Breaking News
Home / Filosofia / Dogmatismo

Dogmatismo

PUBLICIDADE

O que é o Dogmatismo?

Do grego dogma (doutrina estabelecida), o dogmatismo é a posição epistemológica segundo a qual relação entre o sujeito cognoscente e o objeto cognoscível é não só pressuposta, mas também inquestionável.

Desse modo, o dogma assume o status de uma verdade aceita, de forma irrefletida,por um determinado grupo de modo a não importar o quanto tal “verdade” é, de fato, verídica haja vista não haver esse processo de análise quer seja a priori ou a posteriori se há uma correspondência entre o juízo emitido e o fato.

Dogmatismo

Hessen, ao referir-se à posição dogmática, é bastante incisivo quando diz: “A possibilidade e a realidade do contato entre sujeito e objeto são pura e simplesmente pressupostas. É auto evidente que o sujeito apreende seu objeto, que a consciência cognoscente apreende aquilo que está diante dela. Esse ponto de vista é sustentado por uma confiança na razão humana que ainda não foi acometida por nenhuma dúvida”.

Esse trecho de Hessen de sua obra Teoria do Conhecimento traz informações importantes para compreendermos o estatuto o dogmático. Ele afirma que o dogmático não questiona a possibilidade do conhecimento, simplesmente o pressupõe. Noutros termos, os sujeitos podem apreender os objetos e não há, para isso, um limite seja ele material ou abstrato que inviabilize tal apreensão.

Nesse sentido, a um dogmático as questões do tipo: quais os limites e possibilidades na intelecção dos entes metafísicos, abstratos seria uma pergunta destituída de sentido em si mesma haja vista o conhecimento ser sempre possível, o que o difere do cético seja ele relativo ou absoluto.

Bazarian distingue três tipos de dogmatismo. São eles:

o dogmatismo ingênuo: a realidade é assim por que não poderia ser de outra forma;

o dogmatismo racional: entende a razão como o suprassumo capaz de sozinha, isto é, sem o auxílio da experiência e dos sentidos, conhecer toda a realidade cognoscente;

o dogmatismo irracional: a crença de que é possível obter conhecimento por meio da intuição, da revelação, da fé, ou seja, por meios não racionais, mas predominantemente afetivos, emocionais.

É bastante provável que você já tenha se deparado com a célebre afirmação: “política, futebol e religião não se discutem”. Essa afirmação, é profundamente dogmática uma vez que faz pressupor que os conteúdos valorativos dessas ações não possam ser questionados haja vista possuírem um pressuposto status inquestionável, de opinião pessoal do indivíduo que não possa ser reavaliada pela comunidade na qual ele expressou tal juízo.

Contrários ao dogmatismo afirmamos: “política, futebol e religião se discutem” tendo em vista a avaliação dos nossos posicionamentos e, quando necessário, a reformulação para não ferir os direitos dos demais ainda que sejam adversos aos meus princípios.

Fábio Guimarães de Castro

Referências Bibliográficas

BAZARIAN, J. O Problema da Verdade: teoria do conhecimento. SP: Alfa-Ômega, 1994.

HESSEN, J. Teoria do Conhecimento. Trad. de João Vergílio G. Cuter. SP: Martins Fontes, 2003.

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Justiça e Direito em Nietzsche

Justiça e Direito em Nietzsche

PUBLICIDADE O que é Justiça e Direito em Nietzsche? A justiça e o direito são abordados …

Behaviorismo Ryleano

Behaviorismo Ryleano

PUBLICIDADE O que é o behaviorismo ryleano? Gilbert Ryle, contrário à mente substancial cartesiana, defende …

Antropomorfismo

Antropomorfismo

PUBLICIDADE O que é antropomorfismo? Doutrina filosófica que interpreta toda a realidade seja ela física …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.