando outras e assim chegar a um resultado prático.

Fonte: whatis.techtarget.com/www.ebah.com.br/ucbweb2.castelobranco.br/biomania.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Fórceps

PUBLICIDADE Fórceps é um instrumento de metal com duas alças usadas especialmente em operações médicas …

Fake News

Fake News

PUBLICIDADE O que é fake news? A fake news (ou notícia falsa) é uma notícia que …

Grampo Cirúrgico

Grampo Cirúrgico

PUBLICIDADE Grampo Cirúrgico é um dos vários dispositivo cirúrgico usados para unir, prender, suportar ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.