Breaking News
Home / Português / Conotação e Denotação

Conotação e Denotação

PUBLICIDADE

Conotação

Relação que se nota entre duas ou mais coisas. Sentido translado, ou subjacente, às vezes de teor subjetivo, que uma palavra ou expressão pode apresentar paralelamente à acepção em que é empregada.

É a propriedade que tem em termo de designar um ou mais seres, dando a conhecer alguma coisa das suas propriedades.

Conotativo

Diz- se de nomes que designam, junto com o sujeito, um atributo; diz-se de idéias e associações ligadas pela experiência individual ou coletiva, a uma palavra.

Denotação ( do latim denotatione )

Ato de denotar, sinal, indicação.

É a propriedade do termo que corresponde à extensão do conceito ( opõe- se à denotação ). Sua fisionomia denotava preocupação.

Suas ações denotam verdadeira amizade.

Denotamos muitas qualidades de estilo no poema.

Conotação e Denotação

Uma mensagem não é tão simples como nos parece.

Temos que observar o sentido da palavra nas frases.

Além de possuir significados diversos para diversas pessoas, tem também formas diferentes de significados.

O sentido DENOTATIVO é mais empregado na linguagem científica, em que se procura abordar os aspectos objetivos da realidade.

Há, pois, o sentido denotativo, que é, mais ou menos igual para todas as pessoas que falam a mesma língua.

É o sentido real, objetivo, aquele que é registrado nos dicionários.

O sentido CONOTATIVO é mais empregado na linguagem literária e afetiva, em que predomina o aspecto subjetivo.

E há também o sentido conotativo, ou seja, o significado emocional, sentimental de acordo com as experiências de cada um.

Observe o seguinte:

Podemos dizer uma frase empregando a mesma palavra, observando o conteúdo significativo dela.

Exemplos:

Há um desenho PREGADO no mural.

O menino ficou com os olhos PREGADOS na menina.

Você deve ter percebido que a palavra usada, empregada nos exemplos foi PREGADO.

No 1º exemplo você percebeu que a palavra PREGADO foi usada no sentido próprio, literal, comum. O dicionário registra pregado, fixado como pregos.

Logo podemos dizer que o sentido é denotativo, então houve denotação.

Já no 2º exemplo, a palavra PREGADOS assume um sentido figurado, paralelo, associativo a pregados, fixos, presos, ligados. Logo, neste caso temos o sentido conotativo, então houve conotação.

Podemos afirmar que:

1º – O sentido é real – então temos: denotação ou denotativo.

2º – O sentido é subjetivo – então temos: conotação ou conotativo.

Exemplos:

1 – Foice – instrumento agrícola ( denotação )
2 – Foice –
ideologia marxista ( conotação )
3 – Monstro –
ser extravagante, imaginado, mitologia ( denotação )
4 – Monstro –
pessoa cruel, pessoa inteligente ( gíria ) ( conotação )
5 – Ouro –
metal ( símbolo químico “Au “ ) ( denotação )
6 – Ouro –
riqueza, poderio, esplendor ( conotação )
7 –
Esticou um olho lá para a sala ( conotação )
8 –
O burro auxilia o homem ( denotação )
9 –
Que menino burro! ( conotação )
10 –
A rosa desabrochou. ( denotação )
11 –
Ela é uma rosa de bonita ( conotação )

Nos exemplos dados podemos dizer, afirmar que temos informações de modo objetivo, real. Não há palavras empregadas em sentido figurado nos exemplos números: 1, 3, 5, 8 e10.

Atenção:

Em jornais e revistas, usada para criar mensagens em que predomina a função denotativa.

Já nos exemplos 2, 4, 6, 7, 9 e 11, podemos dizer que temos informações de modo subjetivo, irreal, predomina a função conotativa

Conotação e Denotação – Definição

Denotação

Quando o emissor é objetivo ao expressar a mensagem, utiliza a linguagem denotativa, com função referencial. As palavras são empregadas em sua significação usual, literal, referindo-se a uma realidade concreta ou imaginária.

A denotação é encontrada em textos de natureza informativa, como textos jornalísticos ou científicos, visto que o emissor busca informar objetivamente o receptor.

Conotação

Quando o emissor e subjetivo na expressão da mensagem, utiliza uma linguagem conotativa, empregando as palavras em sentido figurado, diferente do significado usual descrito nos dicionários..

Quando a palavra é empregada em sentido figurado, conotativo, ela passa a pertencer a outro campo de significação, mais amplo e criativo.

A conotação utiliza-se das figuras de linguagem para valorizar o texto, tornando a linguagem mais expressiva.

Denotação e Conotação

Uma palavra ou signo compreende duas polaridades: o significado (conceito, a imagem mental abstrata) e o significante (concreto, gráfico, sonoro). Quando desconhecemos o significado de uma palavra, a significação não se completa, pois só o que compreendemos é o significante.

A palavra pode apresentar significados diversos dos encontrados no dicionário, conforme o contexto na qual está inserida. A essa pluralidade de significados dá-se o nome de polissemia.

Quando escrevemos, usamos o significado da palavra para expressar nossa idéias. Dessa maneira, um vocabulário bem escolhido transmite mais adequadamente a mensagem que codificamos.

Ao utilizar a linguagem verbal, o emissor pode expressar-se de modo claro, explícito, objetivo ou por uma linguagem particular, subjetiva, implícita, na qual palavras e expressões se revestem de novos significados, distantes daqueles que lhes são peculiares.

Conotação e Denotação – O que é

Denotação

È o emprego de uma palavra no seu sentido próprio (sentido denotativo).

Exemplo: O médico operou o coração do menino. Coração tem o sentido real.

Conotação

É o emprego de uma palavra em sentido figurado (sentido conotativo). É o sentido que a palavra adquire dentro de um contexto.

Exemplo: A Língua Portuguesa é o coração da cultura brasileira. Coração tem sentido figurado.

Conotação e Denotação – Diferença

As palavras podem ser empregadas em dois sentidos.

Denotativo: quando apresentam o sentido próprio do dicionário.Ex:Os adversários lutaram até o anoitecer.

Conotativo: quando tem um significado especial figurado.Ex:A criança lutava contra o sono.

A linguagem denominada Denotação se caracteriza pelo uso das palavras em sentido próprio, ou seja, pela relação direta entre as palavras e o que elas significam (ex.: Ele mora numa casa pequena – casa: “construção destinada a habitação”).

Na linguagem conotativa, por outro lado, as palavras são empregadas em sentido figurado, ou seja, a relação entre elas e o que elas significam é indireta, pois depende de associações por semelhança, proximidade, inclusão, etc. (ex.: A casa é fundamental na educação das crianças – casa: “lar”, “família”, pois, em sentido figurado, a palavra passou a indicar as pessoas que vivem nela).

Conotação e Denotação – Figura de Linguagem

Conotação é uma figura de linguagem, quando se precisa usar uma expressão comparativa para transmitir a idéia que se quer.

Exemplo: “Minha sogra é uma cobra.” Obviamente aqui a figura da “cobra” foi usada como metáfora para transmitir a idéia de que a “minha sogra” é uma pessoa cruel e traiçoeira…

Essa frase tem uma “conotação” maldosa

Denotação é a expressão de linguagem direta, que denota exatamente o que se quer transmitir.

Exemplo: “Minha sogra é uma mulher crudelíssima!”

Aqui foi usada uma expressão direta que não permite exige da imaginação do receptor para que a mensagem seja compreendida. “minha sogra” é uma mulher “muito cruel” e isso está explícito sem que seja necessário nenhuma outra equiparação semiótica.

Fonte: www.brazilianportugues.com/graudez.com.br

Veja também

Normas da ABNT

Normas da ABNT, Regras, Trabalho, Científico, Acadêmico, Monografia, Padrão, Modelo, Documento, Formatação, Quais são, Normas da ABNT

Sumário

Sumário, Associação Brasileira de Normas Técnicas, (ABNT), Visão, Deve Conter, Sumário

Regras da ABNT

Regras da ABNT

Regras da ABNT, Normas, Trabalho, Associação Brasileira de Normas Técnicas, Tese, Documentos, Elementos, Regras da ABNT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.