Breaking News
Home / Curiosidades / História da Gucci

História da Gucci

PUBLICIDADE

História da Gucci

A alta burguesia e a nobreza florentina logo reconheceram a excelência e originalidade do produto e em pouco tempo a marca superou os limites da cidade, impondo-se como uma das mais conhecidas entre a elite do país.

A herança de Guccio Gucci mudou de Florença para Roma e, nos anos 50, para New York onde as estrelas de Hollywood fizeram brilhar a marca florentina nas capitais do luxo de todo o mundo.

Em 1982, a Gucci transforma-se em sociedade anônima e em 1989, adquiriu 50% do pacote acionário que foi comprado totalmente em 1993.

A maison foi reorganizada, e o encargo de relançar a grife coube a Tom Ford e Domenico Del Sole. 1999 assinalou a aliança estratégica com o grupo PPR: em troca de uma quota de 40%, o polo do luxo francês investiu na Gucci 2,9 bilhões de dólares para financiar o crescimento através de aquisições.

Em 2005, ainda em clima de mudanças, no posto de comando chega o americano Mark Lee e na direção criativa, em 2006, chega Frida Giannini que reinterpretou em chave-moderna as origens da grife.

Hoje a Gucci, que faz parte do polo do luxo PPR, encerrou 2006 com vendas no valor de 2,1 bilhões de Euro, um aumento de 16,8% em relação a 2005, e 219 butiques em gestão direta em todo o mundo.

Em suma, após 86 anos, a maison ainda comprova resistir ao tempo, adequando seus elementos estilísticos às mudanças da moda e do gosto.

Fonte: www.couromoda.com

História da Gucci

Gauccio Gucci adquiriu bom gosto e elegância trabalhando como atendente e posteriormente Maitrê no famoso e requintado hotel Savoy de Londres na virada do século 19.

Em 1921, depois de seu retorno para cidade de Florença, abriu uma pequena loja que vendia acessórios para viagem, feitos pelos melhores artesões da cidade, com um capital de 30 mil Liras.

Necessitando expandir seu negócio, que agora fabricava também malas de mão, a empresa mudou-se para um lugar maior em Lungarno Guicciardini em 1937.

Com o grande sucesso de seu negócio e clientes famosos, a marca abriu loja na cidade de Roma em 1938 no requintado endereço de Via Condotti. Em 1939 seus filhos, Aldo, Vasco e Ugo, ingressaram no negócio. Em 1947 a GUCCI lançou no mercado o que viria a se tornar um ícone da marca, a bolsa com alça de bambu.

Pouco tempo depois, outro filho do estilista, Rodolfo, ingressou na empresa e abriu uma loja na cidade de Milão no ano de 1951. No ano de 1953, seus filhos Aldo e Rodolfo, abriram uma loja na cidade de New York, dando início à internacionalização da marca.

Ainda nesta década a marca lançou outro ícone, o mocassim com fivela de metal, que se tornou um dos principais ícones da GUCCI.

Na década de 60 foram inauguradas lojas em Londres, Paris e Long Beach. Grace Kelly, Peter Sellers e Audrey Hepburn contribuíram para que a marca virasse sinônimo de bom gosto e sofisticação em Hollywood, ganhando inúmeros adeptos entre as estrelas do cinema mundial.

No final desta década a GUCCI adotou oficialmente o logotipo GG. Em 1969 foi criada a bolsa com alça para o ombro, especialmente desenvolvida e criada para Jackeline Kennedy, que até hoje é conhecida como “Jackie O”. Na década seguinte a empresa abriu lojas em Tóquio e Hong Kong.

Em 1993 a marca foi vendida em sua totalidade para um grupo de investidores árabes. No ano de 2000 foi reaberta a tradicional loja da marca na Fifth Avenue, principal bandeira da GUCCI.

A marca no mundo

A empresa possuí cerca de 200 lojas, próprias e em sistema de franchise, ao redor do mundo com faturamento de US$ 1.8 bilhões.

Você Sabia?

* A famosa marca italiana, produz e vende atualmente bolsas, malas de mão e outros acessórios de couro (que representam 30% do total de vendas da marca), sapatos, roupas, gravatas, perfumes e relógios.

Fonte: www.mundodasmarcas.blogspot.com

História da Gucci

Quando a chapelaria da família faliu, em 1906, Guccio Gucci decidiu abrir uma selaria em Florença, Itália, negócio que tinha tudo para ser próspero em uma época em que os cavalos eram o meio básico de transporte.

Com o passar do tempo, e o advento do automóvel, a produção de selas foi deixando de ser uma atividade rentável, e os Gucci perceberam que, mais uma vez, era hora de diversificar sua produção.

Em 1925, seu nome começava a aparecer em uma bolsa tipo saco, que fez muito sucesso. E em 1932 nascia o produto que viria a ser a marca registrada da grife, o sapato mocassim, que tinha sobre sua gáspea um símbolo dos velhos tempos da selaria – uma espécie de freio de cavalo.

Nos anos 60, Gucci passou a ser uma referência mundial para artigos de couro, mas aos poucos foi caindo no esquecimento, com o aparecimento de novas marcas. Mas nos anos 80, afinal, a empresa começou a preparar sua volta por cima.

Durante cinco anos, Tom Ford trabalhou nos bastidores da empresa, adaptando-se ao estilo da casa, antes de aparecer como o grande revitalizador da marca, que atualmente é um dos maiores sucessos internacionais de moda. Ganhador, em 1995, do prêmio do Council of Fashion Designers of America, Ford e seu estilo têm conseguido colocar o nome Gucci entre os preferidos de todo o mundo.

Fonte: www.maxpress.com.br

Veja também

Labirinto

Labirinto

PUBLICIDADE Definição Um Labirinto complicada rede irregular de passagens ou caminhos nos quais é difícil encontrar o …

Necromancia

PUBLICIDADE Definição Necromancia é o ato de se comunicar com os mortos para descobrir o …

Cistoscópio

Cistoscópio

PUBLICIDADE Definição O Cistoscópio é um instrumento tubular de metal oco, equipado com uma luz, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.