Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Glossário de Esgrima  Voltar

Glossário de Esgrima

ACÇÃO COMPOSTA: Acção executada em vários movimentos.

ACÇÃO SIMPLES: Acção executada em um único movimento, quer directo (na mesma linha), quer indirecto (numa outra linha).

ADVERSÁRIO: Esgrimista em situação de assalto. A FUNDO: Movimento usado para realizar um ataque.

AJUNTAMENTO: Posição na qual o esgrimista se encontra após ter esticado suas pernas e juntando os pés. O juntamento pode ser feito para trás ou para frente . É utilizado no cumprimento d'armas ou no fim da lição . Na contra ofensiva, por vezes , ele é combinado com um golpe de arresto.

ALTA: As linhas altas são a interna e a externa.

ALVO: Zona a atingir; relativamente á mão do adversário destingue-se uma zona alta e uma zona baixa.

ANÁLISE: Operação intelectual que consiste em decompor oralmente a frase d'armas para determinar qual dos dois esgrimistas é tocado.

ARBITRO: (Ou presidente); Director do combate.

ARRESTO: Acção contra-ofensiva simples . Contra-ataque bem-sucedido feito sobre uma acção de ataque de um adversário , antes de ele ter iniciado o último movimento.

ASSALTO: Face a face entre dois esgrimistas procurando tocar sem ser tocado.

ASSESSOR: Assistente do presidente do juri que vê os toques recebidos pelo atirador colocado de frente para si.

ATIRADOR: Esgrimista pronto a fazer ou fazendo assalto.

ATAQUE: Ação ofensiva inicial executada alongando o braço e com um movimento progressivo (a fundo,flecha, etc.) . Pode ser simples ou composto, "reforçado" por ações sobre o ferro adversário.

ATAQUE NO ATAQUE: Termo errado, utilizado em vez no contra-ataque.

ATAQUE COMPOSTO: O ataque é composto quando comporta uma ou mais fintas de ataque.

ATAQUE FALSO: Ataque simples ou composto , sem a intenção de tocar, destinado a fazer o adversário reagir para tirar partido de suas reações.

ATAQUE EM MARCHA: Dever-se-ia dizer :"Ataque por marcha e a fundo" ou "por marcha e flecha". Esta expressão decorre da cocisão de certos comandos um-dois em marcha , dobrar em marcha , em vez de : finta de desengajamento em marcha, engane as contras.

ATAQUE SIMPLES: Ação ofensiva, direta ou indireta , executada em um só tempo e coordenada com o a fundo , flecha ou marcha. Ele é direto quando executado na mesma linha , golpe direto ; indireto quando executado de uma linha para outra, seja por baixo ou por cima da lâmina adversária ( corte , desengajamento ). AVANÇADAS: (E)(S) Termo que define toda parte situada à frente da cabeça e do tronco (mão, ante-braço, etc.).

BAIXA: As linhas baixas são a interna ( de dentro ) e externa ( de fora ).

BALANCEIRO: Extremidade metálica que permite ligar e equilibrar a arma.

BALESTRA: Conjunção de um salto à frente seguido de a fundo.

BANDEIROLA:Termo específico que define a acção ofensiva executada sobre a parte alta oposta ao braço armado.

BARRAGE: Desempate entre dois ou mais atiradores de uma poule.

BATIMENTO: Acção de bater a lâmina adversa.

BOTÃO: Extremidade da lâmina terminando por uma parte mais grossa no florete e espada, na lâmina do sabre é revirada sobre ela mesma . Nas armas elétricas , o botão é chamado cabeça de ponta . / A extremidade boleada ou achatada de uma lâmina de esgrima.

BRAÇO ARMADO: Braço portador da arma . Salvo em caso de ferimento constatado, o esgrimista não pode trocar a arma de mão no curso do mesmo match. (RP)

CABEÇA: (S) Parte do alvo constituido pela parte superior da máscara . Dá seu nome ao ataque executado na máscara.

"CAPUZ": O arco de circulo metálico que liga , reforçado , a conquilha à extremidade da empunhadura.

CAVAR: Atacar , responder , contra-atacar cavando , é executar uma ação ofensiva ou contra-ofensiva com um deslocamento exagerado da mão na linha onde termina esta ação.

CEDUTA: ( Parada cedendo ) Parada utilizada unicamente contra as ofensivas por tomadas de ferro (ataque , respostas) . Parar cedendo consiste em desviar para o outro lado a lâmina do adversário arrebatendo-a (sem perder o contato) para outra linha diferente daquela onde deveria terminar o ataque.

CHAMADA: Pancada sonora dada com o pé de frente no terreno e que precede ou acompanha os movimentos de ataque.

CHICOTEAR: (da lâmina) Movimento descrito pela parte flexível da extremi dade da lâmina , imediatamente após a parada adversária.

CIRCULAR: As paradas circulares são chamadas "contra" e tomam o nome da linha nas quais são executadas . As paradas semi-circulares eram putrora denominadas meio-contras ou meio-circulos.

COBRIR: (se) Garantir-se da ponta ou do corte adversário com ajuda da lâmina, da guarda , ou com um deslocamento do ante-braço ou braço.

COMBATE APROXIMADO: Situação de assalto na qual os esgrimistas ficam a curta distância sem contato corporal.

CONTRA: Parada onde a ponta descreve um movimento circular para buscar a lâmina adversária para a linha oposta a linha ofensiva.

CONTRA-ARRESTO: (E) Contra-ataque executado sobre um contra-ataque adversário.

CONTRA-ATAQUE: Acção contra-ofensiva simples ou composta . Executado as vezes marchando ou recuando , esquivando , ou com meio a fundo.

CONTRA COUPÉ: Neologismo designado o escapar de uma mudança de engajamento do adversário , ou enganar de uma parada circular por um desengajamento.

CONTRA-DESENGAJAMENTO: Escapar de uma mudança de engajamento do adversário por um desengajamento.

CONTRA-OFENSIVA: Conjunto de ações executadas sobre a ofensiva adver sária.

CONTRA-RESPOSTA: Golpe executado após ter parado a resposta adversária . Ela pode ser simples , composta , por tomada de ferro , imediata ou a tempo perdido , executada estando a fundo , a pé firme , recuando , marchando , em flexa , ou com um deslocamento lateral . A segunda contra resposta é o golpe executado após ter parado a contra-resposta adversária.

CONTRA-TEMPO: Ação que consiste em neutralizar um contra-ataque adversário , por meio de uma parada e resposta, ou tomada de ferro.

CONVERSÃO: Ação de girar a mão , passar de supinação à pronação ou vice-versa , tanto na ofensiva ou na defensiva.

CONVITE: Gesto que consiste em se descobrir voluntariamente.

COQUILHA: Parte metálica circular e convexa destinada a proteger a mão.

CORPO A CORPO: Situação na qual os dois esgrimistas se encontram quando há um contato corporal , mesmo passageiro.

CORTE: (1) Ataque simples, passando a arma pela ponta adversária.Pode ser feito deslizando sobre a lâmina adversária . É executado na linha alta ou baixa.

CORTE: (2) Parte fina da lâmina ,oposta ao dorso, chamada também de talho.

CORTE: (Falso) O 1/3 superior da lâmina oposto ao corte,chamado também de contra-talho ou contra-corte.

CRUZAMENTO: Tomada de ferro onde apoderamos da lâmina adversária numa linha alta , para conduzi-la à linha baixa do mesmo lado . Ele pode ser executado de uma linha baixa à linha alta corrrespondente.

DEFENSIVA: Conjunto de ações destinadas a "bloquear" a ofensiva adversá ria , compreendendo: paradas , esquivas , os deloscamentos , etc.

DENTRO: As linhas de dentro , alta e baixa.

DESCENTRAÇÃO: Descentragem do orifíco reservado à passagem da espiga da lâmina.

DESENGAJAMENTO: Acção ofensiva simples, que consiste em deixar a linha na qual nos encontramos para tocar em outra. Começando na linha alta o desengajamento é feito por baixo da lâmina adversária; partindo da linha baixa, por cima.

DESENVOLVIMENTO: Extensão do braço armado seguido de a fundo.

DESLIZADA: Acção de deslizar o ferro adversário, alongando o braço para preparar e colocar um ataque.

DESLOCAMENTO: Movimento do atirador ao longo da pista.

DESTAQUE: Ataque simples feito com mudança de linha (pelo caminho mais curto), seguido de uma estocada directa.

DIAGONAL: (Parada) Parada feita de uma linha alta para a linha baixa oposta

DIRETA: (Parada) Parada executada sem sair da linha alta ou baixa com um deslocamento lateral de mão.

DISTÂNCIA: Intervalo que separa dois atiradores..

DOBRAR: (F) (E) Ação de enganar a parada circular.

DOIGTÉ: Qualidade que permite dosear as contrações e relaxamento dos dedos sobre o punho da arma, de forma a manejá-la com maior agilidade e velocidade.

DUPLO: (Golpe) Chamamos de golpe duplo o fato dos dois esgrimistas se toca rem juntos . Eles são , no florete e sabre , considerados pela aplicação das convenções . Na espada , ambos são declarados tocados.

ELIMINAÇÃO DIRECTA: Fórmula de competição em que os atiradores são eliminados depois de uma derrota (duas derrotas se houver repescagem).

EM GUARDA: A posição básica de esgrima que permite a um esgrimista ata car ou defender conforme o caso .

EMPUNHADURA ANATÔMICA: Qualquer empunhadura especialmente mol dada com apoios colocados para tornar mais fácil o controle da arma.

ENGAJAMENTO: Situação de duas lâminas em contato . Engajar consiste em tomar contato com a lâmina adversária . O duplo engajamento é a sucessão de dois engajamentos ou de duas mudanças de engajamento.

ENGAJAMENTO: (Mudança de) Mudar de engajamento é engajar oposta aquela onde nós estavamos.

ENGANAR: Subtrair a lâmina à parada adversária.

ENVOVIMENTO: Tomada de ferro pela qual nos apoderamos do ferro adver sário em uma linha para conduzi-lo , sem abandonar o contato de lâminas , a esta mesma linha , por um movimento circular de ponta.

ÉPÉE: Espada.

ESCAPAR: Acção ofensiva ou contra-ofensiva consistindo em subtrair a lâmina à iniciativa adversária ( ataque ao ferro ou tomada de ferro ).

ESCAPAR COM CONTATO: (E) O ferro é deixado em contato com a lâmina adversária para, então , ser subtraído antes do fim da tomada de ferro. ESCORREGEMENTO: marcha com escorregamento ( sem fazer ruido ) ; pro gressão de todo o pé da frente sobre o solo sem deixa-lo.

ESPADA: Uma das três armas usadas na esgrima moderna; inspirada na tradi cional espada de duelo.

ESPIGA: Prolongamento da lâmina que permite a montagem da conquilha, do punho e do pomo.

ESTOCADA: Termo antigo designando um golpe executado pela ponta da arma

ESQUIVA: Modo de evitarmos um golpe pelo deslocamento rápido do corpo.

FACE: (S) (à direira , à esquerda) Alvo situado da cada lado da mascara.

FERRO: Sinônimo de lâmina.

FERRO: (Ausência de..) Acção que consiste em deixar a lâmina adversária com a qual se estava em contato.

FERRO: (Ataques ao..) Ação executadas sobre a lâmina adversária . Compre endem : a batida , a pressão , e o forçamento.

FERRO: (Através do..) Os golpes ditos "através do ferro"são golpes mal para dos , os quais atingem ao mesmo tempo o alvo e a arma. Quando atingem a superfície válida eles são validos.

FERRO: (Tomadas de..) Ações nas quais se apodera da lâmina adversária dominado-a; elas podem ser combinadas com um golpe direto (ataque por toma da de ferro) ou seguidas de um ataque simples ou composto (preparação de ataque).Compreendem:a oposição, o cruzamento, o ligamento e o envolvimeto.

FINTA: Simulação de uma acção ofensiva ou contra-ofensiva, destinada a tirar partido de uma reacção ( ou ausência de reacção ) do adversário.

FINTA EM TEMPO: (S) Termo italiano, sinônimo de contra-ataque composto.

FLANCO: Alvo situado sob o braço , armado do esgrimista.

FLECHA: (da lâmina) Curvatura regular da lâmina, autorizada nas três armas. No sabre , plano perpendicular aquele do corte.

FLECHA: Progressão ofensiva consistindo em um desequilibrio do corpo para frente precedido de alongamento do braço e conjugado com uma explosão alternativa das pernas. / Ataque corrido , mais usado na espada e no sabre.

FLORETE: Uma das armas usadas na esgrima moderna; usada como arma de treino nos séculos XVII e XVIII.

FORA: As linhas de fora , alta e baixa.

FORÇAMENTO: Pressão prolongada,brusca e possante,executada deslizando o forte da lâmina.

FÓRMULA: Termo específico a esgrima que determina o desenrolar de uma competição . A fórmula pode ser: por poules, mista , com poules de 4, mista com repescagem , por eliminação direta com ou sem repescagem.

FORTE: Parte mais forte e espessa de uma lâmina,próxima ao copo (coquilha).

FORTE NO FRACO: Propriedade fundamental da defensiva , opor a parte forte da lâmina à parte fraca da lâmina adversária.

FRACA: Parte fina e flexível de uma lâmina.

FRASE D'ARMAS: Seqüência ininterrupta de ações ofensivas, defensivas e contra-ofensivas ao curso do combate.

GOLPE DIRETO: Ataque simples executado na linha a arma se encontra. É executado em linha aberta.

GOLPE DIRETO DE AUTORIDADE: Golpe direto executado na linha fecha da opondo o forte ao fraco.

GUARDA: Posição tomada pelo esgrimista mais favorável para estar pronto igualmente para a ofensiva , à defensiva ou à contra-ofensiva. Ponta alta ou baixa, porem sempre em direção ao alvo, a guarda pode ser curta ou longa , e sofrer modificações ao curso do combate, conforme a tática escolhida.

IMOBILIDADE: (Ataque da..) Ataque lançado sobre um adversário, a partir de uma atitude imóvel.

"IN QUARTATA": Termo italiano - esquiva realizada escondendo a linha de Quarta e contra atacando.

INTENÇÃO: (Segunda) É chamada a ação pela qual procuramos induzir o adversário ao erro na sua orientação tática.

JULGAMENTO: (do toque) decisão do Presidente de Juri sobre a prioridade , a validade ou anulação do toque.

LADO ABERTO: Na posição de esgrima, o lado do corpo contrário ao da mão armada. LÂMINA: Chapa delgada de metal,ou de outro material.A lâmina compreende três partes fucionais e a espiga - 1/3 fraco , 1/3 médio , 1/3 forte.

LIGAMENTO: Tomada de ferro aonde nos apoderamos da lâmina adversária para conduzi-la, progressivamente, de uma linha alta para a linha baixa oposta (ou vice-versa ).

LINHA: As linhas são porções do alvo consideradas em relação à lâmina do esgrimista.São quatro.

LINHA DE ENGAJAMENTO: A parte do alvo na qual a arma está engajada.

LINHAS ALTAS: Partes do corpo acima da mão armada, quando se está na posição de guarda.

LINHAS BAIXAS: Partes do corpo abaixo da mão armada, quando na posição de guarda.

LINHAS EXTERNAS: Partes do corpo correspondentes ao lado das costas de sua mão armada na posição de guarda.

LINHAS internas-esportes: Partes do corpo do lado da palma da mão armada na posição de guarda

MANGUETA - Alta: Alvo situado em cima do ante-braço armado.

MANGUETA - Baixa: Alvo situado em baixo do ante-braço armado.

MANGUETA - Externa: Alvo situado sobre à direita do ante-braço armado.

MANGUETA - Interna: Alvo situado sobre à esquerda do ante-braco armado.

MÃO: (F) Posição da mão na ofensiva . Outrora , a ofensiva era precisada em função da posição final da mão: dobrar em baixo - mão de segunda; desengaje, mão de sexta; etc.

MARCHA: A marcha é uma progressão do pé da frente , seguida de uma progressão do pé de trás.

MECANISMO: Conjunto de gestos adquiridos pela repetição do curso do ensinamento ou da pratica.

MEDIDA: Distância entre dois adversários quando em combate.

MEIO-CIRCULO: (F) (E) O meio-circulo é uma parada semi-circular que é feita partindo-se da posição de sexta ( ou terceira ) , levando a lâmina adversá ria para o alto. também chamada de sétima alta.

MEIA-VOLTA: Afastamento exterior do pé de trás que permite , por um deslocamento da superfície válida , evitar o golpe.

MUDA: (lição) Lição dada sem comando oral.

MUDE-BATA: Mudança de engajamento terminando por uma batida sobre a lâmina adversária.

MUDE-DESLIZA: Mudança de engajamento terminando por deslizada.

MUDE-FORCE: Mudança de engajamento terminando por forçamento.

MUDE-PRESSÃO: Mudança de engajamento terminando por pressão sobre a lâmina adversária.

OFENSIVA: Conjunto de ações destinadas a tocar o adversário.

OITAVA: (F) (E) Posição cobrindo a linha de fora , a ponta mais baixa que a mão colocada em supinação.

OPOSIÇÃO: Tomada de ferro na qual nos apoderamos da lâmina adversária, dominando-a progressivamente na mesma linha até o final da ofensiva.

OPOSIÇÃO: (Arresto por..) Acção contra-ofensiva executada fechando a linha onde terminao ataque.

OPOSIÇÃO: (Parada de..) Parada executada sem choque sobre a lâmina adver sária com manutenção do contato.

PARADA: Ação defensiva na qual o esgrimista desvia a arma do oponente. A parada dos golpes de ponta é a ação de se garantir de um golpe executado afastando com sua arma o ferro do oponente. A parada dos golpes de corte é a acção de bloquear com sua arma o ferro adversário . As paradas tomam os nomes das posições de esgrima onde são executadas . Quanto a execução podem ser tac, oposição ou cedendo.

PARADAS COMPOSTA ou MIXTA: Termo empregado por certos autores para definir uma sucessão de paradas usadas contra ações ofensivas compos tas.

PARADO: (Mal) (S) É dito que um golpe toca ao mesmo tempo o alvo e o ferro adversário . Sinônimo de "através do ferro"

PASSO DUPLO: (A frente) Movimento pelo qual avançamos sobre o oponente levando o pé de trás à frente do pé da frente.

PASSO DUPLO: (Atrás) Movimento pelo qual nos afastamos do adversário, levando o pé da frente atrás do pé de trás.

PÉ ELEVADO: (no) Enganar no pé elevado : expressão empregada para de signar um engane executado no final do a fundo.

PÉ FIRME: (a) Ataque a pé firme : termo erroneamente usado para designar um ataque efetuado com a fundo . Ao contrario , as paradas , as respostas , as contra-respostas podem ser executadas a pé firme, isto é , sem nenhum deslo camento dos pés.

PISTA: Parte delimitada do terreno na qual se desenvolve o combate.

PLASTRON: Vestimenta protetora a ser usada em competições sob a jaqueta. POMO: Extremidade metálica que permite fixar o punho e equilibrar a arma. O acabamento mais grosso do punho de uma arma.

POSIÇÕES: (F) (E) As posições são as colocações que a mão pode tomar nas quatro linhas. Estas posições são em número de oito: quatro em supinação ( 4, 6, 7 e 8 ) e quatro em pronação ( 1 , 2 , 3 e 5 )

POSIÇÕES: (S) No sabre , as posições são em número de seis: prima , 2, 3, 4, 5 e sexta.

PREPARAÇÕES: Movimentos da lâmina , do corpo ou das pernas, que prece dem a situação que temos a intenção de criar . Assim , existem à ofensiva, à defensiva e à contra-ofensiva.

PRESIDENTE: Árbitro , juiz ou diretor de combate.

PRESSÃO: Apoio lateral executado sobre a lâmina adversária tendo antes tomado contato com ela.

PRIMA: (F) (E) Posição que fecha a linha baixa de dentro (interior).

PRIMA: (S) Posição , ou parada , fechando o lado esquerdo (linha de dentro), ponta mais baixa que a mão , corte voltado à esquerda.

PRIORIDADE: Regras restritivas ao contra-ataque no florete e no sabre.

PRONAÇÃO: Posição da mão armada com os dedos voltados para baixo - normalmente usada quando da defesa das partes baixas da guarda.

PUNHO: Parte de madeira , metal , matéria plástica , destinado a segurar a arma.

QUARTA: (F) (E) Posição cobrindo a linha de dentro (alta) , a ponta mais alta que a mão , colocada em supinação.

QUARTA: (S) Posição cobrindo o lado (linha interna) esquerdo, a ponta mais alta que a mão , corte voltado à esquerda , polegar para cima.

QUINTA: (F) (E) Posição que fecha a linha interna alta, mão em pronação, a ponta mais alta que a mão.

QUINTA: (S) Posição que cobre a cabeça e as espaduas , mão à direita, palma voltada para a frente , corte para o alto , a lâmina sensivelmente horizontal.

RECUO: Deslocamento para trás destinado a nos afastar do adversário.

REDOBRAMENTO: Segunda acção ofensiva, simples ou composta, precedida ou não de acção sobre o ferro , executado em a fundo ou em flecha , após um retorno em guarda.

REMISE: Acção ofensiva simples imediata que se segue a uma primeira acção, sem encolher o braço, depois de uma parada ou recuo do adversário, seja por responder tardiamante, indirectamente ou por acção composta.

REPETIÇÃO: Segunda acção ofensiva. Ela pode ser simples , ou composta ou precedida da acções sobre o ferro do adversário. Ela é executada , geralmente, sobre os adversários que não respondem.

REPRISE (de ataque): Nova acção executada depois de voltar à guarda.

RESPOSTA: Movimento feito por um esgrimista após ter parado com sucesso um ataque do adversário . Pode ser imediata ou a tempo perdido; simples (direta ou indireta) ou composta ; por tomada de ferro ou não ; executada a pé firme ou coordenada com um deslocamento.

RITMO: (Mudança de..) Variação (aceleração ou desaceleração) do tempo de execução das ações.

SABRE: Uma das três armas usadas na esgrima moderna . Basicamente uma arma de corte e estocada para duelo , desenvolvida a partir de uma espada de cavalaria.

SALTO: Movimento que faz com o corpo e as pernas de um esgrimista sejam colocados a salvo do ataque do adversário.

SALTO ATRÁS: Tipo de salto terminando pela chegada simultânea dos dois pés ao solo.

SALTO À FRENTE: Tipo de salto à frente terminando pela chegada simultâ nea dos dois pés ao solo .

SANTELLI: (S) Mestre italiano que ensinou na Hungria,criador de um sistema defensivo chamado segundo sistema ( segunda , prima e quinta ).

SAUDAÇÃO: Gesto de civilidade feito no início e no fim de uma lição ou com bate. Este gesto pode ser endereçado ao adversário, ao diretor de combate, à asistência.

SEGUNDA: (F) (E) Posição que fecha a linha de fora (baixa) , com a mão em pronação e mais alta que a ponta.

SEGUNDA: (S) Posição que cobre o lado direito , tomada com a ponta mais baixa do que a mão , polegar à esquerda (para dentro) e o corte voltado para a direita (para fora).

SÉTIMA: (F) (E) Posição que cobre a linha de baixo (de dentro) , a ponta mais baixa que a mão (em supinação) . Sétima alta ou elevada (ver meio-círculo).

SEXTA: (F) (E) Posição cobrindo a linha de cima , ponta mais alta que a mão colocada em supinação . A guarda de sexta é considerada como a guarda tradi cional.

SIMULTÂNEAS: (Ações..) Ações lançadas ao mesmo tempo pelo dois adver sários.

SUPERFICIE: (válida) Referente a teoria da esgrima de florete, de sabre e de espada. (veja descrição detalhadas das armas para maiores informações).

SUPINAÇÃO: Posição da mão armada com os dedos virados para cima - normalmente usada quando se está protegendo as partes altas da guarda.

"TAC": Parada de "tac", isto é, afastar a lâmina adversária com uma batida.

TEMPO: (de esgrima) O tempo é , duração de uma ação ofensiva simples . O tempo é e tem sido sempre uma das convenções essenciais da esgrima de florete e no sabre.

TEMPO: (Golpe de..) Antigo termo substituido pela expressão "arresto por oposição".

TEMPO PERDIDO: (A..) Se diz de uma resposta que não é executada imedia tamente após a parada . Esta expressão é também empregada para a contra- resposta.

TERÇA: (F) (E) Posição que cobre a linha de cima e de fora, mao em pronação a ponta mais alta que a mão . A guarda de terça foi a unica usada até o fim do século XIX.

TERÇA: (S) Posição que cobre o lado direito , tomada com a ponta mais alta que a mão , o corte voltado para a direita , o polegar para cima.

TERÇO: Uma das três partes em que se divide a lâmina: primeiro terço junto à extremidade, segundo terço ou terço médio a meio, e terceiro terço junto do guarda-mão.

TOCAR: Atingir o adversário com a ponta ou com o corte de sua arma . Os combates são avaliados em toques dados e toques recebidos.

TOQUE NÃO VALIDO: Golpe que atinge o adversário fora da superfície válida para certo tipo de arma.

TOQUE VALIDO: Golpe executado sobre uma parte da superficie válida de acordo com as convenções determinadas para cada tipo de arma.

TOMADA DE FERRO: Acções nas quais se apodera da lâmina adversária dominado-a; elas podem ser combinadas com um golpe direto (ataque por toma da de ferro) ou seguidas de um ataque simples ou composto (preparação de ataque).Compreendem:a oposição, o cruzamento, o ligamento e o envolvimeto.

UM-DOIS: (F) (E) Enunciado abreviado de uma ação composta de uma finta de desengajamento , seguida de enganar de uma parada direta.

UM-DOIS-TRÊS: (F) (E) Enunciado abreviado de uma acção composta de uma finta de desengajamento , seguida de enganar de duas paradas diretas.

VENTRE: (S) Parte baixa esquerda da superfície válida.

VOLTA: Giro completo

Fonte: miguel.gomes.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal