Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Curiosidades / História da Christian Louboutin

História da Christian Louboutin

PUBLICIDADE

Qual mulher não gostaria de um closet recheado de sapatos? Melhor do que isso, só um closet lotado de Louboutins. Loubou…quem? Sonho de consumo de 10 a cada 10 mulheres, os sapatos criados por Christian Louboutin possuem os famosos solados vermelhos; e, desde 1991, quando inaugurou sua primeira loja, as criações desse designer francês têm sido sucesso absoluto.

A paixão por sapatos começou cedo. Quando criança, Christian Louboutin costumava fugir da escola pra ir a uma feira de ciganos só para admirar os sapatos daqueles nômades. A decisão de deixar a escola não foi fácil e a família de Louboutin reprovou todas as ideias do futuro designer. O que fortaleceu ainda mais a ideia de largar tudo pela vontade de calçar o mundo foi uma entrevista de Sophia Loren a que o pequeno garoto de doze anos assistiu pela televisão.

Nela, Loren dizia que sua irmã era uma mulher bem sucedida, mas que precisou largar os estudos cedo e, só muito depois, aos 50 anos, conseguiu conclui-los. “Ao dizer isso, todo mundo aplaudiu! E eu pensei: bem, ao menos se eu me arrepender de tudo, serei como a irmã de Sophia Loren!”

Para quem não sabe, os solados vermelhos vieram da ideia de que faltava um ‘algo a mais’ nas criações de Louboutin. “Uma funcionária minha sempre pintava as unhas. Um dia peguei o esmalte dela, passei na sola, e o sapato ganhou vida!”, disse o designer, que, desde então, descobriu o segredo do sucesso.

Milhares de famosas desfilam por aí seus solados vermelhos. A autora de livros de suspense Danielle Steel é a maior cliente da marca. Sua coleção gira em torno de 650 sapatos do designer. Os Louboutins mais conhecidos e cobiçados hoje em dia são o ‘Pigalle’, o ‘Lady Peep’, o ‘Simple Pump’ e o ‘Very Privé’. Ainda assim, modelos novos são lançados a cada temporada. Louboutin, por exemplo, lançou no início deste ano o ‘Blake’. Sim, o nome é uma homenagem à Blake Lively, atriz que é considerada um ícone da moda e cada vez mais fashion a cada aparição.

História da Christian Louboutin

Louboutin trabalhou para grandes grifes mundiais, como Roger Vivier – o criador do salto agulha -, Christian Dior, Yves Saint Laurent, Chanel e até paisagista da Vogue ele já foi. Atualmente, a marca Christian Louboutin possui 36 lojas próprias e 200 pontos de venda, localizados em renomadas lojas multimarcas, em 51 países do mundo. No Brasil, Louboutin desembarcou em 2009 no shopping Iguatemi, na cidade de São Paulo.

Preços exorbitantes, desejos intermináveis. O fato é que, hoje em dia, Christian Louboutin tem o mundo aos seus pés.

História da Christian Louboutin

Todos conhecem o Christian Louboutin, mas para quem não conhece, ou não está ligando o nome a pessoa, vamos a uma história rápida.

Louboutin é o queridinho das famosas. Mas não foi assim que começou a carreira. Descobriu num museu de arte africana um desenho de salto agulha que o fascinou quando criança.

Em casa, foi criado por sua mãe e três irmãs – e credita ao ambiente feminino sua inspiração.

Aos 15 anos, ele já conhecia a noite parisiense, as salas de música e teatro da cidade e, fascinado por esse universo, decidiu criar sapatos para vender às dançarinas.

Depois daí, trabalhou para grandes marcas, como Christian Dior, Chanel e Yves Saint Laurent.

Ficou um tempo longe da paixão pelos sapatos, quando virou paisagista e colaborador da Vogue. Mas logo encontrou uma boutique na Galeria Vero-Dodat, próxima ao Louvre e, com outros dois amigos, criou o negócio, no início da década de 1990.

Quatro meses após a inauguração, uma jornalista americana da W Magazine estava em Paris para descobrir novos endereços “trend” na cidade. Quando ouviu uma animada conversa entre duas moças mulheres sobre os sapatos da boutique de Christian Louboutin; uma delas era a Princesa Caroline de Mônaco. Nossa?! Sorte do moço… A matéria foi publicada, o negócio decolou e o resto é história.

Entretanto, o estilo inimitável dos sapatos de Louboutin, seus saltos com jóias e seu design sexy e despretensioso agradam a mulher feminina e vaidosa. Além do solado, as linhas clean e o acabamento perfeito perpetuam a tradição do sapato de luxo.

Nicole Kidman, Kate Winslet, Kirsten Dunst, Gwyneth Paltrow e Cate Blanchett são algumas das atrizes que usam Louboutin. Madonna, Tina Turner, Gwen Stefani e as gêmeas Olsen são suas grandes fãs também.

Christian procura buscar inspiração em viagens pelos continentes e tem uma fascinação particular pelo Oriente.

Seus sapatos são fabricados na Itália e criados no atelier do designer, em Paris, mas a inspiração permanente ainda vem daquela imagem dos anos 50, naquele museu de arte.

Mas essa historinha toda na verdade é por dois motivos, um para falar que o moço está processando a marca Carmen Steffens por colocar solas vermelhas em seus sapatos, uma marca registrada do designer.

A alegação para a ação que Louboutin move contra a Carmen Steffens é violação de marca, e surge menos de uma semana após ele entrar com uma ação contra a Yves Saint Laurent por vender calçado de sola vermelha “praticamente idêntico” na mesma loja de Nova York que comercializa seus produtos.

Carmen Steffens tem 160 lojas em todo o mundo e planeja abrir outras 25 na França até 2015. O preço médio de seus sapatos é de U$ 300, enquanto os de Christian Louboutin custam aproximadamente U$ 1000.

Para se defender e em comunicado para responder às acusações, a marca explicou que usa solas vermelhas em seus calçados desde 1996, muito antes de as solas vermelhas de Louboutin serem registradas como uma marca nos Estados Unidos, em 2008.

Estamos preparados para fornecer evidências incontestáveis de que temos usado solas coloridas, especialmente vermelhas, em nossos sapatos, antes do senhor Christian Louboutin popularizar as suas – disse o diretor de desenvolvimento da marca no exterior, Gabriel Spaniol.

A nota dizia ainda que a empresa “considera surpreendente que uma marca esteja tentando reservar os direitos a usar uma cor”. E acrescentou: “Os tons não são os mesmos e, como os catálogos de 1996 podem provar, os sapatos de Carmen Steffens contêm solas de todas as cores, inclusive vermelho”.

Mas… em uma corte federal de Manhattan, Christian Louboutin tenta ganhar de Yves Saint Laurent mais de U$ 1 milhão por danos, por alegada violação de marca e por falsificação do mais distintivo recurso de seus sapatos.

Ele alega que foi o primeiro designer a desenvolver a idéia de usar solas vermelhas em sapatos femininos. O designer parisiense afirma que surgiu em 1992 com a idéia de usar sola vermelha em todos os seus sapatos. Ele pede à Justiça que impeça Yves Saint Laurent de produzir modelos similares.

YSL não comentou o caso. E a Carmen Steffens se defende…

Fonte: www.ziperama.com/www.mixdavaidade.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Fórceps

PUBLICIDADE Fórceps é um instrumento de metal com duas alças usadas especialmente em operações médicas …

Fake News

Fake News

PUBLICIDADE O que é fake news? A fake news (ou notícia falsa) é uma notícia que …

Grampo Cirúrgico

Grampo Cirúrgico

PUBLICIDADE Grampo Cirúrgico é um dos vários dispositivo cirúrgico usados para unir, prender, suportar ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+