Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Português / Formação das Palavras

Formação das Palavras

Formação das Palavras – Processo

PUBLICIDADE

A Formação das Palavras é a junção de duas ou mais palavras formando uma com significado próprio.

  Formação Exemplos
Justaposição união de duas ou mais palavras conservando cada uma o seu acento próprio e ortografia (em regra, ligadas por hífen) amor-perfeito, pé-de-cabra, segunda-feira chapéu-de-chuva pára-quedas passatempo saca-rolhas
Aglutinação união de duas ou mais palavras que se subordinam a um único acento tónico (o da segunda) e sofrem alterações ortográficas aguardente (água + ardente) embora (em + boa + hora) fidalgo (filho + de + algo) Monsanto (monte + santo)

As palavras estão em constante processo de evolução, tornando a língua um fenômeno vivo que acompanha o homem.

Alguns vocábulos caem em desuso (arcaísmos), outros nascem (neologismos) e muitos mudam de significado com o passar do tempo.

Em Língua Portuguesa, em função da estruturação e origem das palavras, pode-se chegar à seguinte divisão:

Palavras primitivas – não derivam de outras (casa, flor)
Palavras derivadas –
derivam de outras (casebre, florzinha)
Palavras simples
– só possuem um radical (couve, flor)
Palavras compostas
– possuem mais de um radical (couve-flor, aguardente)

Para a formação das palavras portuguesas, é necessário o conhecimento dos seguintes processos de formação:

Composição

Junção de radicais. São dois tipos de composição, em função de ter havido ou não alteração fonética.

Junção de radicais. São dois tipos de composição, em função de ter havido ou não alteração fonética.
Justaposição
– sem alteração fonética (girassol, sexta-feira)
Aglutinação
– alteração fonética, com perda de elementos (planalto, pernalta). Gera perda da delimitação vocabular e a existência de um único acento fônico

Derivação

Palavra primitiva (1 radical) acrescida, geralmente, de afixos.

São cinco tipos de derivação:

1. Prefixal

Acréscimo de prefixo à palavra primitiva (in-feliz, des-leal)

2. Sufixal

Acréscimo de sufixo à palavra primitiva (feliz-mente, leal-dade)

3. Parassintética ou parassíntese

Acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo, ao mesmo tempo, à palavra primitiva (en+surdo+ecer / a+benção+ado / en+forca+ar). Por esse processo se forma essencialmente verbos, de base substantiva ou adjetiva; mas há parassintéticos de outras classes (subterrâneo, desnaturado)

Observação: se com a retirada do prefixo ou do sufixo não existir aquela palavra na língua, houve parassíntese (infeliz existe e felizmente existe, logo houve prefixação e sufixação em infelizmente; ensurde não existe e surdecer também não existe, logo ensurdecer foi formada por parassíntese)

4. Regressiva ou deverbal

Redução da palavra primitiva (frangão > frango gajão > gajo, rosmaninho > rosmano, sarampão > sarampo, delegado >delega, flagrante > flagra, comunista>comuna). Cria substantivos, que denotam ação, derivados de verbos, daí ser chamado também derivação deverbal (amparo, choro, vôo, corte, destaque, conserva, fala, pesca, visita, denúncia etc.).

Observação: para determinar se a palavra primitiva é o verbo ou o substantivo cognato, usa-se o seguinte critério: substantivo denotando ação constitui-se em palavra derivada do verbo, mas se o substantivo denotar objeto ou substância será primitivo (ajudar > ajuda, estudar > estudo ? planta > plantar, âncora > ancorar)

5. imprópria ou conversão

Alteração da classe gramatical da palavra primitiva (“o jantar” – de verbo para substantivo, “é um judas” – de substantivo próprio a comum, damasco por Damasco)

Hibridismo

São palavras compostas, ou derivadas, constituídas por elementos originários de línguas diferentes (automóvel e monóculo- gr e lat / sociologia, bígamo, bicicleta – lat e gr / alcalóide, alcoômetro – ár. e gr. / caiporismo – tupi e gr. / bananal – afric e lat. / sambódromo – afric e gr / burocracia – fran e gr)

Onomatopéia

Reprodução imitativa de sons (pingue-pingue, zunzum, miau, zinzizular)

Abreviação vocabular

Redução da palavra até o limite de sua compreensão (metrô, moto, pneu, extra)

Siglonimização

Formação de siglas, utilizando as letras iniciais de uma seqüência de palavras (Academia Brasileira de Letras – ABL). A partir de siglas, formam-se outras palavras também (aidético, petista, uergiano)

Formação das Palavras – Língua Portuguesa

As palavras de uma língua qualquer, geralmente, procedem de três formas básicas:

a) a corrente hereditária
b)
a importação estrangeira
c)
a formação vernácula

Sendo que a corrente hereditária e a importação estrangeira não são estudadas neste momento.

A formação de palavras consiste, basicamente, na combinação de morfemas, radicais e afixos, possibilitando, assim, que o número de palavras de uma língua seja maior que o acervo de elementos.

Consultando qualquer boa gramática, verificaremos que o número de prefixos e sufixos não passa de algumas dezenas

Em principio são dois processos de formação de palavras.

A formação de palavras pode ser, por:

a) DERIVAÇÃO
b)
COMPOSIÇÃO

O Processo de Formação das Palavras

Processo de formação das palavras (explicação prática).

As palavras podem ser formadas pelos seguintes processos:

Derivação
Composição
Processo secundário

Observe:

1. Por derivação

a. prefixal: prefixo + radical (ex.: des + fazer; re + fazer; des + contente; contra + dizer)
b. sufixal:
radical + sufixo ( ex.: pedr + eiro; cafe + zinho; lis + ura; ferr + eiro etc.)
c. parassíntese:
prefixo + radical + sufixo (ex.: e + nobr + ecer ) depois de formada a palavra não se pode dispensar nem o prefixo, nem o sufixo sob pena da palavra ficar sem sentido).
d. por prefixação e sufixação:
prefixo + radical + sufixo ( ex.: des + leal + dade, in + feliz + mente)
e. Regressiva:
forma, a partir de verbos, substantivos indicadores de ação (ex.: sustentar – sustento)
f. imprópria:
muda a classe gramatical sem alterar a forma dela (ex.: o quê, o viver, o comer, o sim)

2. Composição

a. por justaposição: as palavras que se juntam não se alteram ( ex.: ponta + pé = pontapé)
b. por aglutinação:
quando ocorre alteração em pelo menos uma das palavras que se juntam (ex.: filho + de + algo = fidalgo)

3. Processo secundário

a. hibridismo: união de palavras de idiomas diferentes ( ex.: tele (grego) + visão (latim)= televisão; abreu + grafia ( português e latim) = abreugrafia etc.
b. onomatopéia:
imitação de sons ( ex.: o tic-tac do relógio; cri – o cri dos grilos etc)

Formação das Palavras – Língua Portuguesa

Existem vários processos de formação de palavras na Língua Portuguesa.

Esses processos foram usados ao longo da história do idioma e podem ser usados atualmente para a criação de neologismos, quando se quer criar uma palavra para um conceito até então desconhecido.

Os principais processos de formação de palavras são os seguintes:

Derivação

A derivação é um processo que consiste no acréscimo de morfemas a um radical já existente, a fim de representar um conceito relacionado à palavra original.

Existem cinco processos de derivação, a saber:

Prefixação

Consiste em adicionar à palavra um prefixo.

Exemplos

forma – reforma
teatro
– anfiteatro
operação
– cooperação

Sufixação

Consiste em adicionar à palavra um sufixo.

Exemplos

pedra – pedreira
engenheiro
– engenharia
igual
– igualdade

Parassíntese

Consiste em adicionar à palavra, ao mesmo tempo, um prefixo e um sufixo.

Exemplos:

veneno
envenenamento,
vermelho – avermelhado,
frio – esfriamento, etc.

Note-se que não são consideradas parassínteses palavras como “desordenamento”, “decodificação”, etc. uma vez que existem as palavras “ordenamento”, “desordem”, “codificação”, sendo o prefixo independente do sufixo. Nesse caso, diz-se que a palavra sofreu tanto prefixação quanto sufixação.

Regressão

Geralmente são substantivos oriundos de verbos, e consistem na supressão das desinências verbais.

Exemplos

buscar – busca
morrer
– morte

Conversão

Esta derivação não modifica a palavra, consiste apenas em mudar a classe gramatical, geralmente transformando o verbo em substantivo.

Exemplos: o saber, o porquê, etc.

Consiste também em usar adjetivos como se fossem advérbios, por exemplo: “andar rápido”, “jogar bonito”, etc.

Composição

A composição é o processo que consiste em unir dois ou mais radicais para formar uma nova palavra.

Existem quatro processos de composição, a saber:

Justaposição

Neste caso, não há mudança nas palavras originais, e estas são unidas por hífens.

Exemplos

guarda-chuva
arranha-céu
porta-arquivos

Aglutinação

Neste caso, parte do elemento original das palavras se perde, e assim deixa de existir a noção do composto.

Exemplos

planalto (de plano + alto)
embora
(em + boa + ora)
fidalgo
(filho + de + algo)

União de radicais: processo semelhante ao de aglutinação, consiste em juntar elementos radicais do latim ou do grego para dar um novo significado.

Exemplos

pedofilia (pedo, “criança” + filia, “atração”)
agrícola
(agro, “campo” + cola, “aquele que habita”, etc.)

Hibridismo: consiste em unir elementos sendo cada um oriundo de um idioma.

Exemplos

automóvel (latim e grego)
alcalóide
(árabe e grego)

Estrangeirismo

O estrangeirismo é o processo que consiste em introduzir uma palavra de um idioma estrangeiro dentro do português. Pode receber nomes diferentes de acordo com o idioma de origem, como anglicismo (do inglês), galicismo (do francês), germanismo (do alemão), etc. Não são consideradas estrangeirismos as palavras de origem latina, bem como as palavras brasileiras de origem tupi.

O estrangeirismo pode ser de duas categorias:

Com aportuguesamento: consiste em adaptar a grafia do idioma estrangeiro para o português. Exempos: abajur (do francês “abat-jour”), algodão (do árabe “al-qutun”), lanche (do inglês “lunch”), etc.
Sem aportuguesamento:
consiste em conservar a forma original da palavra. Exemplos: networking, mise-en-scène, pizza, etc.

Acrônimo

O acrônimo, ou sigla, é uma forma de composição de palavras que consiste em juntar letras ou sílabas de outras palavras para dar origem a uma nova. Na maioria dos casos (mas nem sempre), o acrônimo serve para designar nomes próprios, não sendo, portanto, um processo tradicional de formação de palavras.

Os acrônimos podem ser de duas categorias:

Silabáveis

Formam efetivamente uma nova palavra, podendo ser pronunciada de acordo com as normas do idioma.

Exemplos

Infraero (Infraestrutura Aeroportuária)
USP
(Universidade de São Paulo)
Petrobrás
(Petróleo Brasileiro)

Não silabáveis

Não formam propriamente uma palavra, sendo constituídos apenas pelas iniciais das palavras, sendo necessária a pronúncia do nome de cada letra.

Exemplos

FMI
MST
SPC
PSDB

Processos de Formação de Palavras

Maneira como os morfemas se organizam para formar as palavras.

Neologismo

Beijo pouco, falo menos ainda. Mas invento palavras Que traduzem a ternura mais funda E mais cotidiana. Inventei, por exemplo, a verbo teadorar.

Intransitivo

Teadoro, Teodora.

Derivação

Processo de formar palavras no qual a nova palavra é derivada de outra chamada de primitiva.

Os processos de derivação são:

Derivação prefixal

A derivação prefixal é um processo de formar palavras no qual um prefixo ou mais são acrescentados à palavra primitiva.

Exemplos

re/com/por ( dois prefixos)
desfazer
impaciente

Derivação parassintética

A derivação parassintética ocorre quando um prefixo e um sufixo são acrescentados à palavra primitiva de forma dependente, ou seja, os dois afixos não podem se separar, devem ser usados ao mesmo tempo, pois sem um deles a palavra não se reveste de nenhum significado.

Exemplos

anoitecer ( a- prefixo e -ecer sufixo), neste caso, não existem as palavras anoite e noitecer, pois os afixos não podem se separar.

Derivação sufixal

A derivação sufixal é um processo de formar palavras no qual um sufixo ou mais são acrescentados à palavra primitiva.

Derivação regressiva

A derivação regressiva existe quando morfemas da palavra primitiva desaparecem.

Exemplos

mengo (flamengo)
dança (dançar)
portuga (português)

Derivação prefixal e sufixal

A derivação prefixal e sufixal existe quando um prefixo e um sufixo são acrescentados à palavra primitiva de forma independente, ou seja, sem a presença de um dos afixos a palavra continua tendo significado.

Exemplos

deslealmente ( des- prefixo e -mente sufixo ).

Você pode observar que os dois afixos são independentes: existem as palavras desleal e lealmente.

Derivação imprópria

A derivação imprópria, mudança de classe ou conversão ocorre quand

A palavra comumente usada como pertencente a uma classe é usada como fazendo parte de outra. Ex.: coelho (substantivo comum) usado como substantivo próprio em Daniel Coelho da Silva; verde geralmente como adjetivo (Comprei uma camisa verde.) usado como substantivo (O verde do parque comoveu a todos.)

Composição

Processo de formação de palavras através do qual novas palavras são formadas pela junção de duas ou mais palavras já existentes.

Existem duas formas de composição:

Justaposição
Aglutinação

A justaposição ocorre quando duas ou mais palavras se unem sem que ocorra alteração de suas formas ou acentuação primitivas.

Exemplos

guarda-chuva
segunda-feira
passatempo

A composição por aglutinação ocorre quando duas ou mais palavras se unem para formar uma nova palavra ocorrendo alteração na forma ou na acentuação.

Exemplos

fidalgo (filho + de +algo)
aguardente
(água + ardente)

Hibridismo

Consiste na formação de palavras pela junção de radicais de línguas diferentes.

Exemplos

auto/móvel (grego + latim)
bio/dança
(grego + português)

Onomatopéia

Consiste na formação de palavras pela imitação de sons e ruídos.

Exemplos

triiim
chuá
bué
pingue-pongue
miau
tique-taque
zunzum

Sigla

Consiste na redução de nomes ou expressões empregando a primeira letra ou sílaba de cada palavra.

Exemplos

UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais
IBGE
– Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Abreviação ou redução

Consiste na redução de parte de palavras com objetivo de simplificação.

Exemplos

moto (motocicleta)
gel (gelatina)
cine (cinema).

Fonte: www.graudez.com.br/www.brazilianportugues.com/www.priberam.pt

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Topônimo

PUBLICIDADE Definição Topônimo é um nome derivado do nome de um lugar. Topônimo é o …

Estrofe

Estrofe

Estrofe é um conjunto de versos. E Verso é cada linha do poema. As estrofes são separadas por espaços ...

Redação no ENEM

Redação no Enem

A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+