Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Português / Pronomes Pessoais

Pronomes Pessoais

PUBLICIDADE

São eles: eu, tu, ele, ela, no singular, nós, vós, eles, elas no plural.

São os chamados pronomes pessoais, caso reto ou pronome sujeito, isto porque, nas orações, desempenham a função sintática de sujeito.

Quando oblíquo , nas orações, desempenham a função sintática de objeto direto ou objeto indireto.

Podemos ainda distinguir, nos pronomes pessoais, quanto à acentuação tônica e átonas.

Pronomes pessoais caso reto

Podemos ainda dizer que os pronomes pessoais servem para substituir as três pessoas gramaticais, também denominadas pessoas do discurso

Retos
Singular 1ª pessoa: eu
2ª pessoa: tu
3ª pessoa: ele, ela
Plural 1ª pessoa: nós
2ª pessoa: vós
3ª pessoa: eles,eles
Oblíquos
Átonos Tônicos
me Mim, comigo
Te Ti, contigo
O, a, lhe Ele (si), ela (consigo)
Nos Nós, conosco
Vos Vós, convosco
Os, as, lhes Eles (si) elas (consigo)

Emprego dos pronomes pessoais

Observação

Os pronomes pessoais caso reto ou subjetivo-funcionam quase sempre como sujeito-logo não devem aparecer depois de uma preposição.

Assim, como por exemplo

Diz o namorado para a namorada. “não há mais nada entre eu e tu” (ERRADO)

Lembrando que depois de preposição aparecem apenas os pronomes oblíquos correspondentes. logo

Não há mais nada entre mim e ti (CERTO)

Cuidado:

MIM nunca faz nada, portanto: MIM não pode ser sujeito.

Atenção

Antes de verbo devemos usar eu e tu, jamais mim e ti, logo:

Isto é para eu fazer e também para tu fazeres .
Minha madrinha mandou este livro para eu ler e um outro para tu leres.

Emprega-se ”mim” no final do pensamento

Exemplo

Chegou algo para mim?
Alguém telefonou para mim?
Isto é para mim?
Empresta este livro para mim?

NOTA: Se o “mim” funcionar como sujeito de um verbo no infinitivo será substituído por “eu”.

Isto é para eu fazer?
Este livro é para eu ler.
Entre mim e ti, não há problemas?

OBSERVAÇÃO

Há, ainda alguns pronomes de segunda pessoa que requerem para o verbo as terminações da terceira:

Você-vocês (tratamento familiar)
Senhor-senhora (tratamento cerimonioso)
Vossa Senhoria (para funcionários públicos graduados)
Vossa Excelência (para as altas autoridades do Governo)
Vossa Alteza (para príncipes)
Vossa Majestade (para os reis)
Vossa Santidade (para o papa)
Vossa Eminência (para os cardeais)
Vossa Reverendíssima (para os cleros, sacerdotes, em geral)
Vossa Magnificência (para os reitores da Universidade = magnífico reitor)

Os pronomes oblíquos: o, os, a, as, quando colocados depois do verbo, forma enclítica sofrem, as seguintes variações.

1º Flexionando (= conjugando) o verbo e terminando em vogal os pronomes: o, os, a, as, não sofrem alterações:

amo = amo + o = amo-o
amo + a = amo-a
amo + as = amo-as
amo + os = amo-os

2º O verbo termina em r, s, z, corta-se o “r “, o “s”, ou o “z”, acrescenta-se “I “aos pronomes o, a, os, as, tomando a forma de: lo, los, la, las.

Amas = amas + o = amas-lo = amá-lo
Amas + os = amas-los = amá-los
Amas + a = amas-la = amá- la
Amas + as = amas-las = amá- las

3º) Se o verbo terminar em “m”ou “nasal, não se corta nada, apenas acrescenta-se a letra “n” ao pronome o, os, a, as, tomando a forma : no, nos, na, nas:

amam = amam + o = amam-no
dão = dão + o = dão -no
não no vi
não no chamei

Conjugação do verbo com o pronome enclítico: o, os, a, as, temos:

amo + o = amo-o = amo-o
amas + o = amas-o = amá-lo
ama + o = ama-o = ama- o
amamos + o = amamos-o = amâmo-lo
amais = o = amais-o-= amai-lo
amam + o = amam-o = amam- no
quis + o = quis -o = qui -lo
quiseste + o = quiseste-o = quiseste-o
quis + o = quis-o = qui-lo
quisemos + o =quisemos-o = quisêmo-lo
quisestes + o = quisestes-o = quiseste-lo
quiseram + o = quiseram-o = quiseram-no
ponho-o … ponho-o = ponho-o
pões-o …pões-o = põe-lo
põe-…põe-o = põe-no
pomos-o …pomos-o pômo- lo
pondes-o …pondes-o-pônde-lo
põem-o …põem = põem-no
tenho…tenho-o = tenho-o
tens…tens-o = tem-lo
tem…tem-o = tem = no
temos…temos-o = têmo-lo
tendes…tendes-o = tênde-lo
têm…têm-o = têm-no
quero + o..quero-o = quero-o
queres + o …queres-lo = quére-lo
quer + o …quer-lo = qué-lo
queremos + …queremos-lo = querêmo-lo
quereis + o. …quereis-lo = querei-lo
querem + o – …querem-no = querem-no
pus + o … pus-lo = pu -lo
puseste + o … puseste-o = puseste-o
pôs + o … pôs-lo = pô-lo
pusemos + o … pusêmos-lo = pusêmo-lo
pusestes + o … pusestes-lo = puseste -lo
puseram + o … puseram-no = puseram-no

Quando o verbo estiver no futuro do presente ou futuro do pretérito, teremos a mesóclise, ou seja a colocação do pronome no meio do verbo, assim:

amarei…amár-lo-ei = amá-lo-ei
amarás… amár-lo-ás = amá-lo ás
amará … amár-lo-á = amá -lo-á
amaremos… amár-lo-amos = amá-lo-emos
amareis… amár-lo-eis = amá-lo-eis
amarão … amár-lo-ão = amá-lo ão
amaria… amá-lo-ia = amá-lo-ia
amarias … amá-lo-ias = amá-lo ias
amaria… amá -lo-ia = amá-lo-ia
amaríamos… amár-lo-íamos = amá-lo-íamos
amarieis… amar-lo-eis = amá-lo-íeis
amariam … amár-lo-iam = amá-lo -iam

Os pronome o, os, a, as, funcionando como objeto direto, estando antes do verbo (próclise) conservam a mesma forma.

Não o vi hoje.
Não a amo mais
Jamais a pagarei.
Nunca os vi tão gordo.
As coisas não as comprei
“Maria as trouxe consigo”

Porém, se o pronome estiver posposto ao verbo (ênclise), ou seja , depois do verbo, assim ficará:

Amo -a de coração
Vê-la para mim é um martírio
Querêmo-la viva

Substituindo o objeto direto pelo seu pronome correspondente temos:

Fez os deveres? Fi-lo
Entregou o livro ? Entreguei-o
Pôs o livro na cabeça ? Pu-lo na cabeça
Viu o José ? Vi-o
Deus é bom, Eu já disse isto a vós.
Eu já vo-lo disse.

OBSERVAÇÃO

Podemos encontrar na linguagem corrente em Portugal, depois dos advérbios NÃO e BEM, a seguinte construção:

Não no …, bem-no…
Não na…, bem-na

Veja os exemplos que aparecem nestes versos iniciais de duas quadrinhas populares:

“O amor faz-se rogado, Eu não no rogo a ninguém Pelo céu vai uma nuvem Todos dizem: bem-na vi.!

OBSERVAÇÃO

Se o verbo estiver no modo subjuntivo, não se usa a forma enclítica.

Quando você abrir o livro e o ler verá que ele é bom

COMBINAÇÕES E CONTRAÇÕES DOS PRONOMES ÁTONOS

Aparecendo na mesma oração dois pronomes átonos, um objeto direto (o, os, a, as, 0 e outro objeto indireto (me, te, lhe, nos, vos,) podem combinar-se observando o seguinte:

Me+o = mo, me+a = ma, me+os = mos, me+as = mas.
Te+o = to, te+a = ta, te+os = tos, te +as = tas
Lhe+o = lho, lhe+a = lha, lhe+os = lhos, lhe+as = lhas
Nos+o = no-lo, nos+a = no-la, nos+os = no-los, nos+as = no-las.
Vos+o = vo-lo, vos+a = vo-la, vos+os = vo-los, vos+ as = vo-las

OBSERVAÇÃO

As formas: me, te, nos e vos funcionando sintaticamente como objeto direto não admite a preposição de outra forma pronominal átona. E o objeto indireto, em tais casos, assume a forma tônica preposicionada.

Recomendaram-me a ti
Recomendaram-te a mim

Nota: No Brasil, na linguagem do dia-a-dia, familiar, dificilmente se usa: mo, to, lho, no-lo, vo-lo, etc. e, mesmo, na linguagem literária, os escritores artificiais podem empregá-los.

Eu já vo-lo disse
Dar- vo-lo-ei.
Deram-mo
Dei-to.
Dir-to-ei

Pronomes Pessoais – Língua Portuguesa

Os pronomes pessoais são classificados na língua portuguesa em pronome reto (eu, tu, ele, etc.), pronome oblíquo (me, te, lhe, etc.) e pronome reflexivo (me, nos, se, etc.).

O emprego de cada um dos pronomes é determinado pela função que desempenham na sentença.

O pronome reto, por exemplo, desempenha função de sujeito, ao passo que o pronome oblíquo exerce a função de objeto (complemento verbal).

Apesar de associarmos o emprego dos pronomes pessoais às funções que eles exercem na oração, certas construções são determinadas pela presença de preposições que antecedem os pronomes. Trata-se de uma convenção da Gramática Tradicional. Porém, o emprego inadequado desses pronomes torna-se um problema de linguagem.

A seguir apresentamos algumas preposições que exigem ora o pronome reto ora o pronome oblíquo como complemento:

AFORA, MENOS, EXCETO: emprega-se pronome reto

Exemplo

Todos trouxeram o almoço de casa, menos mim. [Inadequado] Todos trouxeram o almoço de casa, menos eu. [Adequado]

ENTRE: emprega-se pronome oblíquo tônico

Exemplo

Não há vínculo algum entre eu e ela. [Inadequado] Não há vínculo algum entre mim e ti. [Adequado]

É importante lembrar que as formas plurais dos pronomes oblíquos tônicos são idênticas às formas plurais do pronome reto: nós, vós, eles/elas.

Portanto, quando empregado após a preposição “entre”, deve-se ter claro o fato de que não se trata de uso do pronome reto, mas sim de uso do pronome oblíquo.

Exemplo

Eu gostaria que houvesse um acordo entre elas.

ATÉ: emprega-se pronome oblíquo tônico, quando expressa movimento

Exemplos

Cláudio levou até ele os documentos que deveria assinar. [Inadequado] Cláudio levou até si os documentos que deveria assinar. [Adequado]

Tragam até eu aquela planilha de custo. [Inadequado] Tragam até mim aquela planilha de custo. [Adequado]

Quando a palavra “até” indicar inclusão, deve-se empregar o pronome reto. É importante salientar que, nesse tipo de construção, “até” não mais funciona como preposição, mas sim como uma palavra denotativa.

Exemplos

Ninguém gostava daquele doce; até mim que não recusava essas coisas. [Inadequado] Ninguém gostava daquele doce; até eu que não recusava essas coisas. [Adequado]

Pronomes Pessoais – Pessoas

Os pronomes pessoais são aqueles que indicam uma das três pessoas do discurso: a que fala, a com quem se fala e a de quem se fala.

Pronomes pessoais do caso reto

Pronomes pessoais do caso reto são os que desempenham a função sintática de sujeito da oração. São os pronomes eu, tu, ele, ela, nós, vós eles, elas.

Pronomes pessoais do caso oblíquo

São os que desempenham a função sintática de complemento verbal (objeto direto ou indireto), complemento nominal, agente da passiva, adjunto adverbial, adjunto adnominal ou sujeito acusativo (sujeito de oração reduzida).

Os pronomes pessoais do caso oblíquo se subdividem em dois tipos: os átonos, que não são antecedidos por preposição, e os tônicos, precedidos por preposição.

Pronomes oblíquos átonos

Os pronomes oblíquos átonos são os seguintes: me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes.

Pronomes oblíquos tônicos

Os pronomes oblíquos tônicos são os seguintes: mim, comigo, ti, contigo, ele, ela, si, consigo, nós, conosco, vós, convosco, eles, elas.

Usos dos Pronomes Pessoais

Eu, tu / Mim, ti

Eu e tu exercem a função sintática de sujeito. Mim e ti exercem a função sintática de complemento verbal ou nominal, agente da passiva ou adjunto adverbial e sempre são precedidos de preposição.

Exemplos

Trouxeram aquela encomenda para mim.
Era para eu conversar com o diretor, mas não houve condições.

Agora, observe a oração Sei que não será fácil para mim conseguir o empréstimo. O pronome mim NÃO é sujeito do verbo conseguir, como à primeira vista possa parecer.

Analisando mais detalhadamente, teremos o seguinte:

O sujeito do verbo ser é a oração conseguir o empréstimo, pois que não será fácil?

Resposta: conseguir o empréstimo, portanto há uma oração subordinada substantiva subjetiva reduzida de infinitivo, que é a oração que funciona como sujeito, tendo o verbo no infinitivo.

O verbo ser é verbo de ligação, portanto fácil é predicativo do sujeito.

O adjetivo fácil exige um complemento, pois conseguir o empréstimo não será fácil para quem?

Resposta: para mim, que funciona como complemento nominal.

Ademais a ordem direta da oração é esta: Conseguir o empréstimo não será fácil para mim.

Se, si, consigo

Se, si, consigo são pronomes reflexivos ou recíprocos, portanto só poderão ser usados na voz reflexiva ou na voz reflexiva recíproca.

Exemplos

Quem não se cuida, acaba ficando doente.
Quem só pensa em si, acaba ficando sozinho.
Gilberto trouxe consigo os três irmãos.

Com nós, com vós / Conosco, convosco

Usa-se com nós ou com vós, quando, à frente, surgir qualquer palavra que indique quem “somos nós” ou quem “sois vós”.

Exemplos

Ele conversou com nós todos a respeito de seus problemas.
Ele disse que sairia com nós dois.

Dele, do + subst. / De ele, de o + subst.

Quando os pronomes pessoais ele(s), ela(s), ou qualquer substantivo, funcionarem como sujeito, não devem ser aglutinados com a preposição de.

Exemplos

É chegada a hora de ele assumir a responsabilidade.
No momento de o orador discursar, faltou-lhe a palavra.

Pronomes Oblíquos Átonos

Os pronomes oblíquos átonos são me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os as, lhes. Eles podem exercer diversas funções sintáticas nas orações.

São elas:

A) Objeto Direto

Os pronomes que funcionam como objeto direto são me, te, se, o, a, nos, vos, os, as.

Exemplos

Quando encontrar seu material, traga-o até mim.
Respeite-me, garoto.
Levar-te-ei a São Paulo amanhã.

Notas

01) Se o verbo for terminado em M, ÃO ou ÕE, os pronomes o, a, os, as se transformarão em no, na, nos, nas.

Exemplos

Quando encontrarem o material, tragam-no até mim.
Os sapatos, põe-nos fora, para aliviar a dor.

02) Se o verbo terminar em R, S ou Z, essas terminações serão retiradas, e os pronomes o, a, os, as mudarão para lo, la, los, las.

Exemplos

Quando encontrarem as apostilas, deverão trazê-las até mim.
As apostilas, tu perde-las toda semana. (Pronuncia-se pérde-las)
As garotas ingênuas, o conquistador sedu-las com facilidade.

03) Independentemente da predicação verbal, se o verbo terminar em mos, seguido de nos ou de vos, retira-se a terminação -s.

Exemplos

Encontramo-nos ontem à noite.
Recolhemo-nos cedo todos os dias.

04) Se o verbo for transitivo indireto terminado em s, seguido de lhe, lhes, não se retira a terminação s.

Exemplos

Obedecemos-lhe cegamente.
Tu obedeces-lhe?

B) Objeto Indireto

Os pronomes que funcionam como objeto indireto são me, te, se, lhe, nos, vos, lhes.

Exemplos

Traga-me as apostilas, quando as encontrar.
Obedecemos-lhe cegamente.

C) Adjunto adnominal

Os pronomes que funcionam como adjunto adnominal são me, te, lhe, nos, vos, lhes, quando indicarem posse (algo de alguém).

Exemplos

Quando Clodoaldo morreu, Soraia recebeu-lhe a herança. (a herança dele)
Roubaram-me os documentos. (os documentos de alguém – meus)

D) Complemento nominal

Os pronomes que funcionam como complemento nominal são me, te, lhe, nos, vos, lhes, quando complementarem o sentido de adjetivos, advérbios ou substantivos abstratos. (algo a alguém, não provindo a preposição a de um verbo).

Exemplos

Tenha-me respeito. (respeito a alguém)
É-me difícil suportar tanta dor. (difícil a alguém)

D) Sujeito acusativo

Os pronomes que funcionam como sujeito acusativo são me, te, se, o, a, nos, vos, os, as, quando estiverem em um período composto formado pelos verbos fazer, mandar, ver, deixar, sentir ou ouvir, e um verbo no infinitivo ou no gerúndio.

Exemplos

Deixei-a entrar atrasada.
Mandaram-me conversar com o diretor.

Pronomes Pessoais – Exemplos

Número Pessoa Sujeito Complemento Direto Complemento Indireto Complemento Circunstancial
sem preposição antecedido de preposição
Singular eu me me mim mim, migo (comigo)
tu te te ti ti, tigo (contigo)
ele, ela se, o, a lhe si, ele, ela si, sigo (consigo), ele, ela
Plural nós nos nos nós nós, nosco (conosco)
vós vos vos vós vós, vosco (convosco)
eles, elas se, os, as lhes si, eles, elas si, sigo (consigo), eles, elas
PESSOAIS RETOS OBLÍQUOS ÁTONOS OBLÍQUOS TÔNICOS
1ª SINGULAR eu me mim
2ª SINGULAR tu te ti
3ª SINGULAR ele, ela se, lhe, o, a si, ele, ela
1ª PLURAL nós nos nós
2ª PLURAL vós vos vós
3ª PLURAL eles, elas se, lhes, os, as si, eles, elas

NOTA

Também se incluem entre os pronomes pessoais os pronomes de tratamento, que se referem à terceira pessoa: Você, vossa senhoria, vossa excelência, vossa eminência etc.

Pronomes Pessoais – Usos

Pronome é a palavra variável em gênero, número e pessoa que substitui ou acompanha o nome, indicando-o como pessoa do discurso.

Quando o pronome substituir um substantivo, será denominado pronome substantivo; quando acompanhar um substantivo, será denominado pronome adjetivo.

Por exemplo, na frase: Aqueles garotos estudam bastante; eles serão aprovados com louvor. Aqueles é um pronome adjetivo, pois acompanha o substantivo garotos e eles é um pronome substantivo, pois substitui o mesmo substantivo.

Pronomes Pessoais – Forma

Indicam uma das três pessoas do discurso, substituindo um substantivo.

Podem também representar, quando na 3ª pessoa, uma forma nominal anteriormente expressa.

Exemplo

A moça era a melhor secretária, ela mesma agendava os compromissos do chefe.

Pronomes pessoais
Número Pessoa Pronomes retos Pronomes oblíquos
Tônicos Átonos
Singular 1a eu mim, comigo me
2a tu ti, contigo te
3a ele, ela ele, ela, si, consigo se, o, a, lhe
Plural 1a nós nós, conosco nos
2a vós vós, convosco vos
3a eles, elas eles, elas, si, consigo se, os, as, lhes

Apresentam variações de forma dependendo da função sintática que exercem na frase. Os pronomes pessoais retos desempenham, normalmente, função de sujeito; enquanto os oblíquos, geralmente, de complemento.

Observação

Os pronomes oblíquos tônicos devem vir regidos de preposição. Em comigo, contigo, conosco e convosco, a preposição com já é parte integrante do pronome.

Os pronomes de tratamento estão enquadrados nos pronomes pessoais. São empregados como referência à pessoa com quem se fala (2a pessoa), entretanto, a concordância é feita com a 3ª pessoa

Observação

Também são considerados pronomes de tratamento as formas você, vocês (provenientes da redução de Vossa Mercê), Senhor, Senhora e Senhorita.

Emprego

As formas oblíquas o, a, os, as completam verbos que não vêm regidos de preposição; enquanto lhe e lhes para verbos regidos das preposições a ou para (não expressas)

Em pouco uso, porém vigente, as formas mo, to, no-lo, vo-lo, lho e flexões resultam da fusão de dois objetos, representados por pronomes oblíquos (Ninguém mo disse = ninguém o disse a mim)

O, a, os e as viram lo(a/s), quando associados a verbos terminados em r, s ou z e viram no(a/s), se a terminação verbal for em ditongo nasal

O/a (s), me, te, se, nos, vos desempenham função se sujeitos de infinitivo ou verbo no gerúndio, junto ao verbo fazer, deixar, mandar, ouvir e ver (Mandei-o entrar / Eu o vi sair / Deixei-as chorando)

Você hoje é usado no lugar das 2as pessoas (tu/vós), levando o verbo para a 3ª pessoa

As formas de tratamento serão precedidas de Vossa, quando nos dirigirmos diretamente à pessoa e de Sua, quando fizermos referência a ela. Troca-se na abreviatura o V. pelo S.

Quando precedidos de preposição, os pronomes retos (exceto eu e tu) passam a funcionar como oblíquos

Eu e tu não podem vir precedidos de preposição, exceto se funcionarem como sujeito de um verbo no infinitivo (Isto é para eu fazer ? para mim fazer)

Pronomes acompanhados de só ou todos, ou seguido de numeral, assumem forma reta e podem funcionar como objeto direto (Estava só ele no banco / Encontramos todos eles)

Me, te, se, nos, vos – podem ter valor reflexivo, enquanto se, nos, vos – podem ter valor reflexivo e recíproco

Si e consigo – têm valor exclusivamente reflexivo e usados para a 3ª pessoa

Conosco e convosco devem aparecer na sua forma analítica (com nós e com vós) quando vierem com modificadores (todos, outros, mesmos, próprios, numeral ou or. adjetiva)

Os pronomes pessoais retos podem desempenhar função de sujeito, predicativo do sujeito ou vocativo, este último com tu e vós (Nós temos uma proposta / Eu sou eu e pronto / Ó, tu, Senhor Jesus)

Não se pode contrair as preposições de e em com pronomes que sejam sujeitos (Em vez de ele continuar, desistiu ? Vi as bolsas dele bem aqui)

Os pronomes átonos podem assumir valor possessivo (Levaram-me o dinheiro / Pesavam-lhe os olhos)

Alguns pronomes átonos são partes integrantes de verbos como suicidar-se, apiedar-se, condoer-se, ufanar-se, queixar-se, vangloriar-se etc.

Pode-se usar alguns pronomes oblíquos como expressão expletiva (Não me venha com essa)

Observação

As regras de colocação dos pronomes pessoais do caso oblíquos átonos serão vistas em separado

O emprego do pronome pessoal

PRONOMES PESSOAIS RETOS eu Funcionam como sujeito
tu
ele
ela
nós
vós
eles
PRONOMES PESSOAIS OBLÍQUOS o, a , os, as Funcionam como objeto direto
lhe, lhes Funcionam como objeto indireto
me, te, se, nos, vos Funcionam como objeto direto ou objeto indireto

Exemplos

Pronomes Pessoais

Os pronomes oblíquos átonos o, os, a, as completam verbos transitivos diretos, funcionam como objeto direto.

Exemplos

Pronomes Pessoais

Observação

1. Os pronomes oblíquos o, os, a, as tomam as formas lo, los, la, las, depois das formas verbais terminadas em R, S, Z:

Quero conhecer + o >. Quero conhecê-lo.
Amamos + o muito >. Amamo-lo muito.
Fiz + o retornar >. Fi-lo retornar.

2. Devemos empregar os pronomes oblíquos átonos o, os, a, as quando estiverem em lugar de substantivos não precedidos de preposição:

Examinei o livro >. Examinei-o.
Quebraste a boneca >. Quebraste-a.
Leve a boneca para ser consertada >. Leve-a para ser consertada.

3. Esses mesmos pronomes, a(s) e o(s), quando vêm depois de verbo terminado em som nasal, tomam as formas no, nos, na, nas:

Põe + o sobre a mesa >. Põe-no sobre a mesa.
Conheceram + o ontem >. Conheceram-no ontem.
Abracem + o por mim >. Abracem-no por mim.

Os pronomes pessoais oblíquos átonos lhe e lhes complementam verbos transitivos indiretos, funcionam como objeto indireto.

Exemplos

Pronomes Pessoais

Observação

Devemos empregar os pronomes átonos oblíquos lhe e lhes quando substituem um substantivo precedido da preposição a ou para:

Vou dizer a papai o que penso sobre o assunto.
Vou dizer-lhe o que penso sobre o assunto.

Dei ao menino um presente.
Dei-lhe um presente.

Levei a carta para Maria.
Levei-lhe a carta.

Os pronomes pessoais oblíquos átonos me, te, se, nos, vos podem complementar verbos transitivos diretos ou indiretos, funcionando como objeto direto ou indireto.

Funcionam como objeto direto quando podem ser substituídos por um substantivo não obrigatoriamente precedido de preposição.

Exemplo

Ele ofendeu-me >. Ele ofendeu Pedro.

Funcionam como objeto indireto quando podem ser substituídos por um substantivo obrigatoriamente precedido de preposição.

Exemplo

João te telefonou >. João telefonou para Ana.

Observação: Os pronomes pessoais retos eu e tu não podem vir regido de preposição. Após a preposição, usam-se os pronomes oblíquos.

Exemplo

Entre mim e ti há sinceridade. (É errado dizer entre eu e tu)

Ana emprestou o livro para mim.

Observe: Ganhei este dinheiro para eu gastar.

Neste caso, a preposição para está ligando os dois verbos: ganhar e gastar (ganhei para gastar). Portanto, a preposição não está regendo o pronome.

O pronome eu é sujeito do verbo gastar.

Fonte: www.brazilianportugues.com/www.nilc.icmc.usp.br/www.priberam.pt/www.graudez.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Topônimo

PUBLICIDADE Definição Topônimo é um nome derivado do nome de um lugar. Topônimo é o …

Estrofe

Estrofe

Estrofe é um conjunto de versos. E Verso é cada linha do poema. As estrofes são separadas por espaços ...

Redação no ENEM

Redação no Enem

A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+