Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Português / Dígrafo

Dígrafo

Dígrafo – O que é

PUBLICIDADE

Dígrafo é um grupo de duas letras, representando um só fonema.

São dígrafos em língua portuguesa: lh, nh, ch, rr, ss, qu (+e ou i), gu (+e ou i), sc, sç, xc, além das vogais nasais (V+m ou n – chamados dígrafos vocálicos)

Os encontros gu e qu ,se forem usados com trema ou acento, não serão dígrafos, uma vez que o u será pronunciado. (quilo, tranqüilo, enxágüe, averigúe)

Observações

Letra diacrítica

Segunda letra do dígrafo e não é fonema (membro – 1º m é fonema; o segundo, letra diacrítica). Letra h no início de palavra não é fonema nem forma dígrafo e classifica-se como letra etimológica.

Trema

É usado nos grupos qu e gu (antes de E ou I), quando esse u, átono, soa. Dessa maneira, o trema é responsável por desfazer o dígrafo, uma vez que o u é pronunciado e, portanto, fonema.

Dígrafo – Letras

Dígrafo é a combinação de duas letras que possuem um único som

Dígrafo, do grego di (dois) e grafo (escrever), também conhecido por digrama (di – dois e gramma – letra), ocorre quando duas letras representam um único fonema.

Apesar de alguns dígrafos serem compostos por duas consoantes, eles não formam um encontro consonantal pois representam um só fonema.

Podemos dividir os dígrafos da língua portuguesa em dois grupos: os dígrafos consonantais (que representam consoantes) e os dígrafos vocálicos (que representam vogais nasais).

Ocorre quando duas letras representam um único fonema.

ch: chuva
lh:
falha
nh:
manhã
rr:
terra
ss:
passar
qu:
querer
rr:
guerra
sc:
descer

Também são considerados dígrafos os grupos que represetnam as vogais nasais.

São eles:

am: pampa
an:
antes
em:
empatar
en:
vento
im:
símbolo
in:
lindo
om:
ponpa
on:
onda
um:
algum
un:
mundo

Dígrafo – Fenômeno Lingüístico

Dígrafo é o fenômeno lingüístico que ocorre quando duas letras emitem um único som chamado fonema!

Teste os dígrafos dessas palavras: assar, banho, arroz, querido.

Percebe que ao pronunciar ss em assar, nh em banho, rr em arroz e qu em querido, emitimos apenas um fonema?

Então, quando isso ocorre, chamamos de dígrafo, o qual compreende o seguinte grupo de letras: lh, nh, ch, rr, ss, qu e gu (seguidos de e ou i), sc, sç, xc, xs

Observe as palavras: quente e sequência.

A primeira possui o dígrafo “qu”.

No entanto, a segunda não compreende um dígrafo, uma vez que a vogal “u” é pronunciada. Da mesma forma ocorre com a dupla “cegueira” e “aguentar”. O “u” no primeiro termo não é pronunciado e, portanto, trata-se de um dígrafo, ao contrário do que acontece no segundo termo.

Portanto, fique atento aos dígrafos “gu” e “qu” seguidos de e ou i!

Vejamos alguns exemplos de palavras com dígrafos:

alho = lh
chuva = ch
ninho = nh
carro = rr
assistir = ss
águia = gu
aquilo = qu
nascer = sc
descer = sc
cresça = sç
exceção = xc
exsurgir = xs

Além desses, há os chamados dígrafos vocálicos, os quais são formados pelas vogais nasais seguidas de “m” ou “n” (am, an, em, en, im, in, om, on, um e un): amparar, antigo, lembrar, encontrar, importar, indicar, ombro, onda, umbigo, fundo.

Interessante: Uma observação que podemos fazer é que toda segunda letra do dígrafo não compreende um fonema, mas sim uma letra diacrítica, ou seja, ela constata que tipo de som deverá ser emitido.

Lembre-se também que o “h” não é um fonema, mas uma letra, considerada etimológica, ou seja, que permanece em nosso idioma por uma questão de origem.

IMPORTANTE: Jamais confunda encontro consonantal com dígrafo, pois no primeiro há o encontro de duas consoantes com sons distintos (cartela = rt) e no segundo, como vimos, há a pronúncia de apenas um som (massa – fonema /ce/).

Dígrafos vocálicos

Quando m e n aparecem no final da sílaba.

Cam-po, san-gue, sem-pre, ten-to, lim-po, tin-gir, rom-bo, tan-to, bum-bo, sun-ga.

Podemos dividir os dígrafos da língua portuguesa em dois grupos: consonantais e os vocálicos.

Dígrafos consonantais

Dígrafo Exemplos
Ch chuva, China
Lh alho, milho
Xs exsudar, exsuar
Nh sonho, venho
Rr (usado unicamente entre vogais) barro, birra, burro
ss (usado unicamente entre vogais) assunto, assento, isso
Sc ascensão, descendente
Sc nasço, cresça
Xc exceção, excesso
Gu guelra, águia
Qu questão, quilo

O que significa é: gu e qu nem sempre representam dígrafos.

Isso ocorre apenas quando, seguidos de e ou i, representam os fonemas /g/ e /k/: guerra, quilo.

Nesses casos, a letra u não corresponde a nenhum fonema.

Em algumas palavras, no entanto, o u representa uma semivogal ou uma vogal (antes de 2012, no Brasil, representado pelo trema no u:

ü): aguentar, linguiça, frequente, tranquilo, averigúe, argúi – o que significa que gu e qu não são dígrafos.

Também não há dígrafo quando são seguidos de a ou o: quando, aquoso, averiguo.

Dígrafo – Fonema

Dígrafo é o agrupamento de duas letras com apenas um fonema.

Os principais dígrafos são rr, ss, sc, sç, xc, xs, lh, nh, ch, qu, gu.

Representam-se os dígrafos por letras maiores que as demais, exatamente para estabelecer a diferença entre uma letra e um dígrafo.

Qu e gu só serão dígrafos, quando estiverem seguidos de e ou i, sem trema.

Os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs têm suas letras separadas silabicamente; lh, nh, ch, qu, gu, não.

arroz = ar-roz – aRos
assar
= as-sar – aSar
nascer
= nas-cer – naSer
desço
= des-ço – deSo
exceção
= ex-ce-ção – eSesãw
exsudar
= ex-su-dar – eSudar
alho
= a-lho – a9o
banho
= ba-nho – baÑo
cacho
= ca-cho – kaXo
querida
= que-ri-da – Kerida

Não confunda dígrafo com encontro consonantal, que é o encontro de consoantes, cada uma representando um fonema. Por exemplo, na palavra asco, o encontro sc não forma dígrafo, já que ambas as letras são pronunciadas.

Já em nascer, há um dígrafo, pois sc tem um som só: s.

Dígrafo Vocálico

É o encontro de uma vogal com m ou n, na mesma sílaba: am, an, em, en, im, in, om, on, um, un. A única função do m e do n é indicar que a vogal é nasal. Não representam, portanto, outro som. Há, então, um dígrafo, pois existem duas letras com um som só.

Por exemplo:

santo = san-to – sãto.

Não se esqueça de que, quando a palavra terminar em am, em e en o m e o n são semivogais. Não há, portanto, dígrafo nesses encontros, já que o m e o n são pronunciados.

Por exemplo:

decoram = dekorãw

Dígrafo – Língua Portuguesa

Do grego di, dois, e grafo, escrever – é dupla de letras que representa um só fonema, como “an” (em santo), que representa o fonema /ã/; “ss” (em passo), que representa /s/; “nh” (em pinho), que representa /ñ/; e outros.

Portanto, nos dígrafos, as letras não formam encontro consonantal, já que não são pronunciadas as duas consoantes, pois se trata de um único fonema.

Na verdade, a existência dos dígrafos revela deficiência do nosso alfabeto, pois o ideal seria que cada fonema fosse representado por uma única letra.

Os dígrafos no português brasileiro são os seguintes:

Dígrafo Fonema representado Palavra-exemplo
am /ã/ ambos
an /ã/ antigo
ch /š/ chuva
em /?/ sempre
en /?/ entrada
gu /g/ guelra, guia (neste caso, usa-se “gu” somente antes de “e” e “i” e o “u” não é pronunciado.)
ha /a/
he /e/ hemisfério
he, hé / e / hera, lice
hi /i/ hipismo
ho /o/ hoje
ho, hó // homem, spede
hu /u/ humano
im /i/ impedir
in /i/ indicador
lh /l / galho
nh /ñ/ ninho
om /õ/ ombro
on /õ/ onde
qu /k/ queijo, quilo (neste caso, usa-se “qu” somente antes de “e” e “i” e o “u” não é pronunciado.)
rr / / terra
sc /s/ nascer
/s/ creo
ss /s/ esse
um /u/ umbigo
un /u/ mundo
xc /s/ exceção
xs /s/ exsurgir

Observe ainda que:

1. Quando as duas letras são pronunciadas, não se trata de dígrafo: quase, freqüente, eqüidade, lingüiça, escada, exclamação, etc. O trema é colocado sobre o “u” exatamente para indicar que ele deve ser pronunciado.

2. No final de palavras como cantam, armazém e correm, “am” e “em” não são dígrafos, pois representam os ditongos nasais /ãw/ e /?y/, respectivamente, ou seja, dois fonemas.

3. Na divisão silábica, apenas seis desses dígrafos são separáveis na escrita: rr, ss, sc, sç, xc, xs. Assim, temos: car-ro, pas-so, des-ci-da, des-ça, ex-ce-to, ex-su-da-çao.

Fonte: www.graudez.com.br/www.literaturabrasileira.net

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Topônimo

PUBLICIDADE Definição Topônimo é um nome derivado do nome de um lugar. Topônimo é o …

Estrofe

Estrofe

Estrofe é um conjunto de versos. E Verso é cada linha do poema. As estrofes são separadas por espaços ...

Redação no ENEM

Redação no Enem

A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+