Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  acentuação gráfica página 2  Voltar

Acentuação Gráfica



Prosódia

São oxítonas

cateter, Cister, condor, masseter, mister (=necessário), negus (soberano etíope), Nobel, obus (peça de artilharia), novel (novato), ruim (hiato), sutil, ureter, xerox

São paroxítonas

alanos (povo bárbaro), alcácer (fortaleza), ambrosia (manjar delicioso), avaro, avito, aziago, barbaria, batavo (holandês), caracteres, celtiberos, cartomancia, ciclope, decano, diatribe (crítica), edito (lei, decreto), efebo (rapaz que chegou à puberdade), estrupido (grande estrondo), êxul (exilado), filantropo, fortuito (ditongo), gratuito (ditongo), homizio (refúgio), hosana, ibero, imbele (não belicoso), inaudito, látex, libido, luzidio, Madagáscar, maquinaria, matula (súcia; farnel), mercancia (mercadoria), misantropo, necropsia, nenúfar (planta), Normandia, onagro (jumento), ônix, opimo (excelente, abundante), penedia (rochedo), policromo, poliglota, pudico, quiromancia, recorde, refrega (peleja), rócio (orgulho), rubrica, ubíquo

São proparoxítonas

ádvena (forasteiro), aeródromo, aerólito, ágape (refeição dos antigos), álacre, álcali, alcíone, amálgama, anátema, andrógino, anêmona, antífona, antífrase, antístrofe, areópago, aríete, arquétipo, azáfama, bátega, bávaro, bímano, bólido (e), brâmane, cérbero, crisântemo, édito (ordem judicial), égide, elétrodo, etíope (hiato), fagócito, férula, gárrulo, hégira (j), idólatra, ímprobo, ínclito, ínterim, leucócito, lêvedo, ômega, périplo, plêiade, prófugo, protótipo, quadrúmano, revérbero, sátrapa, trânsfuga, vermífugo, zéfiro, zênite.

Admitem dupla prosódia

acróbata ou acrobata, anídrido ou anidrido, Bálcãs ou Balcãs, hieróglifo ou hieroglifo, homília ou homilia, Oceânia ou Oceania, ortoépia ou ortoepia, projétil ou projetil, réptil ou reptil, sáfari ou safari, sóror ou soror, homília ou homilia, zângão ou zangão.

Palavras átonas

Monossílabos - artigos (combinados ou não com preposições) / pronomes pessoais oblíquos átonos e pronomes relativos / certas preposições (a, de, em, com, por, sem, sem, sob, para) e suas combinações com artigo / certas conjunções (e, nem, ou, mas, que, se) / formas de tratamento (dom, frei, são...)

Dissílabos - preposição para, conjunções como e porque, partícula pelo (a/s)

Regras de acentuação

Monossílabos tônicos terminados em:

Oxítonos terminados em:

Paroxítonos terminados em:

Proparoxítonos

Todos são acentuados.

Ditongos abertos em qualquer posição de tonicidade

Acento diferencial aparece nas seguintes situações:

Observações

Alguns problemas de acentuação devem-se a vícios de fala ou pronúncia inadequada de algumas palavras.

Nos nomes compostos, considera-se a tonicidade da última palavra para efeito de classificação. As demais palavras que constituem o nome composto são ditas átonas.

Ex.:

Paroxítona

Os pronomes oblíquos átonos o/a/os/as podem transformar-se em lo/la/los/las ou no/na/nos/nas em função da terminação verbal. Quando os verbos terminam por R/S/Z ou no caso de mesóclise (R), geram acentuação se a forma verbal (sem o pronome) tiver seu acento justificado por alguma regra.

Ex.:

Fonte: www.graudez.com.br

Acentuação Gráfica

A Acentuação Gráfica tem como pré-requisito o conhecimento da pronúncia dos vocábulos em que fica clara a presença do acento tônico.

Desse modo, podemos aplicar, de início, uma regra geral, que já facilita o emprego do acento gráfico.

REGRA GERAL

Acentuam-se graficamente aqueles vocábulos que sem acento poderiam ser lidos ou então interpretados de outra forma.

Exemplos:

DICAS PARA UMA CONSULTA RÁPIDA

Se você tem alguma dúvida sobre a acentuação gráfica de uma palavra, siga as seguintes etapas:

1. Pronuncie a palavra bem devagar, procurando sentir onde se localiza o seu acento tônico, isto é, a sua sílaba mais forte. (Em relação à pronúncia e à correta acentuação tônica das palavras, consulte o link "ORTOEPIA E PROSÓDIA" desta página.)

2. Se a sílaba tônica estiver na última sílaba da palavra, esta será considerada uma palavra OXÍTONA; exemplos: caPUZ, uruBU, aMOR, etc.

3. Já se a sílaba tônica cair na penúltima sílaba, a palavra será PAROXÍTONA; exemplos: CAsa, cerTEza, GAlo, coRAgem, etc.

4. Por fim, estando a sílaba tônica na antepenúltima sílaba da palavra, esta se denominará PROPAROXÍTONA; exemplos: arquiPÉlago, reLÂMpago, CÔNcavo, etc.

5. Classificada a palavra quanto à posição de sua sílaba tônica, procure então nas regras abaixo se ela deverá receber um acento gráfico ou não, para a sua correta representação.

REGRAS BÁSICAS

Devem ser acentuados os MONOSSÍLABOS (palavras de uma só sílaba) TÔNICOS terminados em "a", "e", "o", seguidos ou não de s: pá, pé, nó, pás, pés, nós, etc.

Observação: Os monossílabos tônicos, terminados em "z", assim como todas as outras palavras da língua portuguesa terminadas com essa mesma letra, não são acentuados: luz, giz, dez... (compare os seguintes parônimos: nós/noz, pás/paz, vês/vez).

Também os monossílabos tônicos, terminados em "i" e "u", não recebem acento gráfico: pai, vai, boi, mau, pau, etc.

OXÍTONAS

Acentuam-se as palavras oxítonas terminadas em "a", "e", "o", seguidas ou não de s; e também com as terminações "em" e "ens".

Exemplos

Observações:

1. As formas verbais terminadas em "a", "e" e "o", seguidas dos pronomes la(s) ou lo(s) devem ser acentuadas.

Exemplos

2. Não se acentuam as oxítonas terminadas em:

PAROXÍTONAS

Não são acentuadas as paroxítonas terminadas em "a", "e", "o", seguidas ou não de s; e também as finalizadas com "em" e "ens".

Exemplos

São acentuadas as paroxítonas terminadas em:

_ r / x / n / l

Dica: Lembre-se das consoantes da palavra RouXiNoL

Exemplos

Observação: Entretanto, palavras como "pólen", "hífen", quando no plural (polens, hifens), não recebem o acento gráfico, porque nesta forma elas são regidas pela regra anterior. A palavra "hífen" possui ainda um outro plural que, no caso, é acentuado por ser proparoxítono: "hífenes".

_ i / is

Observação: Os prefixos paroxítonos, mesmo terminados em "i" ou "r", não são acentuados. Exemplos: semi, anti, hiper, super, etc.

_ ã / ão (seguidas ou não de S)

Observação: O til não é considerado acento gráfico, e sim uma marca de nasalidade.

Exemplos

_ ôo / ôos

Exemplos

_ ps

Exemplos

_ us / um / uns

Exemplos

_ ditongos orais, crescentes ou decrescentes, seguidos ou não de s.

Exemplos

PROPAROXÍTONAS

Todas as palavras proparoxítonas são acentuadas.

Exemplos

REGRAS GENÉRICAS

Além dessas regras vistas acima, que se baseiam na posição da sílaba tônica e na terminação, existem outras que levam em conta aspectos específicos da sonoridade das palavras.

Assim, são acentuadas as palavras com as seguintes características:

A) Quando possuírem ditongos abertos em sílaba tônica como "ei", "eu", "oi", seguidos ou não de s.

Exemplos

Observações:

1. Atente-se que se esses ditongos abertos não estiverem na sílaba tônica da palavra, eles não serão acentuados.

Exemplos: pasteiZInhos, chapeuZInho, anzoiZInhos, etc.

2. Se o ditongo apresentar timbre fechado, não haverá acento como em azeite, manteiga, judeu, hebreu, apoio, arroio, comboio, etc. Isso só vale para os ditongos "ei", "eu" e "oi", porque só com esses três ditongos pode haver a variação aberto/fechado. O ditongo "au", por exemplo, é sempre aberto (grau, nau, degrau, pau); por isso nunca será necessário diferenciá-lo de nada, ou seja, não será necessário acentuá-lo.

3. Em livros, jornais e outras publicações portuguesas em geral, só se verifica o acento nos ditongos "eu" e "oi", quando abertos e tônicos. No Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, publicado em 2001 pela Academia das Ciências de Lisboa, vocábulos como "herói", "jóia", "céu" e "véu", por exemplo, aparecem com acento agudo, o que não acontece com "assembleia", "ideia", "geleia", "traqueia", etc. E palavras como "enjôo" e "vôo", acentuadas no Brasil, em Portugal são escritas sem acento ("enjoo", "voo").

B) Quando a segunda vogal do hiato for "i" ou "u" tônicos, acompanhados ou não de s, haverá acento: saída, proíbo, faísca, caíste, saúva, viúva, balaústre, país, baú, Gravataí, Grajaú, juízes, raízes, etc.

Esta regra aplica-se também às formas verbais seguidas de lo(s) ou la(s): possuí-lo, distribuí-lo, substituí-lo, atraí-la, construí-los...

Observações:

1. Quando a vogal "i" ou a vogal "u" forem acompanhadas de outra letra que não seja s, não haverá acento: paul, Raul, cairmos, contribuinte...;

2. Se o "i" for seguido de "nh", não haverá acento como em: rainha, moinho, tainha, campainha, etc;

3. As formas verbais "possui", "sai", "cai", por exemplo, podem ou não aparecer acentuadas. Se forem a terceira pessoa do singular do presente do indicativo dos verbos possuir, sair, cair, elas não levarão acento: Ele/Ela possui, sai, cai. Se, no entanto, forem a primeira pessoa do singular do pretérito perfeito, as formas serão acentuadas: Eu possuí, saí, caí.

C) Quando certas palavras possuírem as formas "gue", "gui", "que", "qui", onde o "u" é pronunciado (sem constituir, porém, um hiato) como no caso de "averigüemos", "agüentar", "lingüiça", "seqüestro", "eqüino", "eqüilátero", "freqüente", "conseqüentemente", "delinqüente", "tranqüilo", "tranqüilidade", "qüinquagésimo", "qüinqüenal", "enxágüem", "pingüim", "argüição", "ambigüidade", esse "u", que é átono, receberá o trema. No entanto, quando o "u" for tônico, ele levará um acento agudo como em "averigúe", "argúe", "obliqúe", etc.

D) Existem ainda palavras com a possibilidade de dupla pronúncia, possuindo assim dupla possibilidade de acentuação, são elas:

ACENTO DIFERENCIAL

Apesar deste tipo de acento ter sido abolido pela lei 5.765, de 1971, existe ainda um único caso remanescente desse tipo de acento. Trata-se das formas do verbo PODER, onde no presente do indicativo não recebe acento gráfico: "Ele pode estudar sozinho"; mas no pretérito perfeito é acentuada: "Ela não pôde sair ontem à noite".

Há ainda algumas palavras que recebem acento diferencial de tonicidade, ou seja, são palavras que se escrevem com as mesmas letras (homografia), mas têm oposição tônica (tônica/átona).

Exemplos

Já o acento grave assinala a contração da preposição "a" com o artigo "a" e com os pronomes demonstrativos "aquele, aquela, aquilo".

Exemplos
VERBOS QUE POSSUEM COMPORTAMENTO PECULIAR QUANTO À ACENTUAÇÃO GRÁFICA

Os verbos "crer", "ler" e "ver", na terceira pessoa do singular do presente do indicativo (e o verbo "dar" no presente do subjuntivo), são monossílabos tônicos acentuados, tendo na terceira pessoa do plural o "e" dobrado e recebem acento no primeiro "e".

Exemplos

Ela crê em Deus fervorosamente / Elas crêem em Deus fervorosamente

Ana vê televisão o dia todo / Ana e suas amigas vêem televisão o dia todo

Carlos lê jornal diariamente / Carlos e seu pai lêem jornal diariamente

Todos esperam que Bruno dê o melhor de si no próximo jogo /

Todos esperam que os jogadores dêem o melhor de si no próximo jogo

Observação: O aspecto do "e" dobrado e do primeiro "e" ser acentuado na terceira pessoa do plural dos verbos mencionados acima também ocorre em seus compostos como "descrer", "rever", "reler", etc.

Exemplos

Eles descrêem na vida em outros planetas. À noite, muitas pessoas revêem suas ações durante o dia. Os escritores relêem várias vezes seus livros antes de publicá-los.

Os verbos "vir" e "ter", na terceira pessoa do singular, não são acentuados; entretanto, na terceira do plural recebem o acento circunflexo.

Exemplos

João vem de Brasília amanhã. Os deputados vêm de Brasília amanhã.

Ela tem um bom coração. Os jovens têm a vida em suas mãos.

Observação: Atente-se, no entanto, para os compostos desses verbos que recebem um acento agudo na terceira pessoa do singular, mas continuam com o acento circunflexo na terceira do plural.

Exemplos

O Banco Central, normalmente, intervém em bancos com dificuldades financeiras.

Os EUA intervêm, a todo momento, em assuntos que só dizem respeito a outros países.

Xuxa entretém as crianças sempre com muito carinho.

Os palhaços entretêm a platéia que se diverte a valer.

Fonte: intervox.nce.ufrj.br

Acentuação Gráfica

 Os acentos utilizados no português, hoje, são apenas o agudo (´) e o circunflexo (^). O acento grave (`) restringe-se a marcar o processo de crase. Não se trata, portanto, de um acento, propriamente, mas da indicação de um fato lingüístico.

 As regras para o uso dos acentos gráficos podem ser agrupadas em categorias, segundo a justificativa para seu emprego, o que facilita sobremodo a memorização.

Assim, temos acentos relacionados:

  1. à posição da sílaba tônica;
  2. à presença de hiatos;
  3. à presença de ditongos abertos;
  4. à diferenciação entre palavras;
  5. a formas verbais;
  6. à pronúncia do U nos dígrafos "GUI", "GUE", "QUI", "QUE".

Acentos relacionados à posição da sílaba tônica

 A tonicidade das palavras nos permite classíficá-las em:

(1) monossílabos tônicos (uma sílaba, e forte)

(2) oxítonas (força na última sílaba)

(3) paroxítonas (força na penúltima sílaba)

(4) proparoxítonas (força na antepenúltima sílaba).

Quanto à acentuação, devem ser assim acentuadas:

2. Acentos relacionados à presença de hiatos (vogais pronunciadas separadamente) em:

3. Ditongos Abertos

Acentos relacionados à presença de ditongos abertos ÉI,ÓI, ÉU.
Exemplos: papéis, heróis, véus.

4. Acentos diferenciais - vocábulos mais utilizados:

5. Acentos em formas verbais

6. Acento e trema

Fonte: www.pucrs.br

Acentuação Gráfica

SÍLABA

Vogal ou conjunto de fonemas que se pronunciam numa só emissão de voz:

Classificação das palavras quanto ao número de sílabas:

Monossílabo

Vocábulo formado por uma só sílaba.
Exemplo: mar, eu, é.

Dissílabos

Vocábulo formado por duas sílabas.
Exemplo: de-do, ca-fé, ba-ú.

Trissílabos

Vocábulo formado por três sílabas.
Exemplo: prín-ci-pe, lâm-pa-da, ó-cu-los.

Polissílabos

Vocábulo formado por quatro ou mais sílabas.
Exemplo: ma-ra-vi-lho-so, a-tro-pe-la-men-to, es-tú-pi-do.

Classificação das palavras quanto à acentuação:

Acentuação Tônica

Toda palavra tem uma sílaba que é pronunciada com mais intensidade que as outras. Essa sílaba é chamada de sílaba tônica. A sílaba tônica pode ocupar diferentes posições de acordo com essa colocação que pode ser classificada como: oxítona, paroxítona, proparoxítona e monossílaba tônica.

Os monossílabos podem ser:

Átonos (fracos)

Nunca são acentuados graficamente.
Exemplos: o, a, os, as, um, uns, me, te, se, lhe, lhes, nos, que, com, de, por, sem, sob, mas, nem, e.

Acentuam-se os que terminam em a(s), e(s), o(s), ão(s), ã(s), os ditongos abertos ói(s), éu(s), éi(s) e as formas verbais vêm e têm.
Exemplos: mar, sol, pó, fez, fé, bom, eu , tu, nós, vós, meu, teu, seu, mim, ti, si, dá, dês, pôs, dói, não, pão, sãos, cru, réis.

Os monossílabos podem ser

Os dissílabos, trissílabos e polissílabos podem ser:

Oxítonos

Sílaba tônica na última sílaba. Exemplo: café, ralé, oposição, aparar.

Paroxítonos

Sílaba tônica na penúltima sílaba. Exemplo: cônsul, fusível, vulnerável, falo, escuto, mesa, cadeira, felicidade.

Proparoxítonos

Sílaba tônica na antepenúltima sílaba. Exemplo: pároco, próximo, trôpego, histérico, nêspera.

Os dissílabos, trissílabos e polissílabos podem ser:

Oxítonos

Sílaba tônica na última sílaba.
Exemplo: café, ralé, oposição, aparar.

Paroxítonos

Sílaba tônica na penúltima sílaba.
Exemplo: cônsul, fusível, vulnerável, falo, escuto, mesa, cadeira, felicidade.

Proparoxítonos

Sílaba tônica na antepenúltima sílaba.
Exemplo: pároco, próximo, trôpego, histérico, nêspera.

Normas da Acentuação Gráfica

MONOSSÍLABOS TÔNICOS

São acentuados os terminados em A, E, O (com ou sem S no final). Exemplos: lá, nós, pé, mês, pó, ré.

OXÍTONOS

São acentuados os terminados em EM, ENS, A, E, O (com ou sem S no final).

Exemplos

A, AS: está, atrás, fubá. E,
ES: café, você, vocês.
O, OS: avó, compôs, paletós.
EM: também, amém, armazém, alguém.
ENS: deténs, parabéns, armazéns.

Quando a sílaba tônica é formada por ditongo aberto

Quando o I ou o U da sílaba tônica, não sendo seguido por letra diferente de S , faz hiato com a vogal da sílaba anterior:

ba-ú, da-í, Lu-ís, a-í, I-ta-ja-í, Ja-ú

Atenção: Não são acentuados: ju-iz, ra-iz, Ra-ul, ru-im, ca-iu

PAROXÍTONAS

São acentuados os terminados em L, N, R, X, PS, I, IS, U, US, , ÃS, ÃO, ÃOS,ON, NOS, UM ,UNS.

Exemplos

I, IS: táxi, tênis, júri, cútis
U, US: ônus, bônus
Ã, ÃS: ímã, órfãs
ÃO, ÃOS: sótão, bênçãos
ON, ONS: cólon, nêutrons
UM, UNS: álbum, álbuns
L, N, R, X, PS: fácil, cônsul, éden, hífen, pólen, abdômen, bíceps, fórceps, mártir, caráter, ônix, tórax.

Atenção: Não são acentuados os que terminam em ens: edens, hifens, abdomens. -ditongo crescente (seguido ou não de s: Flávia, Mário, cárie, gêmeo, óleo, tênue, água, régua, espontânea, crânio, mágoa, orquídea, árduo, mútuo, vídeo)

Quando a sílaba tônica é formada por ditongo aberto (éu, éi, ói): epopéica, celulóide, ovóide

Quando o I ou o u da sílaba tônica, não sendo seguido por nh, faz hiato com a vogal anterior, formando sozinho, ou com um s, uma sílaba:
a-mi-ú-de, ar-ca-ís-mo, ru-í-do, ca-ís-te, re-ú-ne, e-go-ís-mo, sa-í-da, vi-ú-va, ci-ú-me, ra-í-zes, ju-í-zes

Atenção:
Não são acentuados: mo-i-nho, ra-i-nha, cam-pa-i-nha, a-in-da, ca-ir-mos.

Quando a primeira vogal dos hiatos oo, ee (vogais repetidas) é tônica:
vê-em, crê-em, lê-em, dê-em, re-lê-em, vô-o, a-ben-çô-o

Confronte:
boa, garoa, voe, abençoe, coroa Atenção: põe, põem (pôr e seus compostos)

Atenção: põe, põem (pôr e seus compostos)

PROPAROXÍTONAS

Todos, sem exceção, são acentuados.

Encontros Vocálicos Ditongo - duas vogais em uma única sílaba (não se separam).
Exemplo: oi, sau-da-de, frei. Hiato - duas vogais em sílabas vizinhas.
Exemplo: saúde = sa-ú-de, coordenar = co-or-de-nar, faísca = fa-ís-ca.

Tritongo - três vogais em uma única sílaba (não se separam)
Exemplo: Paraguai = Pa-ra-guai, Jóquei = Jô-quei.

Casos especiais

1. Acento diferencial

-pôde ¹ pode ²: pretérito perfeito ¹ presente do verbo poder -pára ¹ para ²: presente do indicativo do verbo parar ¹

preposição ² -côa(s) ¹ coa(s) ²: presente do indicativo do verbo coar ¹ contração de com + a(s) ²

-péla(s) ¹ pela(s) ²: presente do indicativo do verbo pelar ou substantivo contração da preposição per + a(s) ²

-pêlo(s) ¹ pelo(s) ²: substantivo ¹ contração de per + o(s) ²

-péra ¹ pêra ² pera ³: substantivo (pedra) ¹ substantivo (fruta) ² forma arcaica da preposição para ³

-pólo(s) ¹ pôlo(s) ² polo(s)³ : substantivo ¹ (extremidade) substantivo ² (pássaro) contração de por + o(s) ³

-pôr ¹ por ²: verbo ¹ preposição ²

2. Til

Usado sobre a e o nasais: não, vão, cãs, cãibra (ou câimbra), mãe, afã, ímã, fã; nas formas verbais de pôr e seus compostos (põe, põem, depõe, compõem).

3.
Trema

Usado sobre a vogal u quando pronunciada mas átona, precedida de g ou q e seguida de e ou i:

tranqüilo, freqüentemente, averigüei, argüir, agüentar, lingüiça, cinqüenta, pingüim, delinqüência

Seu uso é facultativo em alguns casos:

Atenção: eqüino (relativo ao cavalo), equino (moldura curva ou arredondada)

4. Palavras compostas com elementos separados por hífen

Cada um tem autonomia fonética, morfológica e gráfica, seguindo as regras gerais:

anglo-itálico recém-chegado pós-homérico pré-história

Obs.: Os prefixos anti, semi, super, circum, inter, nuper e arqui não são acentuados.

5. Abreviaturas

O acento original se mantém:

6. Formas verbais

Considere cada parte como um todo e siga as regras gerais:

amá-lo = oxítono terminado em a + monossílabo átono

desejá-lo-íamos = oxítono terminado em a + monossílabo átono + proparoxítono

Confronte: resolvê-las-ias; predispô-los-ão; compô-la-ei; compô-la-ás; pô-lo-íeis.

Observe que as formas verbais terminadas em a recebem acento agudo e as terminadas em e e o, acento circunflexo.

Fonte: www.mundovestibular.com.br

Acentuação Gráfica

O português, assim como outras línguas neolatinas, apresenta acento gráfico. Sabemos que toda palavra da língua portuguesa de duas ou mais sílabas possui uma sílaba tônica.

Observe as sílabas tônicas das palavras arte, gentil, táxi e mocotó. Você constatou que a tonicidade recai sobre a sílaba inicial em arte, a final em gentil, a inicial em táxi e a final em mocotó.

Além disso, você notou que a sílaba tônica nem sempre recebe acento gráfico. Portanto, todas as palavras com duas ou mais sílabas terão acento tônico, mas nem sempre terão acento gráfico.

A tonicidade está para a oralidade (fala) assim como o acento gráfico está para a escrita (grafia).

1.Oxítonas

São assinaladas com acento agudo as palavras oxítonas que terminam em a, e e o abertos, e com acento circunflexo as que terminam em e e o fechados, seguidos ou não de s:

NOTA:

Incluem-se nesta regra os infinitivos seguidos dos pronomes oblíquos lo, la, los, las: dá-lo, matá-los, vendê-la, fê-las, compô-lo, pô-los etc.

OBSERVAÇÃO

Nunca se acentuam: (a) as oxítonas terminadas em i e u, e em consoantes - ali, caqui, rubi, bambu, rebu, urubu, sutil, clamor etc.; (b) os infinitivos em i, seguidos dos pronomes oblíquos lo, la, los, las - fi-lo, puni-la, reduzi-los, feri-las.

Acentuam-se sempre as oxítonas de duas ou mais sílabas terminadas em -em e -ens:

2. Paroxitonas - Assinalam-se com acento agudo ou circunflexo as paroxítonas terminadas em:

NOTAS

a) O substantivo éden faz o plural edens, sem o acento gráfico.

b) Os prefixos anti-, inter-, semi- e super-, embora paroxítonos, não são acentuados graficamente: anti-rábico, anti-séptico, inter-humano, inter-racial, semi-árido, semi-selvagem, super-homem, super-requintado.

c) Não se acentuam graficamente as paroxítonas apenas porque apresentam vogais tônicas abertas ou fechadas: espelho, famosa, medo, ontem, socorro, pires, tela etc.

3. Proparoxítona

Todas as proparoxítonas são acentuadas graficamente: abóbora, bússola, cântaro, dúvida, líquido, mérito, nórdico, política, relâmpago, têmpora etc.

4. Casos Especiais

Acentuam-se sempre os ditongos tônicos abertos éi, éu, ói: boléia, fiéis, idéia, céu, chapéu, véu, apóio, herói, caracóis etc.

Acentuam-se sempre o i e o u tônicos dos hiatos, quando estes formam sílabas sozinhas ou são seguidos de s: aí, balaústre, baú, egoísta, faísca, heroína, saída, saúde, viúvo, etc.

Acentua-se com acento circunflexo o primeiro o do hiato ôo, seguido ou não de s: abençôo, enjôo, corôo, perdôo, vôos etc.

Mantém-se o acento circunflexo do singular crê, dê, lê, vê nas formas do plural desses verbos - crêem, dêem, lêem, vêem - e de seus compostos - descrêem, desdêem, relêem, revêem etc.

Acentua-se com acento agudo o u tônico pronunciado precedido de g ou q e seguido de e ou i, com ou sem s: argúi, argúis, averigúe, averigúes, obliqúe, obliqúes etc.

Acentuam-se graficamente as palavras terminadas em ditongo oral átono, seguido ou não de s: área, ágeis, importância, jóquei, lírios, mágoa, extemporâneo, régua, tênue, túneis etc.

Emprega-se o trema no u que se pronuncia depois de g ou q, sempre que for seguido de e ou i: agüentar, argüição, ungüento, eloqüência, freqüente, tranqüilizante etc.

Emprega-se o til para indicar a nasalização de vogais: afã, coração, devoções, maçã, relação etc.

5. Acento Diferencial

O acento diferencial é utilizado para distingüir uma palavra de outra que se grafa de igual maneira. Usamos o acento diferencial - agudo ou circunflexo - nos vocábulos da coluna esquerda para diferenciar dos da direita:

(3.ª pessoa do sing. do pres. do ind. de parar) para (preposição)

(verbo pelar e subst.) pela/pelas (per + a/as)

(subst. e verbo pelar) pelo/pelos (per + o/os)

(arcaísmo-subst. pedra) pera (arcaísmo-prep. para)

(subst. fruto da pereira) pera (arcaísmo-prep. para)

(pret. perf. do ind. de poder) pode (pres. do ind. de poder)

(subst. eixo em torno do qual uma coisa gira) polo/polos (aglutinação da prep. por e dos arts. arcaicos lo/las)

(verbo) por (preposição)

Fonte: www.concursospublicosonline.com

voltar 1234avançar

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal