Breaking News
Home / Curiosidades / História Marc Jacobs

História Marc Jacobs

PUBLICIDADE

Um pouco sobre Marc Jacobs

Graduado pela Escola de Arte e Estilo de Nova Iorque em 1981, tornou-se conhecido no mundo fashion no final dos anos 80, ao desenhar e apresentar uma coleção em estilo “grunge” , estilo que todos devem ainda se lembrar, que ficou bastante famoso entre os adolescentes doa anos 90.

O estilo era baseada no novo tipo de som e indumentária que vinha da cidade de Seattle, na costa-oeste, onde grupos de rock como Nirvana e Soundgarden e meninos com bermudas até o meio dos joelhos revolucionavam os costumes locais e os difundiam para todo o país e para o mundo.

História Marc Jacobs

A ousadia lhe custou o emprego, poia, ao apresentar a coleção para a tradicional e luxuosa marca Perry Ellis, da qual era diretor de estilo, foi imediatamente demitido.

Já a marca Luis Vuitton, viu a ousadia de Marc Jacobs uma oportunidade de modernizar seus produtos e lugar cada vez mais com a nova geração de consumidoras.

Luis Vuitton era uma marca que possuía um certo ar decadente, como a editora da Vogue americana Anna Wintour, o grande oraculo do mundo fashion, chegou a declarar: “Você pensa em Vuitton e pensa em aeroportos.

A imagem da Vuitton tem sido… a de Palm Beach”, referindo-se a este ar decadente, muito associado às socialites emergentes de Miami.

Quando Jacobs assumiu o cargo de diretor artístico da grife, em 1997, quando todos acreditavam a associação improvável, a ousadia de Jacobs foi canalizada para multiplicar os lucros transformando a marca em em uma marca da moda.

Em 98, Vuitton fez sua primeira linha de roupas e o primeiro desfile na coleção de Paris. As roupas eram uma forma de criar uma nova imagem para a marca, e a partir de então os produtos Luis Vuitton foram renovados.

Seus produtos, completamente renovados se tornaram verdadeiros ícones da moda e objetos de desejo – um grande exemplo disto é a famosa e tradicional estampa de bolsas e acessórios , a monograma LV, que ganhou uma versão colorida em 2003 a partir do convite feito por Marc Jacobs ao artista plástico japonês Takashi Murakami para renovar as bolsas da marca.

As bolsas brancas com o monograma colorido venderam, naquele ano, 300 milhões de dólares, estão entre as mais procuradas nas lojas até hoje.

Além de ser o nome à frente do setor de criações da Luis Vuitton, Marc Jacobs possui sua própria grife, extremamente popular, que leva o seu nome e já possui mais de 100 lojas mundo afora, inclusive a recém inaugurada no Brasil.

É conhecido como um estilista que não segue as tendências universais da moda de cada estação, como em sua coleção de 2004/2005, quando, ignorando o estilo safári seguido por outros grandes nomes do mercado, fez sua coleção baseada num estilo completamente feminino com seus modelos desfilando entre 450.000 rosas na passarela.

Esta sua ousaria e até mesmo irreverencia. Com um pouco de rebeldia, fazem com que o estilista seja extremamente inovativo e este é o seu grande diferencial.

No Brasil, Marc Jacobs desfilava confortavelmente usando saias, sem se importar com que os demais pudessem vir a dizer. A ousadia, que já fora rejeitada no inicio de sua carreira, é o que hoje faz com que sua marca e os produtos desenvolvidos para a Luis Vuitton sejam tao desejados.

Em uma época em que todos desejam ser diferentes, especiais, desejam ter seu próprio estilo, exclusividade e inovação são palavras de ordem para empresas e consumidores.

Fonte: cyncardoso.net

História Marc Jacobs

Tricotando com a avó

Pela primeira vez na história da moda, um americano escreve sua trajetória de sucesso numa das marcas mais emblemáticas e poderosas do mundo, a francesa Louis Vuitton.

O nova-iorquino Marc Jacobs empresta seu talento e criatividade para três icônicas marcas: Marc Jacobs, Marc by Marc Jacobs e Louis Vuitton.

Conhecido pelas criações ousadas e capazes de jogar por terra obviedades e mesmices na moda, Marc Jacobs definitivamente gosta de surpresas.

A começar pelo seu passado nada glamouroso. Órfão de pai aos 7 anos, o menino também viveu longe da mãe, que era muito doente, e dos irmãos, sendo criado pela avó, que lhe ensinou a tricotar.

Jacobs também superou outra limitação: conseguiu se livrar das drogas, bebidas e dos óculos fundo de garrafa.

Sem contar que abandonou o figurino GG, exibindo boa forma e elegância seja usando calça e blazer sequinhos, seja curtindo o calor brasileiro de bermuda e chinelo.

Formado pela High School of Art and Design, em Nova Iorque, Jacobs ingressou, em 1981, na Parson’s School of Design, onde arrebanhou, no período, prêmio de “melhor estudante do ano”.

O anonimato só foi deixado de lado mesmo quando Jacobs criou a coleção “grunge” para Perry Ellis.

Durante a temporada de primavera 2001, surgiu sua segunda marca, a Marc by Marc Jacobs. Mas é o trabalho que desenvolve, desde 1997, para a cobiçada Louis Vuitton que faz do designer a estrela de grandeza maior do mundinho fashion.

Jacobs possui mais de 60 lojas espalhadas pelo mundo, incluindo flagship brasileira.

Além de roupas – femininas e masculinas, sapatos e claro, as bolsas Louis Vuitton, Jacobs também assina óculos, relógios e fragrâncias, entre elas a feminina Daisy.

Fonte: www.hojeemdia.com.br

Veja também

Anacronismo

Anacronismo

PUBLICIDADE Definição Anacronismo é um erro na cronologia, especialmente: um extravio cronológico de pessoas, eventos, …

Labirinto

Labirinto

PUBLICIDADE Definição Um Labirinto complicada rede irregular de passagens ou caminhos nos quais é difícil encontrar o …

Necromancia

PUBLICIDADE Definição Necromancia é o ato de se comunicar com os mortos para descobrir o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.