Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Português / Uso das Letras

Uso das Letras

Clique nos links abaixo para navegar no capítulo desejado:
Escreve -se com S e não com Z
Escreve-se com SS e não com C e Ç
Escreve -se com C ou Ç e não com S e SS
Escreve -se com Z e não com S
Escreve -se com G e não com J
Escreve -se com J e não com G
Escreve -se com X e não com CH
Escreve -se com CH e não com X
Uso da letra ” K “
A letra W
A letra Y
Uso da Letra ” G “
Uso da Letra ” H “
Uso da Letra” E ” e do ” I “
Uso da Letra ” J “
Uso do ” CH “
Uso do ” Ç ” e do ” C”
Uso do ” S ” com som de ” SE”
Uso do ” S ” com som de ” Z “
Uso do ” SC “
Uso do ” SS ”
Uso da Letra ” X “
Uso da Letra ” Z “
Porque – Por que – Por quê – Porquê
“Menos” ou “Menas”
Mal ou Mau
Mais bem
Há ou A
Cessão – sessão – seção – secção
A cerca de, acerca de ou há cerca de

Uso das Letras – Regras Ortográficas

PUBLICIDADE

Escreve -se com S e não com C/Ç as palavras substantivadas derivadas de verbos com radicais em nd, rg, rt, pel, corr e sent.

Exemplos: pretender – pretensão / expandir – expansão / ascender – ascensão / inverter – inversão / aspergir aspersão / submergir – submersão / divertir – diversão / impelir – impulsivo / compelir – compulsório / repelir – repulsa / recorrer – recurso / discorrer – discurso / sentir – sensível / consentir – consensual

Escreve -se com S e não com Z

Nos sufixos: ês, esa, esia, e isa, quando o radical é substantivo, ou em gentílicos e títulos nobiliárquicos.

Exemplos: freguês, freguesa, freguesia, poetisa, baronesa, princesa, etc.

Nos sufixos gregos: ase, ese, ise e ose.

Exemplos: catequese, metamorfose.

Nas formas verbais pôr e querer.

Exemplos: pôs, pus, quisera, quis, quiseste.

Nomes derivados de verbos com radicais terminados em d.

Exemplos: aludir – alusão / decidir – decisão / empreender – empresa / difundir – difusão

No diminutivos cujos radicais terminam com s

Exemplos: Luís – Luisinho / Rosa – Rosinha / lápis – lapisinho

Após ditongos

Exemplos: coisa, pausa, pouso

Em verbos derivados de nomes cujo radical termina com s.

Exemplos: anális(e) + ar – analisar / pesquis(a) + ar – pesquisar

Escreve-se com SS e não com C e Ç

Os nomes derivados dos verbos cujos radicais terminem em gred, ced, prim ou com verbos terminados por tir ou meter

Exemplos: agredir – agressivo / imprimir – impressão / admitir – admissão / ceder – cessão / exceder – excesso / percutir – percussão / regredir – regressão / oprimir – opressão / comprometer – compromisso / submeter – submissão

Quando o prefixo termina com vogal que se junta com a palavra iniciada por s

Exemplos: a + simétrico – assimétrico / re + surgir – ressurgir

No pretérito imperfeito simples do subjuntivo

Exemplos: ficasse, falasse

Escreve -se com C ou Ç e não com S e SS

Nos vocábulos de origem árabe

Exemplos: cetim, açucena, açúcar

Nos vocábulos de origem tupi, africana ou exótica

Exemplos: cipó, Juçara, caçula, cachaça, cacique

Nos sufixos aça, aço, ação, çar, ecer, iça, nça, uça, uçu.

Exemplos: barcaça, ricaço, aguçar, empalidecer, carniça, caniço, esperança, carapuça, dentuço

Nomes derivados do verbo ter.

Exemplos: abster – abstenção / deter – detenção / ater – atenção / reter – retenção

Após ditongos

Exemplos: foice, coice, traição

Palavras derivadas de outras terminadas em te, to(r)

Exemplos: marte – marciano / infrator – infração / absorto – absorção

Escreve -se com Z e não com S

Nos sufixos ez e eza das palavras derivadas de adjetivo

Exemplos: macio – maciez / rico – riqueza

Nos sufixos izar (desde que o radical da palavra de origem não termine com s)

Exemplos: final – finalizar / concreto – concretizar

Como consoante de ligação se o radical não terminar com s.

Exemplos:pé + inho – pezinho / café + al – cafezal ? lápis + inho – lapisinho

Escreve -se com G e não com J

Nas palavras de origem grega ou árabe

Exemplos: tigela, girafa, gesso.

Estrangeirismo, cuja letra G é originária.

Exemplos: sargento, gim.

Nas terminações: agem, igem, ugem, ege, oge (com poucas exceções)

Exemplos: imagem, vertigem, penugem, bege, foge.

Observação

Exceção: pajem

Nas terminações: ágio, égio, ígio, ógio, ugio.

Exemplos: sufrágio, sortilégio, litígio, relógio, refúgio.

Nos verbos terminados em ger e gir.

Exemplos: eleger, mugir.

Depois da letra “r” com poucas exceções.

Exemplos: emergir, surgir.

Depois da letra a, desde que não seja radical terminado com j.

Exemplos: ágil, agente.

Escreve -se com J e não com G

Nas palavras de origem latinas

Exemplos: jeito, majestade, hoje.

Nas palavras de origem árabe, africana ou exótica.

Exemplos: alforje, jibóia, manjerona.

Nas palavras terminada com aje.

Exemplos: laje, ultraje

Escreve -se com X e não com CH

Nas palavras de origem tupi, africana ou exótica.

Exemplos: abacaxi, muxoxo, xucro.

Nas palavras de origem inglesa (sh) e espanhola (J).

Exemplos: xampu, lagartixa.

Depois de ditongo.

Exemplos: frouxo, feixe.

Depois de en.

Exemplos: enxurrada, enxoval

Observação:

Exceção: quando a palavra de origem não derive de outra iniciada com ch – Cheio – enchente)

Escreve -se com CH e não com X

Nas palavras de origem estrangeira

Exemplos: chave, chumbo, chassi, mochila, espadachim, chope, sanduíche, salsicha.

Uso da letra ” K “

1 – A letra K é substituída por “qu” antes de “e” e “i”, e por “c” antes de outra qualquer “letra”.

Exemplos:

Breque, caqui, caulim, faquir, níquel…
Kaiser (alemão) aportuguesando temos-cáiser.
Kamerum (alemão) aportuguesando temos-camarões
Basket (inglês) aportuguesando temos-basquete
Kitchenette (inglês) aportuguesando temos-quitinete

2 – Conserva-se a letra “K”:

Nas abreviaturas de:

K- símbolo químico do potássio;
Kg –
quilograma;
Km –
quilômetro;
Kw –
quilowatt;
Kl –
quilolitro;
Kgm –
quilogrâmetro;
Kr –
símbolo químico do criptônio;
Kwh –
quilowatt-hora

Com os nomes próprios personativos e locativos estrangeiros e seus derivados como: Kafka, Kentucky, Kafkiano, Kentuckyano, Frankliniano, Kantismo, Kepleriano, Perkinismo, Kant, Kardec, Bismarck…

A letra W

1 – É substituída por “v” ou por “u” nos aportuguesamentos.

Exemplos:

Wermut (alemão)-vermute
Twiter (inglês)-tuiter

2 – Nos derivados vernáculos de nomes próprios estrangeiros:

Exemplos:

Darwin, darwinismo;
Wagner, wagneriano;
Zwinglianista…

3 – Como símbolo e abreviatura, usa-se:

Kw – quilowatt
W –
oeste ou tungstênio;
W –
watt
Ws –
watt-segundo

A letra Y

1 – É substituída pela letra “i” nas palavras aportuguesadas

Exemplos:

Boy (inglês) – bói
Yacht (inglês) – iate
Y (ítrio (ytrium)
Yd – jard
Yt – ytterbium

2 – Nos derivados de nomes próprios estrangeiros…

Exemplos: Byroniano, Taylorista, Maynardina, Disney, Disneylandia.

O “y” é empregado em matemática como uma das incógnitas algébricas.

Uso da Letra ” G “

a) As palavras de importação estrangeira, em cuja origem aparece o “G”:

Exemplos: Gim (ing.), ágio, (ital.), sege (fr.), geléia, herege…

b) As palavras em que há as terminações: ágio, égio, ígio, ógio e úgio:

Exemplos: Estágio, egrégio, remígio, relógio, refúgio.

c) As palavras com os sufixos verbais – ger, – gir:

Exemplos: Eleger, fingir, fugir, proteger, submergir

d) As palavras com o emprego do “G” depois da vogal inicial “A”:

Exemplos: Agente, ágil, agiota, agitar…

Uso da Letra ” H “

OBSERVAÇÃO:

Se o segundo elemento for ligado ao primeiro sem hífen: lobisomem.

a) Por força da etimologia:

Exemplos: Harpa, hindu, horta, humilde, hosana, hendecassílabo…

b) Bahia – nome de estado, os derivados, todavia, não são com “h”: baiana, baianada, baiano…

c) As palavras sofreram transformações com a queda do “h” nas palavras:

Exemplos: Iate, ontem, úmido, úmero…
Amá – lo – ei, ser – lhe – ei, trá – lo – ás.

Uso da Letra” E ” e do ” I “

a) Se o verbo termina em-oar ou em-uar, escreve-se com “e” no final das formas verbais.

Exemplos:

Abençoe (v. abençoar)
Aperfeiçoe (v. aperfeiçoar)
Continue (v. continuar)
Efetue (v. efetuar)

b) Se o verbo termina em-uir, escreve-se com “i” no final das formas verbais.

Exemplos:

Contribui (v. contribuir)
Influi (v. influir)
Possui (v. possuir)
Restitui (v. restituir)

Uso da Letra ” J “

a) As palavras de origem árabe, indígena, africana ou mesmo populares com sentido exótico, quando se sente o som palatal do “J”:

Exemplos: Alfanje, alforje, jibóia, jiló, jenipapo, pajé, jipe, jiu – jitsu, jirau, jingar, manjericão, jerivá,….

b) As palavras derivadas de outras escritas com “J” (Observe dentro dos parênteses):

Exemplos: Gorjeio, gorjear, gorjeta (de gorja), sarjeta (de sarja), lisonjear, lisonjeiro (de lisonja).

c) Nos substantivos sempre que a etimologia não justificar um “g”, represente – se o som palatal por “j”.

Exemplos: Arranje (arranjar), suja (sujar), viaje (viajar)…

e) substantivos vindos de verbos em “JAR”:

Exemplos: arranjo, sujeira, jia, jerico, manjerona, caçanje, …

Uso do ” CH “

1 – De “fl” e “pl” latinos para “ch”:

Exemplos: Chão, chave, cheirar, chorar, chuva, …

2 – As palavras vindas do francês:

Exemplos: Brocha, chalé, chapéu, , chefe, …

3 – As palavras vindas do espanhol:

Exemplos: Apetrecho, endicha, mochila, …

4 – As palavras oriundas do italiano:

Exemplos: Chusma, espadachim, flecha, salsicha, …

5 – As palavras oriundas do alemão e do inglês:

Exemplos: Chope, cheque, sanduíches, …

Uso do ” Ç ” e do ” C”

1 – De “T” para “”C”: (de absorto)

Exemplos:

absorção, (de alto)
alçar, (de canto)
canção, (de executar)
execução, (de redentor)
redenção, (de isento)
isenção, …

2 – De TER para TENÇÃO: (de abster)

Exemplos:

abstenção, (de ater)
atenção, (de deter)
detenção.

3 – As palavras com uso do “Ç” e “C” depois do ditongo: Foice, feição, traição, …

4 – As palavras com “Z” espanhol passou para “Ç”: (de azucar) – açúcar, (de danza) – dança, (de Suiza) – Suisça, …

5 – O “SC” passou para “C”: (de scientia – “sc” inicial do latim) – ciência, (de scena) – cena, (de scintillare – latim) – cintilar.

Uso do ” S ” com som de ” SE”

Os verbos tendo – ND – mudam para – NS – : (de pretender) – pretensão, pretensioso.

(de estender) – extensão.
(de ascender) – ascensional.
(de pender) pênsil, pensão
(de tender) – tensão
(de contender) – contensão.
(de distender) – distensão

Baseado na correlação de ” – ND para – NS”, você terá:

De RG – RS – (de aspergir) – aspersão, (de imergir) – imersão.
De RT – RS –
(de inverter) – inversão…

Concluindo os cognatos – “de PEL para PULS” – (de expelir) – expulsão; (de impelir) – impulsão.

“De CORR para CURS”: (de correr) – curso, (de discorrer) – discurso, assim como: excursão…

De SENT para SENS (de sentir) – senso, consenso, sensível.

2 – Havendo sufixo erudito ” -ense”:

Amazonense, paraense, riograndense, piauiense, espírito – santense.

Nos grupos “ist”, “ust” -misto, -mistura, justapor, justalinear…

Uso do ” S ” com som de ” Z “

1 – Os verbos formados de substantivos a que se acrescentam o sufixo verbal ” – ar”:

Analisar (de análise), avisar (de aviso), frisar (de friso), irisar (de íris), abusar (de abuso), pesquisar (de pesquisa)…

2 – As palavras de verbos que tenham ” – D”, mudando em ” – S”: Alusão, alusivo (de aludir), decisão, decisivo (de decidir)…

3 – As palavras formadas de verbos que tenham ” – ND”, mudando em ” – S”: Defesa (de defender), despesa (de despender), surpresa (de surpreender), empresa (de empreender), teso (de tender)…

NOTA – Os itens no.s 2 e 3 pela correção entre “S” e “D” e “S” e “ND” têm a base para o emprego de ” – S” com som de “Z” em palavras que representem a mesma característica.

4 – As palavras com títulos de nobreza escritas com “S”: Baronesa, duquesa, marquesa, princesa

5 – As palavras com substantivos gentílicos terminados em “S” no masculino: (chinês, inglês, português, francês, japonês, chinesa, inglesa, portuguesa, francesa, japonesa).

6 – As palavras que têm ditongo escreve – se “S”: Causa, coisa, lousa, maisena, Neusa, Sousa…

7 – As palavras depois da consoante “N”, quando o “S” é pronunciado com som de “Z” e vem antes de vogal: “transa”, transe, transação, trânsito, transitório.

8 – As palavras em formas verbais, cujo infinitivo não têm “Z”: Pus, puser, pusera, pusesse (de, por), quis, quiser, quisera, quisesse (de querer).

Sendo que se o infinitivo do verbo tiver “Z”, então escreve – se “Z” como: Fazer, fiz, fizer, fizesse, fizera. Dizer, dizia, dizerem…

9 – Os diminutivos formados de palavras primitivas contendo “S”:

Exemplos:

Luís, – Luisinho,
Rosa, – Rosinha,
Teresa, – Teresinha.

10 – As palavras vindas de substantivos (veja dentro dos parênteses):

(de burgo): burguesia, burguesa, burguês;
(de corte): cortesia, cortês;
(de campo): camponesa, camponês;

11 – As palavras femininas escritas com sufixo “ISA”: Papisa, pitonisa, sacerdotisa, poetisa.

Uso do ” SC “

Os termos eruditos latinos (emprestados) são escritos com “SC”, enquanto os populares (herdados) e os de formação vernácula se escrevem com “C”

Exemplos: arborescer, crescer, florescer, intumescer, presciência, rescindir…

Celso Pedro Luft, em seu livro Guia Ortográfico, disse: Ö desejável para a simplificação ortográfica seria substituir o dígrafo “SC” por “C”, em todos os casos como se fez com o “SC” inicial: cena, ciência, cintilar, …

Uso do ” SS “

a) De GRED para GRESS – (de agredir) agressão, agressivo; (de progredir) -progressão.

b) De PRIM para PRESS – (de imprimir) – impressão, (de oprimir) -opressão.

c) De TIR para SSÃO – (de admitir) -admissão, (de permitir) -permissão.

d) Do latim a palavra persona – pessoa – logo “RS – SS”;

Do latim a palavra – pérsico – pêssego.

e) Do latim a palavra “dixi” – disse, logo “X” – “SS”;

Do latim a palavra – sexaginta – sessenta.

f) As palavras em que há prefixo em vogal ou terminado por ela; logo, “SE” juntado a palavras que comecem por “S”, este deve ser dobrado, para se ter o tom de “SÊ” assilábico, assindeto, ressurgir, assindética, assimilado.

Uso da Letra ” X “

a) “x” – depois de “en” – enxada, enxovar, enxugar, enxaqueca, enxoval, …

EXCEÇÕES: encher, enchova, encharcar.

b) “x” – depois de “ME” inicial – mexer, mexicano, mexilhão , mexoalho…

c) O “x” com o som de “/ks/” anexar, fixação, óxido, paradoxo, bórax, clímax, índex, látex, tórax, táxi , fixo , nexo…

d) O dígrafo consonantal “XC” intervocálico:

EXCEÇÕES: excelência, excelso, excêntrica, excitar, …

Uso da Letra ” Z ”

1 – De “C” para “Z”: (de ácido) – azedo, (de ferocidade) – feroz, (de contumácia) – contumaz, (de felicidade), feliz, (de preço) – prezar, de vacivo – latim) – vazio, (de vicino – latim) – vizinho, (de velocidade) – veloz, …

2 – As palavras quando formadas entram como consoante de ligação (eufônica) para evitar um som desagradável: Cafezal, pazada, pezinho, …

3 – As palavras oriundas do latim em:

Acem – ecem – icem – ocem – ucem.
Capaz – mordaz – feliz – feroz – mordaz – luz.

4 – Coração

Corações + zinhos – coraçõezinhos
Carretel – carretéis + zinhos – carreteizinhos
Pão – pães + zinhos – pãezinhos

Porque – Por que – Por quê – Porquê

Você deve lembrar-se de que a palavra “que” será acentuada no final da frase.

Exemplo:

Você estudou o quê ?
A menina precisa de quê ?
O menino vive de quê ?

Escreve-se “porque”-junto e sem acento-sendo uma conjunção causal ou explicativa (= geralmente eqüivale a pois).

Exemplo:

Tirou uma ótima nota porque estudou muito ,
Estude, porque as provas estão próximas.
Estudo porque preciso.
Escreve-se “por que”-separado-

Refere-se a preposição “por” seguida de pronome relativo que-eqüivale a “pelo qual” e “flexões”.

Exemplo:

Este é o assunto por que estudas bem.

Referindo-se a preposição “por” seguida do pronome interrogativo “que”-quando depois dele vier escrita ou subentendida a palavra “razão”. Isto ocorrerá no final da frase e deverá ser acentuado

Exemplo:

Por que razão não estudou ?
Você precisa de quê ?
Maria faltou por quê ?
Pedro e Paulo não vieram por quê ?

No início da frase, fazendo-se uma pergunta.

Exemplo:

Por que chegou atrasado ?

Escreve-se “porquê”-junto e com acento-sendo um substantivo- neste caso estará precedido de artigo ou palavra determinante.

Exemplo:

Nem o Presidente sabe o porquê da corrupção.
Li pouco, eis o porquê da questão.
Tirou boa nota porque estudou. Eis o porquê.

Porque – Por que – Por quê – Porquê – Exemplos

Por que (separado e sem acento) é usado nos seguintes casos:

a. Nas frases interrogativas:

Por que o dólar subiu?
Por que o projeto foi rejeitado?
Por que as obras ainda não começaram?

b. Sempre que o sentido for “por que razão”, “por que motivo”, “a razão por que/pela qual”, “o motivo por que/pelo qual”, estejam essas palavras expressas ou subentendidas:

Não se sabe por que o império maia entrou em declínio.
O funcionário explicou por que havia faltado.
Esse é o motivo por que a reunião foi adiada.

Observação: Com esse sentido, por que é também usado nos títulos: Por que apoiar a proposta; Entenda por que o dólar subiu; e após as palavras daí e eis: Daí (Eis) por que a reunião foi adiada.

c. Quando equivaler a “por isto” ou a “pelo qual/pelos quais”, “pela qual/pelas quais”:

Torcemos por que tudo se resolva logo. (= torcemos por isto)

O Relator estava ansioso por que começasse a votação. (= ansioso por isto)

Muitos foram os perigos por que (pelos quais) passamos.

A causa por que (pela qual) tanto lutamos agora é lei.

Por quê (separado e com acento) é usado nos mesmos casos acima, mas somente quando incide no final da frase ou antes de ponto-e-vírgula ou dois-pontos (ou seja, quando se segue pausa longa):

O projeto foi rejeitado por quê?

Há pessoas que vivem insatisfeitas sem saber por quê. Eis por quê: por não saberem o que querem.

Na terapia gestalt, não se pergunta “por quê”; antes, indaga-se “para quê”.

Porque (junto e sem acento) é usado:

a. Para introduzir explicação, causa, motivo, podendo ser substituído por conjunções causais como pois, porquanto, visto que:

Traga agasalho, porque vai fazer frio. A reunião foi adiada porque faltou energia.
Porque ainda é cedo, proponho esperarmos um pouco mais.

b. Nas frases interrogativas a que se responde com “sim” ou “não”:

Ele não votou o projeto porque estava de licença? Essa medida provisória está na pauta de votação porque é urgente?

c. Como conjunção final (= para que), levando o verbo para o subjuntivo:

Rezo porque tudo corra bem. Não expressou sua opinião porque não desanimasse os colegas.

Observação: Contemporaneamente, para exprimir finalidade, objetivo, prefere-se usar para que em lugar de porque: Rezo para que tudo corra bem.

Porquê (junto e com acento) é sinônimo de motivo, causa, indagação.

Por ser substantivo, admite artigo e pode ir ao plural: Os considerandos são os porquês de um decreto.

O Relator explicou o porquê de cada emenda.

Qual é o porquê desta vez?

“Menos” ou “Menas”

Não se pode esquecer de que a palavra menos é invariável, sendo incorreto usar a palavra menas.

Exemplo:

Havia menos meninas na sala
de aula. (e não menas…)

Ponha menos água na bacia.
(e não menas…)

Mal ou Mau

Mau – seu antônimo é bom, ou seja, pode-se subentender a palavra bom no lugar de mau-e é adjetivo.

Exemplo:

Era um mau momento.
Escolheu um mau aluno…
Refiro-me ao mau estudante…

Mal – seu antônimo é bem, ou seja, pode-se subentender a palavra bem, no lugar de mal-pode:

Funcionar como substantivo

O mal, às vezes, tem remédio.
O avô foi atacado por um mal incurável.

Eqüivalem a ” assim que”-sendo uma conjunção temporal.

Mal saiu, ele chegou.
Mal disse, o fato aconteceu

Funcionar como advérbio de modo

A menina se comportou mal.
O aluno leu mal.

Mais bem

Mais bem (mais mal) ou melhor (pior)

Observe que devemos usar mais bem (mais mal) quando essa expressão vem antes de um verbo no particípio.

Exemplo:

O estudante mais bem preparado também fica nervoso.
As casas mais mal construídas estão naquela rua.
Devemos usar melhor ou pior junto a verbos e (depois do particípio)

Exemplo:

Ninguém conhece melhor a saúde do doente do que o próprio médico.
A menina sente-se pior.

Há ou A

Está relacionado com a indicação de tempo.

Emprega-se:

Há-indicando tempo passado(eqüivale a faz)

Exemplo:

Há dez dias que o aluno não comparece
Há meses que ele estudou este assunto.

A

Indicando tempo futuro.

Exemplo:

Daqui a dois dias haverá reunião.
Ele chegará daqui a três dias.

Cessão – sessão – seção – secção

Cessão

Cessão-refere-se ao ato de ceder.

José fez cessão da percentagem recebida.
A cessão dos lotes para a construção do edifício .
Agradou a todos a cessão do terreno para construir O ginásio poliesportivo.

Sessão

Indica uma reunião.

Assistimos a uma sessão espírita
Aos deputados reuniram-se em sessão extraordinária.

Seção

Local de trabalho

Ele trabalha na seção de esporte.

Secção

Seccionar, cortar, parte de um todo.

Houve a secção horizontal do prisma.
Lemos a notícia na seccão de esportes.

A cerca de, acerca de ou há cerca de

A cerca de significa a uma distância.

Exemplo:

Vitória fica a cerca de uma hora , de carro , de Anchieta.
Governador Valadares fica a cerca de cinco horas de carro de Vitória.

Acerca de significa sobre

Exemplo:

Conversaram acerca de política salarial

Há cerca de significa que “faz ou existem” aproximadamente

Exemplo:

Moro nesta casa há cerca de nove anos
Há cerca de vinte e dois mil candidatos concorrentes às vagas do concurso.

Fonte: www.brazilianportugues.com/www.graudez.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Topônimo

PUBLICIDADE Definição Topônimo é um nome derivado do nome de um lugar. Topônimo é o …

Estrofe

Estrofe

Estrofe é um conjunto de versos. E Verso é cada linha do poema. As estrofes são separadas por espaços ...

Redação no ENEM

Redação no Enem

A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

QUESTION 1 You are managing a SharePoint farm in an Active Directory Domain Services (AD DS) domain. You need to configure a service account to use domain credentials. What should you do first? A. Configure the service account to use a domain user account. B. Register the domain credentials in the Farm Administrators group. C. Configure the service account to use a local user account. D. Register the domain credentials as a SharePoint managed account. Correct Answer: D Explanation QUESTION 2 A company named Contoso, Ltd. has a SharePoint farm. The farm has one Search service application configured. The Search service application contains five crawl databases, all of which contain content. Contoso plans to crawl knowledge base content from its partner company Litware, Inc. The knowledge base content must be stored in a dedicated crawl database. You need to configure crawling. What should you do? A. Add a crawl database that contains the Litware knowledge base to the existing Search service application. B. Provision a new Search service application. Configure the service application to crawl the Litware knowledge base content. C. Set the MaxCrawlDatabase parameter to 6. D. Create a dedicated Microsoft SQL Server instance for the Litware crawl database. Correct Answer: B Explanation Explanation/Reference: The maximum number of crawl databases is 5 per Search service application so we need another Search service application. This maximum limit is increased to 15 with an Office 2013 update but the question doesn't mention that this update is installed so we have to assume the question was written before the update was released. QUESTION 3 A company uses SharePoint 2013 Server as its intranet portal. The Marketing department publishes many news articles, press releases, and corporate communications to the intranet home page. You need to ensure that the Marketing department pages do not impact intranet performance. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. In Central Administration, set up a User Policy for the Super User and Super Reader accounts. B. Configure IIS to use the Super User and Super Reader accounts for caching. C. Use the Farm Configuration Wizard to configure the Super User and Super Reader accounts. D. Use Windows PowerShell to add the Super User and Super Reader accounts. Correct Answer: AD Explanation Explanation/Reference: A: The way to correct this problem is to first create two normal user accounts in AD. These are not service accounts. You could call them domain\superuser and domain\superreader, but of course that's up to you. The domain\superuser account needs to have a User Policy set for that gives it Full Control to the entire web application. D: If you are using any type of claims based authentication you will need to use Windows PowerShell. And Windows PowerShell is the hipper more modern and sustainable option anyway. If you are using classic mode authentication run the following cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "domain\superreader" $w.Update() If you are using claims based authentication run these cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "i:0#.w|domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "i:0#.w|domain\superreader" $w.Update() Note: * If you have a SharePoint Publishing site and you check the event viewer every once in a while you might see the https://www.pass4itsure.com/70-331.html following warning in there: Object Cache: The super user account utilized by the cache is not configured. This can increase the number of cache misses, which causes the page requests to consume unneccesary system resources. To configure the account use the following command 'stsadm -o setproperty -propertynameportalsuperuseraccount -propertyvalue account -urlwebappurl'. The account should be any account that has Full Control access to the SharePoint databases but is not an application pool account. Additional Data: Current default super user account: SHAREPOINT\system This means that the cache accounts for your web application aren't properly set and that there will be a lot of cache misses. If a cache miss occurs the page the user requested will have to be build up from scratch again. Files and information will be retrieved from the database and the file system and the page will be rendered. This means an extra hit on your SharePoint and database servers and a slower page load for your end user. Reference: Resolving "The super user account utilized by the cache is not configured." QUESTION 4 You are managing a SharePoint farm. Diagnostic logs are rapidly consuming disk space. You need to minimize the amount of log data written to the disk. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. Set the log event level to Information. B. Set the log event level to Verbose. C. Set the log trace level to Medium. D. Set the log trace level to Verbose. E. Set the log event level to Warning. F. Set the log trace level to Monitorable. Correct Answer: EF Explanation Explanation/Reference: E: Event Levels Warning, Level ID 50 Information, Level ID: 80 Verbose, Level ID: 100 F: Trace levels: Monitorable: 15 Medium: 50 Verbose: 100 Note: When using the Unified Logging System (ULS) APIs to define events or trace logs, one of the values you must supply is the ULS level. Levels are settings that indicate the severity of an event or trace and are also used for throttling, to prevent repetitive information from flooding the log files. Reference: Trace and Event Log Severity Levels QUESTION 5 A company's SharePoint environment contains three web applications. The root site collections of the web applications host the company intranet site, My Sites, and a Document Center. SharePoint is configured to restrict the default file types, which prevents users from uploading Microsoft Outlook Personal Folder (.pst) files. The company plans to require employees to maintain copies of their .pst files in their My Site libraries. You need to ensure that employees can upload .pst files to My Site libraries. In which location should you remove .pst files https://www.pass4itsure.com/70-342.html from the blocked file types? A. The File Types area of the Search service application section of Central Administration B. The General Security page in the site settings for the site collection C. The Blocked File Types page in the site settings for the site collection D. The General Security section of the Security page of Central Administration Correct Answer: D Explanation