Breaking News
Home / Português / Formas Variantes

Formas Variantes

PUBLICIDADE

Não nos é possível fazer uma relação completa, porém vai aqui algumas formas.

Atenção, formas variantes são formas duplas, ou múltiplas, equivalentes.

As principais e as mais conhecidas são:

Abdome e abdômen;
Afeminado e efeminado;
Aluguel e aluguer;
Arremedar e remedar;
Assoalho e soalho;
Assobiar e assoviar;
Assoprar e soprar;
Bêbado e bêbedo;
Bilhão e bilião;
Bile e bílis;
Biscoito e biscouto;
Bravo e brabo;
Cãibra e câibra;
Carnegão e carnicão;
Carroçaria e caroceria;
Catorze e quatorze;
Catucar e cutucar;
Chipanzé e chimpanzé;
Clina e crina;
Cociente e quociente;
Corrimão e corre-mão;
Cota e quota;
Cotidiano e quotidiano;
Cotizar e quotizar;
Covarde e cobarde;
Cuspe e cuspo;
Degelar e desgelar;
Demonstrar e demostrar;
Empanturrar e empaturrar;
Enfarte e infarto;
Emgambelar e emgabelar;
Enlambusar e lambusar;
Entoação e entonação;
Entretimento e entretenimento;
Enumerar e numerar;
Espuma e escuma;
Estalar e estralar;
Flauta e frauta;
Flecha e frecha;
Flocos e frocos;
Gengibirra e jinjibirra;
Geringonça e giringonça;
Gorila e gorilha;
Hem? e heim ?
Hemorróidas e hemorróides;
Impingem e impigem;
Imundícia e imundície e imundice;
Lantejoula e lentejoula;
Louça e loiça;
Louro e loiro;
Maltrapilho e maltrapido;
Maquiagem e maquilagem;
Marimbondo e maribondo;
Mobiliar e mobilhar e mobilar;
Neblina e nebrina;
Nenê e nenen;
Ouro e oiro;
Parêntese e parêntesis;
Percentagem e porcentagem;
Peroba e perova;
Pitoresco e pinturesco e pintoresco;
Plancha e prancha;
Pólen e polem;
Presépio e presepe;
Quadriênio e quatriênio;
Radioatividade e radiatividade;
Rastro e rasto;
Relampear e relampejar;
Relampadejar e relampaguear;
Redemoinho e remoinho;
Ridiculizar e ridicularizar;
Salobra e salobre;
Selvageria e selvajaria;
Sobressalente e sobresselente;
Surripiar e surrupiar;
Taberna e taverna;
Taramela e tramela;
Televisar e televisionar;
Tesouro e tesoiro;
Tesoura e tesoira;
Toicinho e toucinho;
Transvestir e trasvestir;
Treinar e trenar;
Tríade e triada;
Trilhão e trilião;
Várzea e várgea e vargem;
Volibol e voleibol.

Atenção:

a) Quando o “não” funciona como autêntico prefixo, equivalente a “in-” liga-se ao substantivo mediante a “hífen”.

Exemplos:

O não-conformismo;
A não-intervenção;
A não-quitação;
O não-comparecimento;
A não-flexão.

b) Porém quando o “não” antecede adjetivo, não há hífen.

Exemplos:

Não descartável-(livro não descartável);
Não durável-(bens de consumo não duráveis);
Não flexionada-(infinitivo não flexionado);
Não infrator-(menor não infrator);
Não resolvido-(problemas não resolvidos);
Não consumista-(governo não consumista).

Há palavras que podem ser grafadas de duas maneiras, sendo ambas aceitas em português pela norma da língua culta.

Exemplo:

Contacto ou contato
Caracter ou caráter
Óptica ou ótica
Secção ou seção
Cota ou quota
Catorze ou quatorze
Cociente ou quociente
Cotidiano ou quotidiano
Dezesseis ou dezasseis
Dezessete ou dezassete
Dezenove ou dezanove

Fonte: www.brazilianportugues.com

Veja também

Normas da ABNT

Normas da ABNT, Regras, Trabalho, Científico, Acadêmico, Monografia, Padrão, Modelo, Documento, Formatação, Quais são, Normas da ABNT

Sumário

Sumário, Associação Brasileira de Normas Técnicas, (ABNT), Visão, Deve Conter, Sumário

Regras da ABNT

Regras da ABNT

Regras da ABNT, Normas, Trabalho, Associação Brasileira de Normas Técnicas, Tese, Documentos, Elementos, Regras da ABNT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.