Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  porque - por que - por quê - porquê  Voltar

Porque - Por que - Por quê - Porquê



Por que (separado e sem acento) é usado nos seguintes casos:

a. Nas frases interrogativas:

Por que o dólar subiu?

Por que o projeto foi rejeitado?

Por que as obras ainda não começaram?

b. Sempre que o sentido for "por que razão", "por que motivo", "a razão por que/pela qual", "o motivo

por que/pelo qual", estejam essas palavras expressas ou subentendidas:

Não se sabe por que o império maia entrou em declínio.

O funcionário explicou por que havia faltado.

Esse é o motivo por que a reunião foi adiada.

Observação: Com esse sentido, por que é também usado nos títulos: Por que apoiar a proposta; Entenda por que o dólar subiu; e após as palavras daí e eis: Daí (Eis) por que

a reunião foi adiada.

c. Quando equivaler a "por isto" ou a "pelo qual/pelos quais", "pela qual/pelas quais":

Torcemos por que tudo se resolva logo. (= torcemos por isto)

O Relator estava ansioso por que começasse a votação. (= ansioso por isto)

Muitos foram os perigos por que (pelos quais) passamos.

A causa por que (pela qual) tanto lutamos agora é lei.

Por quê (separado e com acento) é usado nos mesmos casos acima, mas somente quando incide no final da frase ou antes de ponto-e-vírgula ou dois-pontos (ou seja, quando se segue pausa longa):

O projeto foi rejeitado por quê?

Há pessoas que vivem insatisfeitas sem saber por quê. Eis por quê: por não saberem o que querem.

Na terapia gestalt, não se pergunta "por quê"; antes, indaga-se "para quê".

Porque (junto e sem acento) é usado:

a. Para introduzir explicação, causa, motivo, podendo ser substituído por conjunções causais como pois, porquanto, visto que:

Traga agasalho, porque vai fazer frio. A reunião foi adiada porque faltou energia.

Porque ainda é cedo, proponho esperarmos um pouco mais.

b. Nas frases interrogativas a que se responde com "sim" ou "não":

Ele não votou o projeto porque estava de licença? Essa medida provisória está na pauta de votação porque é urgente?

c. Como conjunção final (= para que), levando o verbo para o subjuntivo:

Rezo porque tudo corra bem. Não expressou sua opinião porque não desanimasse os colegas.

Observação: Contemporaneamente, para exprimir finalidade, objetivo, prefere-se usar para que em lugar de porque: Rezo para que tudo corra bem.

Porquê (junto e com acento) é sinônimo de motivo, causa, indagação. Por ser substantivo, admite artigo e pode ir ao plural: Os considerandos são os porquês de um decreto.

O Relator explicou o porquê de cada emenda.

Qual é o porquê desta vez?

Fonte: www2.camara.gov.br

Porque - Por que - Por quê - Porquê

Você deve lembrar-se de que a palavra "que" será acentuada no final da frase.

Exemplo:

Você estudou o quê ?

A menina precisa de quê ?

O menino vive de quê ?

Escreve-se "porque"-junto e sem acento-sendo uma conjunção causal ou explicativa (= geralmente eqüivale a pois).

Exemplo:

Tirou uma ótima nota porque estudou muito ,

Estude, porque as provas estão próximas.

Estudo porque preciso.

Escreve-se "por que"-separado-

Refere-se a preposição "por" seguida de pronome relativo que-eqüivale a "pelo qual" e "flexões".

Exemplo:

Este é o assunto por que estudas bem.

Referindo-se a preposição "por" seguida do pronome interrogativo "que"-quando depois dele vier escrita ou subentendida a palavra "razão". Isto ocorrerá no final da frase e deverá ser acentuado

Exemplo:

Por que razão não estudou ?

Você precisa de quê ?

Maria faltou por quê ?

Pedro e Paulo não vieram por quê ?

No início da frase, fazendo-se uma pergunta.

Exemplo:

Por que chegou atrasado ?

Escreve-se "porquê"-junto e com acento-sendo um substantivo- neste caso estará precedido de artigo ou palavra determinante.

Exemplo:

Nem o Presidente sabe o porquê da corrupção.

Li pouco, eis o porquê da questão.

Tirou boa nota porque estudou. Eis o porquê.

Fonte: www.brazilianportugues.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal