Breaking News
Home / Curiosidades / História da Escada

História da Escada

PUBLICIDADE

Do romance entre um jovem empreendedor alemão e uma bela modelo sueca nasceu uma grande casa de moda européia, com coleções de alta costura, roupas esportivas e, especialmente, cobiçados perfumes.

Amor e moda

Assim como tantas outras griffes de moda, a Escada também viu sua história nascer da união de duas pessoas com ideais em comum e, sobretudo, romance no ar. Em 1976, a top model sueca Margaretha era o rosto das campanhas da maison de alta costura do criador francês Jacques Fath, que lhe apresentou o jovem Wolfgang Ley, um alemão dinâmico e empreendedor.

Apaixonados, os dois se completavam não apenas na vida a dois, mas também no trabalho, ao abrir uma pequena malharia em Munique – enquanto Margaretha cuidava da criação de coleções, Wolfgang se ocupava das finanças, do marketing e da produção da empresa.

Desde o início, em 1979, as características mais marcantes da Escada já eram as cores vibrantes, o acabamento cuidadoso e o caimento perfeito das roupas, coordenáveis e elegantes. Hoje, com coleções de perfumes, acessórios, óculos, roupas infantis, jóias e outros produtos, a Escada já firmou seu espaço no rol das marcas mais luxuosas do mundo.

Pedras no caminho

Apesar do sucesso rápido e duradouro alcançado pelo casal Ley e sua griffe, nem tudo foi fácil na trajetória da Escada. Em 1986, a empresa teve de lidar com o excesso de produtos nos estoques e, para compensar, pôs ações à venda no mercado.

Anos depois, outro baque – a morte de Margaretha Ley, em 1992, aos 59 anos – abalou as estruturas da casa.

O time de criação da Escada, então liderado por Michael Stolzenburg, logo retomou as rédeas da marca e, com idéias novas, conseguiu reerguer a empresa e a reputação da marca.

Nome campeão

Embora muitos pensem que se trate de uma misteriosa abreviação, Escada é, na verdade, o nome de uma raça irlandesa de cavalos de corrida – um sinal de que, apesar das dificuldades iniciais, o casal Ley estava destinado à vitória.

Cheiro chique

Em 1990, foi fundada a Escada Beauté, em Paris, responsável pela produção e a distribuição dos perfumes da marca. Sempre sucesso de vendas, ao longo dos anos foram criadas 27 diferentes fragrâncias com a etiqueta Escada, todos com nomes divertidos como Ibiza Hippie, Rockin’ Rio, Casual Friday, Magnetism, Magnetic Beat e Lily Chic.

No closet das estrelas

Entre os clientes mais famosos da marca estão estrelas de cinema como Kim Basinger, Demi Moore, Angelica Houston, Brooke Shields e duas ex-mulheres do roqueiro inglês Mick Jagger – Jerry Hall e Bianca Jagger.

Modelos superpoderosas

Algumas das campanhas mais marcantes da Escada foram concebidas na era das supermodelos, quando belas para lá de poderosas não pisavam em uma passarela ou em um estúdio fotográfico se não vissem muitos zeros à direita dos valores de contrato.

Entre as décadas de 80 e 90, tops como Yasmin Le Bon, Naomi Campbell, Claudia Schiffer e Cindy Crawford foram as estrelas das campanhas de roupas, perfumes e acessórios da marca.

Em 2005, a top canadense Linda Evangelista – que no final dos anos 80 declarou que não se levantava da cama por menos de US$ 10 mil – foi escalada para aparecer na mais recente campanha da Escada, que entrou em circulação mundial no início deste ano.

Aos 40 anos, a grande camaleoa da moda (que, no auge da carreira, mudava de visual como quem muda de roupa) foi clicada pelo “papa” da fotografia, o norte-americano Steven Meisel.

O resultado são dez fotos exclusivas, exatamente dez anos depois da participação da bela em anúncios da marca.

Camaleoa: em mais de 20 anos de carreira, a canadense Linda Evangelista já foi loira, morena, ruiva… e hoje, serena e madura, empresta sua beleza única à campanha que estreou nas páginas da edição de fevereiro de 2006 da Vogue America

“Ligue para o meu Escada”

A empresa alemã de celulares Siemens lançou uma edição limitada do modelo SL65 customizado exclusivamente pela Escada. Com desenho e cores inspirados pela embalagem do perfume Rockin Rio, o aparelho foi lançado em maio de 2005 e teve distribuição exclusiva em boutiques Escada e alguns pontos-de-venda restritos.

Vacas gordas

Com mais de 1,3 mil funcionários, lojas e subsidiárias nos Estados Unidos, Canadá, Europa e Ásia, a Escada passa por uma fase próspera, reportando aumentos nos lucros ao fechar os anos fiscais de 2004 e 2005. O grupo Escada inclui todos os segmentos de produtos da casa de moda alemã, como as linhas Escada Sport, Elements Escada e Escada Beauté, e ainda administra os negócios do grupo Primera, que inclui as marcas Apriori, Biba, Cavita e Laurel.

Enquanto o grupo como um todo fechou o ano de 2005 com aumento de 3,7% em vendas, a marca Escada, por si só, cresceu 5,8%, com faturamento de mais de 436 milhões de euros. O cenário favorável foi a deixa para Wolfgang Ley, aos 67 anos, sair de cena e se aposentar. Em 31 de janeiro, depois de 30 anos no comando financeiro da Escada, Ley passou a tocha para o presidente do grupo Primera, Frank Rheinbold.

Óculos com atitude

A coleção de óculos Escada é distribuída e representada em terras brasileiras pela Wilvale, tendo integrado o portfólio de marcas da empresa há menos de um ano. Embora recente, o lançamento já mostra a que veio, com peças cheias de personalidade e sofisticação, sem medo de ousar.

Ícones

Perfumes

Cores e estampas abusadas e vibrantes Peças que realcem a feminilidade sem vulgaridade Bolas coloridas em roupas, bolsas e embalagens.

Pronúncia

“Es-CÁ-da”. No Brasil, Escada não é apenas o nome de uma grife de moda, mas uma palavra muito mais popular, atribuída para denominar um conjunto de degraus que dá acessos a pavimentos inferiores ou superiores. E, por conta de tal semelhança, convencionou-se dar um sotaque francês ao termo, colocando a tonicidade na última sílaba (“Escadá”), para aliviar essa parecença. Mas a pronúncia correta internacionalmente é “Es-CÁ-da”, tal qual o conjunto de degraus.

Fonte:  www.revistaview.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Borduna

PUBLICIDADE A borduna está entre a mais simples de todas as armas: uma pequena vara, …

Frenologia

PUBLICIDADE O que é A frenologia é uma teoria, popularizada no início do século XIX, …

Otoscópio

PUBLICIDADE O que é Um otoscópio é uma ferramenta que permite ao médico ver dentro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.